Nas livrarias: “A Rainha de Chuteiras – Um Ano de Futebol na Inglaterra”, de Marcos Alvito.

https://www.facebook.com/editoraapicuri
https://www.facebook.com/editoraapicuri

Um antropólogo carioca – “Flamengo até morrer” – passou um ano no Reino Unido para fazer sua pesquisa sobre a paixão do inglês pelo futebol. O professor Marcos Alvito viu jogos até da Nona Divisão, amadora, mas conseguir ingresso para uma partida de Premier League que é bom, ah, você pode imaginar, isso é missão quase impossível. Tanto que numa de suas “voltas olímpicas” em torno dos estádios,  quase que como um reconhecimento do terreno, o pesquisador foi confundido com suspeito de terrorismo, parado e revistado pela polícia. Por outro lado, conseguiu entrar em jogos da Premier League para acompanhar o trabalho da Football Police Unit. Viu partidas no meio da galera – como a da torcida mais à direita dos estádios da Inglaterra, talvez do mundo.
O resultado dessa temporada do flamenguista Marcos Alvito na terra que inventou o Football Association é o livraço  A Rainha de Chuteiras – Um Ano de Futebol na Inglaterra (Apicuri Editora), que saiu em 2014. Ele é doutor em Antropologia e dá aula de História na UFF, mas o que gente lê é uma grande reportagem, em crônicas informativas e bem humoradas sobre esse ano que deve ter sido muito proveitoso para um apaixonado por futebol. A saber, Marcos Alvito trata da temporada 2007-2008, em que o Manchester United – então com o artilheiro Cristiano Ronaldo- foi campeão inglês e europeu, com o Chelsea vice nas duas competições. Mas vale demais a pena para quem  se interessa pelo futebol inglês. Muitas vezes com notas de rodapés explicando ou atualizando informações.

Rainha de ChuteirasPNG-500x500A Rainha de Chuteiras começa com uma breve história do futebol inglês – das origens do jogo até a criação da Premier League, em 1992. E depois começa a contar sua experiência para tentar acompanhar jogos num país onde quem tem “season ticket” – o carnê para toda a temporada – é quase rei. Desde que não se exceda muito, como o antropólogo brasileiro descobriu, em St James Park, a cidadela do Toon Army, a apaixonada torcida do Newcastle United.
Os cantos e gritos de guerra das torcidas, as rivalidades, os hooligans, o Covil do Leão (do Millwall), os fanzines, o excesso de jogadores estrangeiros, a dificuldade para formar uma boa seleção inglesa, as apostas, o Liverpool nos tempos da armada espanhola de Rafa Benítez, Old Trafford com Scholes, Tevez e CR7, o time fundado por torcedores do Manchester United insatisfeitos com a venda do clube (o FC United of Manchester), um Second City Derby (o dérbi de Birmingham, entre Aston Villa e Birmingham), a cultura dos pubs, o futebol na Escócia e no País de Gales e até o rugby e o cricket estão entre os temas de Marcos Alvito. Belíssimo trabalho, professor!

4 comentários sobre “Nas livrarias: “A Rainha de Chuteiras – Um Ano de Futebol na Inglaterra”, de Marcos Alvito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s