E a Taça Cinefoot 2018 foi para …

E a Taça Cinefoot 2018 foi para …

Documentários sobre ídolos da bola, grandes técnicos, torcidas, torcedores, seleções, clubes… da Portuguesa Santista à Chapecoense.

Futebol feminino.

Futebol de várzea.

E até ficção sobre futebol.

Terminou em São Paulo mais uma temporada do Cinefoot. E ao final das cinco rodadas, a Taça Cinefoot de melhor curta foi para “Todos Querem Colo-Colo”, do canal Peleja – uma bela reportagem de Murilo Megale, que foi a Santiago investigar a exploração do time mais popular do Chile pela ditadura Pinochet (1973-1990).
Filme completo aqui (vale muito a pena, são 17 minutos). Estádio Nacional, Carlos Caszely, eliminatórias da Copa de 1974, plebiscito sobre continuação do regime militar são alguns dos temas. Trailer abaixo:


Em segundo lugar na categoria curta, ficou a divertida comédia alemã “Um Bayern Diferente”.

A Taça Cinefoot de melhor longa foi para “Don Diego – Carne, Osso e Coração”, produção da SPFC Tv, canal oficial do tricolor paulista no You Tube. O doc aborda a despedida de Diego Lugano dos gramados. Sua relação com os demais jogadores, especialmente os mais jovens, num ano em que o São Paulo lutou pra não cair. Pode ser visto na íntegra neste link aqui. Trailer abaixo:

Outros premiados dentro do post. Continuar lendo “E a Taça Cinefoot 2018 foi para …”

A lista de Tite

A lista de Tite
facebook.com/CBF/

Corinthians e Grêmio, atuais campeões do Brasileirão e da Libertadores, respectivamente, também campeões em seus estados, são os únicos clubes brasileiros a ceder jogadores para a seleção brasileira que vai à Rússia. Todos atletas de defesa. O goleiro Cássio e o lateral Fagner, do Corinthians, e o zagueiro Geromel, do Grêmio.

Na Premier League, atuam seis jogadores: quatro no campeão Manchester City (Ederson, Danilo, Fernandinho, Gabriel Jesus), um no Liverpool (Roberto Firmino), um no Chelsea (Willian).

Disputam La Liga cinco convocados: Philippe Coutinho e Paulinho, do Barça, Marcelo e Casemiro, do Real, mais Filipe Luís, lateral do Atleti.

No campeonato francês, os três do campeão PSG: Neymar e os zagueiros Marquinhos e Thiago Silva.

Da série A italiana vem três também: o goleiro titular, Alisson, da Roma, o zagueiro Miranda, da Inter, e o atacante Douglas Costa, da Juve.

Até o campeonato ucraniano tem 2 na seleção: Fred e Taison, do Shakhtar.

Renato Augusto está no Beijing Guoan, da China.

Minuto de silêncio para Waldir Peres

23 de julho de 2017

O goleiro que se notabilizou pelas conquistas na decisão por pênaltis, não defendeu nenhuma cobrança no seu maior título. Mesmo assim, Waldir Peres foi o herói do São Paulo na decisão do Brasileirão de 1977, já em março de 1978, ao usar toda sua experiência e catimba para enervar ainda mais os jogadores do Galo, dono da casa e favorito ao título. Três atleticanos desperdiçaram suas cobranças. Antes de Diego Alves, ótima contratação do Flamengo 2017, de São Victor, de São Marcos, antes de Dida e Taffarel, Waldir Peres ficou famoso por históricas defesas de pênaltis. Na final do Paulistão de 1975, contra a Portuguesa, não sem muita manha, defendeu os chutes de Dicá e de Tatá (Wilsinho mandou para fora). E numa excursão da seleção brasileira à Europa, em 1981, pegou duas vezes o pênalti chutado pelo alemão Breitner (o juiz mandou voltar porque o brasileiro avançou; Waldir defendeu de novo). Boas atuações como a desse amistoso carimbaram o passaporte de Waldir Peres Arruda para a Espanha’82, como titular daquela espetacular seleção de Telê. O moço nascido em Garça, interior de S.Paulo, em 1951, calvície avançando ainda na faixa dos 20, também foi às Copas de 1974 e 1978, como reserva. A única derrota, por 3 a 2 para a Itália, a chamada tragédia do Sarrià (antigo estádio do Espanyol de Barcelona), quando o Brasil poderia empatar,  foi a última das 39 partidas de Waldir com a camisa da Seleção.

Continuar lendo “Minuto de silêncio para Waldir Peres”

João Saldanha | Os Subterrâneos do Futebol

Link da campanha: https://benfeitoria.com/joaosaldanha100anos

O três de julho marca o centenário de nascimento de João Saldanha, “o comentarista que o Brasil consagrou”, técnico do Botafogo (campeão carioca de 1957) e da Seleção nas Eliminatórias da Copa de 1970. A editora Lacre quer relançar o livro “Os Subterrâneos do Futebol” (1963). O projeto é de Sônia Saldanha (filha) e de Thereza Bulhões (terceira esposa). Para isso, está rolando uma campanha de crowdfunding, financiamento coletivo neste link aqui.

O livro, o único escrito pelo João Sem Medo, traz crônicas que envolvem Garrincha, Nilton Santos, Zagallo e outros craques, em estilo coloquial, como numa conversa de botequim, como eram as crônicas de Saldanha nos jornais, no rádio, na TV. Continuar lendo “João Saldanha | Os Subterrâneos do Futebol”

As camisas 2017 do Vasco e os 90 anos do caldeirão de São Januário.

As camisas 2017 do Vasco e os 90 anos do caldeirão de São Januário.

Neste 21 de abril em que o estádio de São Januário completou 90 anos, a Umbro apresentou os novos uniformes 1 e 2 do Vasco da Gama. Ambos contém homenagens ao aniversário do caldeirão cruzmaltino.
Em 2017, o novo primeiro uniforme do Vasco, preto, com a tradicional faixa diagonal branca na frente e nas costas, tem gola polo preta com detalhe em branco e chega às lojas com duas modelagens: game, igual à que os jogadores usam, e fan, mais confortável para os torcedores.

Dentro do post, os detalhes do segundo uniforme. Continuar lendo “As camisas 2017 do Vasco e os 90 anos do caldeirão de São Januário.”

“Geraldinos”, na última rodada da Mostra Cinefoot.

“Geraldinos”, na última rodada da Mostra Cinefoot.

“Geraldinos”, filme vencedor da Taça Cinefoot 2015 nas seleções carioca e paulista do festival de cinema de futebol, encerra a mostra Cinefoot, no Canal Brasil. Nesta sexta-feira, 22h, com reprise na terça-feira, 13h30. Vale a pena ver ou rever o doc, que também está disponível para aluguel no Now.

Continuar lendo ““Geraldinos”, na última rodada da Mostra Cinefoot.”

Camisas de times do interior

Camisas de times do interior

É neste sábado, das 10h às 17h, no vão central do Pacaembu! O vigésimo-primeiro Encontro de Colecionadores de Camisas  tem como tema os mantos sagrados de clubes do interior.
Vai ter varal e estandes exibindo umas 3.000 camisas,  segundo o Museu do Futebol, que promove o encontro em parceria com os sites Minhas Camisas e Colecionadores FC. Trocas são liberadas.

unnamed
As camisas do flyer: São Caetano, São Bento, União São João, São José, Grêmio Novorizontino, Ituano e Internacional de Limeira – todos clubes paulistas.

Continuar lendo “Camisas de times do interior”