Livro: “À Sombra de Gigantes”

Livro: “À Sombra de Gigantes”

Madri. Paris. Londres. Berlim. Lisboa. Cinco dos principais destinos turísticos na Europa. E mais: Munique, Hamburgo, Roterdã, Turim e Glasgow. Em 50 dias, o jornalista Leandro Vignoli, gaúcho de Canoas, acompanhou os jogos de treze clubes especiais, em 10 cidades, de 8 países europeus. O foco não eram os grandes como Real Madrid, PSG, Arsenal, Chelsea, Bayern ou Juve. Mas sim aqueles que lutam para sobreviver, “À Sombra de Gigantes – Uma Viagem ao Coração das Mais Famosas Pequenas Torcidas do Futebol Europeu” – título e subtítulo do livro recém-lançado por Vignoli.

facebook.com/asombradegigantes/

É interessante, bem escrito e tem muita informação. Os ídolos, a história dos clubes, os estádios, os bairros, o perfil dos torcedores, os rivais. Cada capítulo, um time: St. Pauli, Union Berlin, Munique 1860, Fulham, Millwall, Leyton Orient, Queen’s Park (Escócia), Sparta Rotterdam, Rayo Vallecano, Espanyol, Belenenses, Torino e Red Star, de Paris. Ou seja, a viagem de Leandro Vignoli (com muitas horas de ônibus, hospedagem em hostel e dale fast food, pra economizar) é a trip dos sonhos de quem usa a hashtag “Ódio Eterno ao Futebol Moderno” e qualquer louco por futebol alternativo. Com uma pergunta em mente. Por quê? Por que torcer para times que nunca ganham títulos, ou não ganham há muito tempo?

Continuar lendo “Livro: “À Sombra de Gigantes””

“Messi” Christmas *

Messi amarrava tranquilamente a chuteira direita, a mesma com que deu o passe para Aleix Vidal marcar o terceiro e último gol do Barcelona contra o Real Madrid, em #ElClásico.  O técnico blaugrana, Ernesto Valverde, olhava atentamente para o seu camisa 10- um olhar de profunda admiração, de reconhecimento (tipo “sem ele, eu estaria…”).

Minutos antes, Messi tinha marcado – de pênalti – seu 25º gol na história do clássico Barça-Madrid. Seguido por mais uma pose provocadora para as lentes dos fotógrafos credenciados e dos torcedores madridistas no Bernabéu. Que as redes sociais do Barcelona aproveitaram no Tweet que inspira o título do post.

Messi, Messi, Messi… é Deus no céu e ele na terra para o torcedor culé (na verdade, um pouco mais do que isso). Mas não foi só o argentino que jogou bem. Ter Stegen, Sergi Roberto, Busquets, Rakitic, Paulinho e Suárez, que abriu o placar, já no segundo tempo.

Um jogo com dois tempos distintos. No primeiro, o Real Madrid foi claramente superior. Cristiano Ronaldo deu uma furada inacreditável para um grande colecionador de Bolas de Ouro como o notável avançado português. Benzema perdeu oportunidade claríssima. Mas o Barça teve uma grande chance nessa primeira etapa. Lançamento açucarado de Messi para Paulinho, enfiado como um centroavante – “falso 9” qual o quê!.O chute do brasileiro parou na grande defesa de Keylor Navas.

Não sei o que Valverde falou no vestiário, porque na segunda etapa quase que só deu Barça. Terceira vitória seguida do Barça na casa do rival, levando em consideração jogos de La Liga.

A rodada 17 da liga espanhola reservou outros clássicos regionais. O Valencia, terceiro colocado, perdeu em casa para o Villarreal, num dérbi valenciano (a cidade de Villarreal está na mesma comunidade). Foi a segunda derrota seguida dos “ches”, desta feita no alçapão de Mestalla.

No clássico galego, vitória do visitante também. O Celta de Vigo foi a A Coruña e venceu o Deportivo por 3×1 no chamado “O Noso Derbi” (assim mesmo, em galego).

Messi e cia asseguraram o simbólico título de “campeão de inverno” e, mais do que isso, abrem 14 pontos de vantagem sobre o Real Madrid, só o quarto colocado (que podem ser 11, porque o bicampeão europeu e mundial ainda tem um jogo atrasado contra o Leganés).  São 9 pontos acima do vice-líder, o Atlético, que na véspera derrapou em Cornellà-El Prat contra o Espanyol. Continuar lendo ““Messi” Christmas *”

Próxima estacão: estádio Metropolitano

Atualizado em 20/09/2017

Abriu! Depois de mais de uma década de conversas sobre o Atlético de Madrid sair do Vicente Calderón, em Manzanares, e poucos anos de obras em La Peineta, um estádio olímpico, os rojiblancos estão de nova e moderna casa: o Wanda Metropolitano. Metade do nome é uma referência a um grupo chinês, parceiro do Atleti, e a segunda metade lembra o nome do estádio colchonero anterior ao Calderón: o Metropolitano.

]

  • Estádio Wanda Metropolitano
  • Capacidade: 68.000 pessoas
  • Custo: 310 milhões de euros
  • Inauguração: Atlético de Madrid 1×0 Málaga, 16 de setembro de 2017
  • Primeiro gol: Griezmann
    Agora o estádio mais moderno de Madri é o do Atlético. Que acaba de ser escolhido pela Uefa como sede da final da Champions 2019.

O Wanda Metropolitano tem 4 mil vagas de estacionamento e também pode ser axcessado pela estação Estádio Metropolitano, do Metrô de Madri. E 96 por cento dos assentos estão protegidos da chuva.

No seu entorno, o Paseo de Leyendas: 153 placas em homenagens a jogadores que atuaram 100 vezes ou mais com a camisa colchonera.

Dentro do post, um gostinho da nova megaloja do clube.

Rodada “dupla”

Rodada “dupla”

18 de março de 2017 entrou pra história de oito anos já do blog Fut Pop Clube. Visitamos dois estádios míticos de La Liga, em cidades diferentes, no mesmo dia. Na hora do almoço, o Eibar recebeu o Espanyol em Ipurua, que hoje, 14 de setembro completa 70 anos.  Ao cair da tarde, um dos dérbis bascos, em Mendizorrotza, em Vitoria-Gasteiz. Deportivo Alavés x Real Sociedad.

Olho no lance!

O calendário da rodada 28 de La Liga 2016-2017 ajudou. Deu tempo de sair de manhã de Vitoria-Gasteiz, na província basca de Álava (em euskera: Araba), com destino a Eibar, em outra província basca, Guipúzcoa (Guipuzkoa).

Não sem um tanto de emoção. Nada de carro alugado. Este “road-movie” foi de transporte público (os ônibus intermunicipais na Espanha costumam entrar em várias cidades para buscar passageiros).

Na estrada

Mais de uma hora e meia (quase duas!) e muitas paradas depois, chegamos a Eibar, em cima da hora do jogo do time da casa contra o Espanyol.  Por sorte, o estádio de Ipurua fica pertinho da parada de autobus. Tempo suficiente apenas para procurar a bilheteria em busca do ingresso (que certamente não seria conseguido assim tão facilmente em dia de dérbi e/ou partida contra Atlético, Barcelona ou Real Madrid). Era um sábado bem cinzento na cidade de uns 27 mil habitantes.

O setentão Ipurua foi inaugurado portanto em 14 de setembro de 1947 (a Sociedad Deportiva Eibar tem sete anos a mais).  Hoje tem capacidade para 8 mil pessoas. Pense que Messi e Cristiano Ronaldo jogam aqui. Para quem conhece a Rua Javari, em São Paulo, uma espécie de estádio Rodolfo Crespi, cercado de montanhas e prédios, um tantinho mais confortável, mas com o mesmo grande ambiente, a mesma atmosfera futbolera, em que os jogadores e o juiz vão ouvir qualquer xingamento dos torcedores, muuuito próximos do gramado.

E o gol! Kike, para o Eibar.

A partida de estreia do blog Fut Pop Clube em Ipurua terminou empatada. Eibar 1, Espanyol. No primeiro tempo, Kike marcou para o time azul e grená do país basco. No segundo tempo, José Jurado empatou para o time blanquiazul da Catalunha. Ambos na minha frente. Pé-quente… mas pé-quente pra quem?

Fim de jogo, uma pequena e única decepção da aventura por Ipurua: nada de lojinha do Eibar dentro ou fora do estádio.

Toca para a parada do busão. Mais hora e meia serpenteando por estradas e cidades bascas de volta a Vitoria-Gasteiz, para o dérbi entre Deportivo Alavés e a Real Sociedad, em outro estádio repleto de grande atmosfera para futebol, o Mendizorrotza. Fica um pouco complicado comparar, porque lá vi um clássico, que terminou com a vitória do Deportivo Alavés, com gol de um atacante brasileiro que agora os palmeirenses conhecem bem. Veja dentro do post o conteúdo que publiquei em março.

Mendizorrotza, a uns 59 km do Ipurua.

Continuar lendo “Rodada “dupla””

La Liga Santander 17-18

La Liga Santander 17-18

Saiu hoje a tabela do campeonato espanhol 2017-18. Os clássicos Barça-Madrid vão ser em 20 de dezembro, no Bernabéu, e em 6 de maio de 2018, antepenúltima rodada, no Camp Nou. Na primeira rodada, em um mês, no fim de semana de 19 e 20 de agosto teremos:

  • O Dépor recebe o todo poderoso Real Madrid de Zidane, campeão de Liga e Champions.
  • Levante x Villarreal
  • Celta x Real Sociedad
  • O Barça de Ernesto Valverde estreia na Liga recebendo o Betis. Com ou sem Neymar, eis a questão.
  • Leganés x Alavés
  • Sevilla x Espanyol
  • Athletic x Getafe
  • Málaga x Eibar
  • O caçula Girona faz seu primeiro jogo “ever” na 1ª divisão em casa, contra o Atlético de Madrid de escudo novo aí. Histórico!
  • Valencia x Las Palmas

Aliás, o Atlético de Madrid faz as 3 primeiras partidas fora, para estrear no estádio novo, Wanda Metropolitano, em 16 ou 17 de setembro, contra o Málaga. Confira o calendário todo aqui.

Já se conhecem os principais uniformes dos 20 clubes que vão disputar a temporada 17-18 de La Liga. A alemã adidas veste cinco clubes: o Real Madrid, o Valencia, a Real Sociedad, o Real Betis e o Celta de Vigo.  E a americana Nike, três: o Barça, o Atlético de Madrid e o Málaga.

A Joma fornece os uniformes de quatro clubes: Espanyol, Villarreal, Leganés e Getafe, de volta à La Liga.

O Athletic começa nesta temporada o contrato com a americana New Balance, que continua com o Sevilla. A italiana Macron fornece as #equipaciones do Dépor de La Coruña e do Levante, que também está de volta à primeira.

A Umbro volta à La Liga Santander com a camisa do Girona, clube catalão que estreia na primeira divisão. A marca espanhola Kelme acaba de começar o acordo com o Deportivo Alavés. A Puma Football mantém negócio com o Eibar. E a Acerbis continua a fazer os uniformes de Las Palmas.

Clique em qualquer imagem da galeria abaixo para ver os detalhes dos “home kits” dos 20 clubes da primeira espanhola em 2017-18.

Dentro do post, as segundas camisas e, quando disponíveis, os terceiros uniformes. Continuar lendo “La Liga Santander 17-18”

Novas camisetas do Dépor, cheias de referências a A Coruña e à Galícia.

Novas camisetas do Dépor, cheias de referências a A Coruña e à Galícia.

O Deportivo de La Coruña, que terminou a temporada 2016-17 de La Liga em 16º lugar (duas posições acima da zona que rebaixou Sporting de Gijón, Osasuna e Granada), lançou hoje suas três “equipaciones” para a temporada 2017-18. Depois de oito anos de contrato com a Lotto, que mandou alguns uniformes bem legais, o Dépor agora veste Macron, também italiana. O patrocinador principal continua a ser a cervejaria Estrella Galícia. E o estádio Riazor agora tem também o nome de outro patrocinador: Abanca-Riazor.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A primeira camisa apresenta listras blanquiazules bem mais grossas do que nos últimos anos – e como é praxe agora, costas numa cor só, no caso, azul (como isso descaracteriza o uniforme de um clube!). Confira o anúncio da campanha de lançamento da camiseta um, narrado em galego.


Curtiu? Veja também o segundo uniforme do Deportivo, em que a faixa diagonal azul é uma referência à bandeira da Galícia, como nas últimas temporadas com a Lotto. Mas a faixa esta mais grossa. A gola é polo. Maneiríssima, mesmo com as costas completamente lisas.

Away kit: Dépor 17-18 (Macron)

Continuar lendo “Novas camisetas do Dépor, cheias de referências a A Coruña e à Galícia.”

Os primeiros uniformes New Balance para o Athletic Club.

Os primeiros uniformes New Balance para o Athletic Club.

3 de julho de 2017

Depois de quatro temporadas com a Nike, o Athletic Club, de Bilbao, firmou contrato com outra empresa norte-americana, a New Balance Football, que lançou de uma vez, nesta segunda-feira, três uniformes para a temporada 17-18.

Vamos conferir primeiro os detalhes da camiseta titular, a rojiblanca, com gola polo -infelizmente, lisa nas costas, para visibilidade dos números e nomes dos jogadores.

Dentro do post, o segundo e o terceiro uniformes. Continuar lendo “Os primeiros uniformes New Balance para o Athletic Club.”