2014 + 2016

Deu Rio 2016! Na metade da próxima década, os olhos do mundo esportivo se voltarão para a Cidade Maravilhosa, que receberá uma final de Copa do Mundo e dois anos depois sediará os Jogos Olímpicos. O Rio de Janeiro (que tanto sofreu com a mudança da capital federal) terá uma oportunidade de ouro para avançar em setores como transporte de massa (pelo menos) e melhorar um pouco a vida de uma população sofrida. Estádios, ginásios, pistas estarão tinindo em 2016, não tenho dúvidas. Como impressionaram no Pan 2007: Maracanã e Maracanãzinho reformados, a Arena da Barra, as piscinas que levam o nome de Maria Lenk,  o velódromo… Pena que de lá pra cá tenham sido bem poucos os eventos esportivos nesses lugares. O Engenhão – um dos estádios mais modernos do país – ficou quase restrito ao futebol, apesar da belíssima pista de atletismo. Mas hoje é dia de dar parabéns ao Rio, que tem a faça e o queijo na mão para dar show em 2014 e 2016.

Fecha esta janela logo!

Faltam cinco dias para fechar a janela de transferência! O seu Juvenal Juvêncio falou que o São Paulo não venderá ninguém. O Palmeiras fechou a porta.  Será que o Galo segura Diego Tardelli? Do outro lado, será que o Cruzeiro perderá Kléber para o FC do Porto, depois de negociar Ramires e Wagner? Como a página do Expresso da Bola destacou, foi manchete do diário esportivo português A Bola. E o Blog do Marra notou que o gladiador poderia até manter a camisa 30 no Porto. Torcedores de todas as cores devem estar cruzando os dedos para que feche logo esta maldita janela- talvez bendita para os cofres esvaziados de nossos grandes clubes.

Bate-pronto com PVC, autor de “Bola Fora”

pvc novo livroEle comenta um monte de jogos e participa de vários programas dos canais ESPN (como Loucos por Futebol) e rádio Eldorado-ESPN. Atualiza blog. Escreve duas colunas semanais na Folha de S.Paulo: uma aos domingos  e outra na segunda, essa com a prancheta do PVC. PVCO jornalista Paulo Vincius Coelho acaba de lançar o livro Bola Fora, sobre o exôdo dos jogadores brasileiros.  Prontamente, cedeu a seguinte entrevista.
FUT POP CLUBE – No final do capítulo 3 de “Bola Fora”, você escreve que a venda de Zico para a Udinese, em 83, foi o “gol com que a Europa fechou o placar do jogo contra o Brasil”. O que dizer em 2009, quando o Brasil exporta 34  jogadores e jogadoras para o Vietnã, 13 para Angola, 11 pra Tailândia e por aí vai?

Paulo Vinicius Coelho – São situações diferentes. Hoje o Brasil exporta todo mundo. Naquele tempo, não exportava. A partir do caso Zico, do caso Falcão, de Júnior, Cerezo… A situação mudou. Foi o ponto de partida para chegarmos ao nível em que estamos.

NA SEQUÊNCIA, PVC FALA DE CALENDÁRIO, COPA DO MUNDO, RIO SEM MARACA E JORNALISMO ESPORTIVO. Continuar lendo “Bate-pronto com PVC, autor de “Bola Fora””

Jogo rápido com o PVC.

Continuação da entrevista com o jornalista Paulo Vinicius Coelho, o PVC, autor dos livros Bola Fora, Os 50 Maiores Jogos das Copas do Mundo e Jornalismo Esportivo.

FUT POP CLUBE- PVC, como todo mundo que vai ao “Loucos por Futebol” participa do teste do produto com nome ligado ao futebol que o Marcelo Duarte encontra, quem visita o Fut Pop Clube tem que preencher uma fichinha. É jogo rápido.

livro do PVCAlgum jogo da Copa 2006 entraria numa nova edição do livro “Os 50 Maiores Jogos das Copas do Mundo”?

PVC –  Portugal 1 x 0 Holanda, por ser o jogo com maior número de cartões da história das Copas. E Itália 2 x 0 Alemanha, pela dramaticidade da prorrogação.

Qual o maior jogo que você já viu, ao vivo ou em vídeo?

PVC –  Puxa vida… O jogo do ladrilheiro, Flamengo 2 x 1 Vasco, em 1981, é um jogo fantástico na minha memória. Aí, revi. Foi ruim.

Acho que o maior jogo foi Itália 4 x 3 Alemanha, em 1970.

E QUAL FOI A MAIOR ATUAÇÃO DE UM JOGADOR PARA O PVC? FUTSAL OU SOCIETY, BOTÃO OU GAME, 3-5-2 OU 4-4-2, O QUE ELE PREFERE? E O FILME, A MÚSICA E O LIVRO SOBRE FUTEBOL PREFERIDOS PELO COMENTARISTA. CLIQUE AQUI>>>

Continuar lendo “Jogo rápido com o PVC.”

Rodada verde

O Atlético Paranaense acabou com a série de vitórias do São Paulo com gol de Paulo Baier aos 41 do segundo tempo.  O camisa 10 do Furacão começou a jogada e apareceu sozinho na área para cabecear, antes de Rogério Ceni. Festa rubro-negra na Arena e alviverde pelo país, porque o Palmeiras chega ao clássico contra o tricolor, no Choque-rei de domingo que vem, 4 pontos na frente do arquirrival. E porque o Goiás superou o Peixe no Serra Dourada e assumiu o segundo lugar. A tabela lá em cima parece uma escadinha, de dois em dois degraus: Palmeiras 40 pontos; Goiás, 38; São Paulo, 36;  Avaí, 34. Avaí que fez 3×0 no Flamengo e poderia ter feito mais. E o Goiás? Gosto daquele atacante Felipe desde o Náutico. E agora, tem Fernandão, que estreou. Você acha que Goiás e Avaí terão fôlego para manter as belas campanhas e chegar á última rodada no top 4? JOGOS QUE FALTAM PARA OS 12 PRIMEIROSContinuar lendo “Rodada verde”