De Springsteen a Aerosmith e Guns, os shows no Parque Antarctica e Allianz Parque.

facebook.com/colunademusica
facebook.com/colunademusica

Não é de hoje, com todo o conforto do Allianz Parque, que a praça de esportes mais antiga da capital paulista abre as portas para os shows. Em suas últimas três décadas, o Parque Antarctica – o simpático Palestra Itália – também recebeu muitos roqueiros e sambistas. Aproveito a segunda passagem dos americanos do Aerosmith pelo estádio do Palmeiras, a primeira na ‘era Allianz’, para uma relação (certamente não completa – correções são bem vindas) dos shows neste Parque do rock! Este post não seria possível sem a colaboração de Bruno Alexandre, que foi historiador do Palmeiras, e Fábio Finelli, da assessoria de imprensa Press FC. Grazie!

FEAR OF THE DARK: Bruce Dickinson ainda com cabelão no primeiro show do Iron Maiden no estádio do Palmeiras, em 1992. Foto de SERGIO CAFFÉ, especial para o fanzine HEADLINE | acervo do blog FutPopClube.
FEAR OF THE DARK: Bruce Dickinson ainda com cabelão no primeiro show do Iron Maiden no estádio do Palmeiras, em 1992. Foto de SERGIO CAFFÉ, especial para o fanzine HEADLINE | acervo do blog FutPopClube.

ERA PARQUE ANTARCTICA Continuar lendo “De Springsteen a Aerosmith e Guns, os shows no Parque Antarctica e Allianz Parque.”

Britpop Football Club: as canções (oficiais ou não) das seleções do País de Gales e da Inglaterra.

facebook.com/manicstreetpreachers
Capa do single dos “Manics” com o hit da seleção de País de Gales. “Together Stronger” já tá esgotado! facebook.com/manicstreetpreachers
País de Gales (Adidas)
País de Gales (Adidas)

Escrevo o post no embalo dos cristalinos 3×0 do País de Gales (melhor do grupo B) sobre a seleção da Rússia, que está eliminada. ‘Together Stronger (C’mon Wales)’ , dos britpopers do Manic Street Preachers, é o hino oficial dos Dragons, a seleção galesa. O trio galês mandou bem e o clip tem bastante futebol e até a escalação do time liderado por Gareth Bale. A música tem a chancela da Football Association of Wales, que adotou a hashtag #TogetherStronger nas redes.

Muito legal!

O galático Gareth Bale ganhou música, não oficial, da banda indie Helen Love, para o campeonato europeu disputado na França

Em segundo lugar no grupo B, ficou a Inglaterra. Não encontrei uma canção oficial para o English Team nesta Euro 2016. Mas existe uma longa tradição de músicas feitas para embalar as seleções inglesas nos Mundiais e nas Eurocopas.

Inglaterra (Nike)
Inglaterra (Nike)

E direto da Madchester (cena alternativa de Manchester), o vocalista Shaun Ryder (Happy Mondays, Black Grape), não poderia ficar fora da Euro. Convocou o Kermit (parceiro de Black Grape) e os Djs Goldie e Paul Oakenfold. “Vestindo a camisa” dos Four Lions, eles gravaram a chicletuda “We Are England”, que basicamente diz: “Nós somos Inglaterra até morrer, até morrer”.

O Black Grape do red devil Shaun Ryder já tinha cantado a favor do English Team por causa da Euro 96: “England’s Irie“, com o Joe Strummer, que foi da seminal banda The Clash, e o ator Keith Allen (clique aqui). Também para a Euro 96, a banda Lightning Seeds (de Liverpool) compôs junto com os apresentadores David Baddiel e Frank Skinner a música ‘Three Lions (Football’s Coming Home) – já que o futebol que a gente conhece hoje nasceu na Inglaterra, onde aquela Euro foi disputada. Na Copa de 90,  World in Motion”, do New Order foi a canção oficial da seleção inglesa e o vídeo teve a participação de John Barnes e outros jogadores.
Se dependesse da quantidade de músicas de apoio, a Inglaterra estava feita nesta Euro… Curta abaixo a do quinteto The Lockerz, que pediu para a seleção trazer a taça de 2016 para casa.

Para a seleção da Irlanda do Norte, não achei um hino oficial. Mas uma canção beneficente (em prol da Cancer Fund For Children), foi gravada por Jinski: “Making Our Way to Paris” (paródia de ‘Living Next Door to Alice’, da Smokie).

Deu no Lance!: outra paródia faz sucesso nos estádios da Euro. Um torcedor do Wigan Athletic, Sean Kennedy, adaptou “Freed from Desire”, da italiana Gala. Virou “Will Grigg’s On Fire” para homenagear o atacante norte-irlandês Will Grigg, que jogou no Wigan. Ouça aqui.

Aguardem novos posts sobre o assunto. Já falamos das canções oficiais da Espanha e de Portugal, que você pode curtir e cantar junto – basta ver os vídeos dentro do post. Continuar lendo “Britpop Football Club: as canções (oficiais ou não) das seleções do País de Gales e da Inglaterra.”

Outra! Outra! Outra! Estopa em Múrcia, 28 de maio de 2016.

Outra! Outra! Outra! Estopa em Múrcia, 28 de maio de 2016.

Otra! Otra! Otra!

É assim que os espanhóis pedem bis, o nosso “mais um!” no fim dos shows. E o concerto do Estopa na cidade de Múrcia só começou depois que o Cristiano Ronaldo cobrou o último pênalti, que deu ao Real Madrid outro título de Champions League.

O gigante branco de Madri já é onze vezes campeão europeu. O público do show no Cuartel de Artilleria, em Múrcia, pode acompanhar mais uma final espanhola de Champions no telão bacana usado pelo Estopa nesta “gira” (turnê) Rumba A Lo Desconocido.

José e David Muñoz
José e David Muñoz: Estopa em noite de Champions

IMG_20160528_104457Os torcedores do Real Madrid eram grande maioria, mas também havia rojiblancos nunca deixando de acreditar em Múrcia. E quase deu pro Atlético, desta vez. Bom, assim que acabou a emocionante decisão, pano rápido, e corta pro show, que começou por volta de 23h45 e durou duas horas. Os caras apresentam mais ou menos metade das 12 canções do nono disco do Estopa (“Rumba A Lo Desconocido”), incluindo os hits “Gafas de Rosa”, “Pastillas para Dormir”, “Nadie Sabie”, “Estátual de Sal” e a balada “Ando Buscando”. Na nova turnê, não faltam os hits estoperos, de “Cacho a Cacho” (primeira do show, quando os irmãos saem de dentro de uma … máquina de lavar cenográfica) a “Como Camarón”, o ponto final deste showzão. Que também tem “Vino Tinto”, “Me Quedaré”, “Nasio Pa La Alegria”, “Pastillas de Freno, “Hemicraneal”, “Tu Calorro”, “Ya No Me Acuerdo” (esta com José nos vocais), “Destrangis in the Night”, “Mi Primera Cana”, “El Del Medio de Los Chichos”, “Me Falta Aliento”, “Poquito a Poco”, “La Raja de Tu Falda”, “Ojitos Rojos”, entre outras.

José Muñoz canta "Ya No Me Acuerdo"
José Muñoz canta “Ya No Me Acuerdo”

 

DSC09310Os irmãos David e José Muñoz são culés (torcedores do Barça), mas não deixaram de dar os parabéns ao Real Madrid, campeão europeu, e também ao “Super Atleti” – que fez bonito nessa Champions.  Continuar lendo “Outra! Outra! Outra! Estopa em Múrcia, 28 de maio de 2016.”

Alexia

fcbarcelona.com/football/feminine/women-a/
fcbarcelona.com/football/feminine/women-a/

A jovem catalã Alexia Putellas Segura, ainda vai fazer 22 anos agora em fevereiro de 2016, mas desde 2014 é a musa inspiradora de uma canção de um mega grupo brasileiro, o Skank. Já ouviu Alexia”, faixa que abre o álbum “Velocia”? É ela que o Samuel Rosa está, digamos, cantando. A letra fala de uma Barceloneta blaugrana (numa referência à praia mais conhecida da capital catalã) e narra, em bom português, um golaço de Alexia em 2013.

Capa da Revista Barça, janeiro de 20016 (reprodução)
Capa da Revista Barça, janeiro de 20016 (reprodução)

A lourinha que joga com a camisa 11 azul e grená agora saiu na capa da revista oficial do Barça, edição de janeiro de 2016, ao lado do Piqué. Infelizmente a revista é exclusiva dos sócios do clube (porque se vendesse por aí, seria show!). Esta edição mais recente, com Piqué e Alexia na capa, dedica páginas e mais páginas ao time feminino do Barça – que aliás é tetracampeão espanhol.

Dentro do post, confira uma performance do Skank tocando “Alexia” e o golaço da camisa 11, na final de 2013 da Copa de La Reina (versão da Copa do Rei pro futebol feminino). As garotas blaugranas venceram o Transportes Alcaine Prainsa Zaragoza, por quatro a zero.

Continuar lendo “Alexia”

Na rede: “Som das Torcidas”, primeira temporada.

O que Tim Maia (torcedor do América-Rio), o vascaíno Martinho da Vila, o flamenguista Ary Barroso, o Jack White do White Stripes e um sucesso de Bonnie Tyler têm a ver com os times da cidade de São Paulo? Músicas de artistas como esses (mais Luiz Gonzaga, Adoniran e até fado etc etc etc) foram adaptadas por torcidas paulistanas. A relação entre música popular e futebol, os hinos, os cantos,os mantras, as batidas das torcidas são assunto da série Som das Torcidas que depois de 70 podcasts chegou ao vídeo. bannermenor_SDT_estreia-730x360Cinco curtas sobre as torcidas de times paulistanos estão na primeira temporada do Som das Torcidas, que teve uma pré-estreia no CINEfoot e desde 1º de dezembro pode ser vista na íntegra no site do programa. O pessoal da Central3 começou a série visitando estádios e conversando com torcedores de Corinthians, Juventus, Palmeiras, Portuguesa e São Paulo para tratar da história, da origem e das referências das músicas cantadas nas arquibancadas. Bem legal o trabalho de pesquisa feito para os curtas por Leando Iamin, Matias Pinto e Paulo Júnior (Leandro e Paulo apresentam a versão em vídeo do Som das Torcidas). A direção dos 5 curtas é de Pedro Asbeg (premiado diretor de “Geraldinos”, “Democracia em Preto e Branco”). Que venham outras temporadas, em outras cidades, estados e, quem sabe, países!


Continuar lendo “Na rede: “Som das Torcidas”, primeira temporada.”

Rock e soul na tela

amyDuas dicas sobre música no cinema para esta semana.

Amy”, sobre a ascensão e o triste fim da talentosa cantora inglesa, já passou em alguns cinemas brasileiros e tem novas sessões nesta terça. Perturbador.

Já o concerto Roger Waters The Wall tem estreia mundial nesta terça-feira. Novas sessões sábado e domingo. O trailer está sensacional.

Continuar lendo “Rock e soul na tela”

Watford + Celtic

Este slideshow necessita de JavaScript.

Podemos dizer que tivemos uma espécie de Watford x Celtic no Palco Mundo do Rock in Rio neste domingo, terceiro dia da edição de 2015 do festival. Elton John é fanático pelo Watford, clube inglês que está de volta à Premier League. O hitmaker já foi presidente do Watford entre meados dos 70 e metade dos 80 e de novo no fim dos 90. Rod Stewart também é bastante chegado a futebol. É Celtic de carteirinha e não perde oportunidade para mostrar que o time dos católicos de Glasgow está no seu coração. No show deste domingo, a bateria tinha o escudo do Celtic, pegou uma bandeira do time, passou gols no telão…

https://www.facebook.com/rodstewart?fref=photo
https://www.facebook.com/rodstewart?fref=photo

Continuar lendo “Watford + Celtic”