Os novos uniformes do Chelsea e o Gorillaz de Damon Albarn, um Blur que é blue.

O atual campeão inglês também trocou de fornecedora. O Chelsea, que vestia adidas desde 2006, passa a usar Nike – corre que o acordo vale o dobro do que o de outro clube de Londres fisgado pela marca americana, o Tottenham Hotspur (veja post anterior). A campanha de lançamento dos uniformes 2017-18 do Chelsea teve jogadores blues como Hazard, Willian e David Luiz  e uma ajudinha do Gorillaz (o cantor Damon Albarn, também do Blur, é um fanático pelo Chelsea, o que pode ajudar a explicar um pouco daquela imensa rivalidade entre fãs de Marlene e Emilinha, digo, entre Blur e Oasis – os irmãos Gallagher são torcedores fanáticos do Manchester City).

Veja o vídeo de David Luiz “contracenando” com o 2D, o Damon Albarn do Gorillaz.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Uniforme dois dentro do post:

Continuar lendo “Os novos uniformes do Chelsea e o Gorillaz de Damon Albarn, um Blur que é blue.”

Supersonic

Supersonic

os_1sht_mech_27x40_final_rgb-203x300Enquanto o City de Guardiola passava maus bocados em Leicester (4-2), o festival SIM São Paulo exibia um documentário (muito bom) sobre a saudosa banda de dois irmãos fanáticos pelo time azul de Manchester. “Oasis: Supersonic”, cujo lançamento coincide com os 20 anos dos megaconcertos do grupo de Noel e Liam Gallagher em Knebworth – e também em Maine Road, antigo estádio dos citizens. Em especial Liam não perde uma chance de ser fotografado ou filmado com algum abrigo do City. Esses criadores de grandes hits (e de “algumas”  confusões) são fanáticos pelo MCFC. Sobram até algumas caneladas pros lados do West Ham em “Supersonic”, o doc.  Confira o trailer abaixo…
Continuar lendo “Supersonic”

Manchester City 2016-2017

Manchester City 2016-2017

Imagine trocar todo o visual de um time de futebol, tanto na internet, como no estádio, na sede, na papelada etc. O Manchester City começou a semana de roupa nova – o uniforme da Nike para a temporada 2016-2017 já saiu com o escudo redesenhado dos citizens  – e de técnico novo, Pep Guardiola. O treinador mais badalado do mundo,  tricampeão alemão pelo Bayern – sem falar nos catorze títulos da era Guardiola no Barça.

13568904_1076525139050760_246396041888193276_o
Home kit: Man City 16-17 (Nike)

Guardiola já tem reforços como o atacante Nolito (ex-Celta de Vigo), que fo cobiçado pelo Barça, e o meia Gundogan (ex-Borussia) que vão se juntar a astros como Agüero, David Silva, De Bruyne, Nasri, Navas, Sterling, Yaya Touré, o capitão Kompany. O treinador catalão bateu um papo com um torcedor ilustre e fanático do City, o roqueiro Noel Gallagher. Mandaram bem nas perguntas… Se você tem 20 minutos, vale conferir o vídeo abaixo, divulgado pelos citizens no You Tube (há legendas em espanhol).


Pra dar uma ajudinha ao Pep a cantar “Blue Moon”, um hino para os torcedores do Man City, (re)convocamos o irmão do Noel, o Liam Gallagher, que há cinco anos participou do lançamento da camisa 2011-12 do City (então vestido pela Umbro) e ao mesmo tempo lançou um single da sua banda Beady Eye. Continuar lendo “Manchester City 2016-2017”

Britpop Football Club: as canções (oficiais ou não) das seleções do País de Gales e da Inglaterra.

facebook.com/manicstreetpreachers
Capa do single dos “Manics” com o hit da seleção de País de Gales. “Together Stronger” já tá esgotado! facebook.com/manicstreetpreachers
País de Gales (Adidas)
País de Gales (Adidas)

Escrevo o post no embalo dos cristalinos 3×0 do País de Gales (melhor do grupo B) sobre a seleção da Rússia, que está eliminada. ‘Together Stronger (C’mon Wales)’ , dos britpopers do Manic Street Preachers, é o hino oficial dos Dragons, a seleção galesa. O trio galês mandou bem e o clip tem bastante futebol e até a escalação do time liderado por Gareth Bale. A música tem a chancela da Football Association of Wales, que adotou a hashtag #TogetherStronger nas redes.

Muito legal!

O galático Gareth Bale ganhou música, não oficial, da banda indie Helen Love, para o campeonato europeu disputado na França

Em segundo lugar no grupo B, ficou a Inglaterra. Não encontrei uma canção oficial para o English Team nesta Euro 2016. Mas existe uma longa tradição de músicas feitas para embalar as seleções inglesas nos Mundiais e nas Eurocopas.

Inglaterra (Nike)
Inglaterra (Nike)

E direto da Madchester (cena alternativa de Manchester), o vocalista Shaun Ryder (Happy Mondays, Black Grape), não poderia ficar fora da Euro. Convocou o Kermit (parceiro de Black Grape) e os Djs Goldie e Paul Oakenfold. “Vestindo a camisa” dos Four Lions, eles gravaram a chicletuda “We Are England”, que basicamente diz: “Nós somos Inglaterra até morrer, até morrer”.

O Black Grape do red devil Shaun Ryder já tinha cantado a favor do English Team por causa da Euro 96: “England’s Irie“, com o Joe Strummer, que foi da seminal banda The Clash, e o ator Keith Allen (clique aqui). Também para a Euro 96, a banda Lightning Seeds (de Liverpool) compôs junto com os apresentadores David Baddiel e Frank Skinner a música ‘Three Lions (Football’s Coming Home) – já que o futebol que a gente conhece hoje nasceu na Inglaterra, onde aquela Euro foi disputada. Na Copa de 90,  World in Motion”, do New Order foi a canção oficial da seleção inglesa e o vídeo teve a participação de John Barnes e outros jogadores.
Se dependesse da quantidade de músicas de apoio, a Inglaterra estava feita nesta Euro… Curta abaixo a do quinteto The Lockerz, que pediu para a seleção trazer a taça de 2016 para casa.

Para a seleção da Irlanda do Norte, não achei um hino oficial. Mas uma canção beneficente (em prol da Cancer Fund For Children), foi gravada por Jinski: “Making Our Way to Paris” (paródia de ‘Living Next Door to Alice’, da Smokie).

Deu no Lance!: outra paródia faz sucesso nos estádios da Euro. Um torcedor do Wigan Athletic, Sean Kennedy, adaptou “Freed from Desire”, da italiana Gala. Virou “Will Grigg’s On Fire” para homenagear o atacante norte-irlandês Will Grigg, que jogou no Wigan. Ouça aqui.

Aguardem novos posts sobre o assunto. Já falamos das canções oficiais da Espanha e de Portugal, que você pode curtir e cantar junto – basta ver os vídeos dentro do post. Continuar lendo “Britpop Football Club: as canções (oficiais ou não) das seleções do País de Gales e da Inglaterra.”

Kasabian Live! Live at the O2 – London 15/12/2011

O Kasabian é uma das atrações do Lolla Brasil em Interlagos e do Pepsi On Stage em POA neste começo de outono de 2015. A banda requisitada para trilhas de games e abertura de transmissçoes da Premier parece jogar em casa em arenas e estádios. O coro da galera na arena O2 ao fim de “L.S.F.”, do primeiro disco, poderia estar num refrão de jogo em Anfield Road, Old Trafford ou Wembley.

Coluna de Música | J.R. Lima

Kasabian Regular Stickers_Layout 1
Uma abertura de show visualmente impactante é o que se pode esperar de um vídeo de show do Kasabian. E é isto que entrega o DVD/Blu-Ray “Kasabian Live! Live at the O2 – London 15/12/2011″ (a ST2 lançou no Brasil.) Na primeira música, “Days are Forgotten” (um dos muitos singles do disco “Velociraptor!”), o vocalista Tom Meighan surge numa projeção de ondas sonoras no mega telão, seguindo a estética do clip da canção. A gente logo percebe que o guitarrista Sergio Pizzorno é o dono da bola. Tocando sua guitarra como um baixo, fazendo alguns vocais, agitando, soltando o gogó, o cara tem presença de palco, por certo.
Os carismáticos Meighan e Pizzorno são os craques de maior visibilidade desse time de Leicester, mas a cozinha rítmica (Chris Edwards + Ian Matthews) também manda bem demais. O baixista, especialmente, toca pesado, alto, por vezes lembrando…

Ver o post original 484 mais palavras

Revista do Manchester City fez homenagem ao Oasis.

(Depois da reportagem de João Castelo Branco, na ESPN Brasil)

https://www.facebook.com/mcfcofficial/
https://www.facebook.com/mcfcofficial/

Num dos jogões do campeonato inglês neste fim de semana (#MCIvsCHE), o Manchester City homenageou o cantor Liam Gallagher (Beady Eye, ex-Oasis), que fez aniversário neste domingo. O vocalista é um “citizen” fanático, como o irmão, Noel. Acima, vemos a capa de um suplemento de 16 páginas sobre o Oasis, que saiu no programa oficial da partidaça entre o City e o Chelsea, que terminou empatada (1×1).

Para o colecionador que se interessar, a revista tem o zagueiro Eliaquim Mangala na capa, e a empresa que publica os programas do Manchester City na Inglaterra remete para o exterior. Eis o link da editora: http://www.manchestercityprogrammes.co.uk/index.php. Aqui, o link para comprar esta edição com Mangala e os irmãos Gallagher.10710978_10154669509260455_911987781767676138_n
Um dos destaques desta partida foi o incansável Frank Lampard. O ex-ídolo do Chelsea foi negociado com o novo NYCFC, mas joga emprestado até o fim do ano no Man City (um dos sócios do novo time de Nova York). No jogaço de Manchester, o primeiro contra seu ex-clube, Lampard foi saudado até pelos torcedores do Chelsea.

Super Lampard! Super Frank Lampard!

Como quase sempre acontece nessas ocasiões, marcou um gol. E preferiu não comemorar.

Outro jogaço da rodada da Premier League, foi a histórica virada do Leicester City em cima do rival do City, o Manchester United. O United chegou a fazer 3×1, mas levou a virada: 5×3. Bem verdade que com a marcação de um pênalti pra lá de duvidoso no lance do brasileiro Rafael. Pênaltis…

E o baixista Geezer Butler, do Black Sabbath, um torcedor do Aston Villa, tuitou:

Continuar lendo “Revista do Manchester City fez homenagem ao Oasis.”

Leeds United, Lollapalooza e Kaiser Chiefs

leeds
Distintivo do Leeds United, time de coração dos caras da banda Kaiser Chiefs, um dos destaques dos três dias de rock do bom no festival Lollapalooza Brasil, que rolou neste fim de semana em São Paulo (meus pitacos sobre o show do Kaiser Chiefs estão aqui ó). O Leeds está na segunda divisão inglesa, mas tem tradição e títulos (3 da 1ª divisão, 1 Copa da Inglaterra, 1 Copa da Liga Inglesa, 1 Supercopa). Continuar lendo “Leeds United, Lollapalooza e Kaiser Chiefs”