Dez anos do milagre de Istambul. Três vira… 3 a 3 acaba. E o Liverpool ganhou sua quinta Copa da Europa nos pênaltis.


A final da Liga dos Campeões 2005, na Turquia, é considerada uma das decisões mais emocionantes da história. Dez anos atrás, numa galáxia não muito distante, o Milan de Carlo Ancelotti (será que volta, depois de sair do Real Madrid?) tinha uma seleção mundial, incluindo nomes como Dida, Cafu, Maldini, o raçudo Gattuso, Pirlo, Seedorf, Kaká, Crespo etc. Saiu na frente logo no começo, Maldini. Crespo fez mais dois, 3 a 0 no primeiro tempo. Balde de cerveja sem álcool para os torcedores dos Reds, em maioria no estádio Atatürk. Continuar lendo “Dez anos do milagre de Istambul. Três vira… 3 a 3 acaba. E o Liverpool ganhou sua quinta Copa da Europa nos pênaltis.”

A hora da despedida


Que festa emocionante o Liverpool e a fanática torcida dos Reds fizeram na despedida do capitão Steven Gerrard de Anfield. O camisa 8, que vai fazer 35 anos no final do mês, disputou ontem seu último jogo com a camisa vermelha no estádio do Liverpool. Assim que terminar a Premier League, Gerrard vai jogar pelo Los Angeles Galaxy, da Major League Soccer.

Na semana passada, até o Mourinho e a torcida do Chelsea aplaudiram a saída do jogador, no último clássico de SG8. Tá certo que o Gerrard ficou desconfiado, reclamou que no restante da partida a torcida azul pegou no pé dele. É do jogo.

https://www.facebook.com/BrasilLFC?fref=photo
https://www.facebook.com/BrasilLFC?fref=photo

Continuar lendo “A hora da despedida”

#LFCPostcards: designer cria cartões postais para cada jogo do Liverpool.

Publicado em 6 de janeiro de 2015

http://davewilldesign.com/
O capitão Gerrard, no cartão postal que Dave Will crou pra vitória do Liverpool contra o Ludogorets, campeão búlgaro, pela Champions 14-15: http://davewilldesign.com/

A ideia é muito bacana: resumir cada partida do Liverpool num cartão postal diferente. E a realização também: em cada arte, o designer gráfico Dave Will capricha como o capitão do Liverpool numa cobrança de falta. E o resultado é uma série de cards rica e bem variada, sempre com ilustrações e informações diferentes. Dave Will fez primeiro uma série de postais para toda a bela campanha do Liverpool na temporada 2013-2014, em que os Reds (ainda com o uruguaio Suárez) estiveram bem perto de reconquistar o título inglês. 38 jogos! Um lance altamente colecionável para os torcedores de carteirinha ou mesmo apenas simpatizantes do time, da Premier League e da arte ligada ao futebol! A jogada deu tão certo que Dave deixou de fazer os cartões só nas horas vagas, para se dedicar à sua própria empresa de design.


Na temporada 2014-2015, Dave Will continuou fazendo postais para os jogos do Liverpool tanto na Premier League como na Champions League.
O designer, que logicamente é torcedor do Liverpool desde criancinha, também fez trabalhos sobre o rival local dos Reds, o Everton.

Os cartões podem ser comprados em http://davewill.bigcartel.com/ . Alguns já estão esgotados!

O cartão preferido de Dave Will: Gerrard beiha a câmera depois da goleada contra o Man United : http://davewilldesign.com/
O cartão preferido de Dave Will: Gerrard beija a câmera depois da goleada contra o Man United : http://davewilldesign.com/

Num vídeo feito pelo LFC TV, canal de TV do Liverpool, Dave Will fala que o cartão postal que ele prefere é este daí de cima, o Gerrard de camisa branca beijando a câmera de TV, depois de marcar o 3º gol contra o Manchester United, na casa do grande rival, na temporada 13-14. Lembra da primeira vez que foi a Anfield, com a família. E diz que a grande influência para a série de cards foram posters de uma conhecida série de TV. Confira:
Continuar lendo “#LFCPostcards: designer cria cartões postais para cada jogo do Liverpool.”

Livro de 2014: “A Rainha de Chuteiras – Um Ano de Futebol na Inglaterra”, de Marcos Alvito.

https://www.facebook.com/editoraapicuri
https://www.facebook.com/editoraapicuri

Um antropólogo carioca – “Flamengo até morrer” – passou um ano no Reino Unido para fazer sua pesquisa sobre a paixão do inglês pelo futebol. O professor Marcos Alvito viu jogos até da Nona Divisão, amadora, mas conseguir ingresso para uma partida de Premier League que é bom, ah, você pode imaginar, isso é missão quase impossível. Tanto que numa de suas “voltas olímpicas” em torno dos estádios,  quase que como um reconhecimento do terreno, o pesquisador foi confundido com suspeito de terrorismo, parado e revistado pela polícia. Por outro lado, conseguiu entrar em jogos da Premier League para acompanhar o trabalho da Football Police Unit. Viu partidas no meio da galera – como a da torcida mais à direita dos estádios da Inglaterra, talvez do mundo.
O resultado dessa temporada do flamenguista Marcos Alvito na terra que inventou o Football Association é o livraço  A Rainha de Chuteiras – Um Ano de Futebol na Inglaterra (Apicuri Editora), que saiu em 2014. Ele é doutor em Antropologia e dá aula de História na UFF, mas o que gente lê é uma grande reportagem, em crônicas informativas e bem humoradas sobre esse ano que deve ter sido muito proveitoso para um apaixonado por futebol. A saber, Marcos Alvito trata da temporada 2007-2008, em que o Manchester United – então com o artilheiro Cristiano Ronaldo- foi campeão inglês e europeu, com o Chelsea vice nas duas competições. Mas vale demais a pena para quem  se interessa pelo futebol inglês. Muitas vezes com notas de rodapés explicando ou atualizando informações. Continuar lendo “Livro de 2014: “A Rainha de Chuteiras – Um Ano de Futebol na Inglaterra”, de Marcos Alvito.”

#YNWA: “One Night in Istanbul”.

https://www.facebook.com/oniimovie
https://www.facebook.com/oniimovie

Deu no site Futebol Marketing: estreou na Inglaterra “One Night in Istanbul, um filme de ficção que conta as aventuras de quatro torcedores do Liverpool rumo à histórica final da Champions League 2004-05: aquela em que o time de Gerrard, Rafa Benítez e cia saiu perdendo de 3×0 do Milan de Kaká, Pirlo, Seedorf,  Shevchenko, Crespo, Maldini, Nesta, Cafu, Dida, etc, buscou o empate e conquistou a ‘orelhuda’ nos pênaltis.
Veja o trailer dentro do post.

Continuar lendo “#YNWA: “One Night in Istanbul”.”

Liverpool 2014-2015.

Atualizado em agosto de 2014

https://www.facebook.com/LiverpoolFC
Lazar Markovic, o quarto reforço do Liverpool | https://www.facebook.com/LiverpoolFC
  • IN>: 10513507_689085487842962_3254236298610741861_nMario Balotelli (ex-Milan), Lazar Markovic (atacante, Benfica, seleção da Sérvia), Emre Can (meio-campo, Bayer Leverkusen; Alemanha sub-21), Rickie Lambert (atacante, Southampton, seleção inglesa), Adam Lallana (meio-campo, Southampton, seleção inglesa), Dejan Lovren (zagueiro, Croácia, mais um do Southampton!), Alberto Moreno (que defendia o Sevilla), Divock Origi (atacante, Bélgica, Lille). Javier Manquillo (lateral direito, emprestado pelo Atleti)
  • < OUT: Suárez (Barça), Pepe Reina (Bayern)
  • *Estrelas da companhia: Gerrard, Sturidge, Sterling, Philippe Coutinho, Pepe Reina, Daniel Agger, Kolo Touré, Sakho, Glen Johnson, Jordan Henderson, Lucas Leiva, Skrtel.
  • Técnico: Brendan Rodgers
  • Estádio: Anfield, 24ª maior média do mundo: 44.671 liverpudlians/jogo, 98% de ocupação.
  • Uniformes: o home kit (o tradicional vermelho) e o away kit (amarelo, como os de 1966, 1979-87, 97, 2000, 2004 e 2006) foram lançados pela fabricante Warrior no finzinho da temporada passada. O 3º uniforme é o escuro.

    Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo “Liverpool 2014-2015.”

Champions e Europa League

Pose para álbum  de figurinha do Steven Gerrard, camisa 8 e cérebro do Liverpool, que entrou no segundo tempo e marcou três gols na virada dos Reds sobre o Nápoli, na Liga Europa.  Hat-trick, ou triplete, como diriam na terra do ex-treinador de Gerrard, Rafa Benítez, vale espanta-mosquito aqui no blog. Bate Borisov, CSKA, Porto, Stuttgart e Zenit estão classificados para a proxima fase da Europa League.

Na Champions, avançaram para as oitavas o Bayern de Munique e Chelsea (os únicos com 100% de aproveitamento) e o Real Madrid, que buscou o empate em Milão depois da parcial virada à milanesa, cortesia do artilheiro Pippo Inzaghi. Eu queria esse 9 no meu time.

 

O jogo da vida “deles”: EUA 1×0 Inglaterra, em 1950…

duelo de campeões12 de junho de 2010: a tabela da Copa do Mundo programou o “match” Inglaterra x Estados Unidos, em Rustenburgo, África do Sul, pelo Grupo C.
Belo Horizonte, 29 de junho de 1950. Num jogo contra a Inglaterra, os Estados Unidos aprontaram uma das maiores zebras da história das Copas, no 1º mundial organizado no Brasil. A seleção americana de “soccer” derrotou os inventores do futebol por 1 a 0, no estádio Independência,  em Belo Horizonte. Gol de Gaetjens, um imigrante haitiano. A curta saga dessa seleção americana é romanceada no filme americano “Duelo de Campeões”, disponível em DVD– o título original, “The Game of Their Lives” (o jogo da vida deles) é mais legal.
Em 2010, a Inglaterra de Rooney, Lampard e Gerrard é uma das grandes favoritas da Copa do Mundo. Em 1950, o English Team também era. Só que a seleção americana na época foi armada quase às pressas, juntando atletas de Saint Louis e costa leste, segundo o filme.  Nos últimos anos, é capaz de complicar jogo para a seleção brasileira… Por aí dá para ter ideia da zebraça que foi EUA 1 x 0 Inglaterra em 1950.
“Duelo de Campeões”, ou “The Game of Their Lives”, tem algumas locações no Brasil. Vamos até descontar as cenas do duelo entre americanos e ingleses filmadas no estádio das Laranjeiras, no Rio, como se fosse o local da partida na vida real: o estádio Independência, de BH, que  existe até hoje.
É uma boa sessão da tarde, com aquele tom épico hollywoodiano. E pensando bem, o jogo da vida daqueles 11 entusiastas do “soccer” merecia mesmo virar filme.
ATUALIZANDO: EM 12/06/10, a Inglaterra marcou no começo do jogo, com o capitão Gerrard. Mas os EUA empataram num frango do goleiro Green. 1×1 em Rustenburgo. Já o goalkeeper americano, Tim Howard, que atua no Everton, da Premier League inglesa, foi eleito pela Fifa “man of the match”. O cara. O nome do jogo.
Leia também: doc sobre o New York Cosmos e outros filmes sobre futebol.

Bola de Ouro

Quatro craques do Barcelona, duas aquisições recentes dos galáticos, um do Chelsea, um do Liverpool, um da Inter de Milão e um do Manchester United concorrem ao Ballon d´Or, da revista France Football. No ano passado, deu Cristiano Ronaldo. E em 2007, Kaká. Pra você, quem merece mais o prêmio deste ano?

P.S.: nesta terça-feira, saiu o dono da Bola de Ouro 2009, da revista francesa. Deu Lionel Messi na cabeça.