A jovem Inglaterra para a Copa 2018

A jovem Inglaterra para a Copa 2018

Gostei de um vídeo da Footbal Association: a federação inglesa anunciou os 23 convocados pelo técnico Gareth Southgate para a Copa na Rússia com um clip divertido e bem produzido.


E não é só o vídeo da convocação que tem uma linguagem pra atrair a molecada. Jovem técnico, Southgate convocou um English Team com apenas cinco remanescentes do ‘grupo da morte’ no Mundial 2014, disputado aqui no Brasil. O Tottenham é o clube mais representado (5 jogadores dos Spurs), à frente do novo campeão inglês, Man City (quatro atletas), Man United (também quatro), Liverpool (dois do finalista da Champions foram chamados), Leicester (dois do antepenúltimo campeão inglês). O Chelsea, campeão da temporada passada, tem o experiente Cahill no time que vai à Rússia e mais o jovem Ruben Loftus-Cheek, emprestado ao Crystal Palace.Arsenal, Everton, Stoke, Burnley cederam um cada.
Goleiros:

  • Jack Butland, Stoke City, 25 anos
  • Jordan Pickford, Everton, 24 anos
  • Nick Pope, Burnley, 26 anos

Defensores:

  • Ashley Young, Manchester United, 33 anos
  • Gary Cahill, Chelsea, 33.
  • John Stones, Manchester City, 24.
  • Kieran Trippier, Tottenham Hotspur, 28 anos
  • Kyle Walker, Manchester City, 28 anos.
  • Danny Rose, Tottenham, 28 anos.
  • Fabian Delph, Manchester City, 29 anos
  • Harry Maguire, Leicester City, 25.
  • Phil Jones,Manchester United, 26 anos
  • Trent Alexander-Arnold, Liverpool,20 anos, chamado pela primeira vez para a seleção principal

Meio-campistas:

  • Eric Dier, do Tottenham, 24 anos.
  • Jesse Lingard, Manchester United, 26 anos
  • Ruben Loftus-Cheek, estava no Crystal Palace, emprestado pelo Chelsea, 22 anos
  • Jordan Henderson, Liverpool, 27
  • Dele Alli, Tottenham, 22 anos

Atacantes:

Deloitte Football Money League 2017: o Manchester United é o mais rico do mundo.

Deloitte Football Money League 2017: o Manchester United é o mais rico do mundo.
https://www2.deloitte.com/uk/en/pages/sports-business-group/articles/deloitte-football-money-league.html?id=gb:2sm:3tw:4dfml:5awa:6oth:20170119080000:duk2&linkId=33517873
As receitas, em milhões de euros: https://www2.deloitte.com/uk/

Saiu a edição 2017 do Deloitte Football Money League (DFML), e a novidade é a volta do Manchester United ao #1, superando Barça e Real Madrid. Só Real Madrid e Manchester United lideraram o relatório, em duas décadas de DFML. Mas os red devils não chegavam ao topo da ‘liga do dinheiro’ desde a temporada 2003/2004 (foram 11 relatórios seguidos com o Madrid na ponta). Em 2015-16, a receita dos diabos vermelhos foi de 689 milhões de euros – cifra$ recordes. Fruto dos grandes contratos (Chevrolet, adidas), direitos de transmissão, a grana que Old Trafford movimenta em dias de jogos (e fora deles!). E olha que o Man United não ganha a Premier League desde 2012-13 e a Champions desde 2007-08.

Na nova lista dos 20 mais ricos, estão ao todo oito clubes da Premier League: os dois de Manchester, quatro de Londres – Arsenal, Chelsea, Tottenham Hotspur e West Ham – o Liverpool e o Leicester, que entrou no Top 20 pela primeira vez. Há três clubes de La Liga até o 13º lugar (Barça, Real, Atlético). Três da Bundesliga até o 14º (Bayern, Borussia, Schalke). São quatro da série A italiana (Juve em 10º, Roma, Milan, Inter), um da liga francesa (Paris Saint-Germain) e um da liga russa (Zenit). Continuar lendo “Deloitte Football Money League 2017: o Manchester United é o mais rico do mundo.”

Football Money League 2016

IMG_20160121_072332Real Madrid e Barça são os times que geram mais dinheiro no planeta bola, segundo o 19º relatório Football Money League, da Deloitte, que leva em conta dados da temporada 2014-15 – aquela que terminou com o Barça levantando mais uma Champions League.

É a 11ª vez que o Real Madrid lidera a “liga do dinheiro”. Pulou de 549,5 milhões de euros pra 577 milhões de euros, entre receita comercial, direitos de TV e o que entra em dias de jogos . O Barça passou na frente do Manchester United e do Bayern, muito por causa da temporada em que ganhou quase tudo. A receita pulou de 484,8 milhões de euros para 560,8 milhões,

Os times da Premier League dominam o top 20 (são 9) e o top 30 (são 17). A Deloitte estima que a receita do Manchester United (volta à fase de grupos da Champions 2015-16, novos contratos) pode ultrapassar os gigantes de Madri e Barcelona no próximo ano.

 

Veja o top 20 na tabela. Olha aí o Paris Saint-Germain à frente do Bayern de Munique. O estádio é bem menor que os dos outros primeiros do ranking, mas o PSG arrecada muito com o departamento comercial (297 milhões de euros, contra 263 milhões do Man United, 278 do Bayer, 247 do Madrid e 244 do Barça). As novidades em relação ao relatório anterior são Roma e West Ham no Top 20.IMG_20160121_073655

Continuar lendo “Football Money League 2016”

Futebol inglês presta homenagem aos que caíram nas guerras

Os times ingleses entram em campo na rodada deste fim de semana com um símbolo de papoula nas camisas. Clique na galeria abaixo para ver em detalhe as camisas do Everton, Manchester United, Newcastle e West Ham usadas neste sábado, véspera do Remembrance Sunday – o segundo domingo de novembro é dedicado à  memória dos mortos nos combates.

12219379_10153487518577713_2852761744790312043_nOs times da Premier League colocaram ainda papoulas vermelhas ao lado dos escudinhos, nas imagens de perfil de suas contas no Facebook. É uma homenagem aos soldados britânicos mortos em serviço nas guerras, especialmente na Primeira e Segunda Grandes Guerras.
O Manchester United botou a papoula vermelha na frente de Old Trafford e publicou em seu site uma lista de homens que jogaram com a camisa do Newton Heath (primeiro nome do ManU) e já com o nome do United e depois morreram em combate. Continuar lendo “Futebol inglês presta homenagem aos que caíram nas guerras”

Price of Football

pof-logoQuanto um torcedor gasta para ver uma temporada toda do time de coração no estádio? A BBC Sport divulgou esta semana Price of Football, sua pesquisa anual sobre o custo de acompanhar um time no futebol europeu: ingresso para um jogo, carnê para a temporada toda, camisas oficiais, programas de jogos, chá e até um pedaço de torta, nos estádios britânicos (diferentes divisões, futebol feminino inclusive) e também custos para torcedores de outros 27 times europeus (da Espanha, Alemanha, Itália, Portugal, França, Noruega, Dinamarca e Suécia). O Swansea City foi o único time britânico que não quis participar da pesquisa da BBC.

Na Premier League, o torcedor do Arsenal é o que paga mais pra acompanhar os gunners no Emirates: 1.014 libras custa o carnê mais barato pra temporada e 2.013 libras o mais caro (o season ticket mais caro da liga inglesa). Custo de ingresso para um jogo só no Emirates Stadium: de 27 libras (12% abaixo da média da Premier League) a 97 libras (o ingresso mais caro do campeonato inglês).

O season ticket mais em conta é o oferecido pelo Stoke City, 294 libras, um pouco menos que o carnê de temporada mais barato pro torcedor citizen: 299 libras pra ver o Manchester City o ano todo.

Já as camisas variam de 40 libras (Bournemouth) a 60 libras (as novas do Manchester United).

Na segundona inglesa, a Championship, o ingresso pra temporada mais em conta varia de 135 (Reading) a 531 libras (Hull City).

Entre os 27 times da Europa continental pesquisados pela BBC Sport, o Barça e o Benfica apresentam os carnês mais baratos, um pouco menos de 74 libras por sócio pra acompanhar a #época completa. Enquanto isso, o torcedor da Juve paga no mínimo o equivalente a 320,90 libras pra entrar no Juventus Stadium durante toda a Serie A.

No Santiago Bernabéu, o sócio madridista paga o equivalente a 166,42 libras (no mínimo) até 1.305,99 libras (máximo) pelo carnê da temporada toda de La Liga.

No Camp Nou, chama a atenção o preço mais caro de ingresso para um único jogo: o equivalente a 275,38 libras (o mais barato custa 17,16 – certamente lá no alto do imenso estádio). Lembrando que todos os dados são da pesquisa Price of Football 2015 da BBC Sport.

Continuar lendo “Price of Football”

A Premier League está na moda. Confira as camisas da temporada 2015-16.

A Premier League está na moda. Confira as camisas da temporada 2015-16.
Os kits do Aston Villa para 15-16
Os kits do Aston Villa para 15-16

Que fabricante de material esportivo patrocina mais times na milionária Premier League? A alemã Adidas fornece uniformes para 6 clubes: pro campeão Chelsea, de novo pro Manchester United, pro Southampton, Sunderland, Swansea City West Brom Albion. Outra marca de origem alemã, a Puma, é a fornecedora de quatro times: Arsenal, Leicester City, Newcastle e da volta do Watford.11698988_10152994050893663_9000064328238957005_o A tradicional fábrica de origem inglesa Umbro produz os kits do Everton e agora do West Ham. A americana New Balance sucede a marca Warrior vestindo Liverpool e Stoke City. A italiana Macron veste o Aston Villa e o Crystal Palace. A loja JD Sports está fazendo o uniforme do caçula Bournemouth. Enquanto o Norwich City volta pra cima com a italiana Erreà. A gigante Nike estampa seu logo nas camisas do Manchester City. E outra americana, a Under Armour, está com o Tottenham Hotspur.

Confira dentro deste post especial as camisas já lançadas – todas as imagens são das páginas dos clubes ou dos fabricantes no Facebook. Continuar lendo “A Premier League está na moda. Confira as camisas da temporada 2015-16.”

Everton 2015-16

  • > IN> Principais chegadas: Ramiro Funes Mori (zagueiro, Argentina, campeão da Libertadores pelo River Plate). Gerard Deulofeu (comprado de vez do Barça). Leandro Rodriguez (atacante uruguaio, vem do River Plate de Montevidéu). Aaron Lennon foi comprado em definitivo dos Spurs.
  • < OUT. Principais saídas: Sylvian Distin (Bournemouth). Antolín Alcaraz foi pra UD Las Palmas. Francisco Junior e Jonjoe Kenny foram emprestados pro Wigan.
  • Técnico: Roberto Martínez
  • Uniformes: Umbro

    Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo “Everton 2015-16”