De Springsteen a Aerosmith e Guns, os shows no Parque Antarctica e Allianz Parque.

facebook.com/colunademusica
facebook.com/colunademusica

Não é de hoje, com todo o conforto do Allianz Parque, que a praça de esportes mais antiga da capital paulista abre as portas para os shows. Em suas últimas três décadas, o Parque Antarctica – o simpático Palestra Itália – também recebeu muitos roqueiros e sambistas. Aproveito a segunda passagem dos americanos do Aerosmith pelo estádio do Palmeiras, a primeira na ‘era Allianz’, para uma relação (certamente não completa – correções são bem vindas) dos shows neste Parque do rock! Este post não seria possível sem a colaboração de Bruno Alexandre, que foi historiador do Palmeiras, e Fábio Finelli, da assessoria de imprensa Press FC. Grazie!

FEAR OF THE DARK: Bruce Dickinson ainda com cabelão no primeiro show do Iron Maiden no estádio do Palmeiras, em 1992. Foto de SERGIO CAFFÉ, especial para o fanzine HEADLINE | acervo do blog FutPopClube.
FEAR OF THE DARK: Bruce Dickinson ainda com cabelão no primeiro show do Iron Maiden no estádio do Palmeiras, em 1992. Foto de SERGIO CAFFÉ, especial para o fanzine HEADLINE | acervo do blog FutPopClube.

ERA PARQUE ANTARCTICA Continuar lendo “De Springsteen a Aerosmith e Guns, os shows no Parque Antarctica e Allianz Parque.”

Na rede: “Som das Torcidas”, primeira temporada.

O que Tim Maia (torcedor do América-Rio), o vascaíno Martinho da Vila, o flamenguista Ary Barroso, o Jack White do White Stripes e um sucesso de Bonnie Tyler têm a ver com os times da cidade de São Paulo? Músicas de artistas como esses (mais Luiz Gonzaga, Adoniran e até fado etc etc etc) foram adaptadas por torcidas paulistanas. A relação entre música popular e futebol, os hinos, os cantos,os mantras, as batidas das torcidas são assunto da série Som das Torcidas que depois de 70 podcasts chegou ao vídeo. bannermenor_SDT_estreia-730x360Cinco curtas sobre as torcidas de times paulistanos estão na primeira temporada do Som das Torcidas, que teve uma pré-estreia no CINEfoot e desde 1º de dezembro pode ser vista na íntegra no site do programa. O pessoal da Central3 começou a série visitando estádios e conversando com torcedores de Corinthians, Juventus, Palmeiras, Portuguesa e São Paulo para tratar da história, da origem e das referências das músicas cantadas nas arquibancadas. Bem legal o trabalho de pesquisa feito para os curtas por Leando Iamin, Matias Pinto e Paulo Júnior (Leandro e Paulo apresentam a versão em vídeo do Som das Torcidas). A direção dos 5 curtas é de Pedro Asbeg (premiado diretor de “Geraldinos”, “Democracia em Preto e Branco”). Que venham outras temporadas, em outras cidades, estados e, quem sabe, países!


Continuar lendo “Na rede: “Som das Torcidas”, primeira temporada.”

Parque do rock

12144821_976801659050056_4101267090093051607_nO Allianz Parque está virando mesmo um “parque do rock”. Ontem foi confirmado que o Flight 666, o avião do Iron Maiden, vai fazer uma escala em São Paulo. Em 26 de março do ano que vem, a Donzela de Ferro vai tocar pela terceira vez no estádio do Palmeiras – que agora é uma arena, assim, state of art. O Maiden esteve na versão anterior do estádio Palestra Itália (Parque Antarctica) em 1992 – excursão do discão Fear of the Dark – e em 2008, na primeira parada da ótima turnê Somewhere Back in Time.

Lembrando que o moderno Allianz Parque foi inaugurado por Sir Paul McCartney (torcedor do Everton? Ou Liverpool? Nevermind!), também já recebeu shows do vascaíno e palmeirense Roberto Carlos, do Rod Stewart (fanático pelo Celtic) e da Katy Perry e este ano vai receber ainda a banda Muse e o guitarrista David Gimour.

Todas as datas da turnê “The Book of Souls” no Brasil dentro do post. Continuar lendo “Parque do rock”

Taca le PAUL… McCartney, #OutThere, Allianz Parque, #Sampa, 25/11/2014.

Taca le PAUL… McCartney, #OutThere, Allianz Parque, #Sampa, 25/11/2014.

O primeiro megashow… a primeira noite de rock and roll no novo estádio do Palmeiras, a arena Allianz Parque, diante de umas 45 mil pessoas.
Alto (não muito) e bom som. Bem equalizado, pelo menos lá na frente.
Precisa de um acordo com o Metrô, que fecha à meia noite.

Coluna de Música | J.R. Lima

Foto: MARCOS HERMES / divulgação Foto: MARCOS HERMES / divulgação

poster

Oito dias por semana, eu.. você… nós esperamos por este show. Tão ou mais esperado que a chuva que, enfim, desabou sobre “Sampa” e o moderno estádio do Palmeiras, que Paul McCartneyajudou a “batizar”, menos de uma semana depois da partida inaugural, em que o time da casa perdeu para o Sport Recife, por 2×0. É o Allianz Parque, mistura do nome da empresa que comprou os “naming rights” da mais nova arena do país e Parque Antarctica, nome original da praça de esportes que já foi chamada também de estádio Palestra Itália e já foi tema até de “graphic novel”. Local onde nomes como Legião Urbana, Metallica e Iron Maiden já deram show, além da duas versões da divinas Academias alviverdes e do esquadrão dos tempos em que o Palmeiras era patrocinado pela Parmalat. Tomara que muitos outros shows lotem esse estádio –…

Ver o post original 991 mais palavras

Ademir da Guia abre a arena Allianz Parque para o futebol.

Já teve exibição de filme e os primeiros megashows estão confirmados. Neste sábado de dérbi, 25 de outubro, o Allianz Parque tem um evento-teste que está sendo chamado de jogo de despedida do ídolo Ademir da Guia.10734127_781914388538785_1365811407797191485_n
O Divino terá a companhia de outros ídolos do Verdão. A festa começa às 10h e a bola rola às 11, com transmissão pelo Sportv. Vão ser dois 2 tempos de 30 minutos.

Camisa retrô em homenagem ao centenário do Palmeiras.

O preço é bem salgado – quase 500 reais – mas certamente vai ter alviverde economizado muito para comprar esta bela camisa retrô de 1914, que foi lançada pela Adidas Originals, em homenagem ao centenário do Palmeiras, um dos clubes vestidos pela marca das 3 listras no Brasil.
São apenas duas mil camisas à venda. Cada uma vem numa embalagem especial, de madeira – segundo a fabricante, às caixas usadas para embalar os uniformes na época de fundação do Palestra Itália – cujas iniciais estão bordadas no kit.

É bom lembrar que para este ano de centenário, a Adidas já lançou quatro uniformes oficiais de jogo do Palmeiras, fora uma camisa de goleiro.
Ainda este ano, o palmeirense deve ganhar de presente um dos estádios mais bonitos do país, o Allianz Parque. Segundo reportagem do esporte da Folha de S.Paulo,  em setembro vai rolar um evento-teste para 3 mil torcedores,  com a exibição de um filmaço sobre o período que foi do fim da Academia ao fim do jejum. 12 de Junho de 1993 – O Dia da Paixão Palmeirense”, de Mauro Benting e Jaime Queiroz. Tive a chance de ver no festival CINEfoot e tenho certeza que o alviverde vai se emocionar. Continuar lendo “Camisa retrô em homenagem ao centenário do Palmeiras.”

O Palmeiras, no semestre do centenário.

Atualizado em 3 de setembro

O clube quem em 26 de agosto de 1914 foi fundado como Palestra Itália experimenta no ano do centenário uma mini “invasão” argentina. Veio o técnico Ricardo Gareca (e já foi embora). Chegaram o zagueiro Fernando Tobio, o atacante Lucas Mouche, o meia Agustín Allione, e por último, Cristaldo.

O Palmeiras já tinha os uruguaios Victorino e Eguren, o paraguaio Mendieta e o chileno Valdívia, que foi para os Emirados Árabes ( e voltou. Voltou?). Podem jogar até cinco estrangeiros.

Mas a grande notícia pode ser a inauguração do Allianz Parque, no lugar do tradicional Parque Antarctica | Palestra Itália. O gramado começou a ser plantado em 12 de julho. O novo estádio terá 45 mil lugares, todos cobertos.

  • >IN > Ricardo Gareca (técnico), Cristaldo (ex-Metalist), Fernando Tobio, Lucas Mouche, Allione.
  • OUT< Alan Kardec (São Paulo).
  • Estrangeiros: Valdívia, Eguren, Mendieta, Tobio, Victorino, Allione, Mouche e Cristaldo.
  • Estrelas da companhia: Fernando Prass (machucado), Lúcio, Wesley, Bruno César, Diogo.
  • Técnico: Ricardo Gareca Dorival Júnior
  • Estádio: manda seus jogos no Pacaembu até a inauguração do Allianz Parque.
  • Uniformes: o clube acaba de lança o quarto uniforme do ano do centenário. Uma camisa azzurra. É com ela que o Palmeiras enfrentou a Fiorentina em 30/7/14, no Pacaembu, pela Copa EuroAmericana.

  • E na galeria de imagens abaixo, o uniforme III do ano do centenário. Haja grana no bolso do colecionador.

    Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo “O Palmeiras, no semestre do centenário.”