“Todos os Corações do Mundo”

Cartaz original do filme da Copa de 94

Romário, Bebeto, Baggio, Stoichkov, Brolin, Bergkamp, Hagi, Taffarel, Preudhomme (considerado o melhor goleiro da Copa), o fanfarrão Ravelli, um jovem Larsson, cabeludo, Maradona (até ser suspenso por causa de exame antidoping). Craques de montão, uniformes “classe” (Brasil vestiu Umbro), estádios grandes e lotados (maior média de público das Copas até hoje!), jogos emocionantes. O filme oficial da Copa 94, “Todos os Corações do Mundo / Two Billion Hearts“, é tão bom assim ou o Mundial disputado nos Estados Unidos foi muito, muito melhor do que o de 90, na Itália? Provavelmente as duas opções. “Todos os Corações do Mundo”, dirigido pelo cineasta Murilo Salles, com muitos outros brasileiros na equipe, é o melhor dos filmes oficiais das Copas. Está no DVD da Coleção Copa do Mundo Fifa, que a Abril distribuiu em bancas, com a capinha tradicional da série (veja trailer aqui).
Em vez de contar a Copa jogo a jogo, o roteiro de “Todos os Corações do Mundo” opta por destacar Seleções e seus craques: Argentina de Maradona, a Romênia de Hagi, a Bélgica de Preudhomme, a Bulgária de Stoichkov, a Itália de Baggio, o Brasil de Romário. Ângulos diferentes, replays, trilha sonora que aumenta a dramaticidade do mata-mata, a festa do torcedor ajudam a fazer do filme da Copa de 94 um grande documentário sobre futebol.
Tem brasileiro que nem gosta de contar esse título, o do “É tetra! É Tetra”. O que chega a ser absurdo. Ok, o estilo da Seleção, num 4-4-2 caretinha, não encantou – e perde em popularidade para o “dream team” de 1982, que não voltou com a taça, infelizmente. Mas para o baixinho dar show, havia um esquema azeitado. Está na hora de valorizar essa conquista como ela merece. De modo geral, o Mundial 94 foi muito melhor do que o da Itália 90. E o resultado final foi bem melhor, não?
A CAMPANHA DO TETRA

Brasil 2×0 Rússia
Brasil 3×0 Camarões
Brasil 1×1 Suécia
OITAVAS: Brasil 1×0 EUA
QUARTAS: Holanda 2×3 Brasil
SEMIFINAL: Suécia 0x1 Brasil
FINAL: Brasil 0x0 Itália. 3×2 na decisão por pênaltis.

8 comentários sobre ““Todos os Corações do Mundo”

  1. Faço parte dessa legião que não vê com bons olhos a copa de 1994… Mas, pelo que você contou, o documentário parece bem interessante. Valeu, mano.

  2. E vale lembrar que o filme, que chegou a ser exibido em cinemas acho que em no final de 94 ou 95, é dedicado ao Andres Escobar, o colombiano que marcou gol contra… e foi assassinado no retorno ao país. Que coisa.

  3. Peguei esse DVD da Placar na mão hj mesmo, mas a capa não diz absolutamente nada sobre o conteúdo do DVD ter “Todos os corações do mundo”. Aliás pela capa não dá pra ter a menor idéia do conteúdo exceto que é um “dossiê” (o que imaginei ser uma coletânea aleatória de lances dos jogos). Seria tão mais fácil anunciar como “o vídeo oficial da Copa” ou “Todos os corações do mundo”.

  4. Só nos créditos, mesmo, no título original em inglês, “Two Billion Hearts”. Abraços!

  5. Eu vi este vídeo a primeira vez em 1998, aos 9 anos de idade. Minha Mãe comprou a fita VHS para dar de presente para a minha Avó, que aaaaama futebol (minha Mãe também ama). Eu já gostava, mas depois que ela comprou, acabou nem dando pra minha Vó, eu acabei me apoderando dele e nunca mais larguei. Virei fanática, principalmente pelo futebol Italiano, por Maldini e Baggio, meus maiores ídolos do futebol.
    Há 4 anos baixei-o no emule e o tenho até hoje, pois em 2001, com mudança de casa, acabei perdendo todas as minhas fitas, inclusive a maioria delas de entrevistas raras, jogos do Campeonato Italiano, especiais da ESPN, entre outras coisas que gravava ainda menina…
    Sou muito feliz de ter visto o melhor futebol não só da história das copas, como também sobre futebol no geral. Acredito que até os que não gostam de futebol, amariam este filme. É lindo, emocionante e inesquecível. A narração na voz de Antônio Grassi ficou impecável. O texto, poético, muito bonito mesmo e a trilha sonora que tinha nomes de peso como o compositor Lalo Schiffrin, é arrepiante. A homenagem para o Andres Escobar, incrível.
    Para mim e sob olhar daquele vídeo, a copa de 94, muito embora não tenha sido a melhor campanha do Brasil em todos os tempos, foi a melhor de todas as copas. Infelizmente não acompanhei-a ao vivo, pois só tinha 5 anos quando foi realizada, mas certamente cada vez que a assisto, me sinto parte daquela beleza.
    Faz parte da minha história há 15 anos e com certeza me fez ainda mais apaixonada pelo futebol. Vou mostrar para os meus filhos quando os tiver e, quem sabe, até para os netos.

    Abração e parabéns pelo texto (e bom gosto rs).

  6. O seu texto está tão legal que merece um destaque aqui no blog!
    Que tal?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s