Buon compleanno, Fiorentina.

fiorentina DSC07345-1A Fiorentina, fundada em 29 de agosto de 1926, comemora 89 anos neste sábado. A Viola estreou bem na Serie A 2015-16, com uma vitória sobre o Milan. No domingo, visita o Torino (calendário lá embaixo, no fim do post). Na Liga Europa, caiu no grupo I, com os suíços do Basel, os poloneses do Lech e os portugueses dos Belenenses.

  • Principais chegadas: Mario Suárez (volante, ex-Atlético de Madrid), Kalinic (Dnipro), Gilberto (Botafogo), Jaime Baéz (Juventud, Uruguai), Luigi Sepe (goleiro emprestado pelo Napoli), Joan Verdú (catalão criado na base do Barça, estava no Baní Yas, dos Emirados Árabes). Kuba Błaszczykowski (emprestado pelo Borussia Dortmund).
  • Principais partidas: Joaquín (Betis), Neto (Juve), Piccini (Betis), Savic (Atlético de Madrid), Aquilani (Sporting), Juan Vargas (Betis), Mario Gomez (Besiktas), Pizarro (Wanderers).
  • Técnico: o português Paulo Sousa (estava no Basel) assinou por 2 temporadas.
  • Uniformes: as novas #maglias da viola são feitas pela francesa le coq sportif.

Este slideshow necessita de JavaScript.


Continuar lendo “Buon compleanno, Fiorentina.”

Fiorentina 2014-15

Quarta colocada no último italiano, a Fiorentina se classificou para a Europa League (Liga Europa, prima da Champions). Entra na fase de grupos, em setembro. Trouxe o argentino Basanta para zaga, manteve o atacante Gomez, mas pode perder o lateral/meia Cuadrado, astro da seleção “cafetera”. Neste momento, excursiona pela América Latina e participa da tal Copa EuroAmericana. O jogo contra o Palmeiras, no Pacaembu, acabou fazendo parte das comemorações do centenário do alviverde, clube desde sempre ligado à comunidade italiana de todo o estado de São Paulo.

  • Estrelas da companhia: Cuadrado (um dos destaques da Colômbia na Copa; pode sair); Mario Gomez (que chegou na temporada passada); Aquilani, Joaquín (que jogou pela seleção espanhola), Giuseppe Rossi, Matías Fernández. Ilicic. Um dos goleiros é o brasileiro Neto.
  • >IN>: Basanta (zagueiro, Argentina, Monterrey); Joshua Brillante, Octavio (meio-campo, ex-Bota) Steve Beleck, Tatarusanu.
  • <OUT<:  Cassani, Munua, Silvestri, Acosty, Ryder Matos, Rômulo
  • Técnico: Vincenzo Montella (atacante que brilhou na Roma)
  • Estádio: nada de arena, por enquanto. A Viola joga no belo Stadio Artemio Franchi, um dos mais interessantes da Itália.
https://www.facebook.com/ACFFiorentina
https://www.facebook.com/ACFFiorentina

Uniformes: são fabricados pela Joma. Na partida contra o Palmeiras, deve usar o #2, branco, já que o Palestra estreia a nova camisa #azzurra.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Confira dentro do post o calendário da Fiorentina na temporada 14-15 da Seria A Tim italiana, que começa no finzinho de agosto. Andata e ritorno. A estreia é contra a Roma (31/08). Continuar lendo “Fiorentina 2014-15”

“Todos os Corações do Mundo”

Cartaz original do filme da Copa de 94

Romário, Bebeto, Baggio, Stoichkov, Brolin, Bergkamp, Hagi, Taffarel, Preudhomme (considerado o melhor goleiro da Copa), o fanfarrão Ravelli, um jovem Larsson, cabeludo, Maradona (até ser suspenso por causa de exame antidoping). Craques de montão, uniformes “classe” (Brasil vestiu Umbro), estádios grandes e lotados (maior média de público das Copas até hoje!), jogos emocionantes. O filme oficial da Copa 94, “Todos os Corações do Mundo / Two Billion Hearts“, é tão bom assim ou o Mundial disputado nos Estados Unidos foi muito, muito melhor do que o de 90, na Itália? Provavelmente as duas opções. “Todos os Corações do Mundo”, dirigido pelo cineasta Murilo Salles, com muitos outros brasileiros na equipe, é o melhor dos filmes oficiais das Copas. Está no DVD da Coleção Copa do Mundo Fifa, que a Abril distribuiu em bancas, com a capinha tradicional da série (veja trailer aqui).
Em vez de contar a Copa jogo a jogo, o roteiro de “Todos os Corações do Mundo” opta por destacar Seleções e seus craques: Argentina de Maradona, a Romênia de Hagi, a Bélgica de Preudhomme, a Bulgária de Stoichkov, a Itália de Baggio, o Brasil de Romário. Ângulos diferentes, replays, trilha sonora que aumenta a dramaticidade do mata-mata, a festa do torcedor ajudam a fazer do filme da Copa de 94 um grande documentário sobre futebol.
Tem brasileiro que nem gosta de contar esse título, o do “É tetra! É Tetra”. O que chega a ser absurdo. Ok, o estilo da Seleção, num 4-4-2 caretinha, não encantou – e perde em popularidade para o “dream team” de 1982, que não voltou com a taça, infelizmente. Mas para o baixinho dar show, havia um esquema azeitado. Está na hora de valorizar essa conquista como ela merece. De modo geral, o Mundial 94 foi muito melhor do que o da Itália 90. E o resultado final foi bem melhor, não?
A CAMPANHA DO TETRA Continuar lendo ““Todos os Corações do Mundo””

15 anos do É TETRAAA!!!!

1994Há exatos 15 anos, Dunga era capitão da Seleção e ergueu a Copa do Mundo. O Brasil enfim chegava ao tetra, 24 anos após o Mundial do México, na decisão por pênaltis contra a mesma Itália, depois de 120 minutos de um insistente zero a zero.

Onde você estava naquele 17 de julho de 1994? Eu assisti ao jogo nos Estados Unidos, não no Rose Bowl, abarrotado por 94 mil pessoas . Mas em Nova York, com uma turma de estudantes de inglês de vários cantos do mundo. Depois que Baggio mandou a cobrança pelos ares, uma galera festejou na rua dos brasileiros – italianos no meio, clima de confraternização total.

cartaz_tO Mundial na terra do soccer foi um sucesso de público. Uma excelente dica para lembrar da festa dos povos que foi aquela Copa é o excelente documentário oficial, Todos os Corações do Mundo, do brasileiro Murilo Salles, que usou 22 câmeras espalhadas pelos EUA e países participantes. Não espere um filme gol a gol sobre a Copa. Tem gol, mas também tem a alegria do torcedor, a emoção, a tensão do jogador. Tem uma cena clássica que é o olhar que Romário e Baggio (mal) trocam no túnel de acesso ao campo, antes da decisão. Vale a pena procurar.