Manguita Fenômeno e o Dia do Goleiro.

Desde 1976, o 26 de abril é o dia do goleiro no Brasil. Data de nascimento em 1937 do goleiro da foto abaixo, Haílton Corrêa Arruda, o Manga. Manguita Fenômeno. Que entre meados dos anos 50 e 1982 fechou o gol de seis clubes brasileiros, do Nacional de Montevidéu e do Barcelona de Guayaquil. Na seleção, foi à Copa de 1966. O Sport, o Botafogo e o Inter se lembraram do ídolo nas redes sociais neste Dia do Goleiro, 80º aniversário de Manga.

18057077_1527997693899980_6019312059419182300_n
Foto: arquivo do Sport Recife (SportRecife.com.br)

Dentro do post, clube por clube, título por título, uma trajetória resumida de Manga, sinônimo de goleiro para muitos torcedores.
Continuar lendo “Manguita Fenômeno e o Dia do Goleiro.”

Dale Bolso: nova camisa azul do Nacional.

facebook.com/nacional
facebook.com/nacional

Confesso que não tinha reparado ainda nesta bela camisa azul do Bolso. O Nacional estreou este “kit away 3” no começo da temporada uruguaia. Com esse uniforme, o tricolor de Montevidéu empatou contra o River Plate uruguaio por 2 a 2 e garantiu classificação para as oitavas da Libertadores 2016 (Rosario Central e Palmeiras brigam pela outra vaga do grupo 2).

IMG_20160408_221135 (1) Continuar lendo “Dale Bolso: nova camisa azul do Nacional.”

Copa de “cachorro grande”

River Plate do Uruguai DSC07528 (1)
Banderín: River Plate do Uruguai

Flâmula do River Plate de Montevidéu, que vai fazer sua estreia na Libertadores em 2016. O River uruguaio é o caçula da Copa, mas a Libertadores 2016 vai ser uma briga de cachorro grande. Todos os representantes brasileiros já ganharam pelo menos uma vez a Copa: Corinthians, Palmeiras, Atlético, Grêmio e, completando o trio de ferro paulistano, o São Paulo, que entra na primeira fase. Aí o tricolor pode pegar de cara um time argentino (Racing ou o Huracán), La U de Chile, o próprio River Plate uruguaio, Olimpia ou Guaraní do Paraguai ou ainda fazer uma viagem mais longa até Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Venezuela ou México.

Na segunda fase, teremos times com experiência em Libertadores como o atual campeão, o River Plate (o millonario de Buenos Aires, mesmo), o Boca, o San Lorenzo, o Rosario Central, o Colo-Colo, o Cerro Porteño, o Deportivo Cali, o Nacional e o Penãrol. Continuar lendo “Copa de “cachorro grande””

Domingo de clássico uruguaio. Decisivo.

Domingo de clássico uruguaio. Decisivo.

Este slideshow necessita de JavaScript.


Este é um domingo de muitos clássicos no planeta #gorduchinha. Derby della Capitale (Roma x Lazio) no Stadio Olimpico, Klassieker na Holanda (Feyenoord x Ajax), North London Derby (Arsenal x Spurs), Revierderby (Borssia Dortmund x Schalke) na Alemanha… e #clásico no Uruguai. O Penãrol chega ao grande clássico uruguaio na liderança do Apertura 2015, 2 pontos acima do Nacional. 25 a 23. O jogão começa às 17h (de Brasília) no estádio Centenario e vai passar na TV (por assinatura) no Brasil.

Na rodada passada, que o Fut Pop Clube acompanhou in loco, o bolso bobeou e só empatou com o Racing.

O carbonero aproveitou o vacilo, goleou o caçula Villa Teresa com grande atuação de Diego Forlán e assumiu a liderança.

Em caso de vitória aurinegra, o Peñarol abre 5 pontos de vantagem. Depois do dérbi, vão faltar apenas três rodadas pro fim do Apertura 2015. Os manyas sairiam do Centenario hoje com uma mão na taça.

Vai ser o primeiro Peñarol x Nacional de Diego Forlán como profissional, já que o filho de don Pablo Forlán  só tinha jogado na base do carbonero e do Danúbio, antes de estrear pelo Indepediente, na Argentina, e de lá para Manchester United, Villarreal, Atlético de Madrid, Inter de Milão, Inter de Porto Alegre, Cerezo Osaka e, enfim, Peñarol, em 2015.

Relacionados pelo Peñarol.
Relacionados por Pablo Bengoechea pro Peñarol.

Estão relacionados Forlán e outro jogador de Celeste bem conhecido dos brasileiros, el Loco Abreu, do Nacional. Semana passada, Loco Abreu não jogou.

Relacionados pelo bolso: .facebook.com/nacional/
Relacionados por Munúa pro time do bolso: .facebook.com/nacional/

Por falar em clássico, no Centenario, se vende um alfajor do Peñarol… as embalagens vem com cards e adesivos de jogadores aurinegros. Vende pouco????Mania dos manyas!

facebook.com/AlfajorPenarol/
facebook.com/AlfajorPenarol/

Continuar lendo “Domingo de clássico uruguaio. Decisivo.”

Gran Parque Central, o alçapão do Nacional.

Gran Parque Central, o alçapão do Nacional.
DSC07376
Fachada do Gran Parque Central em novembro de 2015

DSC07378
A cancha do Club Nacional de Football, que se intitula o decano do futebol uruguaio, é de 25 de maio de 1900. O Gran Parque Central foi um dos estádios da Copa do Mundo de 1930 e o Nacional também gosta de badalar o pioneirismo, como “el primer estadio Mundialista”. Em 13 de julho de 1930, EUA e Bélgica jogaram no Parque Central, simultaneamente a um jogo entre França e México em Pocitos (num estádio que não existe mais).DSC07352O Brasil jogou aqui sua primeira partida na história das Copas. Tá certo que não demos muita sorte. Perdemos pra Iugoslávia. por 2 a 1 (e contra a Bolívia, no Centenario, só cumprimos tabela).
DSC07356

DSC07355
Em 1944, o alçapão dos albos passou a ser todo de concreto. Teve outra reinauguração em 2005 – ganhou 25 camarotes, como o que leva o nome de Artime (também jogou no Palmeiras). DSC07375Em setembro de 2014, o Nacional anunciou uma nova reforma do estádio tricolor, “padrão Fifa”, de olho na Libertadores e numa possível Copa de 2030 na Argentina e Uruguai.DSC07353

Hoje o Parque Central parece ser uma rua Javari duas vezes maior. Comporta uns 26.500 tricolores. Depois da reforma anunciada ano passado, a capacidade passaria a ser de 40 mil hinchas.
DSC07364
Continuar lendo “Gran Parque Central, o alçapão do Nacional.”

Futebol ao cair da tarde – uma bela tarde com jogo do Nacional no estádio Centenario.

DSC07410

Publicado no começo de novembro de 2015

Este slideshow necessita de JavaScript.

Montevidéu – O Nacional chegou à 11ª “fecha” (rodada) do torneio Apertura 2015 do campeonato uruguaio na liderança, mas o Bolso deu uma derrapada na partida de sábado, contra o Racing Club de Montevideo, em posição intermediária na tabela.DSC07402

Jogando com sua belíssima segunda camisa, vermelha, parecida com esta da temporada 2014, o tricolor de Montevidéu abriu o placar com Santiago Romero no primeiro tempo…DSC07403

e chegou a fazer 2×0 com Sebastián Fernández logo no começo do segundo tempo, só que o Racing mostrou atrevimento e igualou o marcador no mítico Centenario (gols de Franco Romero e Líber Quiñones). O estádio  recebeu apenas 7 mil torcedores (minha fonte aqui é o Ovación, caderno esportivo do jornal El País, de Montevidéu). Mas a torcida da “banda del Parque” deu show, cantando o tempo todo, mesmo no finalzinho, com o empate amargo, pra empurrar  o time.


Um olho no jogo, outro na tribuna Colombes, onde fica a torcida tricolor.

DSC07425
Com o empate, o Nacional deu ao arquirrival Peñarol a possibilidade de assumir a liderança do Apertura 2015, no domingo, o que realmente aconteceu, na semana antes do grande clássico uruguaio, entre tricolores e aurinegros.

A “estreia” do Fut Pop Clube no Centenário, o primeiro giro do blog no estádio da final da Copa de 1930 em dia de jogo, foi na tribuna Olímpica, onde fica a torre que é um cartão postal de Montevidéu. O ingresso nesse setor custou 300 pesos uruguayos para não sócios do Nacional. Uns 50 reais.

Montevidéu, 31 de outubro de 2015. @FutPopClube
Uma manutenção não faria mal ao Centenario. Montevidéu, 31 de outubro de 2015. @FutPopClube

Dentro do post, a ficha técnica de Nacional 2×2 Racing. Continuar lendo “Futebol ao cair da tarde – uma bela tarde com jogo do Nacional no estádio Centenario.”