Destacado

“Bobby Robson – More Than a Manager”


Ele era o técnico da Inglaterra que parou nas quartas-de-final da Copa de 1986, no México, diante do gol de mão e do gol da vida de Maradona. Também comandou o English Team até as semifinais na Itália, em 1990. Até chegar lá, ganhou alguns dos principais títulos da vida do Ipswich Town (Copas da Inglaterra em 1978 e da Uefa em 1981). Sir Bobby Robson treinou um conturbado Barça depois da era Cruyff técnico. Levou Ronaldo Fenômeno do PSV para o Camp Nou. Tinha como auxiliar o português José Mourinho (que faz caras hilárias enquanto ajuda o ‘boss’ a se expressar nas entrevistas).

“Bobby Robson – More Than a Manager” é um filmaço, que passou no Cinefoot SP em 2018 e logo depois chegou ao streaming. Espetacular montagem do rico material de arquivo, sem deixar de contar sobre a vida pessoal do treinador, que morreu em julho de 31 de julho de 2009, de câncer.

Pra quem curte futebol internacional, em especial o inglês e o espanhol. vale muito a pena conhecer este documentário. Confira o trailer. Continuar lendo ““Bobby Robson – More Than a Manager””

Bola na Tela: “Take the Ball, Pass the Ball”.

Bola na Tela: “Take the Ball, Pass the Ball”.

Post publicado em 9 de novembro de 2018

Take the ball, pass the ball.

O mantra repetido pelo hoje técnico do Manchester City dá o nome ao documentário coproduzido pela catalã Zoomsport e pela Universal Pictures com colaboração da Mediapro. Take the Ball, Pass the Ball (ou Toca y Pasa el Balón, no título em castelhano) trata dos quatro anos de Pep Guardiola no Barça. Passa em cinemas da Catalunha e da Inglaterra nesta sexta-feira. Ainda em novembro, vai ter sessões únicas em outras cidades da Europa (confira aqui).

Xavi, Iniesta, Piqué, Daniel Alves, Henry, Puyol, Busquets, Mascherano, Abidal, Eto’o e, claro, Messi dão seus depoimentos sobre a era Guardiola.

Duncan McMath, Graham Hunter, Marc Guillén e Víctor M. Gros assinam o documentário, baseado no livro “Barça – A Construção e a Trajetória do Melhor FC Barcelona de Todos os Tempos”, de Graham Hunter, publicado no Brasil pela Grande Área.

Continuar lendo “Bola na Tela: “Take the Ball, Pass the Ball”.”

… e o Man City foi o que mais gastou.

O bilionário Manchester City consumiu o equivalente a 213 milhões de euros (por exemplo, o Barça gastou 122) para aumentar ainda mais o brilho de sua ‘máquina’, sem falar na contratação do ‘piloto’ mais falado do mundo, o técnico catalão Pep Guardiola. Vai pegar fogo o Grupo C da Champions, onde o City vai pegar exatamente o Barça onde Pep surgiu pro mundo, o Celtic e o Borussia Monchengladbach.

Bravo! https://www.facebook.com/mancity
Bravo! https://www.facebook.com/mancity

IN> Claudio Bravo (goleiro bicampeão da Copa América pelo Chile, bicampeão espanhol e da Copa do Rei, em 2015 vencedor da Champions e Mundial pelo Barça). Quer saber exatamente por que Guardiola fez questão de contratar o goleiro chileno? Leia a detalhada reportagem de Adam Bate, Sky Sports. E mais, muito mais: John Stones (zagueiro, ex-Everton), Leroy Sané (ponta, ex-Schalke), Ilkay Gündogan (meio-campo, Alemanha, ex-Borussia Dortmund), Nolito (centroavante, seleção da Espanha, ex-Celta)
Na virada do ano novo, chega o ótimo atacante Gabriel Jesus, campeão olímpico, já comprado do Palmeiras. O City também contratou Marlos Moreno, campeão da Libertadores pelo Atlético Nacional, já emprestado ao Deportivo La Coruña e Oleksandr Zinchenko (Ufa), emprestado ao PSV.
< OUT : Joe Hart (emprestado ao Torino), Mangala (emprestado ao Valencia), Nasri (emprestado ao Sevilla), Wilfried Bony (emprestado ao Stoke).
Técnico: Pep Guardiola, o novo amigo do jovem torcedor citizen Braydon Bent. Vale ver a corrida no táxi do Pep…

Outras *** estrelas ***: Kompany, Zabaleta, Sterling, Agüero, Navas, DeBruyne, David Silva, Touré.

Brasileiros: Fernandinho e Fernando vão ter a companhia de Gabriel Jesus em 2017.

Elenco completo: Continuar lendo “… e o Man City foi o que mais gastou.”

Manchester City 2016-2017

Manchester City 2016-2017

Imagine trocar todo o visual de um time de futebol, tanto na internet, como no estádio, na sede, na papelada etc. O Manchester City começou a semana de roupa nova – o uniforme da Nike para a temporada 2016-2017 já saiu com o escudo redesenhado dos citizens  – e de técnico novo, Pep Guardiola. O treinador mais badalado do mundo,  tricampeão alemão pelo Bayern – sem falar nos catorze títulos da era Guardiola no Barça.

13568904_1076525139050760_246396041888193276_o
Home kit: Man City 16-17 (Nike)

Guardiola já tem reforços como o atacante Nolito (ex-Celta de Vigo), que fo cobiçado pelo Barça, e o meia Gundogan (ex-Borussia) que vão se juntar a astros como Agüero, David Silva, De Bruyne, Nasri, Navas, Sterling, Yaya Touré, o capitão Kompany. O treinador catalão bateu um papo com um torcedor ilustre e fanático do City, o roqueiro Noel Gallagher. Mandaram bem nas perguntas… Se você tem 20 minutos, vale conferir o vídeo abaixo, divulgado pelos citizens no You Tube (há legendas em espanhol).


Pra dar uma ajudinha ao Pep a cantar “Blue Moon”, um hino para os torcedores do Man City, (re)convocamos o irmão do Noel, o Liam Gallagher, que há cinco anos participou do lançamento da camisa 2011-12 do City (então vestido pela Umbro) e ao mesmo tempo lançou um single da sua banda Beady Eye. Continuar lendo “Manchester City 2016-2017”

E agora, Josep?

Quando a temporada 2016-17 começar, o Manchester City vai ter não só um novo escudo, como um novo técnico. E que técnico: Pep Guardiola, que está terminando seu contrato de três anos com o Bayern e já tinha anunciado que não renovaria com os bávaros. O “de Santpedor” era um sonho de consumo do rico time azul de Madchester faz tempo – lá estão camaradas de Guardiola nos tempos de Barça, o diretor executivo Ferran Soriano e o diretor de futebol Txiki Begiristain.

E vice-versa. Pep queria disputar a Premier League, assim como quer dirigir a seleção brasileira um dia.  O comunicado oficial foi divulgado nesta segunda-feira pelo City.
12640307_10156566532020455_4401052900183680722_o
Como fica o ânimo do técnico dos citizens, Manuel Pellegrini, o engenheiro, a partir de agora? E o Bayern? Seus jogadores, suas torcidas? Continuar lendo “E agora, Josep?”

25 anos da estreia do jovem Guardiola no Barça

O Barça usava uniformes da Meyba, uma fábrica de Barcelona, mesmo, quando Josep Guardiola estreou no time principal dos blaugranas. A primeira partida oficial foi em 16 de dezembro de 1990, contra o Cádiz, no Camp Nou, por La Liga. O que seria chamado de dream team treinado por Cruyff venceu por 2 a 0.

Ainda era do Barça B e tinha 19 anos. Vestiu a 10, antes de marcar época com a camisa 4.

Continuar lendo “25 anos da estreia do jovem Guardiola no Barça”

Bayern, 1.000 vitórias na Bundesliga.

A goleada de 4 a 0 sobre o Colônia neste sábado foi a milésima vitória do Bayern de Munique em 1.714 partidas na Bundesliga (que o gigante bávaro disputa desde 1965). Marcaram Robben (de volta! aí sim!), Vidal e, claro, Lewandowski e Thomas Müller.

12065945_950214858382922_1189026521880031997_n
facebook.com/fcbayern

Nas redes sociais, o Bayern usou a hashtag #FCB1000. O clube chegou mesmo a criar um perfil no Instagram para celebrar as mil vitórias. _fcb100. Um mosaico espetacular da história do clube em 50 anos de Bundesliga, com fotos de ídolos (alguns deles brasileiros) – também funciona como uma linha do tempo das mudanças das camisas do Bayern (e foram muitas). Destaca as vitórias de número mais ou menos redondos nessa contagem até a nº mil.

  • A 1ª vitória: veio na 2ª rodada da Bundesliga 1965-66, em 21 de agosto de 1965: 2×0 sobre o Eintracht Frankfurt, no estádio Grünwalder, que já foi usado tanto pelo Bayern como por seu rival Munique 1860.
  • Vitória 100: campeonato alemão de 1970-71,
    20151020_073943
    Camisa retrô como a que o Bayern usava no final dos 60, começo dos 70.

    15ª rodada, Bayern 2×1 Werder Bremen.

  • Vitória 200: na liga de 1975-76, 13ª rodada: 5×1 no Rot-Weiß Essen, no estádio Olímpico de Munique.
  • Vitória 250: 1º de agosto de 1979, rodada de abertura da Bundesliga 79-80, Bayern 3×1 Bayer Leverkusen, também no Olympiastadion de Munique.
  • Vitória 350: em 24 de outubro de 1981, rodada 11 do campeonato de 81-82, Bayern 3×2 Eintracht Frankfurt também no Olímpico de Munique- um certo Joachim Löw abriu o placar para os visitantes
  • Vitória 400: 29 de novembro de 1986, 16ª rodada da Bundesliga 86-87: Bayern 1×0 Stuttgart.
  • Vitória 500:  4 de abril de 1992, Bundesliga 91-92, rodada 31: Bayern 4×2 Stuttgarter Kickers.
  • Vitória 600: 8 de novembro de 1997, 14ª rodada da Bundesliga 97-98: o brasileiro Elber garantiu a vitória de 1 a 0 contra o Aminia Bielefeld.

    Gol de Elber na vitória nº 600 do #FCB1000 : https://instagram.com/_fcb1000/
    Gol de Elber na vitória nº 600 do #FCB1000 : https://instagram.com/_fcb1000/
  • Vitória 700: 14 de setembro de 2002, rodada 5 da Bundesliga 02-03: Bayern 2 a 1 Nuremberg. Olha o Zé Roberto (hoje do Palmeiras)!

    #FCB700 : https://instagram.com/_fcb1000/
    #FCB700 : https://instagram.com/_fcb1000/
  • Vitória 750: 21 de janeiro de 2005, 18ª rodada da Bundesliga 04-05, Bayern 3×0 Hamburgo, no Olympiastadion de Munique.
  • Vitória 800: 7 de abril de 2007, rodada da Bundesliga 06-07, Bayern 2×1 no Hannover.
  • Vitória 900: 10 de março de 2012, campeonato de 2011-12, Bayern 7×1 Hoffenhein!
  • Vitória 1.000: a décima em 10 rodadas da Bundesliga 15-16. Bayern 4×0 Colônia. Allianz Arena, 24 de outubro de 2015.

    _fcb1000
    _fcb1000

Continuar lendo “Bayern, 1.000 vitórias na Bundesliga.”

Herr Pep | Guardiola Confidencial

Publicado em 14 de julho de 2015
10984102_894088160627793_2447121546588417667_n
Tem um livraço sobre futebol saindo em português. Herr Pep, detalhada e imersão do jornalista Martí Perarnau no primeiro ano de Guardiola no comando do Bayern de Munique, ganhou edição brasileira por uma nova editora, a Grande Área. O título aqui é Guardiola Confidencial. 408 páginas, R$ 44,90. Continuar lendo “Herr Pep | Guardiola Confidencial”

Super Bayern 2015-16

Super Bayern 2015-16
Douglas Costa com a nova camisa: Bayern 2015-16
Douglas Costa com a nova camisa: Bayern 2015-16
  • > Chegaram > Douglas Costa (ídolo no Shakhtar Donnetsk), Joshua Kimmich (meio-campo que estava no RB Leipzig), o goleiro Sven Ulreich (ex-Stuttgart). Arturo Vidal (ex-Juve). Voltam de empréstimo: Jan Kirchhoff (FC Schalke 04), Julian Green (Hamburgo).
  • < Saíram<  o brasileiro Dante foi pro Wolfsburg. E mais: Pierre-Emile Höjbjerg (era considerado uma joia a lapidar por Guardiola; volta do empréstimo do Augsburg e foi emprestado de novo, pro Schalke), Pepe Reina (Napoli), Mitchell Weiser (Hertha Berlin), Lukas Görtler (1. FC Kaiserslautern), Xherdan Shaqiri (foi de vez pra Inter de Milão), Bastian Schweinsteiger (Manchester United). O curioso é que o campeão mundial #Bastia aparece na foto de lançamento do segundo uniforme.

    Anúncio dao 'away kit' 15-16: uma das últimas fotos de
    Anúncio do ‘away kit’ 15-16: uma das últimas fotos de “Schwein” com uniformes do Bayern
  • Outro brasileiro: Rafinha.
  • * Estrelas * :  Ha ha ha! Por onde a gente começa? Pelo goleiro. Ele merece. Neuer, Xabi Alonso, Thomas Müller, Rode, Boateng, Benatia, Bernat, Lahm, Badstuber, Javi Martínez, Alaba, Götze, Lewandowski, Ribery, Robben, Thiago Alcântara.
  • Técnico: Pep Guardiola. Pra quem gosta de Guardiola, recomendo a leitura do livro “Herr Pep”, do jornalista Marti Perarnau, que mergulhou no primeiro ano do técnico catalão na Bavária. Nesta terça-feira, o livro será lançado em português, como “Guardiola Confidencial”, por uma nova editora, a Grande Área. Lançamento às 19h30, no auditório do Museu do Futebol, no estádio do Pacaembu. Na mesa de debates, os jornalistas Gerd Wenzel, Paulo Calçade e André Kfouri, que escreveu o prefácio da obra. Aberto ao público.

10984102_894088160627793_2447121546588417667_n

  • Uniformes: Adidas, que inclusive é sócia do Bayern, tem 8,33% das ações da empresa FC Bayern München AG, assim como a Audi (outros 8,33%) e o grupo de seguros Allianz (mais 8,33%), sediado em Munique.

    Bayern 2015-16
    Bayern 2015-16

Veja mais detalhes da camisa titular do Bayern no post anterior. Continuar lendo “Super Bayern 2015-16”

Bayern, 50 anos de Bundesliga!

Bayern, 50 anos de Bundesliga!
www.fcbayern.de/  Franz Beckenbauer aparece ao lado do goleiro Sepp Maier.
http://www.fcbayern.de/ Franz Beckenbauer aparece ao lado do goleiro Sepp Maier.

Sepp Maier, o capitão Kunstwadl, Olk; Grosser, um jovem Franz Beckenbauer (18 anos), Borutta; Nafziger, Gerd Müller, Ohlhauser, Drescher, Brenninger. São alguns dos heróis de 1965 do Bayern de Munique, que nesta sexta-feira lembrou – e muito – os 50 anos de acesso à Bundesliga. Não que o Bayern tenha sido rebaixado alguma vez. Nunca foi, assim como o Hamburgo, que tem um relógio contando os anos de praia, ou melhor, de primeira divisão.  É que o time vermelho da Bavária não foi convidado para disputar a primeira edição da Bundesliga, em 1963-64.  Os organizadores só queriam um time de Munique. E convidaram o rival do Bayern, o  1860, que era o campeão da regional Oberliga Süd, mas tinha menos pontos no ranking. Em 26 de junho de 1965, no jogo decisivo do play-off, o Bayern enfiou 8 a 0 no Tennis Borussia Berlin, que hoje está no quinto nível do futebol alemão (vai disputar a NOFV-Oberliga Nord em 2015-16). Veja um belo compacto do jogo, no estádio olímpico de Berlim, postado pelo canal do Bayern no You Tube, FCB-TV. Ohlhauser anotou quatro gols, Müller (“der bomber”) não poderia deixar de marcar também. Olha o Sepp e o Franz novinhos em 1965.

Não manja bolhufas de alemão, né? Nem eu. Mas o site do Bayern em inglês publicou uma série de 5 textos sobre a saga do acesso:

Cinco décadas depois, o todo poderoso tem 24 das 52 salvas de prata disputadas (fora um título em 1932. Portanto, 25 vezes campeão alemão). Aproveitou as cinco décadas do acesso para dar um desconto de 50% em alguns produtos retrôs – repare como o escudo do Bayern era diferente.
10986800_884365038301238_2094647734517424448_n Continuar lendo “Bayern, 50 anos de Bundesliga!”