Trilha sonora do título carioca de 1980

Em dezembro, fez 35 anos que Fluminense conquistou o campeonato carioca de 1980. Na campanha de 80, a torcida tricolor estreou nas arquibancadas do velho Maraca um de seus cantos mais conhecidos: “A benção, João de Deus” – homenagem ao papa João Paulo II, que você sabe, ao lado de Ghiggia e Frank Sinatra, silenciou o Maracanã.

Eram tempos que os clássicos levavam facilmente pelo menos 100 mil pessoas ao estádio. O gol do título – uma cobrança de falta de Edinho contra o vascaíno Mazaropi – abre um LP de vinil lançado pela CID em 80: “É Campeão – Os gols que deram o título ao tricolor” – achado num sebo de Copacabana, 35 anos depois do lançamento. O disco tem oito gols da campanha do Flu, narrados pelo garotinho José Carlos Araújo (então na rádio Nacional), e muitos sambas e marchinhas, em pout-pourris com o conjunto Explosão do Samba. Logo depois do golão de Edinho, vem o hino mais popular do Fluminense, obra de Lamartine Babo. E uma versão de “O Campeão (Meu Time)”, clássico samba de arquibancada de Neguinho da Beija-Flor, que é… rubro-negro. Entre um gol de Cláudio Adão e outro do meio-campo Gilberto, camisa 8 (ambos contratados pelo Flu naquele ano), tem marchinhas clássicas, como “Piada de Salão” e “Chiquita Bacana” e composições de João Roberto Kelly, um tricolor de coração.

Virando pro lado B…DSC07542-1 Continuar lendo “Trilha sonora do título carioca de 1980”

O San Lorenzo já construiu dois estádios. E se prepara para erguer o terceiro, no seu Boedo querido.

Volvemos a Boedo.

O San Lorenzo conseguiu. O time do papa convenceu o Carrefour a vender ao clube a maior parte do terreno do hipermercado da avenida de La Plata, no bairro de Boedo, onde ficava seu primeiro estádio, o Gasómetro. Segundo este belo artigo de Carlos Agudo na Kaiser Football, o Viejo Gasómetro tinha capacidade para 76 mil pessoas, era o maior estádio argentino e apelidado de “Wembley portenho”.

Pois bem, depois de um período glorioso (era o time de “Los Matadores”), o San Lorenzo entrou em decadência, contraiu dívidas e foi obrigado pela ditadura militar a entregar o estádio, em 1979. Que absurdo! Um estádio – que não era usado só para a diversão dos torcedores azulgranas, mas funcionava como um centro cultural do bairro e tinha até escola! – ter que ser demolido para dar lugar a um hipermercado. Os torcedores mais fanáticos do San Lorenzo devem ter adorado comprar no Carrefour nesses últimos 30 anos…

Começou a peregrinação do time que era considerado santo muito antes de seu torcedor Jorge Bergoglio virar Papa Francisco. Veio o rebaixamento, a luta pra voltar à elite argentina.

O clube fundado por padre Lorenzo em 1908 rodou por outros estádios – incluindo o belo Palácio Ducó, do rival Huracán – até construir o Nuevo Gasómetro, em Bajo Flores, a 4 quilômetros de sua sede. A inauguração foi no final de 1993. Não tinha a ver com as raízes do San Lorenzo, mas foi no Nuevo Gasómetro que o Ciclón ganhou seus títulos internacionais: Copa Mercosul 2001, a Copa Sul-Americana 2002 e – aleluia, irmãos!-,  a Libertadores 2014, com Edgardo Bauza (novo técnico do São Paulo) no comando.

É linda a história da luta dos san lorenzistas para a conseguir a volta dos cuervos a Boedo. Mais de 100 mil festejaram em praça pública a lei de restituição histórica. Milhares deram sua contribuição comprando metros quadrados no futuro estádio – a terceira cancha que o San Lorenzo vai erguer. O estádio Papa Francisco, no mesmo terreno do velho Gasómetro. O projeto abaixo, que foi apresentado em 2013, nos 105 anos do Ciclón, tem jeito de ecoestádio.

facebook.com/SanLorenzo/
facebook.com/SanLorenzo/

Ecoestádio, ok, mas ainda assim um alçapão para 40 mil hinchas apaixonados. Veja o vídeo do projeto dentro do post. Continuar lendo “O San Lorenzo já construiu dois estádios. E se prepara para erguer o terceiro, no seu Boedo querido.”

Novidade na linda camisa tricolor

IMG_20150519_232348
“A Suderj informa”. Substituição no Fluminense: sai Adidas, entra a fabricante canadense Dryworld.

524793_1010955945628800_3730767702338988152_n
No penúltimo dia do ano, o Flu publicou em seu site uma nota de agradecimento à Adidas pelos 19 anos de parceria, que era a mais longa do futebol brasileiro.

A canadense Dryworld deve pagar ao Flu mais que o dobro que a marca das três listras, num contrato de cinco anos, seu primeiro no Brasil. Mas não deve parar nas Laranjeiras, não. Continuar lendo “Novidade na linda camisa tricolor”

Uma coleção de camisas centenárias no programa “Tresloucados”

Já falamos aqui da nova versão dos “Loucos por Futebol” (saudoso programa da ESPN Brasil), o “Tresloucados”, um programa veiculado no You Tube com três dos “loucos”, o Celso Unzelte, o PVC e o Marcelo Duarte. O “Tresloucados” cresce com a presença de um convidado, como o Luiz Romano, que coleciona camisas de futebol… só de clubes centenários!  Veja o programa com o seu Luiz Romano, um dos últimos de 2015.

Que legal! E o Luiz Romano ficou bem com a camisa do Fernando Prass!

Posts relacionados:

São 50 edições do “Tresloucados” no ar (para ver todos, clique aqui). Que esses loucos tenham vida longa na rede também!

Continuar lendo “Uma coleção de camisas centenárias no programa “Tresloucados””

Novo escudo do Manchester City

Novo escudo do Manchester City

IMG_20151224_061609O Manchester City apresentou o seu novo escudo hoje, antes da goleada contra o Sunderland, no Etihad Stadium. É aquele mesmo que tinha vazado durante a semana.

Saem a águia, as três estrelas, o lema Superbia in Praelia (orgulho na luta) e as iniciais MCFC. Estão de volta um formato arredondado (preferido pelos torcedores que participaram da consulta), o navio símbolo da cidade, os rios e a rosa vermelha (do brasão original de Manchester), o ano de fundação do clube (1894) e o nome Manchester City por extenso (uma tendência de escudos alterados recentemente, como o do Paris Saint-Germain e o da Roma).

Evolução do escudo do City. Fonte: http://www.mcfc.co.uk/
Evolução do escudo do City. Fonte: http://www.mcfc.co.uk/

Continuar lendo “Novo escudo do Manchester City”

Boxing Day no futebol inglês, de 1860 a 2015-16.

O 26 de dezembro – o feriado do Boxing Day – é dia de futebol na Premier League e em todas as divisões inglesas. Neste sábado, a Premier vai ter jogo desde 10h45, horário de Brasília – Stoke City x Man United até o nosso fim da tarde, Southampton x Arsenal. Atenção para o jogo da hora do almoço. O Liverpool recebe o líder Leicester.

8281_874839312635295_7778439096661607984_n

A ótima página de futebol do The Guardian fez um divertido vídeo – no fim do post- sobre o Boxing Day no futebol inglês. Por exemplo, mostra que o primeiro jogo de uftebol entre dois times foi num Boxing Day, em 1860. O Sheffield FC, time mais antigo do mundo, bateu o segundo mais antigo, o Hallam FC, por 2×0. Portanto, foi em 26 de dezembro de 1860, no campo do Hallam (Sandygate Road). Continuar lendo “Boxing Day no futebol inglês, de 1860 a 2015-16.”