A Celeste, de vermelho, no Mundial de 1962.


Está no curioso livro “A História das Camisas de Todos os Jogos da Copa do Mundo” (Panda Books), de Paulo Gini e Rodolfo Rodrigues, atualizado até a Copa de 2006. O Uruguai usou uma camisa vermelha (às vezes, é a cor da número 2 da Celeste; atualmente, a camisa reserva é branca) pela primeira vez numa Copa do Mundo na sua estreia no Chile, em 1962. Explica o livro “A História das Camisas de Todos os Jogos da Copa do Mundo” que o uniforme vermelho da Celeste surgiu em 1932, num amistoso contra a rival alviceleste, a Argentina; e que no Sul-Americano de 1935, o Uruguai jogou sempre de vermelho – e levou o que hoje é a Copa América.

Em 1962, não deu lá muita sorte. De “rojo”, a Celeste venceu a Colômbia. Mas depois, com o uniforme nº 1, perdeu da Iugoslávia e da União Soviética. Não passou de um terceiro lugar no grupo 1.

Esse jogo contra a Colômbia (como os demais do grupo) rolou no estádio Carlos Dittborn, em Arica. O estádio foi batizado com o nome de um dos organizadores o Mundial no Chile, que batalhou pelo evento mesmo depois do terremoto de 9.5 que matou 5.700 pessoas em maio de 1960. “Porque não temos nada, tudo faremos”, afirmou. Dittborn morreu 32 dias antes da Copa do Mundo de 1962.

  • Leia também:
  1. Rolê do blog pelo Museo del Fútbol e Estádio Centenário


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.