Episódio 3 do #RotasDaBola mostra La Bombonera em noite de Libertadores.

Episódio 3 do #RotasDaBola mostra La Bombonera em noite de Libertadores.

Quem tem medo do La Bombonera? Os bastidores de um jogo decisivo num dos estádios mais temidos do Mundo!
O episodio três do Rotas da Bola mostra a histórica partida entre o Boca e o Nacional do Uruguai, pelas quartas de final da Libertadores 2016.
É só dar play e viajar conosco! Que tal?
https://www.facebook.com/rotasdabola/

Continuar lendo “Episódio 3 do #RotasDaBola mostra La Bombonera em noite de Libertadores.”

Dale Bolso: nova camisa azul do Nacional.

facebook.com/nacional
facebook.com/nacional

Confesso que não tinha reparado ainda nesta bela camisa azul do Bolso. O Nacional estreou este “kit away 3” no começo da temporada uruguaia. Com esse uniforme, o tricolor de Montevidéu empatou contra o River Plate uruguaio por 2 a 2 e garantiu classificação para as oitavas da Libertadores 2016 (Rosario Central e Palmeiras brigam pela outra vaga do grupo 2).

IMG_20160408_221135 (1) Continuar lendo “Dale Bolso: nova camisa azul do Nacional.”

Gran Parque Central, o alçapão do Nacional.

Gran Parque Central, o alçapão do Nacional.
DSC07376
Fachada do Gran Parque Central em novembro de 2015

DSC07378
A cancha do Club Nacional de Football, que se intitula o decano do futebol uruguaio, é de 25 de maio de 1900. O Gran Parque Central foi um dos estádios da Copa do Mundo de 1930 e o Nacional também gosta de badalar o pioneirismo, como “el primer estadio Mundialista”. Em 13 de julho de 1930, EUA e Bélgica jogaram no Parque Central, simultaneamente a um jogo entre França e México em Pocitos (num estádio que não existe mais).DSC07352O Brasil jogou aqui sua primeira partida na história das Copas. Tá certo que não demos muita sorte. Perdemos pra Iugoslávia. por 2 a 1 (e contra a Bolívia, no Centenario, só cumprimos tabela).
DSC07356

DSC07355
Em 1944, o alçapão dos albos passou a ser todo de concreto. Teve outra reinauguração em 2005 – ganhou 25 camarotes, como o que leva o nome de Artime (também jogou no Palmeiras). DSC07375Em setembro de 2014, o Nacional anunciou uma nova reforma do estádio tricolor, “padrão Fifa”, de olho na Libertadores e numa possível Copa de 2030 na Argentina e Uruguai.DSC07353

Hoje o Parque Central parece ser uma rua Javari duas vezes maior. Comporta uns 26.500 tricolores. Depois da reforma anunciada ano passado, a capacidade passaria a ser de 40 mil hinchas.
DSC07364
Continuar lendo “Gran Parque Central, o alçapão do Nacional.”

Futebol ao cair da tarde – uma bela tarde com jogo do Nacional no estádio Centenario.

DSC07410

Publicado no começo de novembro de 2015

Este slideshow necessita de JavaScript.

Montevidéu – O Nacional chegou à 11ª “fecha” (rodada) do torneio Apertura 2015 do campeonato uruguaio na liderança, mas o Bolso deu uma derrapada na partida de sábado, contra o Racing Club de Montevideo, em posição intermediária na tabela.DSC07402

Jogando com sua belíssima segunda camisa, vermelha, parecida com esta da temporada 2014, o tricolor de Montevidéu abriu o placar com Santiago Romero no primeiro tempo…DSC07403

e chegou a fazer 2×0 com Sebastián Fernández logo no começo do segundo tempo, só que o Racing mostrou atrevimento e igualou o marcador no mítico Centenario (gols de Franco Romero e Líber Quiñones). O estádio  recebeu apenas 7 mil torcedores (minha fonte aqui é o Ovación, caderno esportivo do jornal El País, de Montevidéu). Mas a torcida da “banda del Parque” deu show, cantando o tempo todo, mesmo no finalzinho, com o empate amargo, pra empurrar  o time.


Um olho no jogo, outro na tribuna Colombes, onde fica a torcida tricolor.

DSC07425
Com o empate, o Nacional deu ao arquirrival Peñarol a possibilidade de assumir a liderança do Apertura 2015, no domingo, o que realmente aconteceu, na semana antes do grande clássico uruguaio, entre tricolores e aurinegros.

A “estreia” do Fut Pop Clube no Centenário, o primeiro giro do blog no estádio da final da Copa de 1930 em dia de jogo, foi na tribuna Olímpica, onde fica a torre que é um cartão postal de Montevidéu. O ingresso nesse setor custou 300 pesos uruguayos para não sócios do Nacional. Uns 50 reais.

Montevidéu, 31 de outubro de 2015. @FutPopClube
Uma manutenção não faria mal ao Centenario. Montevidéu, 31 de outubro de 2015. @FutPopClube

Dentro do post, a ficha técnica de Nacional 2×2 Racing. Continuar lendo “Futebol ao cair da tarde – uma bela tarde com jogo do Nacional no estádio Centenario.”

Nacional, campeão uruguaio! Campeão, mesmo?

É campeão! É campeão? facebook.com/nacional

O Nacional ganhou o torneio Apertura do futebol uruguaio. Na semana passada, o Peñarol, faturou o Clausura. Então, os dois rivais se classificaram para disputar o título de campeão uruguaio. O clássico deste domingo no centenário era considerado “semifinal” para o Peñarol, porque os carboneros precisavam verncer hoje para forçar mais dois jogos, já que os bolsilludos, tinham também a melhor campanha (além do título do Apertura). Mas para o pessoal dos bolsos no lado esquerdo da camisa teve gosto de final. Dramática!

O tricolor uruguaio saiu na frente. Sebastián Fernandez, Iván Alonso. O time aurinegro – com um a menos – conseguiu empatar no finalzinho do segundo tempo. Duas vezes Luis Aguiar. Prorrogação. O veterano Recoba entrou em campo. Bateu falta com perigo. Deu assistência para o terceiro gol do Nacional. Perdeu o pênalti que seria o quarto gol. Mas o juiz botou na súmula que a partida foi interrompida faltando sete minutos pra acabar a prorrogação.

O Nacional levantou taça e botou medalhas no peito. O Peñarol quer jogar os sete minutos finais. O Tapetão decide: Nacional campeão ou o clássico continua?

É campeão! É campeão? facebook.com/Nacional
É campeão! É campeão?
facebook.com/Nacional

Continuar lendo “Nacional, campeão uruguaio! Campeão, mesmo?”

Amor à camisa


Dica da página do Futebol Marketing no Face. A Umbro fez uma homenagem maneira às cores dos times que têm contrato com a empresa, planeta bola afora.No You Tube, a Umbro explica que não são todos, mas uma boa parte deles. Do Brasil, foram lembrados o Grêmio, o Vasco, o Atlético Paranaense, a Chapecoense, o Joinville, o Náutico e o Remo.

Conhece todas as camisas do vídeo acima? Na página http://umbrofootballshirts.com/kits/, o torcedor internauta encontra a imagem abaixo. Só que ela é interativa. Clicando lá em cada camiseta, o torcedor encontra o distintivo do time ou seleção. Se ainda não conseguir matar a charada, clica de novo no escudo que tem mais informações sobre a equipe que usa aquela camiseta. Além dos brasileiros citados, aparecem times como Nacional do Uruguai, o Deportivo Cali, o Once Caldas, Independiente Santa Fe e o Junior Barranquilla da Colômbia, o Universitario e o San Martín do Peru, a LDU (Equador), Colón (Argentina), Necaxa (México), Everton, Hull City e Derby County da Inglaterra, Nantes e Lens (França), NAC Breda (Holanda), o Derry Ciy, Sligo Rovers e o St. Patrick’s Athletic (Irlanda), Maritzburg United, Mpumalanga Black Aces e TUKS (África do Sul), Slavia Prague (uma das camisas mais chamativas, a de visitante, com uma estrela no lado esquerdo) e Teplice (República Tcheca) etc etc etc … e seleções (Azerbaijão, Canadá, Irlanda, Malawi, Peru, Sérvia).

https://www.facebook.com/umbro
https://www.facebook.com/umbro

Continuar lendo “Amor à camisa”