#MaracanáLaPelícula. O filme sobre o Maracanazo, no Canal Brasil.

Sexra, 25 de novembro, 22h, Canal Brasil. Replay terça, 13h30.
1970439_471082516351403_1003118500_n
1623558_464799520313036_739368862_n
Um filme sobre a Copa de 1950 estreou no escurinho do estádio – o mítico estádio da copa de 1930, vencida pela mesma seleção. A primeira sessão de Maracaná – La Película” (de Sebastián Bednarik e Andrés Varela) levou 10 mil torcedores, digo, espectadores ao Centenário, em Montevidéu. É uma coprodução celeste-canarinho (envolveu produtoras uruguaias e brasileiras) que procura mostrar o lado tanto do campeão, como do vice, no que para nós brasileiros foi uma tragédia, a derrota de virada no jogo decisivo do quadrangular final da Copa de 50, no Maracanã lotado.  O #Maracanazo teve todo um clima de “já ganhou” e a pressão política para que o Brasil conquistasse a Copa, num ano de eleição, incluiu o discurso do prefeito do Rio, Mendes de Morais.

Brasileiros, cumpri minha palavra construindo este estádio. Cumpram agora seu dever, ganhando a Copa do Mundo.

Maracanazo… Por si, um assunto caro aos brasileiros… Não somos um povo melancólico… mas como adoramos debater nossas grandes derrotas nos gramados! 1950… 1982… 1998…
Ainda mais num ano de outra Copa do Mundo no Brasil – e de eleições também – conhecer melhor a exploração política do esporte nunca é demais.
Antonio Leal, do CINEfoot, esteve na sessão realizada no estádio Centenário. O documentário “Maracaná – La Película” (título original) é uma das atrações do festival de cinema de futebol. Em São Paulo, quinta-feira, 29 de maio, às 20h, no Museu do Futebol (estádio do Pacaembu). Grátis. Mas é bom chegar pelo menos 1 hora antes pra pegar o convite.
Mas as imagens raras, históricas, e a montagem do trailer, que você pode ver abaixo, já deixam ansioso qualquer espectador interessado em bons filmes de futebol e documentários, de modo geral, como eu e você que me lê.
Continuar lendo “#MaracanáLaPelícula. O filme sobre o Maracanazo, no Canal Brasil.”

Álvaro Pereira, #Palito, é o 16º tricolor celeste.

Foto LUIS PIRES Vipcomm
Foto LUIS PIRES | Vipcomm (setembro 2012)

O lateral-esquerdo Álvaro Pereira, o #Palito, é o 16º jogador uruguaio a vestir a camisa do São Paulo Futebol Clube, que ontem completou 84 anos de fundação. A conta é do pessoal que cuida das estatísticas e do arquivo histórico do tricolor do Morumbi. Eis a relação:

Sem dúvida, os quatro que responsáveis por essa identificação, essa mística Tricolor Celeste, que inspiraram o livro do jornalista Luís Augusto Simon, o Menon, e uma coleção de camisas, são o lateral Pablo Forlán, o saudoso meia Pedro Rocha, o volante/zagueiro Darío Pereyra e o zagueiro Diego Lugano – que aconselhou o amigo de seleção uruguaia a jogar no Morumbi para chegar melhor à “Copa das Copas” da Dilma. Continuar lendo “Álvaro Pereira, #Palito, é o 16º tricolor celeste.”

Grupo D da Copa. O chamado grupo da morte: Celeste, Azzurra, English Team e Costa Rica

A Celeste Olímpica não teve sorte na Costa do Sauípe. Os uruguaios bicampeões mundiais pegaram um grupo com a Itália (tetra) e a Inglaterra (campeão em 1966). A Celeste tem que estrear bem contra Costa Rica enquanto English Team x Azzurra fazem um dos três jogaços desse grupo da morte. Que jornalistas uruguaios do “Ovación” batizaram de “grupo de terror“.

  • Uruguai x Costa Rica, sábado 14/06, às 16h, no Castelão, em Fortaleza
  • JOGO PRA IR!  Inglaterra x Itália, também no sábado 14/06, na Arena da Amazônia, às 18h locais de Manaus, 19h de Brasília.
  • JOGO PRA IR! Uruguai x Inglaterra, na quinta-feira 19/06, às 16h em São Paulo (Arena Corinthians).
  • Itália x Costa Rica, na sexta 20/06, às 13h (!) na Arena Pernambuco, área metropolitana do Recife.
  • OUTRO JOGO PRA IR! Itália x Uruguai, terça 24/06, às 13 h de Natal, na Arena das Dunas. São João da bola!
  • Costa Rica x Inglaterra, também na terça 24/06 às 13h no Mineirão, em Belo Horizonte.

Continuar lendo “Grupo D da Copa. O chamado grupo da morte: Celeste, Azzurra, English Team e Costa Rica”

Uruguai 2014, por Lais Sobral.

Arte de LAIS SOBRAL especial para o@FutPopClube | http://www.flickr.com/photos/lais-sobral/
Arte de LAIS SOBRAL especial para o@FutPopClube | http://www.flickr.com/photos/lais-sobral/

Sexta-feira agora, 6 de dezembro, 14h, as bolinhas vão decidir os grupos e a tabela da Copa do Mundo. O último país a confirmar presença no Brasil 2014 é um dos cabeças de chave. O Uruguai, atual campeão da Copa América, bicampeão mundial em 1930 e 1950, no chamado Maracanazo. Sobre o escudinho, há mais duas estrelas douradas, porque os uruguaios valorizam como um Mundial as medalhas de ouro no futebol nas duas últimas Olimpíadas antes de começar a história das Copas do Mundo. Quem já visitou o Museo del Fútbol, no estádio Centenário de Montevidéu, sabe disso.

Na série Te Vejo em 2014, a artista plástica Lais Sobral mandou um puma. É a nona ilustração que a Lais faz para o blog em homenagem aos países participantes da Copa 2014. Confira:
Continuar lendo “Uruguai 2014, por Lais Sobral.”

Diego Forlán. 100 vezes Celeste.

A Asociación Uruguaya de Fútbol (AUF) divulgou na sua página no You Tube um vídeo em homenagem ao atacante Diego Forlán, que completou 100 partidas vestindo a mítica camisa Celeste na vitória do Uruguai sobre a Nigéria, 20 de junho, na Arena Fonte Fova, em Salvador. E marcou o gol da vitória!
O vídeo, de 7 minutos e meio, mostra quase jogo a jogo a história de Diego Forlán com a Celeste. É o primeiro jogador a completar 100 partidas por essa seleção cheia de história e títulos (2 mundiais, 2 medalhas de ouro olímpicas – daí as quatro estrelas acima do escudo-e  quinze títulos de Sul-Americano/Copa América .

Continuar lendo “Diego Forlán. 100 vezes Celeste.”

Quando joga a Celeste

Logo-AUFweb_biggerO Uruguai, atual campeão da Copa América, melhor sul-americano no último Mundial, participa do grupo B da Copa das Confederações (veja a tabela).
Oscar Tabárez já divulgou os convocados para a Copa das Confederações.
Goleiros: Fernando Muslera (Galatasaray), Martín Silva (Olimpia) e Juan Castillo (Danubio)
Defensores: Diego Lugano (Málaga), Diego Godín (Atlético de Madrid), Maximiliano Pereira (Benfica), Martín Cáceres (Juventus de Turim), Álvaro Pereira (Internazionale), Sebastián Coates (Liverpool), Matías Aguirregaray (Peñarol) e Andrés Scotti (Nacional)
Meio-campistas: Diego Pérez (Bologna), Egidio Arévalo Ríos (Palermo), Nicolás Lodeiro (Botafogo), Walter Gargano (Internazionale), Cristian Rodríguez (Atlético de Madrid), Sebastián Eguren (Libertad), Gastón Ramírez (Southampton) e Álvaro González (Lazio)
Atacantes: Luis Suárez (Liverpool), Edison Cavani (Napoli), Diego Forlán (Internacional) e Abel Hernández (Palermo).

A Celeste estreia dia 16 – logo contra a Espanha campeã do mundo! – na Arena Pernambuco.

  • Dica de música do amigo Roge Vasco, feliz da vida com seu Peñarol, mais uma vez campeão uruguaio: o clip do cantor uruguaio Jaime Roos no Centenário, “Cuando Juega Uruguay”, uma canção de incentivo à Celeste. Com Obdulio Varela (El Negro Jefe, capitão da campeã mundial em 1950)  e tudo. O clip é de 1992.

Continuar lendo “Quando joga a Celeste”

Mazurkiewicz (1945-2013)

2013 começou com uma grande perda para o futebol uruguaio, sul-americano e mundial.
Em 2 de janeiro, morreu Ladislao Mazurkiewicz, goleiro do Uruguai em três Copas do Mundo. Sim, o goleiro que não tomou aquele gol do Pelé, no drible de corpo gingado na semifinal da Copa de 70, que o escrete canarinho ganhou de virada por 3 a 1 (Cubilla abriu o placar; Clodoaldo, Jairzinho e Rivellino marcaram para o Brasil). “Mazurka” começou no gol do Racing de Montevidéu, mas se consagrou entre 1965 e 71 no Peñarol, clube em que encerraria a carreira depois de guardar a meta de Atlético Mineiro, Granada, Peñarol de novo, Cobreloa e América de Cáli.

Segundo o texto de César Groba no site do Peñarol, “Chiquito” tem o recorde de minutos sem tomar gol no futebol uruguaio: 987!

O jornalista e radialista Beto Xavier, autor do livro Futebol no País da Música, me informa: “Era um goleiro muito elegante. Jogava adiantado, olhava o jogo da marca do pênalti. No Atlético Mineiro, vestia uma camisa preta, mas por baixo, uma outra, de gola amarela, à mostra, para lembrar o Peñarol”.

DSC00026No Peñarol, Mazurkiewicz foi campeão sul-americano e mundial em 1966. Venceu a Libertadores ao lado de Pablo Forlán, do grande Pedro Rocha, do artilheiro equatoriano Spencer e do peruano Joya, num time treinado por Máspoli – goleiro do Uruguai no Maracanazo, em 1950.  Depois de vencer o River Plate, os carboneros disputaram o Mundial de Clubes contra o Real Madrid. E levaram a Copa Intercontinental para Montevidéu. E é por isso que ilustro o texto com esta flâmula comemorativa do tri da Libertadores.

Continuar lendo “Mazurkiewicz (1945-2013)”

Pedro Rocha 70

Pedro Rocha 70
FOTO Rubens Chiri | saopaulofc.net
FOTO Rubens Chiri | saopaulofc.net

O São Paulo fez um tributo a um deus da raça antes do clássico Majestoso, neste domingo, no Pacaembu. Todos os jogadores entraram com camisas com o nome do ídolo uruguaio Pedro Rocha e o número 70. El Verdugo completa 70 anos nesta segunda-feira, 3 de dezembro, e luta contra uma doença incurável.

Natural que os jovens torcedores tricolores tenham como ídolos Rogério Ceni, Lucas, Luís Fabiano. Mas também é legal conhecer a importância deste conterrâneo de Lugano.

saopaulofc.net
saopaulofc.net

Rocha chegou ao São Paulo com 28 anos, já campeão de tudo pelo Peñarol (8 títulos uruguaios, 3 Libertadores, 2 Mundiais). Foi comprado por 280 mil dólares (muita grana na época, mas os patamares eram outros, não?) logo depois da Copa de 70 (a terceira das quatro que disputou com a camisa celeste). Estreou em 27 de setembro de 1970 (num São Paulo 0x2 Flamengo, válido pelo Robertão/Taça de Prata, no Morumbi), primeiro com a 8 – o São Paulo já tinha Gerson. Marcava muitos, muitos gols para um meia. De falta, de pênalti, de cabeça, em chutes fortes de fora da área. Foram 119 pelo tricolor, segundo o site do São Paulo. Foi artilheiro do Brasileirão de 72, ao lado de Dadá Maravilha, um centroavante nato, com 19 gols. Com o São Paulo, foi campeão paulista em 1971 e em 1975. no belo time comandado por outro ídolo estrangeiro, o técnico José Poy. Na Libertadores de 1974, bateu na trave. Perdeu a final para o copeiro Independiente.

Pedro Rocha é um dos “Dez Mais do São Paulo”, no livro de Arnaldo Ribeiro. É figurinha do Álbum Histórico do clube. Com seus conterrâneos Pablo Forlán (que veio um pouco antes), Darío Pereyra e Diego Lugano, é personagem do livro “Tricolor Celeste”, do Menon – e da coleção de camisas “Deuses da Raça”, lançada pelo São Paulo e pela Reebok este ano. Aliás, Menon – que acompanha a doença do craque em seu blog – informou que a Penalty (nova fornecedora do tricoloe) deve lançar uma nova camisa em homenagem a Pedro Rocha em 2013.

Outro blog, o Futebol de Campo, publicou em 21/11 que há uma petição para que São Paulo e Penãrol façam um amistoso para Pedro Rocha(clique aqui para saber como assinar a petição). Nada mais justo (atualizando com a dica do seu Domingos: no programa “Mesa Redonda”, diretor de futebol do tricolor, Adalberto Baptista, disse que os clubes conversam pra acertar o amistoso no começo de 2013, com renda revertida para a família).

Dentro do post, mais três dicas: uma revista, um livro e um DVD com mais do Verdugo Pedro Rocha.
Continuar lendo “Pedro Rocha 70”

Tabela da Copa das Confederações 2013

Atualizado em 10 de fevereiro de 2013

A bola Cafusa vai rolar pela Copa das Confederações a partir de 15 de junho de 2013, em seis das 12 cidades-sedes do Mundial de 2014. O Brasil, agora treinado novamente por Luiz Felipe Scolari, com Parreira como coordenador, ficou no grupo difícil, com Itália, México e Japão. A campeã do mundo e bi da Europa, La Roja, pega a Celeste, o Taiti e a Nigéria, campeã africana. Confira a agenda (horários de Brasília).

  • Grupo A:
  1. Brasil x Japão – 15 de junho, 16h, no estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília.
  2. México x Itália – 16 de junho, 16h, no Maracanã, Rio de Janeiro.
  3. Brasil x México – 19 de junho, 16h, Castelão, em Fortaleza.
  4. Itália x Japão – 19 de junho, 19h, na Arena Pernambuco, no Recife.
  5. Itália x Brasil – 22 de junho, 16h, na Fonte Nova, em Salvador.
  6. Japão x México – 22 de junho, 16h, no Mineirão, em Belo Horizonte.
  • Grupo B:
  1. Espanha x Uruguai – 16 de junho, 19h, na Arena Pernambuco, no Recife
  2. Taiti x Nigéria – 17 de junho, 16h, no Mineirão, em Belo Horizonte
  3. Espanha x Taiti, 20 de junho, 16h, no Maracanã.
  4. Nigéria x Uruguai, 20 de junho, 19h, na Fonte Nova, em Salvador
  5. Nigéria x Espanha, 23 de junho, 16h no Castelão, em Fortaleza
  6. Uruguai x Taiti, 23 de junho, 16h, Arena Pernambuco, no Recife. Continuar lendo “Tabela da Copa das Confederações 2013”