O Peñarol abriu seu estádio. E Diego Forlán marcou o gol inaugural.

O Peñarol abriu seu estádio. E Diego Forlán marcou o gol inaugural.

28 de março de 2016

Camiseta do Peñarol preparada a noite de gala. IMAGEM: facebook.com/OficialCAP/
Camiseta do Peñarol preparada a noite de gala. IMAGEM: facebook.com/OficialCAP/

O River Plate atravessou o rio da Prata para participar da inauguração do estádio Campeón del Siglo, o alçapão novinho em folha do Peñarol. E que festa linda em ouro e negro fez a hinchada manya. Bola rolando, o portero millonario Barovero se machucou e o dono da casa nova foi aproveitando. Tal qual um filme de Hollywood, coube exatamente a um ídolo carbonero, o camisa 10 Diego Forlán, filho de outro ídolo do Peñarol, Pablo Forlán, inaugurou o placar, aproveitando jogada de Murillo e com uma certa colaboração do goleiro reserva do time de Buenos Aires, Julio Chiarini. Depois, Forlán retribuiu e Murillo marcou o segundo. O River descontou, mas acabou levando uma goleada. Placar final do histórico jogo de inaguração: Penãrol 4×1 River.

Talvez seja tarde demais pra influenciar na campanha da Libertadores 2016. A situação aurinegra é complicada, como a de outros grandes sul-americanos. Mas certamente pode ter uma influência nas próximas copas.

1910383_1000004143424487_6541413896621249756_n
facebook.com/OficialCAP/
  • Capacidade: 40 mil carboneros
  • Custo: 40 milhões de dólares, 146 milhões de reais (valor de março de 2016), pechincha para os padrões das “arenas” brasileiras da Copa de 2014.

O pôr do sol é grátis! Continuar lendo “O Peñarol abriu seu estádio. E Diego Forlán marcou o gol inaugural.”

Vem aí o estádio Campeón del Siglo

Esta é a nova casa do Peñarol.

12669562_970503903041178_8813622865095100355_n
http://www.xn--pearol-xwa.org/uc_estadio_4139_1.html

O aurinegro inaugura o seu estádio Campeón del Siglo no fim deste mês. Dia 27 tem a festa de inauguração. Em 28 de março, o primeiro jogo: um amistoso entre Peñarol e River Plate (o da Argentina). Retribuição do convite que o River fez pros manyas, na inauguração do Monumental de Nuñez, em 1938 (deu Millo, 3×1).  Continuar lendo “Vem aí o estádio Campeón del Siglo”

Penãrol, campeão do Apertura 2015

wpid-fb_img_1439441918193.jpg
Camiseta do Peñarol, campeão do torneio Apertura 2015 do futebol uruguaio.  O aurinegro bateu o Juventud por 1 a 0 e ficou um pontinho acima do arquirrival.

//platform.twitter.com/widgets.js
Continuar lendo “Penãrol, campeão do Apertura 2015”

Museu do Peñarol

Museu do Peñarol

Post originalmente publicado em novembro de 2015
DSC07461
O museu do Club Atlético Peñarol existe desde 2001. Atualmente está localizado no Palácio Peñarol, calle Magallanes, não muito longe da Intendência (prefeitura) de Montevidéu. É a sede do clube, que tem ainda um ginásio onde joga o time de basquete dos carboneros e a loja oficial. Aos domingos, a loja não abre por causa da feira de Tristán Navarja, a maior feira de antiguidades da capital uruguaia. Mas o museu abre, sim.

As origens carboneras estão ligadas ao setor ferroviário. A primeira camisa do Central Uruguay Railway Cricket Club (fundado em 28/9/1891) era assim. DSC07432

Peñarol virou nome de um lugar – e uma estação – em Montevidéu por causa do nome de um imigrante italiano, Pineirolo, que virou Piñeirol no Uruguai. Mas o pessoal acabou pronunciando Peñarol. Pegou. Em 12 de março de 1914, o time adotou a denominação atual, Club Atlético Peñarol.DSC07448

Estão em destaque no museu as 5 Copas Libertadores e os três mundiais de clubes (Copa Intercontinental) conquistados pelos manyas.

Recebem tratamento especial os ídolos aurinegros, como Obdulio Varela, grande capitão da Celeste campeã de 1950…DSC07454

O goleiro campeão no Rio, em 1950, Roque Máspoli…DSC07445

Schiaffino, outro heroi uruguaio do Maracanazo…DSC07457

… o goleiro Mazurkiewicz…DSC07449

Don Pedro Rocha, campeão da Libertadores e mundial de clubes em 1966…DSC07447

Continuar lendo “Museu do Peñarol”

Diego Forlán deu um show no estádio Centenario, na goleada do Peñarol sobre o caçula Villa Teresa.

Novembro de 2015

DSC07483O Peñarol acordou domingo a 1 ponto do rival Nacional (que só empatou na véspera – veja post anterior) e com a oportunidade de assumir a liderança isolada do torneio Apertura 2015 do campeonato uruguaio se vencesse a partida de 18h10 no Centenario. Chance não desperdiçada. O aurinegro goleou o Club Atlético Villa Teresa, caçula e lanterninha do campeonato, e entrou na semana do grande clássico uruguaio 2 pontos na frente do tricolor. O Villa Teresa fez sua primeira partida no estádio construído pro Mundial de 1930, no fim de semana que também foi o de ‘estreia’ do blog Fut Pop Clube no Centenário.  Com direito a um show do camisa 10 do Penãrol, Diego Forlán.

DSC07493O melhor jogador da Copa de 2010, na África do Sul, chegou há menos de 4 meses ao carbonero, time de coração da família Forlán (seu pai, Pablo, foi lateral do aurinegro; o filho só tinha jogado na base do Peñarol – e do Danubio- antes de ir pro Independiente e de Avellaneda pra Europa). Diego Forlán fez um golaço. Recebeu, dominou com categoria e sem deixar a pelota tocar o gramado deu um chutaço pra marcar o terceiro do Penãrol. Mandou uma na trave. É um líder dentro de campo. Aplaudido até quando vai bater escanteio. Pudera. De seus pés, dois tiros de canto terminaram em gols aurinegros.  Tem 36 anos. Diego Forlán vai jogar domingo seu primeiro (e talvez último) clássico.

O Peñarol cobrou 240 pesos uruguaios (uns 40 reais) de quem não é sócio para a DSC07473tribuna Olímpica (que fica no meio do campo, embaixo da torre), e na tribuna Colombes fez uma promoção (duas pessoas entravam pelo preço de um ingresso). A barra do Peñarol agita na tribuna Amsterdam. Provoca o rival e faz festa o tempo todo, às vezes à capella, sem bateria, só com a vozes – bem maneiro isso. O público foi bom (20 mil torcedores, de novo minha fonte é o Ovación), mas não lotou o Centenario. O que com certeza vai acontecer no domingo de clásico Nacional x Peñarol.DSC07471

DSC07486 DSC07491Quanto ao histórico estádio da Copa de 1930, precisa de uma boa manutenção, especialmente numas arquibancadas lá no alto da tribuna Olímpica…DSC07476

… mas o cenário é de arrepiar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ficha da partida dentro do post e um resumo em vídeo neste link aqui. Continuar lendo “Diego Forlán deu um show no estádio Centenario, na goleada do Peñarol sobre o caçula Villa Teresa.”

Diego Forlán, 10 do Peñarol.

image

A nova edição da bela camisa aurinegra do Peñarol já é usada pelo novo 10 carbonero, Diego Forlán.
O atacante que nunca tinha jogado pelo Peñarol realiza assim um sonho da família. O pai, o lateral Pablo Forlán, foi ídolo do Peñarol antes de jogar no São Paulo.

image
Pai e filho carboneros: Pablo e Diego Forlán, domingo, no Centenario.

Na apresentação do novo 10 e da nova camisa dos manyas, Diego Forlán já fez um de seus golaços.
Continuar lendo “Diego Forlán, 10 do Peñarol.”

Peñarol, campeão do Clausura no Uruguai, quer jogar Libertadores 2016 no novo estádio dos carboneros.

11257739_847729658651937_1109458513113806186_n
http://www.xn--pearol-xwa.org/

O Peñarol ganhou o Clausura, vai tentar o título uruguaio e já está na Libertadores 2016. Os carboneros planejam jogar a Copa no novo estádio do clube, em obras há 16 meses.

facebook.com/OficialCAP
facebook.com/OficialCAP

A moderna arena deve receber uns 40 mil manyas – que no mítico estádio Centenário costumam fazer uma linda festa em ouro e negro, além de muitas provocações ao pessoal do bolsillo (o Nacional) – confira no filme Manyas – La Película”.

Imagine isso na Libertadores…
Continuar lendo “Peñarol, campeão do Clausura no Uruguai, quer jogar Libertadores 2016 no novo estádio dos carboneros.”

49 vezes Peñarol


capUma das flâmulas da semana é a do Club Atlético Peñarol, que na terça-feira se sagrou campeão uruguaio pela 49ª vez! O vídeo acima mostra a mudança do nº de títulos uruguaios de 48 pra 49.
O #49 veio com a vítória sobre o Defensor por 3 a 1, três gols de Tony Pacheco (triplete = hat-trick). Veja a ficha do jogo e fotos da grande festa “carbonera” neste link para o site oficial do Peñarol. Continuar lendo “49 vezes Peñarol”

Pedro Rocha 70

Pedro Rocha 70
FOTO Rubens Chiri | saopaulofc.net
FOTO Rubens Chiri | saopaulofc.net

O São Paulo fez um tributo a um deus da raça antes do clássico Majestoso, neste domingo, no Pacaembu. Todos os jogadores entraram com camisas com o nome do ídolo uruguaio Pedro Rocha e o número 70. El Verdugo completa 70 anos nesta segunda-feira, 3 de dezembro, e luta contra uma doença incurável.

Natural que os jovens torcedores tricolores tenham como ídolos Rogério Ceni, Lucas, Luís Fabiano. Mas também é legal conhecer a importância deste conterrâneo de Lugano.

saopaulofc.net
saopaulofc.net

Rocha chegou ao São Paulo com 28 anos, já campeão de tudo pelo Peñarol (8 títulos uruguaios, 3 Libertadores, 2 Mundiais). Foi comprado por 280 mil dólares (muita grana na época, mas os patamares eram outros, não?) logo depois da Copa de 70 (a terceira das quatro que disputou com a camisa celeste). Estreou em 27 de setembro de 1970 (num São Paulo 0x2 Flamengo, válido pelo Robertão/Taça de Prata, no Morumbi), primeiro com a 8 – o São Paulo já tinha Gerson. Marcava muitos, muitos gols para um meia. De falta, de pênalti, de cabeça, em chutes fortes de fora da área. Foram 119 pelo tricolor, segundo o site do São Paulo. Foi artilheiro do Brasileirão de 72, ao lado de Dadá Maravilha, um centroavante nato, com 19 gols. Com o São Paulo, foi campeão paulista em 1971 e em 1975. no belo time comandado por outro ídolo estrangeiro, o técnico José Poy. Na Libertadores de 1974, bateu na trave. Perdeu a final para o copeiro Independiente.

Pedro Rocha é um dos “Dez Mais do São Paulo”, no livro de Arnaldo Ribeiro. É figurinha do Álbum Histórico do clube. Com seus conterrâneos Pablo Forlán (que veio um pouco antes), Darío Pereyra e Diego Lugano, é personagem do livro “Tricolor Celeste”, do Menon – e da coleção de camisas “Deuses da Raça”, lançada pelo São Paulo e pela Reebok este ano. Aliás, Menon – que acompanha a doença do craque em seu blog – informou que a Penalty (nova fornecedora do tricoloe) deve lançar uma nova camisa em homenagem a Pedro Rocha em 2013.

Outro blog, o Futebol de Campo, publicou em 21/11 que há uma petição para que São Paulo e Penãrol façam um amistoso para Pedro Rocha(clique aqui para saber como assinar a petição). Nada mais justo (atualizando com a dica do seu Domingos: no programa “Mesa Redonda”, diretor de futebol do tricolor, Adalberto Baptista, disse que os clubes conversam pra acertar o amistoso no começo de 2013, com renda revertida para a família).

Dentro do post, mais três dicas: uma revista, um livro e um DVD com mais do Verdugo Pedro Rocha.
Continuar lendo “Pedro Rocha 70”