(Novas) camisas retrôs do Palmeiras

https://www.facebook.com/adidasFutebol
https://www.facebook.com/adidasFutebol

Na vitória contra o Bahia, no último fim de semana, pela rodada #32 do BR-2014, os jogadores do Palmeiras entraram no gramado vestindo uma camisa retrô (re)lançada pela Adidas. Verde escuro, gola V, número 9 com o tipo padrão da Adidas na época,  logo do fabricante, mas sem as tradicionais três listras. Uma camisa muito semelhante à usada na segunda metade dos anos 80, pelo que pude perceber no livro do Paulo Gini e do Rodolfo Rodrigues, “A história das camisas dos 12 maiores times do Brasil” (a original tinha um banner gigante do patrocinador, Agip; nas ruas e arquibancadas, de vez quem quando se vê um alviverde com essa camisa clássica). Veja os detalhes da camiseta retrô, lançada pela Adidas em 2014 (clique em qualquer imagem para abrir a galeria).


Já a colorida camisa de goleiro agora (re)lançada lembra um uniforme usado pelo espetacular Zetti, em 1988. Em algumas fotos da época, o goleiro usava uma camisa que tinha a inicial P cercada pelas oito estrelas do escudo atual, além do banner gigante da Agip. Dica do alviverde Fernando Nakajato. Confira os detalhes.


Isso mesmo. Antes de ser campeão e bicampeão de (quase) tudo pelo tricolor, Zetti viveu excelente fase no Verdão. Em 1987, chegou a ficar 1.238 minutos sem tomar gol. Invencibilidade quebrada justamente por um ex-ídolo palmeirense: Luís Pereira, que em maio de 1987 jogava no Santo André.Senhor goleiro.tivera

E o amigo alviverde do blog lembra que foi com essa colorida camisa de goleiro usada pelo Zetti em 1988 que outro jogador do Palmeiras viveu uma noite de herói no Maracanã. Brasileirão de 88, partida contra o Flamengo. Zetti quebrou a perna numa dividida. O atacante Gaúcho teve que ir pro gol e vestiu a camisa 1 de Zetti. Pior Em caso de empate, todos os jogos tinham decisão por pênaltis! E não  é que Gaúcho improvisado no gol defendeu dois pênaltis e com a camisa de goleiro converteu sua cobrança? O nome do jogo, naquela sexta-feira, 18 de novembro, que teve jeito de sexta 13 pro Zetti, e de noite de gala para o atacante improvisado no arco (veja um vídeo da época aqui).

Continuar lendo “(Novas) camisas retrôs do Palmeiras”

São Paulo 2014: o Kaká voltou!

São Paulo 2014: o Kaká voltou!

Atualizado em agosto de 2014.

Onze anos depois de trocar o São Paulo pelo Milan, onze anos mais “experiente”, Kaká volta a vestir a camisa 8 do São Paulo, na partida deste domingo contra o Goiás, no Serra Dourada, em Goiânia. A reestreia no Morumbi está prevista para o sábado que vem, às 18h30, contra o Criciúma ficou para o jogo contra o Vitória, domingo dos pais, 18h30.

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • >IN>: Kaká (do Milan, via Orlando City), Alan Kardec (ex-Palmeiras e Benfica), Rafael Tolói (de volta do empréstimo da Roma), Michel Bastos (ex-Atlético Paranaense, Grêmio, Figueirense, Lyon… )
  • <OUT<: Douglas (Barça), Pabón, João Schmidt,João Felipe, Lucas Evangelista
  • Estrelas da Companhia: Rogério Ceni (último semestre do goleiro-artilheiro), Álvaro Pereira (o único jogador do São Paulo na última Copa, com a camisa da Cesleste),  Paulo Henrique Ganso, Osvaldo, Luís Fabiano e Alexandre Pato.
  • Jovens: Rodrigo Caio (sofreu ruptura do ligamento no empate contra o Criciúma, só deve voltar em 2015); Ademílson, Auro.
  • Técnico: Muricy Ramalho
  • Estádio: Morumbi (68 mil lugares)Jpeg
  • Uniformes: apresentados pela Penalty há alguns meses. A Semp – patrocinadora master – não renovou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo “São Paulo 2014: o Kaká voltou!”

12 camisas clássicas

Publicado em 21/09/2009
história das camisasUm dos hits do blog é o post sobre o livro A História das Camisas dos 12 Maiores Times do País (Panda Books), do administrador de empresas Paulo Gini, colecionador de uniformes raros, e do jornalista Rodolfo Rodrigues. Obra que atrai olhares de quem se interessa pela evolução das camisas dos grande times nacionais, de 1902 a 2009. Pena que como o livro é todo colorido (e isso tem custo alto), o preço é um pouco salgado – tipo dois ingressos de arquibancada. Mas o leitor terá uma obra para consultar e se divertir com filhos, netos, sobrinhos… A pedido do Fut Pop Clube, o Paulo Gini escolheu 12 uniformes clássicos presentes no livro. Um de cada time abordado: da dupla Gre-Nal aos grandes de Minas, Rio e São Paulo. Clique para ver. Continuar lendo “12 camisas clássicas”

Canarinhos

O blog aproveita o 7 de setembro (e a classificação!) para publicar uma seleção brasileira de uniformes raros, da coleção do administrador Paulo Gini, um dos autores do livro A História das Camisas dos 12 Maiores 317Times do Brasil. Nas araras do colecionador, nada de réplicas, só uniformes usados por titulares ou reservas. A pedido do Fut Pop Clube, Gini escolheu: Marcos, Cafu, Carlos Alberto Torres, Oscar, Branco, Falcão, Gérson, Garrincha, Ronaldo, Pelé e Romário. Nos próximos textos, uniformes históricos de Pelé, Romário, Gérson, Oscar… a começar pelo que Cafu usou nas suadas Eliminatórias para a Copa de 2002 (bem mais complicadas que a atual).

Camisa usada por Cafu nas Eliminatórias da Copa de 2002. Coleção de Paulo Gini.

Camisa usada por Cafu nas Eliminatórias da Copa de 2002. Coleção de Paulo Gini.
Veja também: 12 camisas clássicas escolhidas por Paulo Gini.

Oscar, na Copa de 86

Camisa 3 da Seleção, usada por Oscar em 86. Coleção de Paulo Gini.
Camisa 3 da Seleção em 86: Oscar. Coleção de Paulo Gini.
Camisa usada por Oscar na Copa de 86. Coleção de Paulo Gini
Camisa de Oscar na Copa de 86. Coleção de Paulo Gini

Camisa 3 da seleção de uniformes raros do colecionador Paulo Gini… e da seleção brasileira de Telê Santana que disputou o Mundial de 86, no México. Oscar, então zagueiro do São Paulo, ficou na reserva. Os titulares da zaga eram Júlio César e Edinho. O Brasil venceu Espanha, Argélia, Irlanda do Norte, goleou a Polônia nas oitavas, mas caiu no jogo seguinte, diante da França, nos pênaltis…
Veja camisas clássicas do São Paulo e outros 11 times, escolhidas por Paulo Gini.

Clique para ver camisa de Oscar no São Paulo, em 1985, que pertence a um amigo do blog. A Adidas era a fornecedora de material esportivo do tricolor.

Continuar lendo “Oscar, na Copa de 86”

Canhotinha de ouro

Publicado em 7 de setembro de 2009 e republicado em 11/01/2011, em homenagem aos 70 anos de Gerson

Camisa 8 de Gérson no Flu de 73. Coleção de Paulo Gini.
Camisa 8 de Gerson no Flu de 73. Coleção de Paulo Gini.

Camisa 8 do timaço de raridades da arara do Paulo Gini, escolha do colecionador especialmente para Fut Pop Clube: o clássico uniforme usado por Gerson, canhotinha de ouro, no Fluminense, em 1973.

A ilustração dessa camisa sensacional, sem a poluição visual dos patrocínios, está lá na página 127 do livraço do Gini e do Rodolfo Rodrigues pela Panda Books. Aqui, você  pode ver o verso, digo, as costas. Continuar lendo “Canhotinha de ouro”

Romário

Camisa 11 de Romário na Copa de 90. Coleção de Paulo Gini.
Camisa 11 de Romário na Copa de 90. Coleção de Paulo Gini.
Camisa de Romário na Copa de 90. Coleção de Paulo Gini
Camisa de Romário na Copa de 90. Coleção de Paulo Gini

A camisa 11 na seleção brasileira de uniformes raros que o Paulo Gini convocou a pedido do Fut Pop Clube não poderia ser de mais ninguém. É do baixinho, claro. Embora a Copa de 90 não traga boas lembranças. Romário entrou só na vitória contra a Escócia. A seleção de Lazaroni caiu logo nas oitavas, justo diantes dos hermanos…

LEIA MAIS: Camisas clássicas do Vasco, Fla, Flu e outros 9 times, escolhidas pelo Paulo Gini.

Pelé e o Cosmos

Camisa usada por Pelé no Cosmos. Coleção de Paulo Gini.
Camisa usada por Pelé no Cosmos. Coleção de Paulo Gini.
Camisa usada por Pelé no Cosmos. Coleção de Paulo Gini.
Camisa usada por Pelé no Cosmos. Coleção de Paulo Gini.

O administrador de empresas Paulo Gini, um dos autores do ilustradíssimo livro A História das Camisas dos 12 Maiores Times do Brasil, montou uma seleção brasileira a partir de 11 raridades de sua coleção. Eis uma das camisas usadas por Pelé em seus 3 anos de contrato com o Cosmos (leia texto abaixo). Clássica! E o Paulo ainda tem a camisa usada na despedida do Rei, em outubro de 1977. Amistoso entre Cosmos x Santos, no Giants. Pelé atuou metade do tempo em cada um dos times de sua vida. Vitória dos galáticos de NY por 2×1. Pelé marcou um. Para o Cosmos.

Leia mais:
Camisa do Santos na década de 60 e uniformes de outros 11 grandes times escolhidos pelo Paulo Gini.
Cosmos parte 2 Uma dica de filme em DVD. O Mundo A Seus Pés conta a a Extraordinária História do New York Cosmos – o time de soccer, digo, futebol, da Warner Communications, criado graças à insistência dos fundadores da gravadora Atlantic Records, irmãos Ertegün. É um documentário que conta as origens do time que disputava a North American Soccer League, antes da era Pelé, os recordes seguidos de recordes quando o Rei jogou por lá, e a decadência da liga. Com direito a muita roupa suja lavada em público. Antes dos Florenteam do Real Madrid, o NY Cosmos foi uma galáxia de celebridades da bola. Continuar lendo “Pelé e o Cosmos”

Top 10 dos 6 meses de Fut Pop Clube

logotipo-fpc1 (1)A banda curitibana Copacabana Club; o brasileiro artilheiro do campeonato alemão 08/09, Grafite; Manu Chao & Maradona; o livro sobre a história das camisas dos maiores times; os locutores esportivos do rádio; a semifinal do “eu sou você amanhã” da Copa do Brasil 09; a exposição Mania de Colecionar (flâmulas); o conjunto DNA do Samba;  o Memorial do São Paulo F.C. e um comentário sobre um clássico do Iron Maiden… esses são os 10 temas mais lidos do blog neste semestre. Há um certo equilíbrio entre música e futebol, duas paixões do Fut Pop Clube e do blogueiro aqui, João Ricardo. Clique em MANTENHA A LEITURA para os links dos textos mais lidos. Continuar lendo “Top 10 dos 6 meses de Fut Pop Clube”

“A História das Camisas dos 12 Maiores Times do Brasil”

A HISTORIA DAS CAMISASEstá para sair (em 7 de julho) um livro muito interessante para quem se interessa pelas evolução dos uniformes de grandes clubes brasileiros (os 12 listados aí em cima nas tags). A História das Camisa dos 12 Maiores Times do Brasil – golaço do admistrador de empresas Paulo Vilhena Gini, um dos maiores colecionadores de uniformes do mundo, e do jornalista quase xará de goleiro uruguaio Rodolfo Rodrigues, que já lançou vários almanaques e livros como Escudos dos Times do Mundo Inteiro. Mais de 1.900 uniformes ilustram o livro, que infelizmente não sai muito barato: R$ 64,90. Mas que é um belo presente, ah, isso é. Continuar lendo ““A História das Camisas dos 12 Maiores Times do Brasil””