A Bola e o Goleiro. Jorge Amado e o futebol.

Capa de “A Bola e o Goleiro”: Jorge Amado para as “categorias de base”, na edição da Companhia das Letrinhas


Nesta sexta-feira, 10 de agosto, o Fut Pop Clube começa a festejar o centenário de nascimento de Jorge Amado com o distintivo do Esporte Clube Ypiranga, de Salvador, o time de coração do escritor baiano. O Ypiranga, herdeiro do Sport Clube Sete de Setembro, foi fundado em 7 de setembro de 1906. “O Mais Querido” é o terceiro time com mais títulos no futebol baiano, atrás apenas do Bahia e do Vitória: o canário  aurinegro ganhou 10 campeonatos da primeira divisão estadual, o último em 1951. Sob nova direção, hoje o Ypiranga (de) Amado tenta reencontrar o seu caminho.
Como todo mundo que conhece um pouquinho da vida do escritor sabe, Jorge Amado era comunista. E no futebol, sua predileção eram os times de origem operária. Também era torcedor do Bangu Atlético Clube.
O autor de “Jubiabá”, “Capitães da Areia”, “Gabriela, Cravo e Canela”, “Dona Flor e seus Dois Maridos”, “Tieta do Agreste” etc etc etc escreveu um livro sobre futebol destinado ao público infanto-juvenil. É o delicioso “A Bola e o Goleiro”, de 1984, que curti na edição da Companhia das Letrinhas, ilustrada pelo traço colorido de Kiko Farkas. No livro, uma foto feita por Zélia Gattai mostra o escritor Amado ao lado do excelente artista plástico Carybé, no velho estádio da Fonte Nova, em Salvador.

Esfera Mágica, Pelota Invencível, Redonda Infernal… A bola Fura-Redes – “inimiga número um do zero no placar”- é a “mocinha” do livro esportivo do escritor ypiranguense e – veja só!-se apaixona  logo por um goleiro, Bilô-Bilô, também conhecido como Cerca-Frango e Mão-Furada, que acaba virando um Tranca-Gol.  Na fantasia que só poderia sair de uma cabeça criativa como a de Jorge Amado, esse outro casal 20 do futebol formado pela bola Fura-Redes e pelo goleiro Bilô-Bilô vira protagonista até do gol 1.000 do Rei do Futebol – logo Pelé, que tratava intimamente a Gorduchinhacomo Redondinha. Golaço do Ypiranga, digo, de Jorge Amado. “A Bola e o Goleiro” é um livro altamente recomendado para meninos e meninas de todas as idades, das categorias “fraldinha” e mirim aos times de Masters e veteranos!

Taí, bom nome para uma bola. Se não der para homenagear Osmar Santos e chamar a bola da Copa 2014 de Gorduchinha, por que não render tributo ao amado baiano e batizar a prima da jabulani de … Fura-Redes?!?!?!?!?

Para saber mais sobre a relação amorosa entre o escritor e o futebol; e os motivos de Jorge amar times operários, recomendo a leitura deste post de André Ribeiro, no ótimo site Literatura na Arquibancada.

  • Esporte Clube Ypiranga:
  1. site oficial
  2. página no Facebook
  • Bangu
  1. site oficial
  • “A Bola e o Goleiro”
  1. no site da editora Companhia das Letrinhas
  2. texto no excelente site Literatura na Arquibancada, do jornalista André Ribeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.