Rolê do blog pela Fonte Nova, em escaldante tarde de Bahia x Flamengo, Brasileirão 2014.

Post inspirado pelo Futebol de Campo, blog parceiro, que ainda deu a maior força na divulgação.

10697438_803865289674269_7912819852496024938_o
Fila pra entrar na Fonte Nova: 37.393 presentes.

A galera do Flamengo em todo o Nordeste foi em excelente número à Arena Fonte Nova. Deu o ar de sua graça rubro-negra em Salvador durante todo o fim de semana.

P… que p…., é a maior torcida do Brasil” – gritavam os flamenguistas, já dentro da Fonte Nova. Clique em qualquer foto da galeria para ver num tamanho maior.


Num domingo em que o Flamengo foi campeão mundial de basquete, no campo de futebol deu Bahia, 2×1.

Este slideshow necessita de JavaScript.


E nas arquibancadas da belíssima Fonte Nova, a torcida do Bahia deu espetáculo. Bandeiras…  Show de tambores, no setor leste e no alto do setor norte. E muita música, com o grito de guerra consagrado pelo hino do esquadrão tricolor.

Bahêa! Bahêa! Bahêa!”

Na torcida do Bahia, vi gente com camisa do Galo no ombro (era o adversário do arquirrival Vitória na rodada), do Sergipe e do Ypiranga, time de coração de Jorge Amado. Clique em qualquer foto da galeria para ver num tamanho maior.

Mas quase tivemos uma tragédia. Uma torcedora caiu do setor leste inferior. Se fosse de um nível mais alto, as consequências  poderiam ter sido bem mais graves. Continuar lendo “Rolê do blog pela Fonte Nova, em escaldante tarde de Bahia x Flamengo, Brasileirão 2014.”

A Bola e o Goleiro. Jorge Amado e o futebol.

Capa de “A Bola e o Goleiro”: Jorge Amado para as “categorias de base”, na edição da Companhia das Letrinhas


Nesta sexta-feira, 10 de agosto, o Fut Pop Clube começa a festejar o centenário de nascimento de Jorge Amado com o distintivo do Esporte Clube Ypiranga, de Salvador, o time de coração do escritor baiano. O Ypiranga, herdeiro do Sport Clube Sete de Setembro, foi fundado em 7 de setembro de 1906. “O Mais Querido” é o terceiro time com mais títulos no futebol baiano, atrás apenas do Bahia e do Vitória: o canário  aurinegro ganhou 10 campeonatos da primeira divisão estadual, o último em 1951. Sob nova direção, hoje o Ypiranga (de) Amado tenta reencontrar o seu caminho.
Como todo mundo que conhece um pouquinho da vida do escritor sabe, Jorge Amado era comunista. E no futebol, sua predileção eram os times de origem operária. Também era torcedor do Bangu Atlético Clube.
O autor de “Jubiabá”, “Capitães da Areia”, “Gabriela, Cravo e Canela”, “Dona Flor e seus Dois Maridos”, “Tieta do Agreste” etc etc etc escreveu um livro sobre futebol destinado ao público infanto-juvenil. É o delicioso “A Bola e o Goleiro”, de 1984, que curti na edição da Companhia das Letrinhas, ilustrada pelo traço colorido de Kiko Farkas. No livro, uma foto feita por Zélia Gattai mostra o escritor Amado ao lado do excelente artista plástico Carybé, no velho estádio da Fonte Nova, em Salvador. Continuar lendo “A Bola e o Goleiro. Jorge Amado e o futebol.”