Supercopeiros 2016

1470791815651-95269779O zagueiro Sergio Ramos no ataque, ainda mais nos acréscimos, é um perigo, é fatal para os adversários. O herói da décima das onze Champions conquistadas pelo Real Madrid -dois anos atrás- repetiu a dose na terceira Supercopa europeia dos blancos. Empatou a final nos acréscimos, e levou a decisão para a prorrogação. Aí Carvajal marcou quase que um gol de ouro no final do tempo extra contra o novo Sevilla de Sampaolli, ainda sem Ganso.

Confira os supercampeões de seus países (falta a segunda partida da Supercopa da Espanha). Continuar lendo “Supercopeiros 2016”

Barça Supercampeão 2015. Contra um Super Sevilla.

O Barça de Luis Henrique já tinha um triplete. Champions, La Liga e La Copa (do Rei).
Agora tem a Supercopa da Uefa. E pode conquistar a Supercopa da Espanha (dois jogos contra o Athletic) e o Mundial de Clubes.

facebook.com/fcbarcelona
facebook.com/fcbarcelona

Não foi nada fácil ganhar esta Superccopa. Uma partida pra não esquecer.
Banega, de falta, abriu o placar pro Sevilla. Messi empatou e virou. De falta!
Rafinha completou jogada inteligente de Suárez. O uruguaio fez 4×1.
Acho que nem o torcedor mais vermelho do Sevilla poderia imaginar que os de Nervión fossem diminuindo, 4×2… 4×3… 4×4!

Pedro, que está mais fora que dentro do Barça, fez o gol da vitória, no finzinho da prorrogação. 5 a 4!

Um jogo pra guardar.

A Europa tem um grande supercampeão, o Barça.

E um Super Sevilla, bi/tetra campeão da Liga Europa. Bravo, Unai Emery. Boa sorte na Champions!

Continuar lendo “Barça Supercampeão 2015. Contra um Super Sevilla.”

Sevilla 2014-15

Campeão da Liga Europa, o Sevilla FC usou um dos seus novos uniformes de visitante na decisão da Supercopa da Europa, contra o Real Madrid, campeão da Liga dos Campeões, em Cardiff, País de Gales. Camiseta, calção e meião – tudo vermelho.10467005_10152741231606833_1247262232807403949_o

Campeão da Liga Europa? Flâmula no blog.
Campeão da Liga Europa? Flâmula no blog.
  • >IN>: Mariano Barbosa (goleiro argentino, estava no Las Palmas, que não subiu por pouco), Iago Aspas (atacante galego, emprestadado pelo Liverpool), Alejandro Arribas (zagueiro, estava no Osasuna, que caiu), Krychowiak(volante,ex-Stade de Reims), Daniel Carriço (zagueiro português, estava no Reading), Aleix Vidal (meio-campo, ex-Almería), Denis Suárez (meio-campo, jogava no Barcelona B e foi emprestado), Éver Banega (meia argentino com passagens pelo Valencia), Gerard Deulofeu (atacante, emprestado pelo Barça).
  • <OUT<: a grande perda foi a do meio-campo croata Rakitic (comprado pelo Barça). Alberto Moreno está indo pro Liverpool.
  • Brasileiros: o time que já teve tantos brasileiros, como Luís Fabiano, Daniel Alves, Renato e Adriano, agora só conta com Cicinho, o lateral que jogou no Itano, Oeste, Santo André Palmeiras.
  • Estrelas da companhia: o goleiro português Beto, herói da final da Europa League 2013-14, Carlos Bacca (atacante colombiano), Reyes., o capitão Federico Fazio, Fernando Navarro, Koke Andújar, Nico Pareja, Gameiro.
  • Técnico: Unai Emery.
  • Estádio: Ramón Sánchez-Pizjuán, no bairro sevilhano de Nervión. É de 1958 e foi usado na Copa de 1982. Comporta 45.500 sevillistas. Média de público na última liga: 30.622. – 64º no ranking mundial da Pluri Consultoria. Ocupação: 67% da “Bombonera de Nervión”. Belíssima fachada!

Confira mais fotos aqui! Continuar lendo “Sevilla 2014-15”

Supercopeiros

Atualizado em 30/08/2013
O blog Fut Pop Clube saúda os vencedores das Supercopas, em alguns dos principais mercados europeus de futebol, na abertura da temporada.

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • Ajax, supercampeão holandês
  • Borussia, supercampeão alemão
  • Galatasaray, supercampeão na Turquia
  • Manchester United, campeão da Supercopa inglesa, a FA Community Shield
  • Paris Saint-Germain. supercampeão da França
  • Porto, vencedor da Supertaça de Portugal pela 20ª vez
  • Juventus, supercampeã italiana pela 6ª vez.
  • Barcelona, campeão da Supercopa da Espanha pela 11ª vez.
  • finalmente, o Bayern, Supercampeão europeu pela primeira vez.

Atlético de Madrid, supercopeiro!

“Banderín” (flâumula) do Atlético de Madrid, supercampeão europeu pela segunda vez (a primeira Uefa Supercup ‘rojiblanca’ foi a de 2010). Os ‘colchoneros’, bicampeões da Europa League, golearam o poderoso Chelsea, atual dono da Champions: 4×1. Com direito a triplete, hat-trick, pedir música no ‘show da vida’ etc… três gols de Falcao García.
Continuar lendo “Atlético de Madrid, supercopeiro!”

As 13 taças da “Era Guardiola”

Pep Guardiola foi o melhor treinador do mundo, na votação da Fifa, referente a 2011, ano em que o técnico do Barça conquistou nada menos do que cinco das treze copa de sua carreira de “mister” (campeonato espanhol 2010/11, Champions 2010/11, Supercopa de Espanha, Supercopa da Europa e Mundial).

Lembra qual foi a primeira taça da Era Guardiola? A Copa do Rei, na temporada 2008/09, com uma virada + goleada sobre o sempre raçudo e lutador Athletic Bilbao. Marcaram para o Barça naquele 13/05/2009 no estádio Mestalla, em Valência: Yaya Touré, Messi, Bojan e Xavi (leia mais sobre esta conquista em post anterior).

  • GALERIA DOS TÍTULOS DO BARCELONA NA ERA GUARDIOLA

(clique nos links para ler o post da época)

  1. Copa do Rei 2008/09
  2. Liga espanhola 2008/09
  3. Champions League 2008/09
  4. Supercopa de Espanha 2009/10
  5. Supercopa da Europa 2009/10
  6. Mundial de Clubes 2009/10
  7. Bi da Liga espanhola 2009/10
  8. Supercopa de Espanha 2010/11
  9. Tri da Liga espanhola 2010/11
  10. Champions League 2010/11
  11. Supercopa de Espanha 2011/12
  12. Supercopa da Europa 2011/12
  13. Mundial de Clubes 2011/12

Fonte: Site do Barça


Atlético de Madrid, supercampeão!

Noite de fiesta em Madri, pelo menos na parte rojiblanca da capital espanhola, em especial pelos lados da Fonte de Netuno. O Clube Atlético de Madrid é supercampeão da Europa pela primeira vez. Os colchoneros, campeões da Europa League, ficaram  com a Uefa Supercup da temporada ao derrotar a poderosa Inter de Milão (campeã da Champions League) por 2×0 no belíssimo estádio Louis II de Mônaco. Duas copas em três meses! Muito legal para o grande rival madrilenho do Real (sim, a rivalidade é forte, rolam muitas provocações), principalmente se a gente lembrar que o Atlético padeceu duas temporadas na Segundona espanhola, na virada do milênio. Tenho uma certa simpatia pelo Atlético de Madrid desde que os brasileiros Leivinha e Luís Pereira defenderam o clube de Manzanares, a partir da metade dos anos 70. Continuar lendo “Atlético de Madrid, supercampeão!”