Este era mesmo um Escrete do Rádio

rádio globo
Anúncio publicado em 1978

Meus amigos… começaria João Saldanha, o comentarista que o Brasil inteiro consagrou…
… como seria um gol transmitido por diferentes gerações da equipe de esportes da rádio Globo do Rio?

O saudoso Jorge Curi poderia narrar, com seu vozeirão, bem de família.

Anotem… tempo e placar no maior do mundooooo!

Seu colega Waldir Amaral anunciaria um bordão clássico.

Bololô na área…

… enquanto o garotinho José Carlos Araújo poderia acrescentar

Preparou, apontou, entrou! Golão, golão, golão!

Mário Vianna, sempre com dois “N”, aprovaria.

Goool legal!

Voltaria Waldir…

Tem peixe na rede do … Indivíduo competente…

Minha homenagem às grandes equipes esportivas da Rádio Globo, que comemorou 70 anos.

O site da emissora publicou uma infográfico em forma de história em quadrinhos multimídia, maneiríssima, com áudios.

E muitos áudios históricos, como a final do Mundial de Clubes de 1981, que o Flamengo faturou em cima do Liverpool, e narrações do pai da matéria, Osmar Santos, da Rádio Globo São Paulo. Clique aqui para ouvir tudo isso. Continuar lendo “Este era mesmo um Escrete do Rádio”

E o troféu Osmar Santos vai pro …

Atualizado

DSC03268 Flâmula do Cruzeiro
Flâmula do vencedor do Troféu Osmar Santos 2014

Rodada 17 do Brasileirão 2014. Faltam duas jornadas para terminar o turno e o atual campeão, o Cruzeiro, pode comemorar o título simbólico do primeiro turno (campeão de inverno?) – e o troféu que o diário Lance! oferece ao melhor time da primeira metade do campeonato nacional. Apenas em 2008, 2009 e 2012 o vencedor do Osmar Santos não foi também o campeão brasileiro da temporada.  Continuar lendo “E o troféu Osmar Santos vai pro …”

Pimba na #Gorduchinha!

http://penalty.com.br/

Quem também mandou bem no marketing foi o pessoal da Penalty. Como o pessoal da Copa não se interessou pelo apelido dado pelo pai da matéria Osmar Santos, locutor que esmerilhou no rádio esportivo paulista dos anos 70 ao começo dos 90 – apesar da campanha popular – a fabricante brasileira aproveitou e lançou a bola Gorduchinha.

https://www.facebook.com/PenaltyBR
https://www.facebook.com/PenaltyBR

Ooooosmar Santos merece!
Continuar lendo “Pimba na #Gorduchinha!”

Ripa na chulipa

http://www.facebook.com/OsmarSantos2014

O pessoal da campanha Gorduchinha 2014 postou no Face… tuitou… o Oscar Ulisses retuitou… e eu curti. O mais-que-perfeito locutor esportivo Osmar Santos virou personagem de gibi do Mauricio de Sousa: Osmarzinho estreia no nº 71 da HQ “Turma da Mônica”, numa historinha chamada “Ripa na Chulipa”, que ilustra este post. E quee gooollll!!!!!
Já está nas bancas (pelo menos em SP) e a historinha tem aquele bom humor que são a marca dos quadrinhos de Mauricio de Sousa. Mônica. . . e um locutor que trata a bola carinhosamente como gorduchinha. . . Só pode dar confusão. . .
Continuar lendo “Ripa na chulipa”

Gorduchinha 2014: Oooosmar Santos!


“É fogo no boné do guarda/Ripa na chulipa/ Pimba na Gorduchinha/Tiruli, tirulilá/Eee queee goooool!”.

Que bonito é /as bandeiras tremulando /a torcida delirando/ vendo a rede balançar! A campanha para que a bola da Copa do Mundo de 2014 receba o carinhoso nome de Gorduchinha é “uma jogada do do do peru” do ataque formado por amigos e fãs do locutor Osmar Santos (veja as páginas da campanha Gorduchinha 2014 no Twitter e no Face). Aproveito o aniversário de Osmar Santos, o “pai da matéria”, 63 anos neste 28 de julho, para dar meu total apoio à essa campanha. Que tal eleições Diretas Já para escolher o nome da bola da Copa, hein? Alias, Diretas Já para presidente do São Paulo também!
Adoro rádio. Gosto muito de inúmeros locutores. Mas na minha opinião, Osmar Santos foi, é e sempre será o maior locutor esportivo de todos os tempos. O cara revolucionou o rádio esportivo brasileiro, nos anos 70, com transmissões cheias de humor, vinhetas e música. A escalação do trio de arbitragem, por exemplo, vinha depois de uma vinheta com um trecho de “Camisa Molhada”, clássico do tricolor Carlinhos Vergueiro e do corintiano Toquinho sobre o futebol de várzea. E os apelidos que Osmar dava? Edmundo, o “animal”. Serginho Chulapa, o “tamanduá-bandeira do futebol brasileiro”. Jorge Mendonça era o “Jojô Beleza” (há uma narração de gol do palmeirense numa das salas do Museu do Futebol’.
Sua narração “discoteque”, “livre, leve e solta” exerce influência até hoje – os que eu mais gosto de ouvir são locutores que seguem claramente a escola Osmar Santos. Vejo que o site Gorduchinha 2014 disponibiliza algumas narrações clássicas do pai da matéria para baixar no celular (confira aqui).
Na voz de Osmar, os 90 minutos eram como um gol. E o gol, então, era uma festa. Que me lembra a vinheta usada durante muitos anos pela rádio em que explodiu, a jovem rádio Jovem Pan de São Paulo.

“É gol, que felicidade! É gol, o meu time é alegria da cidade”” – “Replay”, sucesso do Trio Esperança, depois regravada pelo Trio Mocotó.


“Osmar Santos – O Milagre da Vida” é a biografia muito bem escrita por Paulo Matiussi, tema de post anterior.

By the way, o Troféu Osmar Santos (dado pelo jornal “Lance” ao melhor do 1º turno) desse ano parece que tem um favorito: o Atlético Mineiro. Bela campanha do Galo.

Um locutor que me lembrou a originalidade de Osmar Santos foi a de um xará meu português, o João Ricardo Pateiro. Dá uma olhada só no post anterior, “Golo do rádio esportivo português”.

E o Osmar Santos vai para o … Fluminense!

Eis que num 13 de outubro como a noite em que o Corinthians saiu da fila no Paulistão, em 1977, o alvinegro de Parque São Jorge perdeu o jogo que faltava para completar o turno: 0x2 para o Vasco, em São Januário. Resultado que deu alegria aos cruzmlatinos e atambém aos tricolores. Fluminense, enfim, campeão simbólico do turno, com 38 pontos em 19 jogos. Leva pra Laranjeiras o troféu Osmar Santos, ofertado pelo jornal Lance! ao melhor do 1º turno. E para lembrar desse locutor que deu show em 1977, recomendo a excelente biografia Osmar Santos: O Milagre da Vida, escrita pelo jornalista Paulo Matiussi, lançada em 2004 pela Sapienza Editora. Ainda pode ser encontrado nas melhores livrarias virtuais. Bom, bom, bom de bola esse garoto. O pai da matéria em radiojornalismo esportivo discotèque, “livre, leve e solto”.
Voltando ao Brasileirão 2010, finalmente os 20 times estão com 29 jogos agora. Cruzeiro tem 54 PG.  Fluminense, 52. Corinthians, 49 – esses estariam na Libertadores, junto com Santos 48. Inter, 47, já classificados.  Bota, 44. Atlético Paranaense, 43, 12 vitórias. Grêmio 43, 11 V. Palmeiras 43, 10 V. São Paulo, 41 PG.
Veja a lista dos campeões simbólicos do 1º turno, desde a implantação dos pontos corridos: Continuar lendo “E o Osmar Santos vai para o … Fluminense!”

O pai da matéria


Pego emprestada a expressão de Osmar Santos – o “pai da matéria” no radiojornalismo esportivo discotheque, livre, leve e solto – para lembrar dos 40 anos da morte de Jimi Hendrix. Um “mais-que-perfeito” da guitarra. Do baú de rock, blues, R&B e soul que James Marshall Hendrix deixou, herdeiros e gravadoras não param de lançar e relançar CDs, DVDs, caixas com um e/ou outro desses formato. Tem muita coisa boa. Algumas dicas desses sons estão na Coluna de Música do Fut Pop Clube. Continuar lendo “O pai da matéria”