Sábado de Carnaval na rua Javari

Sábado de Carnaval na rua Javari

O visitante já foi campeão brasileiro, em 1978, até hoje o único time de cidade do interior a vencer a primeira divisão do Brasileirão. O dono da casa venceu a Taça de Prata, uma espécie de série B, em 1983.

No sábado de Carnaval, o Juventus recebeu na Mooca o Guarani, pela série A2 do futebol paulista.

Gols só no movimentado segundo tempo.

O Moleque Travesso marcou primeiro.

Festa grená no gol do Juve

O Bugre criou chances, empatou com Fumagalli e quase virou.

Mil e oitocentas pessoas pagaram os ingressos, que são caros. 40 reais pela coberta, 20 a descoberta, série A2, gente? Hello…

Bom número de torcedores do Guarani. Clima de paz entre as torcidas.

O Guarani está em sétimo. O Juve em décimo-oitavo.

Voltaremos: pré-estreia do novo filme sobre o Juve da Mooca.

12604778_951502871594597_3423796436375686734_o
.facebook.com/FilmeVoltaremos/

A produção do filme Voltaremos”, primeiro longa-metragem sobre o Clube Atlético Juventus, está vendendo ingressos para a pré-estreia do doc, no comecinho de 2016. Vai ser em 30 de janeiro, um sábado, às 19h, no Teatro Gamaro, rua Dr. Almeida Lima, 1176,  Mooca, claro.
Os ingressos custam 15 reais e podem ser comprados por mensagens inbox pra página do filme “Voltaremos” no Facebook. Continuar lendo “Voltaremos: pré-estreia do novo filme sobre o Juve da Mooca.”

Na rede: “Som das Torcidas”, primeira temporada.

O que Tim Maia (torcedor do América-Rio), o vascaíno Martinho da Vila, o flamenguista Ary Barroso, o Jack White do White Stripes e um sucesso de Bonnie Tyler têm a ver com os times da cidade de São Paulo? Músicas de artistas como esses (mais Luiz Gonzaga, Adoniran e até fado etc etc etc) foram adaptadas por torcidas paulistanas. A relação entre música popular e futebol, os hinos, os cantos,os mantras, as batidas das torcidas são assunto da série Som das Torcidas que depois de 70 podcasts chegou ao vídeo. bannermenor_SDT_estreia-730x360Cinco curtas sobre as torcidas de times paulistanos estão na primeira temporada do Som das Torcidas, que teve uma pré-estreia no CINEfoot e desde 1º de dezembro pode ser vista na íntegra no site do programa. O pessoal da Central3 começou a série visitando estádios e conversando com torcedores de Corinthians, Juventus, Palmeiras, Portuguesa e São Paulo para tratar da história, da origem e das referências das músicas cantadas nas arquibancadas. Bem legal o trabalho de pesquisa feito para os curtas por Leando Iamin, Matias Pinto e Paulo Júnior (Leandro e Paulo apresentam a versão em vídeo do Som das Torcidas). A direção dos 5 curtas é de Pedro Asbeg (premiado diretor de “Geraldinos”, “Democracia em Preto e Branco”). Que venham outras temporadas, em outras cidades, estados e, quem sabe, países!


Continuar lendo “Na rede: “Som das Torcidas”, primeira temporada.”

As Travessuras dos Moleques da Mooca

O que leva o torcedor do Clube Atlético Juventus a ser tão apaixonado pelo time da rua Javari? Qual a diferença entre torcer por um grande e pelo Juve? E a relação do time grená e branco com o bairro da Mooca?


Este é o trailer de um documentário em vídeo de 2010, As Travessuras dos Moleques da Mooca”, que foi o TCC de seis jornalistas que se formaram pela Universidade Anhembi Morumbi. A dica foi do Ricardo Bochini, um dos integrantes do sexteto, ao lado de Carlos Augusto Dourador, Guilherme Cardoso, Gustavo Ferreira, Marcel Pedroza e da Marcela Branco.

Clique aqui para ver na íntegra o documentário, que tem 21 minutos.  Continuar lendo “As Travessuras dos Moleques da Mooca”

O Juventus joga na rua Javari. Amor eterno ao futebol autêntico.

DSC06253

O tradicional Juventus começou 2015 com o pé direito na série A3 do futebol paulista, na real, a #terceirona estadual.

Juventus 3, Grêmio Osasco zero.
DSC06265 (1)
Ingresso: 20 reais (meia, 10).

Estacionamento: R$ 15.

Canolli de chocolate ou creme: R$ 3 reais (muita fila. Pode começar no meio do primeiro tempo, tomar o intervalo todo e invadir o segundo tempo).

Fila do canolli
Fila do canolli

Esfiha (fechada de carne, na Esfiha Juventus): R$ 3,80.

Estádio sem briga de torcida e com ótimo ambiente pro futebol: não tem preço.

Continuar lendo “O Juventus joga na rua Javari. Amor eterno ao futebol autêntico.”

Clube Atlético Juventus, 90 anos de molecagem e travessura!

Clube Atlético Juventus, 90 anos de molecagem e travessura!
Flâmula do Juventus, disponível na loja oficial do clube, Grená e Branco.
Flâmula do Juventus, disponível na loja oficial do clube, Grená e Branco.

Neste domingo, o Clube Atlético Juventus completa 90 anos. O Moleque Travesso foi fundado em 20 de abril de 1924 como Cotonifício Rodolfo Crespi Futebol Clube – resultado da fusão do Extra São Paulo FC e do Cavalheiro Crespi FC, clube dos trabalhadores da empresa de Rodolfo Crespi, que entrou com a sede social. As cores eram as do Extra São Paulo: vermelho, branco e preto. O terreno da rua Javari foi doado por Rodolfo Crespi um ano e quatro dias depois da fundação. Só em 19 de fevereiro de 1930 o clube adotou seu atual nome. Clube Atlético Juventus – homenagem ao time de coração de Rodolfo Crespi na Itália.

A Vecchia Signora emprestou seu nome ao Moleque Travesso.

Já as cores… como havia muitos alvinegros na liga paulista (Corinthians, Santos, Ypiranga), o #bianconero da Juve original da Itália foi trocado no clube paulistano pelo grená e branco do outro grande de Turim: o Torino. O apelido Moleque Travesso surgiu em setembro de 1930, cortesia do jornalista Tomaz Mazzoni. São explicações que estão em painéis na entrada social do clube, na Mooca, tradicional bairro paulistano.DSC02264

… Que belo time/que belo esquadrão/ Juventus amigo/do meu coração

Nos anos 80, o Moleque Travesso da Mooca conquistou um título nacional. A Taça de Prata, de 1983, equivalente a uma segunda divisão.

Nos 2000, papou a segundona – mas a estadual, em 2005. Depois do título da Copa Paulista, em 2007, que valeu vaga na Copa do Brasil, o Juventus começou uma fase de queda. Da série A-1 do estadual paulista para a A-2 (sem eufemismos, a segundona), para a A-3, sobe para a segunda divisão,cai de novo para a terceirona. O time da zona leste da capital já terminou sua participação no estadual 2014. Ficou em 13º lugar,entre 20 clubes. Ou seja, disputará a terceira divisão paulista novamente em 2015.  Jogo do Juventus na Javari, agora, só no segundo semestre, na Copa Paulista. Quem sabe, hein?

Na semana passada, visitamos a exposição de camisas do Juve. Já falamos do divertido curta “Juventus Rumo a Tóquio” (exatamente sobre a Copa Paulista de 2007) e do “Voltaremos“, documentário de longa-metragem que vem por aí.

Gostaria de recomendar neste aniversário um documentário de média-metragem, “Paixão Grená“, trabalho de conclusão de curso das jornalistas Carolina Garcia e Isabela Labate. O doc trata da relação do Juventus com a Mooca. Entrevista ex-jogadores (o ex-atacante Wilson Buzzone), funcionários (Elias Pássaro, massagista do clube há décadas), jornalistas (Fernando Galuppo, coautor do livro “Glórias de um Moleque Travesso”, o pessoal da Web Rádio Mooca) e torcedores: professor Pasquale, Hamilton Kuniochi, colecionador de camisas do clube e autor do blog Manto Juventino, pessoal das torcidas Ju-Jovem e Setor 2.  Dá pra ver o documentário de cerca de 40 minutos neste link.
DSC03932
DSC03933DSC03930

Continuar lendo “Clube Atlético Juventus, 90 anos de molecagem e travessura!”

Exposição: “As Camisas do Juventus”.

DSC03842

Este slideshow necessita de JavaScript.


O Moleque Travesso completa 90 anos no domingo, 20 de abril. No último fim de semana, o mesmo em que o Clube Atlético Juventus terminou sua participação na série A-3 do futebol paulista em 2014 (sem subir, mas também sem cair, ufa!),  torcedores cederam sua coleção para uma exposição. “As Camisas do Juventus”, no espaço cultural da sede social do clube, no tradicional bairro paulistano da Mooca.
Foram mais de 100 camisas do grená e branco, dos anos 70 para cá, incluindo uniformes de goleiro, de treino, algumas de futsal e abrigos.
A maior parte veio da coleção de Hamilton Kuniochi, que publica o blog Manto Juventino. Ele tem uns 120 uniformes do Juve.
A peça mais antiga da coleção é um abrigo, da década de 60, com “gola CBD” – semelhante aos abrigos da seleção naquele tempo.DSC03840
Uma das preferidas do colecionador é a camisa das fotos abaixo, fabricada pela Hering, do começo dos anos 70.

Hamilton Kuniochi, do blog Manto Juventino...
Hamilton Kuniochi, do blog Manto Juventino…

Este slideshow necessita de JavaScript.

 


Esta abaixo é do título da Copa Paulista, de 2007, tema do filme “Juventus Rumo a Tóquio“. Com faixa e tudo.

É campeão!
É campeão!
Rumo a Tóquio!
Rumo a Tóquio!
Lula Noel?
Lula Noel?

Alguns uniformes juventinos da mostra pertencem a Glauco Kruth, presidente da torcida Ju-Jovem.

Glauco e as camisas de goleiro da exposição.
Glauco e as camisas de goleiro da exposição.

A camisa do Juventus chama atenção pela linda cor grená. Mas devo confessar que o uniforme nº 2, branco, com detalhes em grená, também é maneiríssimo. Veja dentro do post.
Continuar lendo “Exposição: “As Camisas do Juventus”.”