Livro: “À Sombra de Gigantes”

Livro: “À Sombra de Gigantes”

Madri. Paris. Londres. Berlim. Lisboa. Cinco dos principais destinos turísticos na Europa. E mais: Munique, Hamburgo, Roterdã, Turim e Glasgow. Em 50 dias, o jornalista Leandro Vignoli, gaúcho de Canoas, acompanhou os jogos de treze clubes especiais, em 10 cidades, de 8 países europeus. O foco não eram os grandes como Real Madrid, PSG, Arsenal, Chelsea, Bayern ou Juve. Mas sim aqueles que lutam para sobreviver, “À Sombra de Gigantes – Uma Viagem ao Coração das Mais Famosas Pequenas Torcidas do Futebol Europeu” – título e subtítulo do livro recém-lançado por Vignoli.

facebook.com/asombradegigantes/

É interessante, bem escrito e tem muita informação. Os ídolos, a história dos clubes, os estádios, os bairros, o perfil dos torcedores, os rivais. Cada capítulo, um time: St. Pauli, Union Berlin, Munique 1860, Fulham, Millwall, Leyton Orient, Queen’s Park (Escócia), Sparta Rotterdam, Rayo Vallecano, Espanyol, Belenenses, Torino e Red Star, de Paris. Ou seja, a viagem de Leandro Vignoli (com muitas horas de ônibus, hospedagem em hostel e dale fast food, pra economizar) é a trip dos sonhos de quem usa a hashtag “Ódio Eterno ao Futebol Moderno” e qualquer louco por futebol alternativo. Com uma pergunta em mente. Por quê? Por que torcer para times que nunca ganham títulos, ou não ganham há muito tempo?

Continuar lendo “Livro: “À Sombra de Gigantes””

Hamburgo 2017-18. Com visual do HSV multicampeão dos anos 80.

Hamburgo 2017-18. Com visual do HSV multicampeão dos anos 80.

Sensacional a camisa do Hamburger SV para a temporada 2017-18 do futebol alemão. Mas com um quê de anos 80, a década mais gloriosa do HSV. Sob o comando do austríaco Ernst Happel, vice-campeão do mundo com a Holanda em 1978 no Mundial da Argentina, o time de Hamburgo conquistou duas Bundesligas, uma Copa da Alemanha e uma Copa dos Campeões da Europa (hoje Champions), em 1983. Parou no Grêmio no Mundial Interclubes (Copa Intercontinental), no Japão. 1×2.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na partida em que levantou a taça do campeonato alemão 1982-83 e em mais dois amistosos, o HSV usou uma camisa da adidas com o visual agora reverenciado pela nova “heimtrikot”. Veja na imagem abaixo. Clássico! 
Quem sabe, o visual inspire o HSV num campeonato mais tranquilo, já que nas últimas temporadas Die Rothosen tem  sofrido para manter a marca de único clube a jogar TODAS as edições da primeira divisão da Bundesliga. São 53 anos, 316 dias, 6 horas, 7 minutos e 6 segundos no instante em que publico este post (23h07 de 6 de  julho de 2017).
Continuar lendo “Hamburgo 2017-18. Com visual do HSV multicampeão dos anos 80.”

Viu #TheDamnedUnited, “Maldito Futebol Clube”? Pois outro filme vai contar a era Brian Clough no Nottingham Forest!

11377230_964484486929330_7428304485425754291_nO Notthingam Forest, que comemora 150 anos em 2015, anunciou a pré-estreia mundial do filme “I Believe in Miracles”, sobre o time treinado por Brian Clough, que conquistou a Copa dos Campeões (hoje Liga dos Campeões), na temporada 1978-79 (1-0 sobre o Malmö, no estádio Olímpico de Munique) e um ano depois foi bicampeão europeu (outro 1 a 0, sobre o Hamburgo, no Bernabéu). A “avant premiere” do filme – que está sendo muito elogiado por quem viu, segundo relatos que chegam de Nottingham – vai ser num domingo, 11 de outubro, no estádio do Forest (hoje na segunda divisão inglesa), o City Ground (foto abaixo).11219676_1021434907900954_684668470163520370_n
Quinze mil pessoas são esperadas no estádio pra ver o documentário produzido por Jonny Owen. Depois, “I Believe In Miracles”vai passar em alguns cinemas ingleses (entra em circuito em 13 de outubro). Sai em DVD e Blu-Ray na terra da rainha em novembro.

Continuar lendo “Viu #TheDamnedUnited, “Maldito Futebol Clube”? Pois outro filme vai contar a era Brian Clough no Nottingham Forest!”

#Bundesliga 2015-16.

#Bundesliga 2015-16.

Atualizado em agosto

Fa15_Club_Kits_PR_Match_Full_Body_H_Eintracht_Frankfurt_R_native_1600Está no ar a Bundesliga! Neste post, uma geral no mercado da bola alemã: quem chegou, quem saiu, em cada clube. E os uniformes. Quem veste mais times?

A alemã Adidas patrocina 5 times: Bayern, Bayer Leverkusen, Hamburgo, Schalke e o caçula Ingolstadt.
A americana Nike vem em seguida, com 4 equipes. Augsburg, Eintracht Frankfurt, Hertha Berlin e Werder Bremen.
A marca alemã Puma veste dois times (Borussia Dortmund e Stuttgart), empatada com as italianas Kappa (Borussia Mönchengladbach, Wolfsburg)  e Lotto (Hoffenhein e Mainz 05) e com a também alemã Jako (Hannover 96 e o caçula Darmstadt).
A Erima (que já vestiu a seleção alemã) fornece os atuais uniformes do Colônia (FC Köln).

Tem camisas muito bonitas. Destaco a primeira camisa do Eintracht Frankfurt (Nike, imagem à direita), todas do Wolfsburg (Kappa), a terceira camisa do Schalke, a segunda do Bayern de Munique e a primeira do novato Ingolstadt (Adidas). Mas a torcida do Flamengo vai preferir a do Bayer Leverkusen…

Confira tudo dentro do post. Continuar lendo “#Bundesliga 2015-16.”

Balança, mas não cai.

Publicado em 1º de junho de 2015
339373 (1)
O relógio na Imtech Arena (antigamente, Volksparkstadion) marca (no momento da publicação deste post) 51 anos, 281 dias, 3 horas 25 minutos e 30 segundos!
O HSV, o Hamburgo, nunca caiu na Bundesliga. Mas desta vez foi por muito pouco. Pelo segundo ano seguido, teve que disputar #play-offs, um #rebolo em forma de mata-mata com o Karlsruher SC, terceiro melhor da Bundesliga 2, a segundona alemã. Em Hamburgo, empate, 1 x 1 . O Karlsruher levou a vantagem do gol marcado fora e em casa saiu na frente. O Hamburgo conseguiu virar com Marcelo Díaz e Nicolai Müller (sobrenome = sinônimo de gol?). No último minuto, o juiz deu um pênalti pra lá de duvidoso pro Karlsruher. E o goleiro do Hamburgo, René Adler, fez uma grande e histórica defesa!

Sai, sai, sai, sai que é sua Adler!

O relógio no estádio de Hamburgo não parou! Esse maketing do relógio é bem sacado, mas num dia que a casa cair… é melhor o torcedor do HSV se preparar para o bullying… Rs  Continuar lendo “Balança, mas não cai.”

Grêmio 2×1 Hamburgo

GremioMania.com,br
GremioMania.com,br

Flâmula do Grêmio, que venceu o Hamburgo por 2 a 1, no sábado, 8/12/2012, na inauguração do seu novo estádio. André Lima marcou o primeiro gol da moderna e azulada Arena do Grêmio. Westermann empatou para o HSV. Marcelo Moreno deu ao Grêmio sua primeira vitória na casa nova.

Flâmula do Grêmio, que venceu o Hamburgo por 2 a 1, em 11/12/1983, no estádio Nacional de Tóquio. Renato Gaúcho marcou os dois gols tricolores. Grêmio campeão mundial.

Arena do Grêmio

Atualizando em 03/12/12

28/10/2012 – http://www.flickr.com/photos/gremiooficial/

Falamos da Fonte Nova, do Castelão… É difícil de acreditar, mas o primeiro grande estádio brasileiro tipo arena europeia, do jeitinho que a Fifa gosta, não está na tabela da Copa do Mundo 2014. É a Grêmio Arena, que vai ser inaugurada em 8 de dezembro.

Imagem do site arena.gremio.net – 07/11/2012

E o Grêmio vai fazer uma grande festa, o Espetáculo de Inauguração da Arena, com shows e um amistoso internacional contra o Hamburgo, clube alemão que o Grêmio venceu para ser campeão do mundo em 1983.
A venda de ingressos já começou para sócios, locatários de cadeiras e camarotes, sócios-torcedores e torcedores cadastrados – e alguns setores já estão esgotados. Para o público em geral – ou seja, interessados que não estão inscritos em nenhum dos planos mencionados – a venda começa dia 15 (mediante cadastro). Preços? De 96 a 399 reais.

Um documentário exibido em POA e lançado em DVD conta a história da construção da arena.

28/10/2012 – http://www.flickr.com/photos/gremiooficial/

Continuar lendo “Arena do Grêmio”