Hamburgo 2017-18. Com visual do HSV multicampeão dos anos 80.

Hamburgo 2017-18. Com visual do HSV multicampeão dos anos 80.

Sensacional a camisa do Hamburger SV para a temporada 2017-18 do futebol alemão. Mas com um quê de anos 80, a década mais gloriosa do HSV. Sob o comando do austríaco Ernst Happel, vice-campeão do mundo com a Holanda em 1978 no Mundial da Argentina, o time de Hamburgo conquistou duas Bundesligas, uma Copa da Alemanha e uma Copa dos Campeões da Europa (hoje Champions), em 1983. Parou no Grêmio no Mundial Interclubes (Copa Intercontinental), no Japão. 1×2.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na partida em que levantou a taça do campeonato alemão 1982-83 e em mais dois amistosos, o HSV usou uma camisa da adidas com o visual agora reverenciado pela nova “heimtrikot”. Veja na imagem abaixo. Clássico! 
Quem sabe, o visual inspire o HSV num campeonato mais tranquilo, já que nas últimas temporadas Die Rothosen tem  sofrido para manter a marca de único clube a jogar TODAS as edições da primeira divisão da Bundesliga. São 53 anos, 316 dias, 6 horas, 7 minutos e 6 segundos no instante em que publico este post (23h07 de 6 de  julho de 2017).
Continuar lendo “Hamburgo 2017-18. Com visual do HSV multicampeão dos anos 80.”

Bayern 2017-18 com visual retrô. E sem Lahm e Xabi Alonso.

Bayern 2017-18 com visual retrô. E sem Lahm e Xabi Alonso.

O Bayern, pentacampeão alemão, fechou a temporada 2016-17 da Bundesliga com 82 pontos, 15 a mais que o vice (o RB Leipzig). Hoje goleou o Freiburg por 4×1, no jogo que marcou a despedida do capitão Philipp Lahm e de Xabi Alonso. E como tem sido praxe, no fim de cada campeonato, o Bayern estreia o “trikot” que vai vestir na temporada seguinte.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A nova camisa 1 do Bayern, com quatro linhas brancas na frente, é inspirada pela segunda camisa de 1973-74 – era de Beckenbauer, Sepp Maier, Gerd Müller e cia vitoriosa. Bacana. Olha só!

 

O timaço do Bayern 73-74, e o visual que inspira a camisa 17-18. FCBayern.com

Mais uma salva de prata na galeria de títulos do Bayern – a primeira de Carlo Ancelotti. E tome banho de cerveja! Continuar lendo “Bayern 2017-18 com visual retrô. E sem Lahm e Xabi Alonso.”

Deloitte Football Money League 2017: o Manchester United é o mais rico do mundo.

Deloitte Football Money League 2017: o Manchester United é o mais rico do mundo.
https://www2.deloitte.com/uk/en/pages/sports-business-group/articles/deloitte-football-money-league.html?id=gb:2sm:3tw:4dfml:5awa:6oth:20170119080000:duk2&linkId=33517873
As receitas, em milhões de euros: https://www2.deloitte.com/uk/

Saiu a edição 2017 do Deloitte Football Money League (DFML), e a novidade é a volta do Manchester United ao #1, superando Barça e Real Madrid. Só Real Madrid e Manchester United lideraram o relatório, em duas décadas de DFML. Mas os red devils não chegavam ao topo da ‘liga do dinheiro’ desde a temporada 2003/2004 (foram 11 relatórios seguidos com o Madrid na ponta). Em 2015-16, a receita dos diabos vermelhos foi de 689 milhões de euros – cifra$ recordes. Fruto dos grandes contratos (Chevrolet, adidas), direitos de transmissão, a grana que Old Trafford movimenta em dias de jogos (e fora deles!). E olha que o Man United não ganha a Premier League desde 2012-13 e a Champions desde 2007-08.

Na nova lista dos 20 mais ricos, estão ao todo oito clubes da Premier League: os dois de Manchester, quatro de Londres – Arsenal, Chelsea, Tottenham Hotspur e West Ham – o Liverpool e o Leicester, que entrou no Top 20 pela primeira vez. Há três clubes de La Liga até o 13º lugar (Barça, Real, Atlético). Três da Bundesliga até o 14º (Bayern, Borussia, Schalke). São quatro da série A italiana (Juve em 10º, Roma, Milan, Inter), um da liga francesa (Paris Saint-Germain) e um da liga russa (Zenit). Continuar lendo “Deloitte Football Money League 2017: o Manchester United é o mais rico do mundo.”

Super-heróis e superclássicos!

Um fim de semana (de) clássico(s)!
repost_temp.png
O Bayern promoveu “DerKlassiker” contra o Borussia Dortmund na esteira do blockbuster Batman vs Superman: A Origem da Justiça, onde o Lewandowksi,  artilheiro do Bayern, dá uma de Super-Homem. Batman seria Aubameyang, goleador do Dortmund, dono da casa no clássico deste sábado. Sem sair do mundo dos super-heróis, o curioso é que Aubameyang também já ‘fez o papel’ de Homem-Aranha nas suas comemorações de gols.


Cinco pontos separam os dois gigantes alemães, com vantagem (ainda) pro Bayern.
O fim de semana tem muitos outros clássicos.

A começar pelo North London Derby, entre Tottenham e Arsenal.

O sábado tem ainda dérbi eterno, o dérbi da capital, Sporting x Benfica, o clássico da segunda circular, também lutando rodada a rodada pelo título português.

No domingo, festa na América do Sul.

Superclássico River x Boca, mais o Re-Pa, o Clássico Rei da Amazônia, envolvendo duas torcidas não menos apaixonadas, Remo e Paysandu, e o grande jogo Santos x Corinthians.

O clássico entre os alvinegros, na Vila Belmiro, também promove o filme Batman vs Superman. O Santos veste a fantasia e a hashtag do Superman. O Corinthians, do homem-morcego. Veja os cartazes na galeria abaixo.

Tá valendo! Continuar lendo “Super-heróis e superclássicos!”

Dica de leitura: “Guardiola Confidencial”.

3-4-3? 4-3-3? 4-1-4-1? Para Pep Guardiola, essas nomenclaturas de sistemas táticos de futebol são como números de telefone. E o treinador odeia a expressão tiki-taka, ficar tocando a bola apenas por tocar. Quer ganhar, sempre, e do seu jeito de jogar futebol. No livro
10984102_894088160627793_2447121546588417667_nGuardiola Confidencial (Herr Pep, na premiada versão original),  o jornalista Martí Perarnau conta que o treinador catalão atirou no lixo um jornal que destacou uma declaração de Lotthar Matthaus (“o tiki-taka chegou à Bavária”). Martí Perarnau mergulhou na primeira das três temporadas de Guardiola no comando do Bayern, teve acesso total aos treinos e bastidores, em troca do compromisso de só revelar depois que a temporada 2013-14 acabasse. “No livro, você pode escrever tudo o que ver e criticar tudo o que quiser, mas durante a temporada não conte fora o que descobrir dentro do Bayen”, disse Guardiola. Em 2015, o livraço de Perarnau ganhou edição brasileira por uma nova editora, a Grande Área. O título aqui é Guardiola Confidencial. 408 páginas, R$ 44,90. Continuar lendo “Dica de leitura: “Guardiola Confidencial”.”

Borussia Dortmund, 116

O sábado do Borussia Dortmund não foi lá muito feliz em termos de Bundesliga 2015-16. O aniversariante viajou a Colônia, perdeu de virada – o segundo gol do Köln foi um presentaço da defesa visitante – e viu o arquirrival de Munique ganhar com gol de pênalti de Thomas Müller – contrato renovado até 2021! – e abrir 8 pontos de vantagem na ponta da tabela. O Bayern (ainda) de Guardiola já garantiu o simbólico título de “campeão de inverno”.

Borussia DortmundMas 116 anos de história do Dortmund não merecem passar em silêncio. Pra quem não viu ainda, olha este vídeo da orquestra da rádio WDR com a torcida do Borussia. Também receberam esta homenagem o Köln, o Borussia ‘Gladbach, o Bayer Leverkusen e o Schalke 04.

Continuar lendo “Borussia Dortmund, 116”