“São” Marcos, camisa 12 eterno do Palmeiras

http://www.mundopalmeiras.com.br

Oriente (é o nome da cidade do) rapaz (não tão mais rapaz assim).
Ele está no poster da seleção brasileira pentacampeã do mundo na Copa de 2002, do outro lado do planeta da redondinha.
Ele está no poster do Palmeiras campeão da Libertadores de 1999 e de muitas outros títulos (veja dentro do post).
Breve, terá um busto no novo Palestra.
[530] Jogos com Ele. Por uma só camisa, aquela que tem um “P” no distintivo. Que defendeu até em momentos difíceis, pouco depois do penta, no Japão
Marcos, “São” Marcos para a torcida do Palmeiras, com toda a razão.
Ele defendeu 33 pênaltis.
E mesmo que algumas dessas defesas tenham impedido o Corinthians de alcançar a Libertadores, Marcos recebeu homenagem do arquirrival: “… Fora as rivalidades cotidianas, o Corinthians ressalta que sempre teve esse brilhante atleta como um rival respeitoso, desafiador e muito difícil de ser batido” (veja a íntegra da nota aqui). Demonstração de grandeza. De ambos.

Horas depois, o site do São Paulo publicou uma notícia, com declarações do atacante Luís Fabiano, do vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, e de Rogério Ceni:  “O Marcos foi um grande companheiro de Seleção e um grande adversário, de tantos clássicos. Ele sempre foi uma referência nos grandes jogos, eles valiam mais, pois contavam com atletas como ele”, disse o goleiro tricolor (veja a íntegra no site do São Paulo)

Obrigado, Marcos. Por fazer do futebol aquele esporte que nós, torcedores de todas as cores, amamos tanto, independentemente de vitórias ou títulos. E que sem caras como você perde um bocado da graça. Obrigado, “São” Marcos.

Foto: Fábio Menotti/divulgação Palmeiras
Foto: Fábio Menotti/divulgação

Títulos de Marcos
Fonte: site do Palmeiras:

  • Campeonato Brasileiro 1993 e 1994,
  • Torneio Rio-São Paulo 1993 e 2000,
  • Campeonato Paulista 1993, 1994, 1996 e 2008,
  • Copa Mercosul 1998,
  • Copa do Brasil 1998,
  • Copa Libertadores da América 1999,
  • Copa dos Campeões 2000
  • Campeonato Brasileiro Série B 2003;
  • Torneio Lev Yashin (Rússia) 1994,
  • Copa Euro-América 1996,
  • Taça Governador de Goiás 1997,
  • Torneio Maria Quitéria 1997,
  • Troféu Naranja (Espanha) 1997;

Pela Seleção Brasileira:

  • Copa América 1999,
  • Copa do Mundo 2002
  • Copa das Confederações 2005

Jogo [1]. Estreia no time profissional do Palmeiras: Palmeiras 4 x0 Esportiva de Guaratinguetá, 16 de maio de 1992

Jogo [530] Última partida oficial:  Avaí 1×1 Palmeiras, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, 17 de setembro de 2011

  • E agora, como fica o torcedor do Palmeiras, sem o grande ídolo? E o futebol brasileiro, que perde um dos remanescentes do penta? E principalmente, perde um dos seus autênticos? Deixe sua opinião no espaço de comentários.

DICAS DE LIVROS:

2 comentários sobre ““São” Marcos, camisa 12 eterno do Palmeiras

  1. Naka, vai ser estranho começar um Paulista sem Marcos no elenco do Palmeiras.
    Um ídolo a menos no nosso futebol.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.