Klose: 14 (gols) pra sempre?

Um grupo de torcedores brasileiros,certamente fãs do Fenômeno, lançou na internet uma campanha para “secar” o atacante da seleção alemã, Miroslav Klose. Ronaldo é o maior artilheiro da história dos mundiais, com 15 gols somadas as Copas de 1998, 2002 e 2006. O goleador nascido na Polônia, que adotou a Alemanha como país, fez 14 gols nos mundiais de 2002 a 2010 – como mostra o infográfico do site 14 Pra Sempre.

http://www.14prasempre.com.br/#14prasempre
http://www.14prasempre.com.br/#14prasempre

Pelo jeito, o técnico Joachim Löw não tá nem aí pra essa estatística.
Se o Klose entra quando a exibição da Alemanha já estava 3×0, era capaz não só de empatar como ultrapassar a marca fenomenal, não é não?

“História (do penta) em quadrinhos”

didi
O site do Estadão começou a contar “História (do penta) em quadrinhos“. Casos reais envolvendo personagens dos cinco títulos mundiais do Brasil foram quadrinizados. Na primeira HQ virtual, Didi, o gênio da folha-seca, líder do escrete campeão em 1958, se vê em apuros. Rubens Paiva e Eduardo Asta assinam a  quadrinização; Daniel Franco responde pelos desenho e cores; a pesquisa e o roteiro são do jornalista Fábio Soares, do blog amigo Futebol de Campo. Maneiro!

Próximas quadrinizações: Garrincha (Copa de 1962), Gerson (1970), Ricardo Rocha (1994) e Ronaldo & Rivaldo (2002). Continuar lendo ““História (do penta) em quadrinhos””

Álbum: “Brasil de Todas as Copas”.

CAPA_SELECAO BRASILEIRA (2)
c002587RCABREstá nas bancas um álbum de figurinhas que conta a história da Seleção Brasileira desde o primeiro jogo até os prováveis convocados da nova família Scolari para o Mundial. Brasil de Todas as Copas: 1919 – 2014″ (Panini). Como o título sugere, o álbum destaca as taças (Sul-Americano, Copa América, Jules Rimet, a Copa das Confederações…), a evolução do uniforme e do distintivo, a derrota de 1950, a conquista de 1958, o bi em 1962, a última partida de Pelé e Garrincha juntos, o tri no México, as campanhas de 74 e 78, a era Telê Santana, e em contraposição, a era Lazaroni, o tetra em 1994, o apagão na final de 1998, o penta em 2002, a queda em 2006 e 2010. Há uma página sobre o Rei do Futebol, outra para Zagallo e uma dedicada aos monstros sagrados como Domingos da Guia e Garrincha. Continuar lendo “Álbum: “Brasil de Todas as Copas”.”

Pentacampeão!


Réplica do segundo uniforme da Seleção Brasileira pentacampeã do mundo em 2002, no Mundial disputado na Coreia e Japão. Foi “a” Copa de Ronaldo Fenômeno, Rivaldo Maravilha, ‘São’ Marcos, Luiz Felipe Scolari. A Copa de muitos erros de arbitragem e de acordar de madrugada para ver as transmissões ao vivo, do outro lado do mundo. Na final, há exatos 10 anos, o Brasil venceu a Alemanha por 2 a 0, dois gols do Fenômeno. Veja a seguir a ficha técnica da final e os 23 jogadores da “Família Scolari”. Continuar lendo “Pentacampeão!”

“São” Marcos, camisa 12 eterno do Palmeiras

http://www.mundopalmeiras.com.br

Oriente (é o nome da cidade do) rapaz (não tão mais rapaz assim).
Ele está no poster da seleção brasileira pentacampeã do mundo na Copa de 2002, do outro lado do planeta da redondinha.
Ele está no poster do Palmeiras campeão da Libertadores de 1999 e de muitas outros títulos (veja dentro do post).
Breve, terá um busto no novo Palestra.
[530] Jogos com Ele. Por uma só camisa, aquela que tem um “P” no distintivo. Que defendeu até em momentos difíceis, pouco depois do penta, no Japão
Marcos, “São” Marcos para a torcida do Palmeiras, com toda a razão.
Ele defendeu 33 pênaltis.
E mesmo que algumas dessas defesas tenham impedido o Corinthians de alcançar a Libertadores, Marcos recebeu homenagem do arquirrival: “… Fora as rivalidades cotidianas, o Corinthians ressalta que sempre teve esse brilhante atleta como um rival respeitoso, desafiador e muito difícil de ser batido” (veja a íntegra da nota aqui). Demonstração de grandeza. De ambos.

Horas depois, o site do São Paulo publicou uma notícia, com declarações do atacante Luís Fabiano, do vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, e de Rogério Ceni:  “O Marcos foi um grande companheiro de Seleção e um grande adversário, de tantos clássicos. Ele sempre foi uma referência nos grandes jogos, eles valiam mais, pois contavam com atletas como ele”, disse o goleiro tricolor (veja a íntegra no site do São Paulo)

Obrigado, Marcos. Por fazer do futebol aquele esporte que nós, torcedores de todas as cores, amamos tanto, independentemente de vitórias ou títulos. E que sem caras como você perde um bocado da graça. Obrigado, “São” Marcos.

Continuar lendo ““São” Marcos, camisa 12 eterno do Palmeiras”

2002: Família Scolari apresenta…

Publicado em abril de 2010

São Marcos, Cafu (“100% Jardim Irene”), Lúcio, Edmílson, Roque Júnior, Roberto Carlos; Gilberto Silva, Kléberson, Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo Fenômeno, Rivaldo Maravilha e grande elenco em… Seven Games from Glory. Astros especialmente convidados: Oliver Kahn; seleção da Turquia. Coreia do Sul e a “massa de tomate”. Senegal. Juízes trapalhões contra Itália e Espanha. Participações especiais (pontas) de Zidane e da Argentina. Seven Games from Glory é o nome do filme oficial da Copa do Mundo de 2002, o segundo DVD da coleção da Abril nas bancas. Neste link, você pode conferir o trailer e “folhear” virtualmente o Dossiê preparado pela revista Placar. Eu me apressei em conferir se não se tratava do mesmo DVD lançado pela Placar após a conquista do penta, em 2002. Pode ficar tranquilo. Não, não é.  É o filme mesmo. Vem com 2 extras: perfis de Rivaldo e do alemão Matthaeus. E um top 10 gols de finais das Copas. Leia também: DVD México 1970.

Mata-mata virtual

Concorrida a noite de lançamento dos dois golaços dos jornalistas Mauro Beting e Milton Leite, As Melhores Seleções Estrangeiras de Todos os Tempos e As Melhores Seleções Brasileiras de Todos os Tempos ambos da Contexto. Aproveito a colher de chá do Blog do Mauro Beting para publicar os atalhos para os confrontos imaginários que o comentarista de tantos veículos menciona.

Hungria de 54 x Brasil de 58! Que jogaço seria!

Brasil de 62 x Inglaterra de 66!

Outra partidaça: Brasil de 70 x Holanda de 74!

Alemanha de 74 x Brasil de 82 !

Argentina de Maradona (86) x Brasil de Romário (94) !

Revanche: França 98 x Brasil 2002 !

Outros Links:

Primeiro texto do blog sobre os livros das maiores seleções brazucas e gringas.

Entrevista com Mauro Beting, dividida em 3 posts, em junho de 2009, época do lançamento de Os Dez Mais do Palmeiras. Ele falava de favoritos para Copa, Seleção, Dunga, torcidas, sobre alguns desses 10 mais do alviverde, os maiores Palmeiras da história e música!