Juve 2017-18

Juve 2017-18
No detalhe: o novo distintivo da Vecchia Signora

O que será da Juve na temporada 2017-18? Vai ganhar o heptacampeonato italiano? Buffon terá a chance de chegar a mais uma final de Champions League e, quem sabe, desta vez levantar a taça orelhuda, esse brilhante objeto do desejo? Certeza apenas que Massimiliano Allegri continua a frente da squadra – a renovação foi anunciada hoje, mesmo dia em que foi revelada a #PrimaMaglia 2017-18, já com o novo logo da Vecchia Signora.

Prima maglia Juve 2017-18 (adidas)

A Juve, que ocupa o nono lugar na lista dos clubes mais valiosos do mundo da Forbes, também vai ganhar com a venda dos naming rights do Juventus Stadium. que a partir de 1º de julho passa a se chamar Allianz Stadium.

Continuar lendo “Juve 2017-18”

Tricampeã

Tricampeã
#PrimaMaglia: camisa 3 como a de Chiellini em 2015-16, ano em que a Juve conquistou a segunda desta série de 3 copas seguidas.

Prima maglia, terza Coppa. Terceira #CoppaItalia seguida da Vecchia Signora, que leva o 12º título dessa competição mata-mata pro Juventus Museum. Dois a zero sobre a Lazio, numa noite bianconera no estádio Olímpico. Como está jogando o Daniel Alves! Sempre decisivo.

Tríplice coroa à vista? Saberemos neste fim de semana se a Juve confirma o hexa da Serie A italiana e em 3 de junho, na final da Champions, contra o todo poderoso Real, em Cardiff (essa, uma missão bem mais complicada, mas não impossível).

A campanha: Continuar lendo “Tricampeã”

Totti X Eterno

Totti X Eterno

3 de maio de 2017

https://www.facebook.com/officialasroma/

A Roma anunciou que il capitano, Francesco Totti, 25 anos de clube, vai pendurar as chuteiras no fim da temporada 2016-17. Nos últimos dias, teve lançamento de produtos, como uma série de camisas Totti X Aeterno. Veja a coleção completa na ‘lojinha’ virtual da Roma.

No último Derby della Capitale, Totti se tornou o 3º jogador com mais atuações na primeira divisão do campeonato italiano.

Totti, 616 jogos e contando. Buffon alcançará Maldini? IMAGEM: asroma.com/en/tag/en/totti

Dentro do post, mais Totti e o top 10 dos ‘calciatori’ com mais partidas na série A italiana. Continuar lendo “Totti X Eterno”

Bola de Ouro 2016: e os indicados são…

O prêmio Bola de Ouro, em 2016, volta a ser apenas da revista “France Football“, que divulgou hoje os 30 indicados. Só para variar (só que não), todos os indicados atuam em clubes europeus. Neymar é o único brasileiro da lista. Argentina e França têm quatro na lista cada: Messi, Agüero, Dybala e Higuaín representam a albiceleste e Griezman, Pogba, Payet e o goleiro Lloris representam a Équipe de France. Da Alemanha, campeã do mundo, há 3 indicados: Kroos, T. Müller e o goleiro Neuer.  Mesmo número de espanhóis (Iniesta, Ramos e Koke) e portugueses, campeões da Euro: o goleiro Rui Patrício, o zagueiro Pepe e o CR7.

Dificilmente o Ballor d’Or não ficará novamente com Cristiano Ronaldo, que além de campeão da Euro, ganhou mais uma Champions pelo Real Madrid – os blancos têm mais cinco jogadores na lista (o decisivo Sergio Ramos, Pepe, Modric, Kroos e Bale.

Messi, Suárez, Neymar e Iniesta representam o Barça no prêmio.

Continuar lendo “Bola de Ouro 2016: e os indicados são…”

Deu La Roja. Na Copa América.

Chile 2016 (Nike)
Chile 2016 (Nike)

La Roja é a bicampeã da Copa América. É o apelido da seleção do Chile, adotado até no Twitter oficial. A albiceleste Argentina pode ter o melhor do mundo, que mandou no rio Hudson sua cobrança de pênalti, mas La Roja tem a melhor seleção do continente, e comprovou isso com o bicampeonato, na Copa América Centenário, disputada na terra onde o “nosso” futebol é soccer. É o melhor Chile da história, que começa com um grande goleiro, decisivo no Metlife Stadium. Bravo! Que campanha!

Já a La Roja da Europa, a seleção da Espanha (outrora também conhecida como Fúria) caiu nas oitavas de final da Euro 2016, dando adeus ao sonho do terceiro título seguido. Não dá pra reclamar de juiz, como em outras competições (como o Mundial de 2002). A Espanha vacilou diante da Croácia, pegou logo no primeiro mata-mata a sempre perigosa Itália. No primeiro tempo, só deu Itália, diante de uma Espanha irreconhecível. No segundo, Del Bosque mexeu, a Espanha martelou, martelou… até o Piqué virou atacante de referência (talvez pelo fato de Del Bosque não ter levado outros além de Aduriz), La Roja europeia só não marcou porque do outro lado estava a melhor defesa do mundo, capitaneada por um “GIGIgante”: Gigi Buffon.

Atacou, atacou, não fez e acabou levando o segundo, óbvio, num contra-ataque letal ao melhor estilo Azzurra.

Que jogão vai ser Alemanha e Itália! Sairá desse clássico de quartas de final (sábado, em Bordeaux) o campeão europeu de 2016? Voto que sim. Continuar lendo “Deu La Roja. Na Copa América.”