“Oito Sobrenomes Bascos”. #8ApellidosVascos.

A comédia ficou um bom tempo em cartaz no cine Callao, centro de Madri
A comédia ficou um bom tempo em cartaz no cine Callao, centro de Madri

O comediante espanhol Dani Rovira (malagueño e malaguista como Antonio Banderas) estreou no cinema na pele de Rafa Quirós, torcedor de carteirinha do Real Betis (sócio nº  14.430), que tem 3 autógrafos do ídolo bético Gordillo (jogou dos 70 aos 90, foi lateral de seleção da Espanha), a canção “Sevilla Tiene Un Color Especial” (Los del Rio) como som do toque do celular e nunca tinha saído da Andaluzia. Até que conhece a basca Amaia (interpretada pela guapísima Claro Lago (perdão, Rovira). Na vida real, Dani e Clara formam uma “pareja” desde 2014, ano de lançamento de “Ocho Apellidos Vascos”, que bateu um bolão na bilheteria – recorde do cinema do espanhol.

DSC07210 (1)O ‘pegador’ andaluz se apaixona e vai atrás da bela basca, que tinha levado um fora do noivo Antxon- casamento e vestido já preparados – e resiste ao charme andaluz. Mas ela bola um plano pra iludir o pai (show do ator Karra Elejalde), fazendo Rafaz passar por Antxon. Carmen Machi também arrebenta se passando por mãe do falso noivo Antxon-Rafa. Aí que entram os oito “apellidos” (sobrenomes) do título. Alguns relacionados ao esporte. A saber:

  • 543110_358646797590019_999017630_nGabilondo – meio-campo que jogou na Real Sociedad e no Athletic.
  • Urdangarín – ex-jogador de handebol, ídolo do Barça (tem uma camiseta 7 no ginásio do Barça) que se casou com Cristina, filha do rei Juan Carlos, e virou pivô do maior escândalo de corrupção da monarquia
  • Zubizarreta – ex-goleiro do Athletic, Barça, Valencia e seleção espanhola. Foi diretor do Barcelona até pouco.
  • Arguiñano – sobrenome do cozinheiro e apresentador Karlos Arguiñano.
  • Igartiburu – sobrenome da apresentadora Anne Igartiburu.
  • Erentxun – cantor Mikel Erentxun
  • Otegi – sobrenome de um político independentista basco, militante do ETA, que está preso.
  • Clemente. Pressionado, Rafa olha para um poster do Athletic campeão do começo dos anos 80, com o treinador Javier Clemente junto com o elenco, na gabarra.

Jpeg

Outra referência ao futebol é o refrão “Illa, illa, illa, Euskadi maravilla”. Que Rafa improvisa lembrando da musiquinha do atacante David Villa. O Athletic e Betis apoiaram o filme. E com a volta dos béticos à primeira divisão, voltaremos a ver esse confronto em La Liga. Os atores que fazem os chapas de Rafa/Dani Rovira na película são Alberto López (torcedor do Sevilla) e Alfonso Sánchez (que é Betis).
O filme tem direção de Emilio Martínez-Lázaro – de “Las Palabras de Max” (1977), Urso de Ouro em Berlim,  e “El otro lado de la cama” (2002), entre outros. Roteiro: Borja Cobeaga y Diego San José.
Bem que “Ocho Apellidos Bascos” poderia passar por aqui. Claro, é uma comédia que pra arrancar mais risadas requer algum conhecimento da vida na Espanha, das questões regionais, da cultura pop. Mas acredito que teria bom público num festival ou em cinemas como o Caixa Belas Artes e o Reserva Cultural. [já está no Netflix, usando também o título americano, “Spanish Affair”] 

Vai ter uma continuação, “Nueve Apellidos Vascos”. Que vai se chamar… “Ocho Apellidos Catalanes”… estreou lá em novembro.

Dani Rovira (que também faz comédia stand-up e TV) já estreou seu segundo filme, “Ahora o Nunca”. Clara Lago – nova namoradinha da Espanha – também está na fita. Seria bom vê-la como chica Almodóvar. Aliás, todos desse elenco formidável.
Continuar lendo ““Oito Sobrenomes Bascos”. #8ApellidosVascos.”

Real Betis 2015-2016

Real Betis 2015-2016

Atualizado em agosto

Novo camisa 7 do Betis. Tá pouco feliz o Joaquín?
Novo camisa 7 do Betis. Tá pouco feliz o Joaquín?

O Betis, campeão da Liga Adelante, a segundona espanhola, está de volta à La Liga, a elite do futebol espanhol (ganhou o título em 1934-45). No último dia de janela, trouxe um ídolo da base bética.

facebook.com/realbetisbalompie
facebook.com/realbetisbalompie
  • > Novidades >  Joaquín (jogador com participações na seleção espanhola, estava na Fiorentina), Ricky van Wolfswinkel (atacante holandês, emprestado pelo Norwich), Rafael Van der Vaart (meio-campo holandês, ex- Ajax, Real Madrid, Spurs, Hamburgo); Portillo (Málaga); Kadir (Olympique); Piccini (Fiorentina); Pezzella (River Palte); Petros, meio-campo do Corinthians, já foi apresentado.

    Petros no Betis: facebook.com/realbetisbalompie
    Petros no Betis: facebook.com/realbetisbalompie
  • Técnico: Pepe Mel.
  • Uniformes: Van der Vaart foi apresentado vestido a camisa feita pela Macron, usada na temporada 14-15, mas os verdiblancos já estão usando os novos uniformes apresentados pela Adidas.1512331_858250917563482_4861462001684028739_n

    Nuevas equipaciones: Betis 15-16.
    Nuevas equipaciones: Betis 15-16.
  • Estádio: Benito Villamarín, o segundo maior da Andaluzia (só perde pro Olímpico de La Cartuja, em Sevilha mesmo): quase 53 mil lugares.

    realbetisbalompie.es/es/club/estadio-benito-villamarin/
    realbetisbalompie.es/es/club/estadio-benito-villamarin/

Continuar lendo “Real Betis 2015-2016”

Mucho Betis

11263035_875025182534091_3713926041128667371_n O Fut Pop Clube saúda o Real Betis Balompie pela volta à Liga BBVA, a primeira divisão do futebol espanhol. Ao vencer o Alcorcón por 3×0, os béticos também conquistaram o título da #segundona, a Liga Adelante. Breve, vai ter até dica de filme espanhol aqui por causa do acesso do Betis!

Se até o rival Sevilla deu os parabéns pros verdiblancos… Continuar lendo “Mucho Betis”

Rolê do Fut Pop Clube pelo Mestalla, em noite de Valencia vs Bétis

Digitalizar xpto 0002 (2)image
IMG_20130315_212050VALÊNCIA – Minha “estreia” no Mestalla foi com esse jogo, disputado na noite de sábado. Cidade cheia por causa das Fallas, festa valenciana que atrai gente de quase todos os cantos. Estádio com excelente público, mas não lotado.
No primeiro tempo, só deu Valencia, que teve Diego Alves no gol (muito esperto na reposição de bola). E o juiz deu um pênalti bastante contestado pelo Bétis. Soldado converteu.
Show do intervalo: uma banda de música deu uma volta olímpica, tocando pra galera.
image
No segundo tempo, o Bétis voltou muito mais ligado. Esteve muito perto do gol de empate.
Com o revezamento de jogadores, o Valencia chegou ao segundo gol. O brasileiro Jonas fez um belo gol no último lance da partida. 3×0, placar que não diz o que foi o segundo tempo.
Continuar lendo “Rolê do Fut Pop Clube pelo Mestalla, em noite de Valencia vs Bétis”

Quartas de final da Copa do Rei

logo copa del rey_1_1
Definidas as quartas da Copa del Rey, na Espanha!

  1. Real Madrid x Valencia. Ida: terça, 15 de janeiro, no Bernabéu.
  2. Barcelona x Málaga. Ida: quarta, 16 de janeiro, no Camp Nou.
  3. Atlético de Madrid x Bétis. Ida: quinta, 17 de janeiro, no Vicente Calderón.
  4. Zaragoza x Sevilla. Ida: quarta, 16 de janeiro, La Romareda, em Zaragoza. Continuar lendo “Quartas de final da Copa do Rei”

Derby. Dérbi. Dérbis para todos os gostos.

Depois do post sobre apelidos de clássicos brasileiros, abri esta lista, só com os nomes e sobrenomes dos dérbis (ou derbies) do futebol internacional (EM OBRAS).

  • Atlantic Cup: DC United x New York Red Bulls. Vale taça, Atlantic Cup.
  • Clásico Rosarino: o clássico de Rosário, entre Newell´s Old Boys e Rosario Central.
  • Clásico Tapatío: é o clássico de Guadalajara entre, o Chivas e o Atlas.
  • Clásico de los medianos: Danubio x Defensor, de Montevidéu, tema do programa Som das Torcidas #75 
  • Clásico del Sur: Banfield x Lanús, bairro e cidade no sul da região de Buenos Aires.
  • Clásico de Villa Crespo: Atlanta x Chacarita Juniors, tema de um bem humorado curta-metragem argentino: “Lo Llevo En La Sangre”
  • Clásico Univesitario: Universidad de Chile e Universidad Católica fazem o dérbi universitário em Santiago. 
  • Derbi de La Communitat: Valencia x Villareal. Este vídeo da série Derby Days, do canal Copa90 no You Tube, explica a rivalidade e tem ótimas imagens do Madrigal e especialmente do mítico Mestalla.
  • Derby del Sole: Napoli e Roma jogam o dérbi do sol, ou ou sul.
  • Derbi Galego: Celta de Vigo e Deportivo La Coruña disputam desde 1929 O Noso Derbi (na língua galega).
  • Derbi Madrileño: Atlético de Madrid x Real Madrid.
  • Derbi de Valencia, Valenciano ou Derbi del Turia (nome do rio que cortava a cidade): Valencia x Levante
  • Derby Eterno: Benfica x Sporting. O clássico de Lisboa também é chamado de Derby da Capital ou Derby da Segunda Circular, referência a uma avenida que passa perto dos estádios Alvalade XXI e da Luz.
  • Derby Eterno de Belgrado: Estrela Vermelha x Partizan Belgrado.
  • Derby della Capitale: Lazio x Roma
  • Derby della Lanterna: Genoa x Sampdoria
  • Derby della Madonnina – Internazionale x Milan.
  • Derby della Molle: Juventus x Torino. Tem esse nome por causa de um cartão postal da bela Turim, a Molle Antonelliana, que hoje abriga o Museu Nacional do Cinema.Jpeg
  • Derby D´Italia – Juventus x Internazionale.
  • Derby sevillano: Real Bétis x Sevilla FC.
  • Der Klassiker: Bayern x Borussia Dortmund.
  • El Clásico: Barcelona x Real Madrid. Uma dica de blog sobre o Real Madrid em inglês: http://therealdealblog.co.uk/. E um sobre o Barça: http://soccernet.espn.go.com/blog/_/name/barcelona?cc=3888
  • Friendly Derby ou Merseyside Derby– Everton x Liverpool era considerado um “friendly derby”, por causa da mistura de torcedores azuis e vermelhos nas famílias de Liverpool, mas há controvérsias… e a rivalidade cresceu nos últimos anos.
  • Klassieker: Ajax x Feyenoord.
  • Le Classique: Olympique de Marselha x PSG.
  • Hudson River Derby: o novo clássico de Nova York, entre o New York City FC (que joga no estádio dos Yankees, no Bronx) New York Red Bulls (que joga em Harrison, New Jersey).
  • Manchester Derby – Manchester City x Manchester United
  • M62 Derby: é o nome do clássico entre os dois maiores campeões ingleses, Liverpool e Manchester United, por causa da estrada que passa pelas duas cidades.
  • North London Derby: Arsenal x Tottenham Hotspur
  • Old Firm – Rangers x Celtic, o grande duelo escocês, que opõe protestantes e católicos.
  • Revierdervy: Borussia Dortmund e Schalke 04 fazem o clássico do Vale do Ruhr.
  • Rhein Derby: Bayer Leverkusen e Colônia fazem o clássico do rio Reno.
  • Second City Derby: Aston Villa e Birmingham fazem o clássico da segunda maior cidade inglesa;
  • Steel City Derby:  o clássico de Sheffield, entre United e Wednesday
  • SuperClásico: Boca Juniors x River Plate
  • SuperClásico de Avellaneda: Independiente x Racing Club
  • Superclásico (Chile): Colo-Colo x Universidad de Chile
  • Tyne-Wear Derby: Newcastle United x Sunderland fazem o clássico da região de Tyne Wear, no noroeste da Inglaterra.

Continuar lendo “Derby. Dérbi. Dérbis para todos os gostos.”

Figurinhas

Edu, reforço colorado. FOTO Lucas Uebel VIPCOMM
Edu, reforço colorado. FOTO Lucas Uebel VIPCOMM

Grande reforço com anos de experiência na Espanha, mas nascido em Jaú. Luís Eduardo Schmidt, o Edu, fazia na quarta-feira apenas sua segunda partida pelo Internacional, mas foi decisivo. Marcou dois dos três gols da vitória colorada sobre o Atlético Mineiro, que valeu ao Inter o título simbólico de “campeão de inverno” (e o troféu Osmar Santos, dado pelo diário Lance! ao vencedor do 1º turno do Brasileirão). Edu começou no XV de Jaú e começou a brilhar no São Paulo, onde participou (e bem) das campanhas vitoriosas nos Paulistões de 98 e 2000. Foi vendido muito jovem para o Celta de Vigo, onde jogou de 2000 a 2004. Depois, atuou no Real Bétis, de Sevilla. Um grande time que tem oscilado entre a elite e segundona da Espanha. No Bétis, Edu foi campeão da Copa do Rey em 2005 e seus gols salvaram o time do rebaixamento em 2006/07. Mas o Bétis voltou a cair – hoje disputa a segunda divisão espanhola. E Edu foi repatriado pelo Inter, atento às boas oportunidades.

O outro personagem da rodada de meio de semana é um zagueiro, o zagueiro artilheiro (27 gols pelo Corinthians). Chicão, nome de jogador valente. Aliás, Chicão e o filho agora corinthiano de um grande santista. Na quarta-feira, antes do Grande Jogo no Pacaembu, meu amigo santista me contou que o filho de 6 anos tinha trocado o São Paulo pelo Corinthians e só queria saber de Chicão, Chicão, Chicão. Foi no pequeno torcedor que pensei quando Chicão fez gol contra, sem querer, diga-se. Foi no pequeno torcedor que pensei quando Chicão virou o clássico, aos 43 minutos do segundo tempo. Dois para o Corinthians de Chicão e agora do menino de 6 anos, um para o Santos do pai dele.

Continuar lendo “Figurinhas”