Rolê do Fut Pop Clube pelo Camp Nou e Museu do Barcelona

Atualizado em fevereiro de 2012

Verso de flâmula comemorativa dos 50 anos do Camp Nou, em 2007
Bilheteria na temporada 2009/2010

Aproveito o aniversário do FC Barcelona (112 anos em 2011) para um post sugerido por Domingos D´Angelo, amigo do blog, sobre o estádio Camp Nou. Campo novo, em catalão.
O estádio – desenhado pelos arquitetos Francesc Mitjans Miró e Josep Soteras Mauri, com colaboração de Lorenzo García – para substituir o velho campo de Les Corts, erguido em 1922 e sucessivamente ampliado, mas que ficou pequeno na era Kubala. O novo campo começou a ser construído em 1954 e ficou pronto em 1957. Foi inaugurado em 24 de setembro de 1957, num amistoso entre o Barça e uma seleção de jogadores de Varsóvia. Os donos da casa ganharam por 4 a 2 e o brasileiro Evaristo de Macedo fez um dos gols. A arena era oficialmente chamada de Estadi del FC Barcelona até a temporada 2000/2001 – quando, enfim, o nome mais querido pela torcida foi oficializado. É Camp Nou e pronto, ponto.
A capacidade atual do estádio é de 99.354 pessoas, segundo a página sobre o Camp Nou no site do Barça. Do total de sócios (mais de 173.000), mais de 86 mil são “abonados”, ou seja, contam com carnê para toda a temporada. Comprar ingresso para jogos decisivos não é nada fácil!
O Camp Nou recebeu a abertura da Copa do Mundo de 1982 (veja post sobre o Mundial), a final do futebol nos Jogos Olímpicos de 1992, as finais da Copa?liga dos Campeões da Europa em 89 e 99, da Recopa 72 e 82, Copa de Feiras de 64 e das Copas do Rei de 1963, 70 e 2010 (deu Sevilla). Dentro do post, republico o Rolê do Fut Pop Clube pelo Camp Nou e Museu do Barça, que está dentro do maior estádio europeu. 
ATUALIZADO EM FEVEREIRO DE 2012

Um dos museus mais visitados da Espanha é o que conta a história do Fútbol Club Barcelona, cujo lema é Més que un Club (mais que um clube). Em 2011, só perdeu para o Museu do Prado e para o Reina Sofia em Madri. E foi o mais visitado na Catalunha. E olha que os concorrentes são muito fortes, como os museus de Picasso, Miró, Dalí etc. Pela bagatela de 22 euros, é possível fazer uma “tour” pelo estádio e pelo Museu, terminando, claro, na mega loja, a Botiga del Barça.

Na tour Camp Nou”, como é praxe nos estádios, os visitantes podem conhecer os vestiários, acessar a lateral do gramado onde ficam os bancos de reservas, passar pelo camarote do presidente e cabines de rádio e TV. Também tem uma capela – muito bonita – no percurso do visitante.

As 6 copas de 2009!

No museu propriamente dito, há chuteiras, camisetas, troféus conquistados pelos “blaugrana” em vária modalidades. Destaque especial para as 6 copas levantadas pelo Barça em 2009: liga espanhola, Copa do Rei, Champions League, Supercopa da Espanha, Supercopa da Europa e Mundial Interclubes (ah, eles também valorizam o Mundial Interclubes!). Você pode ouvir o imponente hino do Barça, com tradução da letra para vários idiomas.

Agora, o que chama a atenção mesmo na turnê pelo Camp Nou e Museu do Barça é a nova seção interativa. Uma mesa cheia de telas touchscreen permite ao visitante saber mais sobre 200 (duzentos!) capítulos importantes da história “blaugrana”, como o primeiro clássico Barça-Real Madrid, o primeiro título, os primeiros ídolos, as mais antigas “samarretas” (camisetas, em catalão)…

A estátua do ídolo Kubala na frente do Camp Nou

E mais: a estréia do húngaro Kubala, o Barça das 5 copas na temporada 51-52, o gol de cabeça do brasileiro Evaristo, em 1960, que eliminou o arquirrival de Madri (então pentacampeão) na principal copa europeia (que hoje é chamada de Champions). A era Cruyff (como jogador e, depois, técnico). Recebem destaque Maradona, Messi e os brasileiros Romário, Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho e Belletti (fez o gol do título europeu de 2005/2006).  E claro, as grandes conquistas europeias do FCBarcelona (4 Copas/Ligas dos Campeões), mais 4 Recopas, 3 Copas de Feiras…


Ainda no espaço multimídia do
Museu del FC Barcelona, telas mostram os gols mais bonitos. Estão lá obras primas de Maradona, Messi, Ronaldinho Gaúcho e o golaço de bicicleta de Rivaldo, no jogo que levou o Barça de volta à Champions, em 2001. Rivaldo 3, Valencia 2. E que chato, amigos, eu estava lá… atrás do gol, lá em cima, no nível mais alto do Camp Nou, mas estava lá nesta partida história de Rivaldo Maravilha. Ainda uma parede de múltiplas telas que projetam um filme de 35 mm sobre a Champions de 2008/2009 (a jogadaça do Eto´o na final de Roma contra o ManUtd é vista de vários ângulos, simultaneamente – há uma tela parecida no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo). Sensacional.

No meio de tanta tecnologia, uma sala é em especial emocionante. Uma supertela exibe um mosaico de torcedores de várias partes da Catalunha e do mundo, que cantam o hino do Barça. Embaixo da tela, um “jardim” de craques, em imagens tipo figurinhas. Jogadores, seguidores, todos unidos fazem a força do FC Barcelona. Show de bola!

Como em outros museus, o passeio termina na “lojinha”, de 2 andares…

Serviço: confira horários de funciomanento no site do Barça

Preço: 22 euros.

E-mail: museu@fcbarcelona.cat

Metro: Linha 3. Estação: Les Corts.

LINKS:

Um comentário sobre “Rolê do Fut Pop Clube pelo Camp Nou e Museu do Barcelona

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.