Literatura e futebol

Que livro você indicaria pro cartola, treinador ou jogador do seu time? “A Bola Não Entra Por Acaso“? Que tal “Guardiola Confidencial? Ou “Estrela Solitária“?IMG_20150923_064136

Fiquei sabendo numa página da espanhola Revista Líbero que o Athletic Club e sua fundação fizeram uma ação em que os torcedores dão dicas de livros pra atletas dos times masculino e feminino do Athletic, pro técnico Ernesto Valverde e cartolas. Valverde, o capitão Gurpegui, o presidente Josu Urrutia, o ex-goleiro José Angel Iribar e outros três nomes ligados ao time basco recebem as sugestões, escolhem um livro, assumem o compromisso de ler o título em um mês e dão dica de um livro pro torcedor, que assume o mesmo compromisso.

//platform.twitter.com/widgets.js
No começo de novembro, a  Fundación Athletic Club vai promover em Bilbao um ciclo de debates sobre literatura, jornalismo e quadrinhos sobre futebol. Lembrando que a Fundación Athletic Club também promove um festival anual sobre cinema de futebol, o Thinking Football, que é muito bom (o blog já acompanhou uma das edições). Assim com no festival de cinema, no ciclo de literatura os convidados não são necessariamente ligados aos leones, como o jornalista Martí Perarnau, autor do livro “Guardiola Confidencial” (Herr Pep), sobre o primeiro ano do técnico catalão no Bayern. Aúpa Athletic!

Você pode saber mais sobre a ação de leitura do Athletic neste link.

Por aqui, foi muito bom saber via Mauro Cezar Pereira e Trivela que o zagueiro flamenguista Wallace é um cara que gosta de ler, e divulga suas dicas num blog, O Wallace Leu. Continuar lendo “Literatura e futebol”

Para Eduardo Galeano, não havia estádio vazio.

Para Eduardo Galeano, não havia estádio vazio.

O escritor Eduardo Galeano, que morreu em abril de 2015, tinha quase 10 anos quando a seleção de seu país ganhou a Copa do Mundo de 1950 (era de 3 de setembro de 1940). “Hincha” do “bolsillo”, o Nacional, tricolor de Montevidéu, e amante do futebol, mesmo que a camiseta do jogador não tivesse um bolso e fosse aurinegra, Galeano convida o leitor do clássico “Futebol ao Sol e à Sombra(L&PM) a entrar num estádio vazio.

… Pare no meio do campo e escute. Não há nada menos vazio que um estádio vazio. Não há nada menos mudo que as arquibancadas sem ninguém. O estádio Centenario, de Montevidéu, suspira de nostalgia pelas glórias do futebol uruguaio. O Maracanã continua chorando a derrota brasileira no Mundial de 50. Na Bombonera de Buenos Aires, trepidam tambores de há meio século. Das profundezas do estádio Azteca, ressoam os ecos dos cânticos cerimoniais do antigo jogo mexicano de pelota. Fala em catalão o cimento do Camp Nou, e em euskera conversam as arquibancadas do San Mamés, em Bilbao…

Não tem como entrar mais num estádio em dias sem futebol,  ou naquelas tours que alguns clubes fazem, sem lembrar de Eduardo Galeano, craque do sonhos (“jogava muito bem, era uma maravilha, mas só de noite, enquanto dormia”). O texto acima é um dos muitos gols do seu livro Futebol ao Sol e À Sombra.

Dentro do post, o texto do site da editora sobre o livro. Continuar lendo “Para Eduardo Galeano, não havia estádio vazio.”

#Futebol no País da #Música. Leia o livro e curta o blog do Beto Xavier, agora em novo endereço.

#Futebol no País da #Música. Leia o livro e curta o blog do Beto Xavier, agora em novo endereço.

O vizinho de blogosfera está em novo endereço. “Futebol no País da Música”, blog do jornalista e radialista Beto Xavier, autor do livro de mesmo nome: clique em http://brazilianmusik.blogspot.com.br/.  beto xavier

O pesquisador da ligação afetiva entre a bola e a música tem também uma paixão pelo futebol internacional, em especial pela seleção holandesa e pelo campeonato alemão. E a Bundesliga – que começa nesta sexta-feira – é o tema do segundo post do brazilianmusik.blogspot.com.br, depois do relato entusiasmado sobre a “manita” que o Grêmio deu no rival, no histórico Gre-Nal 407. Beto Xavier destaca os quatro brasileiros que já foram artilheiros da liga cada vez mais rica. Amoroso, Elber, Aílton e Grafite – pelo Borussia Dortmund, Bayern, Werder Bremen e Wolfsburg, respectivamente (Grafite acaba de voltar ao futebol brasileiro, reestreando no Santa Cruz).

Vale a pena acompanhar o blog de Beto Xavier:  “Futebol no País da Música”.

http://brazilianmusik.blogspot.com.br/
http://brazilianmusik.blogspot.com.br/

Dentro do post, a entrevista que Beto Xavier deu aqui pro Fut Pop Clube na época do lançamento do livro, “Futebol no País da Música”, em 2009. Continuar lendo “#Futebol no País da #Música. Leia o livro e curta o blog do Beto Xavier, agora em novo endereço.”

Herr Pep | Guardiola Confidencial

Publicado em 14 de julho de 2015
10984102_894088160627793_2447121546588417667_n
Tem um livraço sobre futebol saindo em português. Herr Pep, detalhada e imersão do jornalista Martí Perarnau no primeiro ano de Guardiola no comando do Bayern de Munique, ganhou edição brasileira por uma nova editora, a Grande Área. O título aqui é Guardiola Confidencial. 408 páginas, R$ 44,90. Continuar lendo “Herr Pep | Guardiola Confidencial”

Outra preciosa dica do seu Domingos D’Angelo, do Memofut, chega ao e-mail do Fut Pop Clube. A Giselda Bellini lança nesta quinta-feira, 18 de junho, seu livro sobre o seu marido, o homem que levantou a primeira Taça Jules Rimet verde-amarela. “Bellini – O Primeiro Capitão Campeão” (Prata Editora) tem 208 páginas e custa R$39,90. A noite de autógrafos desta biografia que já sai com duas estrelas de título mundial no peito começa às 19 h na livraria Saraiva do Shopping Higienópolis (Av. Higienópolis, 618 , São Paulo). Combinado? Nesta quinta, então. Capa Bellini
Dentro do post, a sinopse de “Bellini – O Primeiro Capitão Campeão”.
Continuar lendo “Lançamento: “Bellini – O Primeiro Capitão Campeão”.”

“Dotô”

Doutor Sócrates era de 19 de fevereiro de 1954. Se tivesse chegado aos 60, teria visto sua imagem (e certamente teria curtido) na capa do livro que o jornalista espanhol Quique Peinado lançou, em 2014: Futbolistas de Izquierdas” (Lée Me Libros).

http://www.leemelibros.com/futb/futbolistas.htm
http://www.leemelibros.com/futb/futbolistas.htm

Sócrates é um dos futebolistas de esquerda lembrados por Quique Peinado. Ganhou 8 páginas. Outros brasileiros: Reinaldo, ídolo do Galo, Afonsinho e Nando, irmão do Zico. A história da perseguição política contra Nando é bem pouco conhecida por aqui.

Continuar lendo ““Dotô””

Livro de 2014: “A Rainha de Chuteiras – Um Ano de Futebol na Inglaterra”, de Marcos Alvito.

https://www.facebook.com/editoraapicuri
https://www.facebook.com/editoraapicuri

Um antropólogo carioca – “Flamengo até morrer” – passou um ano no Reino Unido para fazer sua pesquisa sobre a paixão do inglês pelo futebol. O professor Marcos Alvito viu jogos até da Nona Divisão, amadora, mas conseguir ingresso para uma partida de Premier League que é bom, ah, você pode imaginar, isso é missão quase impossível. Tanto que numa de suas “voltas olímpicas” em torno dos estádios,  quase que como um reconhecimento do terreno, o pesquisador foi confundido com suspeito de terrorismo, parado e revistado pela polícia. Por outro lado, conseguiu entrar em jogos da Premier League para acompanhar o trabalho da Football Police Unit. Viu partidas no meio da galera – como a da torcida mais à direita dos estádios da Inglaterra, talvez do mundo.
O resultado dessa temporada do flamenguista Marcos Alvito na terra que inventou o Football Association é o livraço  A Rainha de Chuteiras – Um Ano de Futebol na Inglaterra (Apicuri Editora), que saiu em 2014. Ele é doutor em Antropologia e dá aula de História na UFF, mas o que gente lê é uma grande reportagem, em crônicas informativas e bem humoradas sobre esse ano que deve ter sido muito proveitoso para um apaixonado por futebol. A saber, Marcos Alvito trata da temporada 2007-2008, em que o Manchester United – então com o artilheiro Cristiano Ronaldo- foi campeão inglês e europeu, com o Chelsea vice nas duas competições. Mas vale demais a pena para quem  se interessa pelo futebol inglês. Muitas vezes com notas de rodapés explicando ou atualizando informações. Continuar lendo “Livro de 2014: “A Rainha de Chuteiras – Um Ano de Futebol na Inglaterra”, de Marcos Alvito.”