Doc sobre a erupção do futebol na Islândia abre o #Cinefoot de 2017 em Sampa .

Doc sobre a erupção do futebol na Islândia abre o #Cinefoot de 2017 em Sampa .

O oitavo Cinefoot chega a São Paulo com a estreia do documentário “Dentro de um Vulcão – A Ascensão do Futebol Islandês”, de Saevaer Gudmunsson. É nesta sexta-feira, às 20h30, Museu do Futebol, onde o festival fica até domingo. Na segunda e na terça, a bola rola na rua Augusta, na tela do Espaço Itaú de Cinema. São 23 filmes – sete concorrem à Taça Cinefoot de melhor longa e oito disputam a taça de melhor curta. Atenção para “Boca de Fogo”, que levantou a Taça Cinefoot de curta-metragem no Rio.

Inside a Volcano – The Rise of Icelandic Football
Dir. Saevar Gudmundsson (Doc, 86 min, cor, Full HD, Islândia e Inglaterra, 2016 ) LIVRE

O filme “Dentro de um Vulcão” conta a história da geração dourada da bola na Islândia – país com menor população do mundo (330 mil habitantes) a se classificar para a Copa do Mundo (a de 2018, na Rússia). O diretor do doc teve acesso total à seleção na histórica campanha da Eurocopa e revela a intimidade do grupo de jovens que cresceu ouvindo que o seu esporte preferido jamais alcançaria dias de glória na Islândia. Sessão especial, única, nesta sexta-feira, 1º de dezembro, às 20h30, no auditório do Museu do Futebol – estádio do Pacaembu. Entrada franca, sujeita à lotação da sala.
Veja o trailer dentro do post: Continuar lendo “Doc sobre a erupção do futebol na Islândia abre o #Cinefoot de 2017 em Sampa .”

Novo tricampeão da América

Flâmula do Grêmio

Saudamos o grande campeão da Copa Libertadores 2017. O Grêmio deu show em La Fortaleza e conquistou o tri da taça. Que golaços do Fernandinho e do Luan, que quase fez outro tão lindo quanto!
Bravo, Lanús, “el club de barrio más grande del mundo”, pela belíssina campanha e bom futebol, limpo.
Parabéns, Renato, o primeiro brasileiro campeão da taça como jogador e agora, 34 anos depois, como treinador.

O mapa-mundi das torcidas do Barça.

Mais que um clube. Tudo começou com um anúncio de jornal, publicado pelo suíço Hans (Joan) Gamper. Em mais um aniversário do Barça, fundado em 29 de novembro de 1899, uma rápida homenagem a uma das forças deste gigante: os culés, seus torcedores.

Cada ponto do mapa acima é uma penya, uma torcida oficial do Barça, reconhecida pelo clube. São mais de 1.200 torcidas espalhadas pelo mundo (num total de 150 mil associados), oito na América do Sul, uma delas no Brasil.

A Penya Barcelonista de São Paulo Brasil, única torcida oficial do Barça no país, se reúne num bar da Vila Madalena, para ver os jogos do time catalão por La Liga e Champions.

DSC08410
https://www.facebook.com/pbsp.brasil/

O distintivo da @PBSPBrasil está na fachada do Camp Nou, como centenas de outras. Preparei uma galeria com alguns dos escudinhos mais bacanas desta fachada tão especial. Confira dentro post: Continuar lendo “O mapa-mundi das torcidas do Barça.”

“Let’s Play Two”: a paixão de Eddie Vedder por beisebol, Chicago Cubs e Wringley Field.

facebook.com/PearlJam/

Há muito tempo atrás, numa galáxia distante, ops, num lobby de hotel em Chicago, assim do nada um morador da cidade deu duas preciosas dicas a este que vos bloga. “Vá ver o Cubs jogar. E o Kingston Mines”. Aceitei a dica do bar de blues, dois palcos, som rolando até altas horas. Não fui ver o time de beisebol da ‘Windy City’. Já me arrependi. O Wringley Field é um senhor estádio, e ganhou um belo tributo (assim como ídolos do Chicago Cubs) no filme-concerto do Pearl Jam, “Let’s Play Two“. O cantor da banda, Eddie Vedder, vai ao estádio desde pequeno e é um fanático torcedor dos Cubs.

Continuar lendo ““Let’s Play Two”: a paixão de Eddie Vedder por beisebol, Chicago Cubs e Wringley Field.”

Seleção de camisas

Seleção de camisas

A adidas já apresentou as camisetas titulares das seleções classificadas para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, que têm contrato com a marca. E como os sites especializados já vinham avisando, a linha é retrô, com um olho voltado para os anos 80 e 90, em especial, e muitos desenhos geométricos. Clique em qualquer foto abaixo para abrir a galeria.

Começando pela dona da casa.

Home kit. Rússia 2018, adidas.

A Rússia vai tentar sua primeira conquista Mundial com uma “home jersey” que lembra a camiseta usada na final do futebol olímpico, nos jogos de Seul, 1988. Os soviéticos levaram a medalha de ouro depois de derrotar por 2×1 a seleção olímpica brasileira, treinada por Carlos Alberto que tinha Taffarel, Jorginho, Geovani, Bebeto e o genial Romário. A URSS também foi campeã da primeira Euro, em 1960.
Mais seleções dentro do post! Continuar lendo “Seleção de camisas”