Livro: “À Sombra de Gigantes”

Livro: “À Sombra de Gigantes”

Madri. Paris. Londres. Berlim. Lisboa. Cinco dos principais destinos turísticos na Europa. E mais: Munique, Hamburgo, Roterdã, Turim e Glasgow. Em 50 dias, o jornalista Leandro Vignoli, gaúcho de Canoas, acompanhou os jogos de treze clubes especiais, em 10 cidades, de 8 países europeus. O foco não eram os grandes como Real Madrid, PSG, Arsenal, Chelsea, Bayern ou Juve. Mas sim aqueles que lutam para sobreviver, “À Sombra de Gigantes – Uma Viagem ao Coração das Mais Famosas Pequenas Torcidas do Futebol Europeu” – título e subtítulo do livro recém-lançado por Vignoli.

facebook.com/asombradegigantes/

É interessante, bem escrito e tem muita informação. Os ídolos, a história dos clubes, os estádios, os bairros, o perfil dos torcedores, os rivais. Cada capítulo, um time: St. Pauli, Union Berlin, Munique 1860, Fulham, Millwall, Leyton Orient, Queen’s Park (Escócia), Sparta Rotterdam, Rayo Vallecano, Espanyol, Belenenses, Torino e Red Star, de Paris. Ou seja, a viagem de Leandro Vignoli (com muitas horas de ônibus, hospedagem em hostel e dale fast food, pra economizar) é a trip dos sonhos de quem usa a hashtag “Ódio Eterno ao Futebol Moderno” e qualquer louco por futebol alternativo. Com uma pergunta em mente. Por quê? Por que torcer para times que nunca ganham títulos, ou não ganham há muito tempo?

Continuar lendo “Livro: “À Sombra de Gigantes””

Black and White Stripes | The Juventus Story

Na época das festas juninas aqui, lá em Nova York rolou mais uma edição do festival de cinema Kicking + Screening, especializado em futebol. Entre as atrações, uma prévia de um documentário sobre a Vecchia Signora.  Black and White Stripes | The Juventus Story. Veja um pedacinho do trailer.

Continuar lendo “Black and White Stripes | The Juventus Story”

Juventus Museum

Juventus Museum

DSC04125
O museu da Vecchia Signora está dentro do Juventus Stadium (inaugurado em 2011; Allianz Stadium a partir de julho/2017) e pode ser visitado inclusive em dias de partidas (com horários especiais). Foi o que o blog Fut Pop Clube pode fazer, em maio de 2014, bem na segunda-feira em que a Juve jogou contra o Atalanta, já comemorando o scudetto nº 32, pelas contas da velha senhora (30, se retirados os títulos do calciopoli).

O Juventus Museum tem uma extensa linha do tempo que conta a história do clube desde 1897, de cada scudetto, das estrelas acima do escudo, dos hinos…DSC04154

Conta com uma grande galeria de camisas históricas dos ídolos bianconeri que usaram a camisa listada (e suas alternativas, azuis, amarelas, rosas etc) em mais de 300 partidas.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Dino Zoff…Jpeg

e outros bianconeri campeões mundiais pela Azzurra também são lembrados.  Continuar lendo “Juventus Museum”

Juventus 2014-15

Atualizado em 02/08/2014
DSC04191
A Juventus perdeu o técnico campeão Antonio Conte e logo anunciou o ex-milanista Massimiliano Allegri, escolha que com o perdão do trocadilho não alegrou os tifosi da squadra bianconera. Por outro lado, a Juve contratou o atacante Álvaro Morata, ex-Real Madrid. O novo 9 é apenas o terceiro jogador da Espanha a jogar no clube – o segundo foi Fernando Llorente, que ainda está no elenco e pode jogar junto com Morata. Para a defesa, a Juve anunciou nesta segunda-feira a contratação de Patrice Evra (seleção da França, Manchester United).

O desafio da temporada 2014-15 é a Europa. Mesmo com quase uma seleção mundial, a Juve caiu logo na Champions e não chegou nem à final da Liga Europa, disputada em seu novo estádio.

  • > IN: Álvaro Morata (atacante, Espanha, Real Madrid), Patrice Evra (Man United), Roberto Pereyra (meio-campo, Udinese), Rômulo (volante / lateral, ex- Hellas Verona).
  • <OUT<: Vucinic (Al Jazira), Isla (emprestado ao QPR)
  • Técnico: Massimiliano Allegri (ex-Milan)
  • *Estrelas da companhia: Buffon, Chielini, Barzagli, Bonucci, Cáceres, Lichtsteiner, Pirlo, Marchisio, Pogba,  Vidal, Carlitos Tévez, Llorente, Giovinco. É uma seleção, coma defesa quase inteira da Itália, com reforços do Chile, Uruguai, Suíça, França, Argentina e Espanha.
  • Estádio: Juventus Stadium, que faz 3 anos em setembro de 2014. Na temporada 2013-14, a média de público foi de 38.328 tifosi por jogo. Segundo a Pluri, a 40ª melhor média mundial, com 93% de ocupação da moderna arena erguida no lugar do Delle Alpi.DSC04209

Confira o rolê do blog pela nova casa da velha senhora.

  • Uniformes: a Nike já apresentou para a temporada 2014-15 o uniforme 1, o tradicional bianconero, e o 2, que volta a ser azul como o da seleção italiana, com um degradé em forma de estrela – um lembrete do título. O da temporada passada era  amarelo.

    Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo “Juventus 2014-15”

A casa da Vecchia Signora agora se chama Allianz Stadium.

A casa da Vecchia Signora agora se chama Allianz Stadium.

Publicado em 9 de setembro de 2011 e atualizado em junho de 2017

IMAGEM http://www.WorldStadiums.com
FOTO @Futpopclube
FOTO @Futpopclube
Ainda com a menção ao scudetto 31. O #32 foi confirmado na véspera.
Ainda com a menção ao scudetto 31. O #32 foi confirmado na véspera.

Já viu que, de vez em quando, a alvinegra Juventus de Turim joga com uma malha rosa? Cor do primeiro uniforme da Vecchia Signora. Com as seguidas lavagens, perdia a cor. O clube encomendou novos uniformes na Inglaterra. E acabou recebendo camisas com listras brancas e pretas, como o Notts County. Os uniformes bianconeri viraram marca registrada da Juve, clube mais popular da Itália. Por isso, o Notts County foi chamado para o jogo inaugural do novo estádio do clube de Turim: Juventus Stadium (Allianz Stadium a partir de 1º de julho de 2017), erguido no mesmo lugar do Stadio Delle Alpi (usado na Copa de 1990), que não caiu no gosto dos torcedores. A casa nova da Vecchia Signora tem aquele formato de arena, que dita a moda em estádios de futebol, sem pista de atletismo. Chama a atenção o custo, que não passou muito de 100 milhões de euros. Muito menos do que o dos estádios -digo, arenas- que estão sendo construídas no Brasil para a Copa de 2014. Sem mencionar a enésima e bilionária reforma do Maracanã.

O agora Allianz Stadium de Turim, tem capacidade para 41.500 #bianconeri, incluindo 4.000 cadeiras premium, 62 camarotes e oito áreas de negócios, o Juventus Museum, 31 bares e restaurantes, duas áreas para a criançada, nada menos que 10 Juventus Stores e vagas para 4.000 carros.

 

 

Continuar lendo “A casa da Vecchia Signora agora se chama Allianz Stadium.”