Os novos uniformes do Chelsea e o Gorillaz de Damon Albarn, um Blur que é blue.

O atual campeão inglês também trocou de fornecedora. O Chelsea, que vestia adidas desde 2006, passa a usar Nike – corre que o acordo vale o dobro do que o de outro clube de Londres fisgado pela marca americana, o Tottenham Hotspur (veja post anterior). A campanha de lançamento dos uniformes 2017-18 do Chelsea teve jogadores blues como Hazard, Willian e David Luiz  e uma ajudinha do Gorillaz (o cantor Damon Albarn, também do Blur, é um fanático pelo Chelsea, o que pode ajudar a explicar um pouco daquela imensa rivalidade entre fãs de Marlene e Emilinha, digo, entre Blur e Oasis – os irmãos Gallagher são torcedores fanáticos do Manchester City).

Veja o vídeo de David Luiz “contracenando” com o 2D, o Damon Albarn do Gorillaz.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Uniforme dois dentro do post:

Continuar lendo “Os novos uniformes do Chelsea e o Gorillaz de Damon Albarn, um Blur que é blue.”

Museu do Chelsea: cultura de futebol e música pop.

Museu do Chelsea: cultura de futebol e música pop.

Publicado em 12 de maio de 2017 e atualizado em 2019

Tours por estádios e museus de times são um clássico para o torcedor/simpatizante de algum time e para o fã de futebol de modo geral. Fiz a visita ao Chelsea Football Club em março de 2017 e este post aqui é sobre a parte do museu dos #blues neste tour, que pode incluir uma visita (guiada) pelo interior do estádio Stamford Bridge, com acesso ao vestiários, setor de imprensa e beirinha do gramado. Adultos pagavam 19 libras pela tour que junta estádio e museu (mais recomendando para quem não conhece Stamford Bridge). Metrô: Fulham Broadway. O ponto de encontro da tour fica ao lado da Matthew Harding Standing, uma das tribunas do estádio.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Um bom espaço é dedicado ao elenco que conquistou título europeu, a Champions League 2011-12. Na Europa, o Chelsea também tem duas Recopas, uma Supercopa e agora duas Ligas Europa.

Com a conquista da Premier League 2016-17, o Chelsea tem seis títulos ingleses de primeira divisão. O primeiro foi o da temporada 1954-55, quando a Football League Division I era a elite. De 2004-05 para cá, foram cinco ligas. Na época da visita, eram quatro as taças da Premier League no museu.

A Premier League de 2016-17 já já se junta a estas quatro copas.

Continuar lendo “Museu do Chelsea: cultura de futebol e música pop.”

Chelsea 2015-16. Rumo ao bi?

Chelsea 2015-16. Rumo ao bi?

Atualizado em 1º de setembro.

Depois de perder Drogba e Cech, o Chelsea, campeão inglês, anunciou outro grande reforço para tentar o bi inglês e a Champions de novo (pra quem acredita em superstição, voltou a ter um segundo uniforme branco). Pedro, ex-Barça. Lá, o rápido atacante entrava e correspondia, marcava gols importantes, como o que decidiu a Supercopa da Uefa, agora em agosto. O Chelsea está no grupo G da Champions, ao lado do Porto, Dynamo Kiev e do Maccabi Tel-Aviv.

Pedro deixa o Barça para trabalhar com Mouinho. IMAGEM: facebook.com/ChelseaFC
Pedro deixa o Barça para trabalhar com Mouinho. IMAGEM: facebook.com/ChelseaFC

11011782_10153575343922259_8168572666133639789_o

  • > Chegam > Pedro Rodriguez (atacante, Espanha, ex-Barça), Radamel Falcao Garcia (El Tigre, que estava no Man United, foi emprestado pelo Monaci, agora pro Chelsea),  Nathan (ex-Atlético Paranaense, emprestado pro Vitesse), Asmir Begović (goleiro, ex-Portsmouth), Danilo Pantić (comprado do Partizan e emprestado ao Vitesse), Abdul Rahman Baba (Augsburg), Papy Djilobodji (Nantes). Michael Hector foi comprado do Reading, mas continua por lá até a virada do ano.

//platform.twitter.com/widgets.js

  • < Saíram <: Cuadrado (emprestado à Juve), Petr Cech (foi pro Arsenal), Filipe Luís (voltou pro Atlético de Madrid), Drogba (Montreal Impact, da Major League Soccer), Kakuta (Sevilla), Josh McEachran (Brentford). Victor Moses foi emprestado ao West Ham. Dominic Solanke, Isaiah Brown e Lewis Baker foram emprestados para o Vitesse.  Tomáš Kalas foi emprestado ao Middlesbrough, Andreas Christensen pata o Borussia Mönchengladbach, Marco van Ginkel pro Stoke City. Christian Atsu pro Bournemouth. Mario Pašalić pro Monaco. Patrick Bamford para o Crystal Palace. O brasileiro Lucas Piazon (voltou do Eintracht Frankfurt e foi de novo emprestado ao Reading, da segunda divisão inglesa).
  • Outros brasileiros: Oscar, Ramires, Willian.
  • Outras estrelas (muitas): o ótimo goleiro Courtois, o capitão John Terry, Cahill,  Fàbregas, Hazard, o artilheiro Diego Costa (jogador de Seleção Espanhola nascido no Brasil), Matic, Azpilicueta, Cuadrado (pode sair) etc.
  • Técnico: the special one, José Mourinho.
  • O elenco dos blues, de 1 a 37:

1 – Asmir Begovic
2 – Branislav Ivanovic
4 – Cesc Fabregas
5 – Kurt Zouma
6 – Nathan Ake
7 – Ramires
8 – Oscar
9 – Radamel Falcao
10 – Eden Hazard
11 – Juan Cuadrado (emprestado à Juve)
12 – John Mikel Obi
13 – Thibaut Courtois
14 – Bertrand Traore

17 – Pedro
18 – Loic Remy
19 – Diego Costa
20 – Victor Moses (emprestado aos Hammers)
21 – Nemanja Matic
22 – Willian
24 – Gary Cahill
26 – John Terry
27 – Jamal Blackman
28 – Cesar Azpilicueta
29 – Nathaniel Chalobah
34 – Ola Aina
35 – Dominic Solanke
36 – Ruben Loftus-Cheek
37 – Jake Clarke-Salter

  • Uniformes: Adidas. Agora com novo patrocinador.

    Home kit: camiseta principal do Chelsea 15-16
    Home kit: camiseta principal do Chelsea 15-16
A segunda camisa do Chelsea para 2015-16. Branca como a do título europeu de 2012.
A segunda camisa do Chelsea para 2015-16. Branca como a do título europeu de 2012.

Continuar lendo “Chelsea 2015-16. Rumo ao bi?”

Chelsea, campeão de ponta a ponta da Premier League 2014-15.

11107723_866931296676813_3390810472848096743_n
#Pennant (flâmula) do Chelsea Football Club, campeão inglês pela quinta vez (quarta na era Premier League). Gritaram #champions em 1954/55, 2004/05, 2005/06, 2009/10 e agora, em 2014-15. Na conquista do bi (2004-05 e 05-06), o técnico também era José Mourinho. Nas redes sociais, os blues usaram a hashtag #AllTheWay, para lembrar que venceram de ponta a ponta. Lideraram o campeonato desde  a 1ª rodada. Não perdiam desde aquele jogo maluco contra os Spurs do furacão Harry Kane, em 1º de janeiro. Continuar lendo “Chelsea, campeão de ponta a ponta da Premier League 2014-15.”

A lista dos 100 clubes com maior média de público no mundo (2011) só tem três brasileiros.

image
O Borussia Dortmund teve a maior média de público do planeta bola na última temporada completa. 80.552 torcedores, quase 100% de ocupação do Signal Iduna Park (o Westfalenstadion). O bicampeão alemão lidera o ranking dos 100 clubes com maior média de público do mundo em 2011, divulgada pela Pluri Consultoria, com imediata repercussão nos sites de jornais e blogs esportivos. A lista considera os principais campeonatos nacionais.

Apenas 3 clubes brasileiros aparecem no Top 100:

  • o Santa Cruz, 39ª maior média, com 36.900 torcedores por jogo no Arrudão, durante temporada 2011 da série D do Brasileirão.
  • o Corinthians, 65º do ranking, com 29.400 fiéis por jogo no Pacaembu (série A doBrasileirão 2011)
  • e o Bahia, 100º do ranking, com média de 22.700 tricolores em Pituaçu (série A do Brasileirão 2011)

Abaixo, os 10 clubes mandantes com maiores médias em 2011 (9 europeus e o popular América do México):

  1. Borussia Dortmund, 80.552 espectadores/jogo
  2.  Manchester United, 75.387
  3. Barcelona, 74.582
  4. Real Madrid, 72.316
  5. Bayern Munique, 69.053
  6. Schalke 04, 61.218
  7. Arsenal, 60.000
  8. Stuttgart, 54.359
  9. Club América, 53.570 – média alta, mas apenas 51% de ocupação do imenso estádio Azteca
  10. Hertha Berlin, 53.449

Então, no top 10, temos 5 clubes alemães, 2 ingleses, os dois gigantes da liga espanhola e o América do México. Na lista das 100 maiores médias da Pluri, aparecem 22 clubes alemães, 20 ingleses, 12 espanhóis, 10 mexicanos, seis italianos, cinco holandeses, quatro chineses, três franceses, três portugueses, os três brasileiros, dois escoceses, dois ucranianos, dois americanos, dois japoneses, dois belgas, um canadense e um suíço.

Dentro do post, o top 10 dos clubes do mundo com maior taxa de ocupação dos estádios onde mandam os jogos.
Continuar lendo “A lista dos 100 clubes com maior média de público no mundo (2011) só tem três brasileiros.”