“Um Time Show de Bola” em DVD. “Meninos de Kichute” nos cinemas. E a última semana do CINEfoot.

As livrarias receberam um caminhão de novidades e relançamentos sobre futebol e em especial Copa do Mundo. Tem muito livro bom.
O Sesc Pompeia faz uma exposição multimídia sobre futebol & música (Música de Chuteiras) e no Rio tem um musical (“Samba Futebol Clube”) – vamos falar deles ainda.
741198_254025904728338_2097897668_oEstes dias antes da Copa são ótimos tempos para quem gosta de filmes sobre futebol.
Uma excelente notícia é o lançamento em DVD da animação 3D “Um Time Show de Bola” (“Metegol”), filme dirigido por um craque argentino do cinema, Juan José Campanella, a partir de um conto de Fontanarossa, que era maluco por futebol. Bonequinhos de pebolim (totó) ganham vida e saem da mesa de jogo nesse filme pra agradar a família toda.
A gorduchinha também rola redonda nos cinemas.

O goleiro Beto (Lucas Alexandre), em "Meninos de Kichute"
O goleiro Beto (Lucas Alexandre), em “Meninos de Kichute”

Uma produção brasileira que passou numa edição anterior do festival CINEfoot finalmente entra em circuito em 5 de março. “Meninos de Kichute, de Luca Amberg. Kichute? A molecada de hoje nem sabe o que é isso, mas esse é um filme com potencial para agradar o público infanto-juvenil e ainda mais os marmanjos que vão se emocionar com as lembranças da infância nos anos 70. Como o kichute, chuteirinha algo tosca que era objeto do desejo de 10 entre 10 boleirinhos dos 70.


E a edição 2014 do CINEfoot – que já terminou no Rio – continua em São Paulo (Espaço Itaú de Cinema e CCSP) e em BH com uma programação espetacular. Pena que se o torcedor/espectador perde uma sessão de um filme em especial dificilmente terá uma segunda chance agora.

Confira a programação dos próximos dias de CINEfoot em SP. Tem filme sobre a Copa de 50, Corinthians, Palmeiras, Boca Juniors, a Holanda de 74 nas lentes do Canal 100 e mais uma chance para ver os imperdíveis “A Copa Perdida / Il Mundial Dimenticato”, “Os Rebeldes do Futebol” e “O Ano em que meus pais saíram de férias”, o favorito do blogueiro.
1921220_642312172528823_4011048284205689691_oEspaço Itaú de Cinema |Augusta (Rua Augusta, 1.475 e 1.470 – Consolação)

  • Domingo 01/06

19h – HOMENAGEM: JOGADORES DA COPA DE 1950 & FAMILIARES

GARRA CHARRÚA, ficção de Felipe Bravo (Espanha, 2012)

DOSSIÊ 50: COMÍCIO A FAVOR DOS NÁUFRAGOS, de Geneton Moraes Neto (RJ, 2013)

21h – HOMENAGEM: CENTENÁRIO DO PRIMEIRO TÍTULO DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA

BANDO DE LOUCOS, de Jader Lago (SP, 2011)
image001DEMOCRACIA EM PRETO E BRANCO, de Pedro Asbeg (RJ, 2013), longa vencedor da Taça CINEfoot no Rio.

  • Segunda 02/06

19h – HOMENAGEM: CENTENÁRIO S.E. PALMEIRAS
HOMENAGEM: BOM SENSO F.C.
523527_208172969349845_1235283336_n
O OUTRO SUPERCLÁSSICO/El Otro Superclásic/The Other Superclasico, de Santiago Dulce (SP, 2014). Filme sobre um Boca x River … em Sergipe!

12 DE JUNHO DE 1993 – O DIA DA PAIXÃO PALMEIRENSE, de Mauro Beting, Jaime Queiroz (SP, 2014)

21h – :: LIBERTADORES , de Gabriel Rubim (RS, 2013)

PELADA, FUTEBOL NA FAVELA, de Alex Miranda (SP, 2013)

  • Terça 03/06

19h – SESSÃO ESPECIAL

INTERVALO, de Rogério Zagallo (SP, 2014)
imagem (1)
SANTO MARCOS, de Thiago Di Fiore (SP, 2013)

21h – SESSÃO ENCERRAMENTO & PREMIAÇÃO
HOMENAGEM: CANAL 100

FUTEBOL TOTAL, de Carlos Leonan, Oswaldo Caldeira (RJ, 1974)

  • Centro Cultural São Paulo – CCSP (Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso)

MOSTRA PAIXÃO E AGONIA / O FUTEBOL NO CINEMA EUROPEU E SUL-AMERICANO

  • Quarta 04/06
http://lesrebellesdufoot.com/

17h15OS REBELDES DO FUTEBOL/Football rebels / Les rebells du Foot, de Gilles Perez, Gilles Rof (França, 2012)

19h45COPA VIDIGAL, de Luciano Vidigal (RJ, 2010)

  • Quinta 05/06

ano-em-que-meus-pais-poster011

17h15O ANO EM QUE MEUS PAIS SAÍRAM DE FÉRIAS, clássico de Cao Hamburger (SP, 2006)

19h45 – A OUTRA FINAL, de Johan Kramer (Países Baixos, 2002)

  • Sexta 06/06

17h15FUTEBOL É DEUS/Fodbold er Gud / Football is God, de Ole Bendtzen (Dinamarca, 2010). Louco doc sobre a paixão pelo Boca!


19h45MUNDIALITO, de Sebastian Bednarik (Uruguai, 2010)

  • Sábado 07/06


15hO GOLEIRO DO LIVERPOOL, de Arild Andresen (2011)

O “Mundial” de 1942 tem até cartaz oficial, no filme italiano

17h15A COPA PERDIDA/ Il Mundial Dimenticato / The Lost World Cup, engraçado “documentário” sobre um mundial que nunca existiu, de Lorenzo Garzella, Filippo Macelloni (Itália, 2012). Imperdível! Confira um pedaço.


19h45 – 66/67 – ACABOU O FAIRPLAY, de Carsten Ludwig, Jan-Cristoph Glaser (Alemanha, 2009)

Continuar lendo ““Um Time Show de Bola” em DVD. “Meninos de Kichute” nos cinemas. E a última semana do CINEfoot.”

Meus filmes favoritos sobre futebol

Publicado em 8/7/2010

À Procura de Eric/Looking for Eric (Sixteen Films/californiafilmes.com.br)

Os filmes sobre futebol são um dos assuntos preferidos do Fut Pop Clube. Lamentavelmente essas produções não conseguem fazer grande sucesso de bilheteria no Brasil. Bom, depois da mostra Cinema e Futebol, que rolou em fevereiro, no cinema da USP, mais recentemente do CineFoot, Festival de Cinema de Futebol, no Rio, SP e POA, que teve até taças, e da extensa programação especial do Canal Brasil, também chamada Mostra Cinema e Futebol, depois da Coleção Copa, da Abril, chegou a vez de o Fut Pop Clube lançar sua “Copa de Filmes”. Uma série de posts, com indicações de bom cinema boleiro. Convidei algumas pessoas para dar dicas de documentários e  ficções, nacionais ou estrangeiros, longas ou curtas – mas sempre sobre futebol! Eu começo!
Documentário nacional: “João”, doc de André Iki Siqueira e Beto Macedo sobre João Saldanha, “o comentarista que o Brasil consagrou”, que nunca escondeu que era comunista, mas mesmo assim foi escolhido pela CBD técnico da Seleção Brasileira durante a ditadura. Classificou o Brasil para a Copa de 70, mas foi trocado por Zagallo antes do Mundial. Vi “Joao” na sessão de abertura do CineFoot e achei espetacular. Informativo, divertido e muito bem editado.

Já saiu em DVD o filme sobre a 1ª Copa do Mundo que a Seleção conquistou
"1958 - O Ano em que o Mundo Descobriu o Brasil"

Também gostaria de citar nessa categoria de documentários nacionais “1958 – O Ano em que o Mundo Descobriu o Brasil”, filme de José Carlos Asbeg sobre a a nossa primeira taça do mundo. Passa neste sábado, 10 de julho, véspera da final da Copa do Mundo 2010, na sessão É tudo Verdade do Canal Brasil. “1958…” saiu em DVD e já foi assunto do blog.

  • Ainda gostaria de mencionar a excelente minissérie “Futebol”, de Arthur Fontes e João Moreira Salles, que passou anos atrás no canal GNT, em coprodução com Videofilmes. Em três programas com qualidade de cinema, “Futebol” acompanhava meninos que sonhavam com a bola, as dificuldades de jogadores então em começo de carreira como Lúcio e Iranildo e um dia na vida de um ex-craque, Paulo César Caju, figura. Uma pena que não esteja em circulação em DVD ou na TV, pelo menos não que eu saiba.
  • Mais recentemente, “Um Artilheiro no Meu Coração”, sobre Ademir Menezes.

Documentário internacional: maradona-por-kusturica1Excelente opção poderia ser o “Maradona” de Kusturica, recentemente lançado em DVD pela Europa Filmes. Mas voto em “Comunismo e Futebol” (“Communism and Football”, produção da rede de TV BBC que vi em 2008/2009 no Sportv). Fala de Streltsov, jogador que poderia ser o “Pelé russo”, em 1958, mas foi mandado para campos de trabalho forçado, Grocsis, e do estranho jogo entre Alemanha Ocidental x Alemanha Oriental). E outra produção semelhante da BBC, “Football and Fascism“:”Fascismo e Futebol”, também, exibido tempos atrás pelo Sportv, mostra como Mussolini, Hitler e Franco usavam o esporte.
ano-em-que-meus-pais-poster011Ficção nacional: são excelentes as opções. A minha preferida é “O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias”, de Cao Hamburger, que se passa na época da Copa de 70. Ditadura, descobertas infantis, futebol tricampeão, de rua, de várzea e de botão são panos de fundo para uma história sobre amizades. Entre um pequeno aprendiz de goleiro (o filme quase se chamou “Vida de Goleiro”) e o homem que o acolhe, a vizinha espevitada, o jovem que foge da polícia. Quase que o equivalente ao oscarizado “O Segredo dos Seus Olhos” no cinema brasileiro. Atuações nota 10.
Outro filme em que o elenco dá banho de bola é “Linha de Passe”, de Walter Salles Jr e Daniella Thomas. Uma mãe batalhadora, corintiana praticante, vai junto com a Fiel e tudo, e as peripécias de seus quatro filhos por São Paulo. Por outro lado, tem algo de linguagem de documentário e cenas de futebol espetacularmente filmadas. Um jogo real, um clássico Majestoso: São Paulo 0x1 Corinthians. Campeonato Brasileiro de 2008.

Também gosto muito dos dois “Boleiros”, de Ugo Giorgetti. Especialmente o primeiro, com o subtítulo “Era uma vez o Futebol“.

"Eric", o carteiro, com Eric, o Cantona. www.californiafilmes.com.br
"Eric" e Eric. http://www.californiafilmes.com.br

Ficção internacional: agora não tem para ninguém. Ken Loach e Eric Cantona, o bad boy do futebol francês e do Manchester United, na cabeça. O engraçadíssimo “À Procura de Eric” abriu a Mostra de Cinema de São Paulo em 2009 – e não é que o Cantona não se sai mal, no papel dele mesmo? Uma pena que não ficou muito tempo em cartaz. Também é muito interessante e bem feito “O Milagre de Berna”, que reconta a final da Copa de 1954.

Curta-metragem nacional/ficção: “Barbosa”, de Ana Luiza Azevedo e Jorge Furtado, baseado no livro Anatomia de uma Derrota, de Paulo Perdigão. O personagem de Antônio Fagundes volta na tempo até o Maracanazo da Copa de 50. Veja ou reveja Barbosa no site Porta Curtas.
Curta-metragem nacional/documentário: atualmente o meu favorito é o curta “Juventus Rumo a Tóquio”. Guardo ainda na memória a emoção da primeira sessão, numa sala de cinema que parecia quase a rua Javari.

Nos próximos dias, os favoritos dos convidados do blog… Continuar lendo “Meus filmes favoritos sobre futebol”

Vida de Goleiro

ano-em-que-meus-pais-poster011O Ano em que Meus País Saíram de Férias faturou os prêmios de melhor filme pelo júri popular na Mostra e no Festival do Rio, em 2006.  Para mim, é um dos mais emocionantes filmes brasileiros recentes. E certamente uma das duas melhores ficções nacionais que abordam futebol, ao lado do primeiro Boleiros, do Giorgetti. O Ano em que Meus Pais quase se chamou Vida de Goleiro.
É que o menino Mauro (Michel Joelsas) jogava de goleiro nas peladas no Bom Retiro, bairro de judeus, italianos e outras comunidades em São Paulo, onde ele é deixado pelos pais, no período mais duro dos anos de chumbo. O ano é 1970. Tempos de Copa do Mundo no México, “Pra Frente Brasil”, “ame-o ou deixe-o”. Seleção = pátria em chuteiras. E que seleção foi aquela!  Vida de Goleiro, ou melhor, O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias é altamente recomendado pra quem gosta e pra quem odeia futebol. Destaque para a direção do elenco infanto-juvenil e de Germano Haiut como Shlomo. Continuar lendo “Vida de Goleiro”

“O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias”

ano-em-que-meus-pais-poster011

A minha primeira lembrança é o filme de Cao Hamburger: “O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias, “lançado em 2006, que me emocionou até numa segunda sessão. Não é exatamente sobre futebol, mas a Copa de 70, a bola, o jogo de botão são importantes panos de fundo na tocante história de Mauro, Hanna (show de bola, as duas atuações infanto-juvenis), Shlomo, Ítalo e dos pais do menino, passada no Bom Retiro, bairro de São Paulo, no contexto dos piores anos de chumbo da ditadura militar.

A idéia inicial era chamar a produção de “Vida de Goleiro”, posição preferida do menino Mauro. Com medo de afugentar o público antifutebol, Cao Hamburger optou pelo título que faz referência ao iugoslavo “Quando Papai Saiu em Viagem de Negócios”. Gosta de futebol? Veja. Não gosta? Também veja.

De qual filme sobre futebol você gosta mais? Mande sua sugestão clicando em comentários ou pelo meu e-mail. Vale documentário, ficção, docudrama etc.