“Iron Men”: documentário emocionante sobre a despedida do West Ham a Boleyn Ground.

Capinha do DVD do doc sobre a despedida a Boleyn Ground : facebook.com/IRONMEN2017

Que bom saber: a senhora Mabel Arnold, uma espécie de torcedora-símbolo do West Ham United, acabou de completar 101 anos! Cento e um! Oitenta e três como torcedora do claret and blue da zona leste de Londres. De 1968 a 2016, ela se sentou na mesma cadeira de Boleyn Ground | Upton Park, estádio do West Ham entre 1904 e 2016. “Iron Men, documentário de Paul Crompton e Suri Krishnamma (este, torcedor de carteirinha dos “Irons”) sobre os últimos dias dos 112 anos de história de Boleyn Ground e a (polêmica) mudança para o London Stadium, é um filme de personagens. O capitão do time, Mark Noble, o técnico Slaven Bilic, os donos do clube (David Gold, David Sullivan, Karren Brady)… mas são os torcedores como a centenária hammer Mabel Arnold que roubam o show. Ainda bem!

Mabel ia a Upton Park desde 1934. Viu o ídolo Bobby Moore jogar, ganhar… até dançou com ele! É presença garantida no London Stadium, a nova casa.

Outro torcedor, Matt, West Ham desde criancinha, foi perdendo a visão, mas não deixou de ir a Upton Park, com o fone de ouvido, ligado na transmissão para pessoas com necessidades especiais!

Mark Gevaux, um ex-açougueiro que perdeu a perna depois de um acidente de carro, vendia sanduíches de costelinha (apimentada) na frente de Boleyn Ground. Detalhe: a perna mecânica tem as cores e o escudo do time. Está conseguindo continuar suas vendas perto do estádio Olímpico.

Mas nem todos se deram bem com a mudança de Newham para Stratford e o documentário “Iron Men” mostra isso. Comerciantes sofrem com a ausência dos fãs do West Ham. Muitos negócios estão fechando.  Um pub deu lugar a um supermercado.

Gary Firmager editou o OLAS (Over Land and Sea), fanzine sobre o West Ham durante 27 anos. Vendia o zine com a ajuda do ‘gogó’, em cima de uma escada, na porta de Boleyn Ground. Com a mudança pro estádio moderno, percebeu que não ia rolar mais e parou de fazer o OLAS.

“Iron Men” registra o último jogo de FA Cup no centenário estádio e o último encontro de Premier League, que foi a derradeira partida em Boleyn Ground. Um jogaço contra um time cuja torcida tem um grito em comum com a do West Ham.

United! United!

Isso mesmo, o poderoso Manchester United. Pra quem não se lembra quanto foi, não vou contar o resultado do último jogo, para não ser ‘spoiler’. Vale acompanhar sem saber o placar, sem pesquisar na internet (ou na memória de alguém).

Emoção de sobra como é comum nos docs sobre clubes, personagens muito bons… e futebol muito bem filmado. Cada take do velho estádio, dos torcedores, dos jogadores, parece muito bem planejado, bem escolhido, cuidadosamente editado. Por gente que ama futebol e entende o West Ham como Mabel, Matt, Mark, Gary.

Como cada bolha no ar de Boleyn Ground e, tomara, do London Stadium.  ⚒

Tive a chance de comprar a edição inglesa em DVD de “Iron Men” e espero que os brasileiros que simpatizam com o West Ham United possam ver o filme em breve, seja num festival como o Cinefoot ou em plataformas de filmes on demand.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s