“Iron Men”: documentário emocionante sobre a despedida do West Ham a Boleyn Ground.

Publicado em: 4 abril de 2017

Capinha do DVD do doc sobre a despedida a Boleyn Ground : facebook.com/IRONMEN2017

Que bom saber: a senhora Mabel Arnold, uma espécie de torcedora-símbolo do West Ham United, acabou de completar 101 anos! Cento e um! Oitenta e três como torcedora do claret and blue da zona leste de Londres. De 1968 a 2016, ela se sentou na mesma cadeira de Boleyn Ground | Upton Park, estádio do West Ham entre 1904 e 2016. “Iron Men, documentário de Paul Crompton e Suri Krishnamma (este, torcedor de carteirinha dos “Irons”) sobre os últimos dias dos 112 anos de história de Boleyn Ground e a (polêmica) mudança para o London Stadium, é um filme de personagens. O capitão do time, Mark Noble, o técnico Slaven Bilic, os donos do clube (David Gold, David Sullivan, Karren Brady)… mas são os torcedores como a centenária hammer Mabel Arnold que roubam o show. Ainda bem! Continuar lendo ““Iron Men”: documentário emocionante sobre a despedida do West Ham a Boleyn Ground.”

No ar, ou melhor, na rede, “Casual Football”.

Quinta-feira é dia de Casual Football, o programa sobre futebol gringo da loja Atrox Casual Club, que vende exclusivamente camisas e outros produtos de times internacionais (veja post anterior).

O primeiro programa da série Casual Football falou do glorioso West Ham United, desde a fundação, como Thames Ironworks FC, a mudança das cores, os ídolos, as revelações da “academia de futebol”, a paixão de roqueiros como o Steve Harris, o baixista mais rápido da zona leste de Londres, e os punks do Cockney Rejects e uma coisa que não sabia: o mestre do suspense, Alfred Hitchcock, era um torcedor dos hammers!

Bem legal! O Casual Football é apresentado por Clayton Fagundes, Renato Martins e Pedro Tattoo e já colocou no ar especiais sobre o St. Pauli, o dérbi entre Celtic e Rangers (Old Firm), Eric Cantona, Newcastle United e o Napoli. Convidados especiais podem fazer uma ponta no programa contando sua experiência acompanhando os assuntos escolhidos. Continuar lendo “No ar, ou melhor, na rede, “Casual Football”.”

West Ham United 2015-16: a despedida de Boleyn Ground.

atualizado em 1º de setembro de 2015

Este slideshow necessita de JavaScript.

11063623_10152938582058663_6898888111042324535_o

  • > IN >. Principais chegadas: Slaven Bilic (aquele jovem técnico que gosta de rock and roll e toca guitarra, ex-Croácia, Lokomotiv e Besiktas; quando jogador, defendeu os Hammers), Pedro Obiang (meio-campo, ex-Sampdoria, Espanha sub-21), Darren Randolph (goleiro, Irlanda, ex-Birmingham), Dimitri Payet (meio-campo, ex-Olympique de Marselha). Manuel Lanzini (meia argentino, ex-Flu, emprestado pelo Al-Jazira), Nikica Jelavic (atacante, Croácia, ex-Hull City), Victor Moses (atacante, emprestado pelo Chelsea). Alex Song (volante, reemprestado pelo Barça). Michail Antonio (ponta, ex-Nottingham Forest)
  • < OUT < Principais saídas: Sam Allardice (técnico). Matt Jarvis (emprestado ao Norwich City). Stewart Downing (Boro).

Continuar lendo “West Ham United 2015-16: a despedida de Boleyn Ground.”

West Ham United 2014-15

West Ham United 2014-15
10490095_830967190269832_8878279667470630171_o
https://www.facebook.com/westhamunitedofficial

Aproveitamos o fim da janela de transferências na Europa para a ficha do West Ham United, o time de coração do ex-ponta-direita Steve Harris, o baixista mais rápido da zona leste de Londres, do movimento New Wave of British Heavy Metal e quiçá de todo o planeta metal (a propósito, o Iron Maiden comemora hoje os 30 anos do #discão ‘Powerslave’, que vai ser relançado em vinil, como os outros 7 primeiros LPs da banda).

  • >IN181888_436922879674267_1363811841_n>: o meio-campo camaronês Alex Song chegou emprestado pelo Barça nos últimos dias da janela de transferência; Enner Valencia (ex-Pachuca); Cheikhou Kouyaté (Anderlecht), Mauro Zárate (Velez Sarsfield), Aaron Cresswell (Ipswich), Diego Poyet (Charlton), Carl Jenkinson (emprestado pelo Arsenal), Diafra Sakho (ex-Metz), Morgan Amalfitano (Olympique de Marselha).
  • <OUT<: a principal perda do WHUFC foi a de Joe Cole, para o Aston Villa.
  • Estrelas da companhia: Andy Carroll, Kevin Nolan.
  • Técnico: Sam Allardyce, o Big Sam, desde 2010 no West Ham.
  • Estádio: Upton Park (Boley Ground), 35.345. A média de público nos jogos do West Ham em casa na temporada 13-14 foi de 34.197 torcedores – a 52ª no ranking da Pluri Consultoria -, com 97% de ocupação. Em 2016,, os #Hammers devem mudar para o estádio Olímpico, construído para os Jogos de Londres 2012. O clube ficou com a concessão do estádio, depois de muita polêmica. Na adaptação, o Olympic Stadium ficará com 54 mil lugares e terá “padrão Uefa” 4 estrelas. Saiba mais sobre o futuro estádio do WHUFC aqui.
  • Uniformes: a Adidas voltou a vestir o West Ham na  temporada 2013-14 (confira o home e o away kit da temporada passada). Mas para a temporada 2014-15, a marca das 3 listras bolou um uniforme em que a tradicional manga azul clara desaparece, o que deve ter desagrado aos mais puristas. O uniforme 2 lembra o da Espanha, na Euro 2012. Azul claro com uma faixa diagonal mais escura.10475932_826478954051989_2012378079125981750_n

Continuar lendo “West Ham United 2014-15”

West Ham tira Manchester da Copa da Liga Inglesa (2010/2011)

30/11/2010

http://www.megastore.whufc.com

Tudo bem. O West Ham United segura a lanterna na Premier League, o campeonato inglês. Mas na Carling Cup (a Copa da Liga Inglesa), os Hammers eliminaram o poderoso Manchester United (líder no certame de pontos corridos), e com requintes de crueldade: 4×0! O West Ham está nas semifinais da Carling Cup. Como dá para perceber aqui no blog e na Coluna de Música, gosto “um pouquinho” de Iron Maiden! E como simpatizante da banda e do time de coração do Steve Harris, agora resta torcer para que o West Ham não tenha que enfrentar o Arsenal na semifinal dessa copa…

Maneiríssima esta flâmula em homenagem ao Bobby Moore, eterno capitão do West Ham e da Inglaterra campeã do mundo em 1966, hein? Continuar lendo “West Ham tira Manchester da Copa da Liga Inglesa (2010/2011)”