O museu mais visitado da Catalunha e a homenagem do Barça ao aniversário do baixinho.

8orNbMais de um milhão e meio de pessoas foram em 2014 ao Museu do Barça, mais uma vez o mais visitando da Catalunha, superando os de artistas mundialmente conhecidos: o espetacular Museu de Dalí, na cidade de Figueres (1.297.311 visitantes. Se for à Barcelona e tiver um dia para uma viagem pela Catalunha, eu recomendo), e o Museu Picasso, no bairro gótico de Barcelona (919.814 visitantes). O Museu del Barça está no complexo do Camp Nou, que é o maior estádio da Europa, e a tour Camp Nou Experience inclui os dois. Museu e rolê pelo estádio: vestiários, capela, sala de imprensa, gramado.

Museu e redes sociais do Barça nunca deixam de prestar homenagens à lendas #blaugranas. Como o baixinho Romário, que neste 29 de janeiro fez 49 anos. O Barça bombou um vídeo de 19 minutos com os 30 gols do “Peixe” em 33 partidas com a camisa azul e grená, garantindo o título da liga espanhola de 93-94 pro time comandado pro Cruyff (tetra). Entre eles, os da #manita, goleada de mão cheia sobre o Real Madrid, num Camp Nou elétrico – não tem jogo que a torcida do Barça dê mais festa que num dérbi contra o Madrid (aqui, galeria de fotos). Incorporei o vídeo abaixo com o show de Romário, que usava a 10 do Barça. Fez três gols – triplete, hat-trick, fora o show. Sem dúvida, um dos maiores atacantes da vida do Barça, da seleção brasileira e da história do futebol. Olha só quem dá o passe pro baixinho fazer o primeiro gol. Vamos ver se reconhecem um ex-jogador cria da base do Barça que hoje é um técnico pra lá de vencedor (aqui, uma ficha técnica do dérbi).


E na linha da #ThrowbackThursday, republico fotos de rolês do Fut Pop Clube pelo Museu do Barça e Camp Nou Experience.

Camiseta de José Sastre, campeão da primeira liga espanhola, 1928-29
Camiseta de José Sastre, campeão da primeira liga espanhola, 1928-29

O que talvez muitos brasileiros não saibam é que o Barcelona foi o primeiro campeão da liga espanhola, na temporada 1928-1929. Um campeonato disputado por 10 equipes (pela ordem de chegada: Barça, Real Madrid, Athletic Club, Real Sociedad, Arenas de Getxo, Atlético de Madrid, Espanyol, Europa (saiba mais aqui sobre esse clube catalão), Real Unión e Racing Santander. Ao lado, a camiseta do meio-campo José Sastre, vice-artilheiro do Barça no primeiro título, com 10 gols. O atacante Parera marcou 11. Josep Samitier, outro mito blaugrana, anotou 7.
Dentro deste post especial, mais fotos de memorabilia de alguns ídolos históricos do Barça, que podem ser apreciadas numa visita ao Museu do Barça: a Camp Nou Experience.museu fcb
Abaixo, as chuteiras do atacante filipino Paulino Alcântara, um Messi do século XX, pelo menos olhando os números. Ele fez 369 gols em 357 partidas, oficiais e amistosas.

As chuteiras de Paulino Alcântara, artilheiro nos anos 20.
As chuteiras de Paulino Alcântara, artilheiro nos anos 20.

Em 1943, chegou César Rodríguez, um dos maiores artilheiros da vida do Barça.

César Rodríguez
César Rodríguez

O goleiro Antoni Ramallets, que veio do Europa, clube da Villa de Gràcia, bairro de Barcelona, jogou no “Barça das cinco copas” e na Seleção da Espanha que veio ao Mundial de 1950. É da seleção espanhola a camiseta de Ramallets, abaixo.

Camiseta de Ramallets, "o gato do Maracanã" (disputou a Copa de 50)
Camiseta de Ramallets, “o gato do Maracanã” (disputou a Copa de 50)

Ladislao Kubala. Veio da Hungria, refugiado, para ser um dos maiores ídolos da história do Barça. Tem estátua na frente do Camp Nou. No Museu do Barça, álbum de figurinhas, contrato dele com o clube etc.

Homenagem a Kubala. Outro craque do "Barça das cinco copas".
Homenagem a Kubala. Outro craque do “Barça das cinco copas”.

Companheiro de Kubala no time de Helenio Herrera: o primeiro Luís Suárez, que veio do Deportivo La Coruña (e depois, foi campeão de tudo pela Inter de Milão).

Luis SuárezNão tenho foto aqui, mas não dá para esquecer do brasileiro Evaristo de Macedo, lembrado, sim, nas partes interativas do museu. Os blaugranas adoram lembrar um gol de Evaristo que eliminou o Real na Copa dos Campeões de 1960-61.

A camiseta 5, de Ferran Olivella (500 partidas pelo clube) a Charles Puyol.


Outros cracaços…

Este slideshow necessita de JavaScript.


Romário, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho, Deco, Eto´o… estão todos na museu que conta a história do Barça. DSC01941 (2)

  • FONTES:
  1. Notícia sobre o Museu do Barça no site do clube
  2. Campanha do Barça em 1928-29, no site BD Fútbol – Base de Datos Histórica del Fútbol Español.
  3. Página sobre os ídolos no site do Barça: http://www.fcbarcelona.es/club/historia/leyendas
  4. Post anterior sobre o Camp Nou Experience

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s