“Slide It In” – o discão que o Whitesnake trouxe pro primeiro Rock in Rio.

Coluna de Música | J.R. Lima

Tarde/noite de 11 de janeiro de 1985. Era a primeira noite do primeiro grande festival internacional no Brasil, que botou o país no circo mundial do rock. A massa roqueira não perdoou Ney Matogrosso e, um pouco menos, a dupla Baby e Pepeu. Escalar o ex-Secos e Molhados e dois ex-Novos Baianos para abrir shows do Whitesnake, Maiden e Queen foi um grande erro do Rock in Rio, que aprendeu a lição. E o festival ainda não deu todo o som para o brasileiros, coisa que seria percebida facilmente nos primeiros acordes do show do Whitesnake.

A banda de David Coverdale (um ex-Deep Purple) veio ao Brasil na turnê do LP “Slide It In”, que teve pelo menos duas versões diferentes: a original, lançada na Inglaterra, com a dupla de ótimos guitarristas Micky Moody e Mel Galley; e a segunda, voltada pro mercado americano,com nova mixagem, ordem diferente…

Ver o post original 303 mais palavras

Derby da selfie

O selfie de Totti, logo depois do gol de empate no Derby Della Capitale deste domingo
Selfie de Totti, feito logo depois do gol de empate no Derby Della Capitale deste domingo, e divulgado pela Roma nas redes sociais.

Ficou assim, assim, o resultado da foto, mas a ideia do romanista Fracesco Totti tirar #selfie com a torcida ao fundo depois do gol de empate foi duca! O eterno capitão da Roma foi o personagem deste Derby Della Capitale, pelo menos do lado gialorosso. Depois de ver a arquirrival Lazio abrir 2×0 no primeiro tempo, Totti diminuiu e empatou o clássico. O cara tinha direito a tirar selfie, é ou não é?

Continuar lendo “Derby da selfie”

Società Sportiva Lazio

10257172_655922437814411_1252250792221645872_o
Dois dias depois de completar 115 anos, a Lazio (fundada em 1900!) encarou a arquirrival Roma, no Derby Della Capitale, no estádio Olímpico, com mando romanista. A biancoceleste abriu boa vantagem no primeiro tempo, com show do brasileiro Felipe Anderson: fez o segundo gol e deu a assistência pro primeiro tento, de Mauri.

A Lazio jogou com o slogan “Je Suis Charlie” estampado bem no meio da camisa, em respeito às vítimas do atentado contra a revista francesa “Charlie Hebdo”. Em toda a rodada europeia, foram inúmeras homenagens, especialmente na França, claro. Com minutos de silêncio ou de palmas, e a hashtag “Je Suis Charlie” nos placares eletrônicos, em cartazes na mão dos torcedores ou na imprensa, nas braçadeiras pretas de luto dos jogadores e até em placas de publicidade (Stade Louis II, em Mônaco).

Felipe Anderson comemora. Repare na camiseta que menciona os episódios de Paris nesta semana. https://www.facebook.com/SSLazioOfficialPage
Felipe Anderson comemora. Repare na camiseta que menciona os episódios de Paris nesta semana. https://www.facebook.com/SSLazioOfficialPage

Ficha técnica do clássico que para decepção dos laziali deverá ser lembrado como o dérbi do selfie. Continuar lendo “Società Sportiva Lazio”