“Nunca Houve Um Homem Como Heleno”

A base do filme “Heleno” foi a biografia escrita pelo jornalista Marcos Eduardo Neves: “Nunca Houve um Homem Como Heleno” (agora pela Jorge Zahar), que descreve muito bem não só a glamourosa, atribulada e curta vida do temperamental craque, como o Rio de Janeiro dos anos 40, então capital federal.

Ediouro.com.br

o lado esquerdo, você vê ainda a capinha da edição Ediouro)O biógrafo de Heleno de Freitas, Marcos Eduardo Neves, também prepara a biografia do jornalista Mario Filho, que criou o saudoso Torneio Rio-São Paulo, batizou o Fla-Flu, o Clássico das Multidões, foi o maior incentivador da construção do Maracanã (que receberia seu nome) e escreveu um clássico da literatura esportiva nacional: “O Negro no Futebol Brasileiro” (leia post anterior).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.