Eita, Libertadores…

Mal começou … e até que começou com bons jogos… mas já aparecem os velhos problemas da Libertadores.
A CBF e a presidente da República manifestaram revolta com o episódio de racismo contra Tinga, na partida do Cruzeiro contra o Real Garcilaso, no Peru. Tem que ter punição.

 

Uma revista eletrônica feita por e para são-paulinos: TMQ (Tricolor + Querido).

  • Revista TMQ é feita para são-paulinos – por são-paulinos.
  • O projeto Tricolor + Querido começou como um blog, fundado poucos anos atrás por então estudantes de Jornalismo.
  • Agora, saiu o nº 1 da revista eletrônica para iPad, que também pode ser baixada em PDF e lida em qualquer computador. 
  • O pessoal promete uma edição nova na primeira segunda-feira de cada mês. Eis a capa de estreia.
www.tricolormaisquerido.com.br/tmq/
http://www.tricolormaisquerido.com.br/tmq/

Como a capa indica, o grande tema da Revista TMQ nº 1 é a obsessão pela Copa Libertadores, que o tricolor volta a disputar – ou como diz o slogan são-paulino “a Copa é que volta a ser disputada”. Há uma entrevista com Palhinha, artilheiro da Libertadores 1992 /  anti-herói (pra boa parte da torcida) da decisão por pênaltis em 1994; uma das memórias de torcedor é da final de 1974, perdida para o Independiente no 3º jogo (confesso que nunca tinha visto a foto de Waldir Peres com a cabeça enfaixada). Tem um perfil de Lucas (o “garoto vermelho, preto e branco” do título de capa, o furacão da Copa Sul-Americana – não tinha me tocado que Rogério Ceni marcou de falta contra o Bahia o primeiro gol da campanha campeã. E mais: textos sobre Pedro Rocha, Gustavo Matosas (outro uruguaio) e colunas que devem ser fixas sobre os shows realizados no Morumbi e livros sobre o São Paulo.  Continuar lendo “Uma revista eletrônica feita por e para são-paulinos: TMQ (Tricolor + Querido).”

Libertadores 2013

A Pré-Libertadores promete ser uma parada dura para Grêmio e São Paulo, em janeiro.
O tricolor gaúcho joga contra a LDU (primeira partida em Quito; a segunda, na Arena do Grêmio).
O tricolor paulista decide contra o Bolívar – primeiro no Morumbi e depois em La Paz.
Se os gremistas passarem, entram no grupo do Fluminense. Se o São Paulo seguir adiante, jogará com Galo, Arsenal e Strongest. Confira os grupos da primeira fase. Continuar lendo “Libertadores 2013”

Algumas coincidências entre os campeões da Libertadores e da Champions League em 2012

A de 2012 é do Corinthians

No ano 102 de sua história, o Sport Club Corinthians Paulista entrou para o clube dos campeões da Libertadores (agora são 23 integrantes). Campeão invicto, com todos os méritos, logo contra o bicho-papão Boca, que jogou pouco e bateu muito (especialmente Santiago Silva e Ervitti) na segunda partida da final, no Pacaembu. Curioso é que o Corinthians já teve times muito mais galáticos do que este, mas só conseguiu o título tão cobiçado com um time de operários, de guerreiros. Um Timão de muita obediência tática e marcação. Um Timão com espírito de Libertadores. Parabéns, Tite -que também entrou de vez no rol dos grandes técnicos brasileiros. Parabéns à diretoria, que de boba não tem nada. Em cinco anos, saiu de um pesadelo para toda a glória da Libertadores. E colhe agora os frutos da manutenção do treinador. Parabéns ao bando de loucos. Em resumo: título esperado, brigado, merecido.

Nesta reta final, 1×1 arrancado em plena Bombonera e 2×0 no Pacaembu, notei algumas coincidências entre o Corinthians, agora campeão da Libertadores, e o Chelsea, vencedor da Champions League – clubes que podem se encontrar em dezembro -se não houver nenhuma zebra na semifinal- no Mundial de Clubes, que será disputado no Japão entre 8 e 18 de dezembro.

  •  Corinthians e Chelsea são dois times de tradição, torcida, muita grana, donos de títulos nacionais, mas até 2012 não tinham o maior título de seus continentes: Libertadores e Liga/Copa dos Campeões.
  •  Nas semifinais, ambos derrotaram os atuais campeões de seus continentes, algo favoritos: o Corinthians eliminou o Santos de Neymar e o Chelsea eliminou o Barcelona de Messi e cia ilimitada.
  • Nas finais, Corinthians e Chelsea derrotaram grandes colecionadores das copas: o Boca Juniors, seis Libertadores, e o Bayern de Munique, quatro Ligas/Copas dos Campeões.
  • Ambos tinham poucos jogadores “feitos em casa”, nenhum entre os titulares que entraram jogando as finais. O que em nada diminui a conquista.Pelo contrário, dadas as adversidades, o tamanhos dos rivais que foram caindo nas fases de mata-mata (o Corinthians derrubou Vasco, Santos, Boca; o Chelsea derrotou Napoli, Barça, Bayern).

Bom, em nome da emoção, tomara que tenhamos Corinthians x Chelsea na final da Copa do Mundo de Clubes.  Imagine só a invasão corintiana no Japão…

A América de olho na Bombonera

Estádio Alberto J. Armando, La Bombonera, bairro de La Boca, Buenos Aires. É aqui que começa o que pode ser a maior final da Copa Libertadores. Boca Juniors x CorinthiansO time do povo da Argentina recebe o time do povo de São Paulo, com enorme torcida em muitos outros estados. O Corinthians tenta seu primeiro título da copa, justo quando não tem galáticos no time, mas jogadores experientes, com “cancha” de Libertadores, como Danilo e Alex. E logo contra um dos maiores colecionadores de copas. O Boca tem 6 Libertadores (taças que valoriza de montão no seu museu) e quer igualar o número de conquistas do Independiente, de Avellaneda, ao lado de B.Aires (para ter uma ideia da obsessão hermana por essa copa, o estádio do Independiente hoje se chama Libertadores de América).

Republico o post do rolê do blog, do comecinho do torneio Clausura 2012, que o Boca acabaria perdendo para o Arsenal de Sarandí – pela primeira vez campeão argentino (confira o post). Continuar lendo “A América de olho na Bombonera”

O Santos é o novo tricampeão

Flâmula do Santos Futebol Clube, campeão absoluto da Libertadores deste ano. Tricampeão da taça: 1962, 1963, 2011. Parabéns, Rafael, Danilo, Edu Dracena, Durval, Léo, Alex Sandro, Arouca, Adriano, Elano, Ganso, Pará, Neymar, Zé Eduardo Love. Merecem tags aqui no blog. Parabéns, Muricy “isso aqui é trabalho, meu filho” Ramalho. Parabéns à torcida do Peixe. Continuar lendo “O Santos é o novo tricampeão”

Santos x Peñarol, 49 anos depois

santos id_13224_escudoO Santos será tri? O Peñarol será hexa? A grande final da Libertadores 2011, que começa no Centenário dia 15, mereceria Morumbi – até Maracanã, se não estivesse em reforma – mas provavelmente será no simpático Pacaembu, no dia 22, Vai ser uma p… decisão.Como foram senhoras semifinais as partidas entre Cerro x Santos, Vélez x Peñarol. Os carboneros saíram na frente, poderiam ter ampliado, tomaram a virada, poderiam ter tomado o terceiro gol, que seria fatal. Mas “Graaande, Tanque” deve estar pensando o torcedor do Peñarol, agradecendo ao Santiago Silva pelo pênalti batido como tiro de meta.

Algumas curiosidades sobre a grande final: Continuar lendo “Santos x Peñarol, 49 anos depois”