Estreia “Ídolo”. Filme sobre Nilton Santos, o “Enciclopédia do Futebol”.

facebook.com/filmeidolo/
facebook.com/filmeidolo/

Boa semana pra quem gosta de filmes sobre futebol. O festival Cinefoot volta a São Paulo… e o filme sobre Nilton Santos, “Ídolo”, de Ricardo Calvet, estreia nesta quinta-feira em seis cidades. Além de gravações feitas com o próprio Enciclopédia do Futebol na clínica onde estava internado, o documentário tem depoimentos de Zico, Junior, Evaristo de Macedo, Zagallo, Amarildo, Carlos Alberto Torres, PVC, Luis Mendes, João Havelange, Just Fontaine, Dino Sani, Mengálvio, Coutinho, Pepe, Gerson e da jornalista Sandra Moreyra, que era botafoguense como o pai, Sandro, amigo de Nilton Santos e Garrincha.

Eu ainda fiz onze gols, proibido de passar do meio de campo. Eu não invejo o dinheiro que eles ganham, eu invejo a liberdade que tem um lateral de fazer hoje.” – Nilton Santos

Belo tributo ao bicampeão mundial, que morreu em novembro de 2013. Veja dentro do post os 13 cinemas que exibem “Ídolo” na semana de estreia, em São Paulo, Brasília, Recife, Fortaleza, Juiz de Fora e, claro, no Rio.
Continuar lendo “Estreia “Ídolo”. Filme sobre Nilton Santos, o “Enciclopédia do Futebol”.”

Lançamento: “Alex, a Biografia”.

Nesta terça-feira, o Alex que brilhou com as camisas do Coxa, do Palmeiras, Cruzeiro e Fenerbahçe ganha uma biografia, escrita por Marcos Eduardo Neves (biógrafo de Heleno de Freitas, Renato Gaúcho, Roberto Medina e Francisco Horta).

facebook.com/PlanetadeLivrosBrasil/
facebook.com/PlanetadeLivrosBrasil/

A tarde/noite de autógrafos em São Paulo é nesta terça, dia 10, a partir de 17h, na livraria Cultura do Conjunto Nacional. Continuar lendo “Lançamento: “Alex, a Biografia”.”

De letra: o canhão da Vila, a patada atômica e o jornalista Michel Laurence.

capa_rivellino_imprensaMais um! Mais um! O jornalista Maurício Noriega (Sportv, Blog do Nori) lança novo livro em 28 de agosto. Um perfil de Rivellino.
O garoto do parque merecia mesmo livro, e também música, filme… risos! A noite de autógrafos do “Rivellino” de Nori em São Paulo é em 28 de agosto, 18h30, na livraria Cultura do Conjunto Nacional, na av. Paulista (Metrô: Paulista/Consolação).

Maurício Noriega já publicou livros sobre grandes técnicos brasileiros, mais recentemente um só sobre o mestre Osvaldo Brandão (Libertador Corintiano, Herói Palmeirense) e também sobre os atacantes Kléber, o gladiador, e sobre o Marques- O Messias.

Boa sorte e que venha o próximo, Nori!

Continuar lendo “Lançamento: #Rivellino, novo livro do Nori.”

Zito, o #gerente.

Ele foi duas vezes bicampeão mundial. Pela Seleção, em 1958 e 1962.
E como capitão do Santos, em 1962 e 63.
José Ely de Miranda, o Zito, nos deixou esta semana.

Mas não deixará a memória dos torcedores do Santos e a história da seleção brasileira.

Conta que Zito dava bronca até no Pelé, mais novo.

Por essas e outras, o capitão eterno do Santos ganhou o apelido de gerente.

facebook.com/SantosFC
facebook.com/SantosFC

Na vitória de sábado no clássico contra o Corinthians, o Peixe de Zito entrou em campo com um camisa em homenagem ao ídolo. Bonito.
Continuar lendo “Zito, o #gerente.”

Outra preciosa dica do seu Domingos D’Angelo, do Memofut, chega ao e-mail do Fut Pop Clube. A Giselda Bellini lança nesta quinta-feira, 18 de junho, seu livro sobre o seu marido, o homem que levantou a primeira Taça Jules Rimet verde-amarela. “Bellini – O Primeiro Capitão Campeão” (Prata Editora) tem 208 páginas e custa R$39,90. A noite de autógrafos desta biografia que já sai com duas estrelas de título mundial no peito começa às 19 h na livraria Saraiva do Shopping Higienópolis (Av. Higienópolis, 618 , São Paulo). Combinado? Nesta quinta, então. Capa Bellini
Dentro do post, a sinopse de “Bellini – O Primeiro Capitão Campeão”.
Continuar lendo “Lançamento: “Bellini – O Primeiro Capitão Campeão”.”

Superclássico das Américas

Pena que Brasil x Argentina com Messi de um lado, Neymar do outro (e Kaká no banco) seja em … Pequim!

Pena que o torcedor brasileiro não fique mais feliz quando um jogador do seu time é convocado. E até torça para isso não acontecer. A cada convocação, o torcedor gosta menos da Seleção, já que o campeonato aqui não para. Mais um gol da Alemanha!

Confira a lista dos vencedores da Copa Roca, criada em 1914 – e agora chamada de Superclássico das Américas. Continuar lendo “Superclássico das Américas”

Umbro 90

Uma festa com breja e boas covers de rock and roll, no pub All Black, em Sampa, marcou os 90 anos da Umbro. A marca fundada em Manchester, em 1924, que recententemente pertenceu à Nike, desde 2012 é da empresa americana Iconix Brand Group. No Brasil, o grupo Dass tem a licença da Umbro, que veste cinco equipes (por enquanto): Atlético Paranaense, Chapecoense, Náutico, Joinville e Remo. Recentemente, fez camisas lindas para o Juventus da Mooca e para Portuguesa Santista (se encontrar e gostar, não hesite, porque vão virar raridades). Veja as camisas atuais na galeria abaixo.

Este slideshow necessita de JavaScript.


O Vasco da Gama deve ser o próximo.
Atualmente, a Umbro fornece material para seleções como Sérvia, Irlanda, Canadá e Peru (vi torcedores peruanos com a camisa de sua seleção, durante a Copa, e realmente é muito maneira).


Na terra natal da empresa, a Inglaterra, a Umbro voltou a fornecer material para o Everton (confira aqui). E também tem contrato com o Derby County

e com o Hull City

Ficou massa a volta do “bolsillo” à camisa do Nacional, de Montevidéu. Chique no último!

 

https://www.facebook.com/nacional/
https://www.facebook.com/nacional/
A 2 do Nacional
A 2 do Nacional

A LDU (Liga de Quito) e o Once Caldas (Manizales, Colômbia) também vestem Umbro atualmente.

Por coincidência, um dos times vestidos pela Umbro na América do Sul, o Club Universitario de Deportes, de Lima, também faz 90 anos em 2014. Deixa para uma bela camisa comemorativa. Em volta do escudo de La U peruana,26 estrelas – uma para cada título nacional.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Atlético Paranaense também fez 90, em maio. Também ficou show a camisa comemorativa, olha só. Continuar lendo “Umbro 90”

A nova era Dunga

Eis a primeira convocação da nova Era Dunga, no começo da segunda passagem do capitão do tetra como técnico da Seleção.

  • GOLEIROS

Jefferson – Botafogo

Rafael Cabral – Napoli

  • ZAGUEIROS

David Luiz – PSG

Marquinhos – PSG

Gil – Corinthians

Miranda – Atlético de Madrid

  • LATERAIS

Maicon – Roma

Filipe Luis – Chelsea

Alex Sandro – Porto

Danilo – Porto

  • MEIO CAMPO

Luiz Gustavo – Wolfsburg

Elias – Corinthians

Fernandinho – Manchester City

Ramires – Chelsea

  • MEIA ATACANTES e ATACANTES

Everton Ribeiro – Cruzeiro

Oscar – Chelsea

Hulk – Zenit

Ricardo Goulart – Cruzeiro

Willian – Chelsea

Neymar – Barcelona

Philippe Coutinho – Liverpool

Diego Tardelli – Atlético Mineiro

Cem anos da Seleção Brasileira

Flu Memória
Flu Memória

Nesta segunda-feira, 21 de julho, faz um século que a Seleção jogou pela primeira vez. Foi contra o Exeter City, da Inglaterra, no estádio das Laranjeiras. O Brasil ganhou por 2 a 0, gols de Oswaldo Gomes (atleta do Flu) e Osman (do América do Rio).

Cem anos depois, coube ao dono da primeira casa da Seleção, o Fluminense, a honra de celebrar o centenário desse jogo histórico. O time Sub-23 do Flu e os #grecians jogaram hoje nas Laranjeiras. Desta vez, 0x0, e o capitão do Exeter, Bennett, levou o troféu Marcos Carneiro de Mendonça (ídolo do Flu, primeiro goleiro da seleção, em 1914).

20/07/2014: Flu x Exeter City. Foto BRUNO HADDAD | Fluminense FC
20/07/2014: Flu x Exeter City. Foto BRUNO HADDAD | Fluminense FC

Continuar lendo “Cem anos da Seleção Brasileira”