De outubro a dezembro, Mostra CINEfoot no CanalBrasil.

De outubro a dezembro, Mostra CINEfoot no CanalBrasil.

Pela galeria de cartazes acima, já dá para ter uma bela noção da abrangência da Mostra Cinefoot, um festival de filmes brasileiros (e uma coprodução com o Uruguai) sobre futebol, que o Canal Brasil exibe às sextas-feiras, de 7 de outubro a 30 de dezembro, sempre às 22h – reprises às terças, 13h30. A curadoria é do festival Cinefoot e a apresentação, do Raí. Está muito boa a seleção: do clássico “Garrincha, Alegria do Povo”, de Joaquim Pedro de Andrade, aos documentários mais recentes sobre torcedores e conquistas do Galo… do Paysandu… do Bahia… e os premiados “Geraldinos” e “O Futebol”. O Maracanã está presente nos docs “Fla x Flu – 40 Minutos Antes do Nada”, “Mario Filho – O Criador das Multidões” e um sobre o Maracanazo, “Maracaná – La Película”. Já “Campo de Jogo” (de Eryk Rocha, filho de Glauber Rocha) é sobre o oposto do novo Maraca: o futebol amador, dos campinhos de terra, das favelas. Tem ficção e da boa também: o primeiro dos “Boleiros” de Ugo Giorgetti e uma chance para ver o interessante “Meninos de Kichute”, que infelizmente passou meio batido por aí. Outro filme raro é o doc “Passe de Livre”, de Oswaldo Caldeira. O Canal Brasil está é o 150 da Net, 650 da Net HD, 55 da SKY, 67 da Claro, 66 da Oi e Via Cabo, canal 103 da GVT , 806 da Vivo TV DTH e canal 656 da Vivo IPTV.

  • Paysandú – 100 Anos de Payxão (2015) (92’) . A mostra Cinefoot no Canal Brasil começa muito bem, na sexta 7 de outubro, com “Paysandu, 100 Anos de Payxão. O filme de Gustavo Godinho e Marco André encerrou a seleção paulista do CINEfoot 2015, fora de concurso. Foi uma festa incrível da torcida bicolor no saguão do Espaço Itaú de Cinema. Durante a sessão, os gols de ídolos como Vélber, Robgol e Iarley foram comemorados quase que como se a galera estivesse na Curuzú ou no Mangueirão. Os clássicos, as decisões, as partidas mais emocionantes, a conquista da Copa dos Campeões contra o Cruzeiro, em 2002 e a bela campanha na Libertadores 2003 são alguns dos destaques do doc que prova a força do futebol no Brasil fora do Sudeste, Sul e Nordeste.
  • Bahêa Minha Vida – O Filme (2011) (100’).  Direção: Márcio Cavalcanti. É uma ópera-pop sobre a paixão do torcedor de futebol, de modo geral, e em especial, do torcedor do Bahia… Bahêa! É um filme muito musical, e vindo de Salvador não poderia ser diferente. Despertam atenção e emoção os cinematográficos clips – vários – presentes no documentário, do hino oficial do Bahia, da música “O Campeão dos Campeões”, da adaptação do sucesso dos Mamonas Assassinas que outras torcidas cantam, com outras letras, dos gritos de guerra da massa tricolor. Armandinho (de A Cor da Som, do trio elétrico) arrebenta, tocando o hino do Tricolor de Aço na guitarra baiana. É também um filme de imagens impressionantes: arquivo da primeira Taça Brasil (Bahia campeão em cima do Santos), em 1959, o reencontro dos heróis, Fonte Nova com 110 mil pessoas na reta final do Brasileirão de 1988, um Ba-Vi com 97 mil pagantes, a invasão e a tragédia no dia do acesso à Série B, a implosão do estádio para a reforma, os torcedores de mãos dadas rezando Pai-Nosso, depois que um jogador contou a imagem de um sonho. Um filme de torcedores, sobre torcedores, para torcedores. Documentário nacional mais visto em 2011. Prêmio: Taça Cinefoot de melhor longa no júri popular, em 2012. Passa em 14 de outubro de 2016, no Canal Brasil, às 22h.
  • Boleiros – Era Uma vez o Futebol (1998) (98′). Direção: Ugo Giorgetti. Não tem como não se lembrar do juiz encarnado por Otávio Augusto quando um árbitro da vida real mandar voltar pênalti até o cobrador acertar… Lima Duarte faz  técnico linha dura na concentração… parece uma mistura de Telê com Felipão… Giorgetti costura com maestria episódios sobre ex-craque na pior, menino dividido entre futebol e crime, macumba como salvação de joelho de jogador… E o elenco é maravilhoso: além de Otávio Agusto e Lima Duarte, Rogério Cardoso, Cássio Gabus Mendes, Adriano Stuart, Flávio Migliaccio, Marisa Orth, Denise Fraga! Prêmios: melhor direção no Festival Internacional de Amiens (França) e troféu APCA de melhor roteiro. Sexta, 21 de outubro, às 22h. Também pode ser comprado ou alugado no You Tube.
  • Campo de Jogo (2014) (70’). Direção: Eryk Rocha. Poucas vezes a gorduchinha foi tão bem tratada pelas câmeras do cinema como a final de campeonato anual de favelas, entre o Esporte Clube Juventude e o Geração Futebol Clube, neste “Campo de Jogo”.  O tratamento a times amadores como Juventude e Geração, seus jogadores, seus técnicos e seus torcedores é semelhante ao que as lentes do Canal 100 davam ao futebol campeão do mundo. “Campo de Jogo” tem 71 minutos sem narração, sem voz em off, sem entrevistas. Só um balé de imagens (preste atenção na cena do juiz cercado), outro show de captação de som ambiente  e ótima trilha sonora. Passa em 28 de outubro, às 10 da noite, na mostra do Cinefoot no Canal Brasil.

Continuar lendo “De outubro a dezembro, Mostra CINEfoot no CanalBrasil.”

Super-heróis e superclássicos!

Um fim de semana (de) clássico(s)!
repost_temp.png
O Bayern promoveu “DerKlassiker” contra o Borussia Dortmund na esteira do blockbuster Batman vs Superman: A Origem da Justiça, onde o Lewandowksi,  artilheiro do Bayern, dá uma de Super-Homem. Batman seria Aubameyang, goleador do Dortmund, dono da casa no clássico deste sábado. Sem sair do mundo dos super-heróis, o curioso é que Aubameyang também já ‘fez o papel’ de Homem-Aranha nas suas comemorações de gols.


Cinco pontos separam os dois gigantes alemães, com vantagem (ainda) pro Bayern.
O fim de semana tem muitos outros clássicos.

A começar pelo North London Derby, entre Tottenham e Arsenal.

O sábado tem ainda dérbi eterno, o dérbi da capital, Sporting x Benfica, o clássico da segunda circular, também lutando rodada a rodada pelo título português.

No domingo, festa na América do Sul.

Superclássico River x Boca, mais o Re-Pa, o Clássico Rei da Amazônia, envolvendo duas torcidas não menos apaixonadas, Remo e Paysandu, e o grande jogo Santos x Corinthians.

O clássico entre os alvinegros, na Vila Belmiro, também promove o filme Batman vs Superman. O Santos veste a fantasia e a hashtag do Superman. O Corinthians, do homem-morcego. Veja os cartazes na galeria abaixo.

Tá valendo! Continuar lendo “Super-heróis e superclássicos!”

“Paysandú, 100 Anos de #Payxão”


O Espaço Itaú de Cinema da rua Augusta, no coração de Sampa, teve uma noite de estádio Olímpico Mangueirão nesta terça-feira.

https://www.facebook.com/Paysand%C3%BA-100-Anos-de-Payx%C3%A3o-730888030325162/?fref=ts
Cartaz do filme

O filme “Paysandu, 100 Anos de Payxão” foi exibido no CINEfoot, fora de concurso, na sessão de encerramento da edição paulistana do festival de cinema de futebol. Festa no saguão, gritos de bicolor… Papão… e na sessão, os gols de ídolos como Vélber, Robgol e Iarley foram comemorados quase que como se a galera estivesse na Curuzú ou no Mangueirão. O documentário de Gustavo Godinho e Marco André levou mais de 15 mil pessoas aos cinemas no Pará e Amapá, excelente número para um doc.

Outro filme sobre torcida apaixonada, na rodada dupla do CINEfoot, que na preliminar, digo, na sessão das 19h, exibiu o argentino Locura que Enamora MI Ciudad” sobre outro time azul e branco, o Talleres, de Córdoba. E se as torcidas dão show no interior da Argentina, o mesmo se pode dizer do Nordeste e no Norte do Brasil, que é o caso do Paysandu. Já é um filme que tem mais zoação – e põe gozação nisso -, afinal a rivalidade com o Remo é imensa, e o clássico Re-Pa, um dos mais tradicionais do Brasil. Mas também passa uma sensação de muito orgulho de Belém, do Pará e do Norte. E se este blogueiro aqui já considerava injusta a exclusão do Pará do Mundial 2014, vendo as cenas da torcida bicolor no Mangueirão lotado (o trailer já dá um belo aperitivo), a sensação é que foi uma enorme burrice deixar Belém fora da Copa do Mundo. Uma capital com um belo estádio e duas torcidas fanáticas!

Falemos aqui de coisas boas, a dramaticidade e explosão de alegria dos acessos celebrados pelo Papão da Amazônia… a histórica conquista em 2002 da Copa dos Campeões (torneio disputado por vencedores de torneios regionais como Copa Norte, Rio-São Paulo e a Copa Sul-Minas, embrião da futura Primeira Liga, que classificava para a Libertadores)… que jogo maluco foi a decisão contra o Cruzeiro em Fortaleza… a linda campanha na Libertadores 2003, com direito a vitória sobre o Boca em plena Bombonera. Iarley, super festejado. Aparição guardada pro momento certo.  Filme esperto, bem roteirizado, com ótimo arquivo, entrevistas bem escolhidas. Este pessoal tem mesmo muita história pra contar. Valeu! Continuar lendo ““Paysandú, 100 Anos de #Payxão””

Assis se foi. Nem um mês e meio depois de Washington.

FOTO: Bruno Haddad / Fluminense FC
FOTO: Bruno Haddad / Fluminense FC

A notícia entristeceu o domingo, especialmente para os torcedores do Fluminense e do Atlético Paranaense. Assis se entendeu tão bem com seu parceiro de ataque Washington, que a dupla ganhou o apelido de “Casal 20” (título de um seriado de TV bastante popular nos anos anos 80). Por ironia do destino, Washington morreu em 25 de maio. Assis foi embora na madrugada deste domingo, 6 de julho.

Para sacar a importância de Assis para o Fluminense campeão brasileiro em 1981 e tri carioca entre 1983 e 1985, recomendo assistir ao filme “Fla x Flu – 40 Minutos Antes do Nada”, disponível em DVD e no canal Now. Continuar lendo “Assis se foi. Nem um mês e meio depois de Washington.”

Fut Pop Clube saúda os campeões estaduais de 2013

Distintivos, bandeiras oficiais e flâmulas dos campeões estaduais de 2013. PUBLICADO EM 19 DE MAIO DE 2013 E ATUALIZADO EM 12 DE JULHO DE 2013.

Este slideshow necessita de JavaScript.


Neste fim de semana, saiu o grito de campeão em Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, São Paulo e no Distrito Federal.
Atlético – bicampeão mineiro. Título estadual #42! No slide show, você vê o escudo antigo do Galo. Cuca é tricampeão mineiro porque em 2011 ganhou com pelo lado azul.
Ceará – tricampeão cearense. Título estadual #42!
Corinthians – campeão paulista pela 27ª vez. O afinado time de Tite e Danilo impediu o histórico tetra do Santos de Neymar
Criciúma – Sob o comando de Vadão, campeão catarinense pela 10ª vez.
Desportiva Ferroviária – campeã capixaba pela 17ª vez.
Goiás – bicampeão goiano. Com Enderson Moreira, conquistou o estadual #24.
Parnahyba – bicampeão piauiense. Título #12.
Paysandu – campeão paraense pela 45ª vez.
Potiguar de Mossoró – campeão potiguar pela vez ao bater o América-RN nos pênaltis.
Vitória treinado por Caio Júnior conquistou o campeonato baiano pela 27ª vez.
Ontem:
Brasiliense – campeão do “Candangão” pela 8ª vez, com direito a gol do Romarinho, o filho do peixe, na (re)inauguração do estádio Nacional Mané Garrincha, depois da reconstrução literalmente milionária.
CRB – Os regateanos foram bicampeões alagoanos e atrapalharam o centenário do CSA. Título estadual #27.
E quem já tinham gritado É CAMPEÃO?
Botafogo – campeão estadual do Rio pela 20º vez. Técnico: Oswaldo Oliveira.
CENE – campeão sul-mato-grossense pela 5ª vez.
Coritiba – tetracampeão paranaense. Estadual #37. Técnico: Marquinhos Santos.
Cuiabá Esporte Clube – campeão mato-grossense pela 4ª vez.
Internacional – tricampeão gaúcho. Título estadual #42“, o primeiro de Dunga.
Santa Cruz – tricampeão pernambucano. Título estadual #27.

Atualizando em 12 de julho:

Saudamos também aos campeões dos estaduais terminados depois do fechamento deste post (19 de maio):

Botafogo FC, campeão paraibano pela 26ª vez

Interporto FC,campeão tocantinense pela 2º vez

Maranhão Atlético Clube, campeão estadual pela 15ª vez

Náutico Futebol Clube, de Caracaraí, campeão roraimense.

Plácido de Castro – campeão acreano pela primeira vez

Princesa do Solimões, de Manacapuru, campeão amazonense pela 1ª vez

Sergipe, campeão sergipano. Título #33!

Vilhena EC, campeão rondoniense pela 4ª vez.

  • O campeonato do Amapá começa em meados de julho e só termina em 10 de outubro.

Continuar lendo “Fut Pop Clube saúda os campeões estaduais de 2013”

Torcida metal

O momento do futebol mineiro não é bom. Três times ameaçados no Brasileirão. Mas confesso que fiquei impressionado com a quantidade de torcedores / fãs com camisetas do Atlético – Galo Metal – e do Cruzeiro, no dia metal do Rock in Rio. Inclusive o guitarrista Phil Campbell, do Motörhead, usou uma do Gal, certamente presenteada pelo Paulo Xisto, baixista do Clube Atlé…, digo, baixista do Sepultura (tinha o nome de Paulo nas costas).

Também marcaram presença no clássico, ou melhor, no festival, torcedores de Flamengo, Fluminense, Vasco (felizes da vida com a fase turbinada do chamado Trem-Bala da Colina) e Botafogo, claro; de São Paulo, Corinthians, Palmeiras, Coritiba, Grêmio, Internacional, Bahia, Remo, Paysandu, Santa Cruz, Sport, Náutico (Metal Alvirrubro), CSA etc etc etc… e até do Paraguai!

Agora, eu pergunto: se os torcedores falam a mesma língua, moram na mesma cidade, dividem os mesmos interesses e gostos musicais, seja heavy metal ou samba, por que se agridem, se matam tanto uns aos outros? Hein? Por que não aceitar a diferença e conviver com isso? Qual seria a graça de um campeonato estadual sem o seu maior arquirrival?

Leia meus pitacos sobre o Rock in Rio na Coluna de Música do Fut Pop Clube.

Lado C

A Terceirona do futebol nacional chegou a uma fase que decide os 4 clubes que sobem para a Segundona. Neste domingo, começam as quartas-de-final. Dois jogos, um em casa, outro fora,  mata-mata.

O ASA recebe o Rio Branco em Arapiraca. No outro domingo, 16, o ASA vai à Arena da Floresta.

Paysandu enfrenta o Icasa em seu campo. Dia 16, a volta: o Verdão do Cariri, dono da melhor campanha da primeira fase, recece o Papão, no Romeirão de Juazeiro do Norte.

Jogão em Bento Freitas, em Pelotas: Brasil x América-MG. Dia 16: coelho e xavante no estádio Independência, em BH.

O Guaratinguetá recebe o Caxias no Dário Leite. Dia 16: Caxias x tricolor do Vale no estádio Centenário, em Caxias do Sul.

Quem avançar, está na Série B 2010. A Série C segue em mata-mata para definir o campeão da terceira divisão em 2009.