Minelli Futebol Clube

O blog Fut Pop Clube teve o prazer de participar de um bate-papo promovido pelo MemoFut (grupo que discute literatura e memória do futebol), no último sábado, com o multicampeão Rubens Minelli, treinador com passagens pelo Palmeiras, Lusa, Internacional, São Paulo, Al-Hilal, Atlético Mineiro, Grêmio, Corinthians, Paraná, Santos, Coritiba e muitos outros.  Minelli ganhou quatro grandes títulos nacionais (três consecutivos), outros seis estaduais de primeira divisão, mas espera “até hoje” (83 anos) um convite para treinar a seleção brasileira… No encontro mensal do MemoFut, realizado no auditório Armando Nogueira do Museu do Futebol, no Pacaembu, o ex-ponta-esquerda do Ypiranga, do Nacional da Barra Funda, do Taubaté e do São Bento contou casos e causos de sua curta carreira de jogador profissional e da longa e vitoriosa passagem como técnico.

A flâmula acima é do América de São José do Rio Preto, onde Minelli começou pra valer na profissão de técnico de futebol, treinando a equipe principal, que sob seu comando foi campeã da segunda divisão paulista em 1963 e campeã do interior em 1964. Depois de passagens pelo Botafogo de Ribeirão, de novo América, Sport Recife, Francana e Guarani, Minelli voltou ao Palmeiras, onde tinha treinado equipes de base antes do convite de Rio Preto. Continuar lendo “Minelli Futebol Clube”

“Soberano – Seis Vezes Campeão”

Em 9 de junho de 1991, o São Paulo de Telê Santana conquistou um dos seus títulos mais importantes. O Brasileirão de 91, passaporte para a Libertadores, Mundial de Clubes … Abaixo, o post publicado em 2010, depois da pré-estreia do filme “Soberano -Seis Vezes São Paulo”, que conta a saga do hexa tricolor, já disponível em DVD.

FOTO Rubens Chiri/www.saopaulofc.net

O público do cinema UCI Jardim Sul mais parecia uma torcida, com uniformes e até bandeiras. O hall foi decorado com cartazes gigantes de 6 escretes campeões brasileiros. A pré-estreia da noite contou com a presença de parte do elenco da película. Raí, Sidney, Jorge Wagner, Alex Silva, Rogério Ceni. O músico Nando Reis, que compôs músicas para o filme, também apareceu – todo feliz. Era noite de lançamento de Soberano – Seis Vezes São Paulo, documentário sobre os títulos brasileiros do tricolor (77/86/91/06/07/08) produzido pela G7 Cinema, com direção de Carlos Nader e Maurício Arruda. Estreou em 17 de setembro de 2010, em cinemas de 10 estados. E esta semana ganha mais uma exibição em tela grande na seleção paulista do CineFoot, no Museu do Futebol.

FOTO Rubens Chiri/www.saopaulofc.net

Se os depoimentos de Minelli (treinador tricampeão brasileiro, em 75 e 76 pelo Inter e 77 pelo São Paulo), Muricy (no elenco de Minelli em 77, técnico vitorioso de 2006 a 2008) e de jogadores como Waldir Perez, Dario Pereyra, Careca, Raí, Rogério Ceni e Hernanes trazem histórias curiosas de bastidores, são as entrevistas com torcedores – escolhidos como personagens – que emocionam mais. Continuar lendo ““Soberano – Seis Vezes Campeão””

11 perguntas para Maurício Noriega

Publicado em 23 de maio de 2009
Um dos textos mais lidos aqui no Fut Pop Clube é o que fala do livro Os 11 Maiores Técnicos do Futebol Brasileiro, do comentarista Maurício Noriega, do Sportv e do Bom Dia São Paulo. Antes de mais um fim de semana de transmissões do Sportv e entre um texto e outro no Blog do Nori, o cronista encontrou um tempinho para responder por e-mail 11 perguntinhas sobre treinadores.
nori

1 –Fut Pop ClubeNoriega, você acha que técnico ganha jogo, ganha Copa do Mundo? Como se diz, em evidente força de expressão, que Garrincha ganhou sozinho em 62, Maradona em 86 e Romário em 94… dá para arriscar dizer que algum técnico ganhou “sozinho” uma Copa ou título importante?
Maurício Noriega -Diria que jogadores ganham jogos e técnicos ganham títulos, fazem planejamento de trabalho a longo prazo, correção de rota, ajustes. O jogo é propriedade dos jogadores. Mas o trabalho de pensar uma temporada é do técnico.
2- Fut Pop Clube No futebol do século XXI, os técnicos são superestimados, valorizados além da conta?
Noriega – Em alguns casos, sim. Mas apenas porque os dirigentes são muito amadores, despreparados e engolem tudo que os técnicos falam, na maioria dos casos. Bons dirigentes não aceitam tudo que os técnicos pedem ou propõem. Casos do Juvenal Juvêncio [S.Paulo]e do Fernando Carvalho [Inter], por exemplo.
3 – Fut Pop ClubeQuem merece mais reconhecimento? Feola? Lula? Zagallo? Ênio Andrade?
Noriega – Todos merecem. Acho que Lula e Feola sempre foram injustiçados e injustamente ridicularizados. Espero que o livro ajude a mudar esse olhar míope sobre dois grandes treinadores. Zagallo é um mito do futebol e Ênio Andrade foi genial. Continuar lendo “11 perguntas para Maurício Noriega”

Brasileirão, de 1971 a 2008

A polêmica taça das bolinhas
A polêmica taça das bolinhas

O pessoal do Futpédia, do portal Globoesporte.com, marcou um golaço neste começo de Brasileirão. Preparou um infográfico sobre a história dos campeonatos nacionais. Os campeões de 1971 (Atlético-MG) a 2008 (São Paulo) ganham ficha com time-base, campinho com esquema tático, nome do técnico, craque, artilheiro e um vídeo da época. Por falar em Galo e tricolor, os dois clubes decidiram o título de 1977. O Galo era um timaço, tinha João Leite, Cerezo, Paulo Isidoro, o artilheiro Reinaldo (suspenso na finalíssima) etc, e ganhou mais pontos do que o campeão, o São Paulo de Minelli, SÃO Waldir Peres, Chicão, Dario Pereyra, Zé Sérgio, Serginho Chulapa (outro suspenso na final). Não tinha idade para acompanhar o campeonato, mas lembro da dramática final como se o 5 de março de 78 fosse hoje. Sempre se diz que o Galo era muito melhor. Mas o vídeo do quadro “Baú do Esporte” usado pelo Futpédia mostra a força do São Paulo de Minelli. Um 4×1 no então bicampeão Internacional em pleno Beira-Rio, 2ª fase do campeonato, em 11 de dezembro de 1977Continuar lendo “Brasileirão, de 1971 a 2008”

Livro: “Os 11 maiores técnicos do futebol brasileiro”

Publicado em 27 de abril de 2009
noriNori, primeiro gol, no Conjunto Nacional! Assim o locutor esportivo Luiz Noriega (que trabalhou em algumas Emissoras Associadas de Assis Chateaubriand e TV2 Cultura-SP) poderia narrar o lançamento do primeiro livro de seu filho, o comentarista esportivo Maurício Noriega (Bom Dia São Paulo, Sportv e Blog do Nori). Os 11 Maiores Técnicos do Futebol Brasileiro. Fazer listas de melhores  costuma dar sempre pano pra manga e o Maurício Noriega foi ousado ao assumir a “responsa”. Já me perguntaram quais foram os critérios. Entrevista ao GloboEsporte.com esclarece: pesquisa, 14 meses de pesquisa. Nori entrevistou mais de 80 profissionais no país e no exterior até chegar ao “time”. Continuar lendo “Livro: “Os 11 maiores técnicos do futebol brasileiro””

Livro: “Os 11 Maiores Técnicos do Futebol Brasileiro”

O livro de Maurício Noriega
O livro de Maurício Noriega

Mais um gol para a bibliografia brasileira sobre futebol, que disparou na tabela nos últimos anos. Os 11 Maiores Técnicos do Futebol Brasileiro (Editora Contexto) é o primeiro livro do jornalista Maurício Noriega, comentarista de esportes do querido telejornal Bom Dia São Paulo e do Sportv, e autor do Blog do Nori (atalho sempre aqui do lado direito). Chega à livrarias em 20 de março, mas já está à venda nas prateleiras virtuais. Nori explica: “São 11 perfis e 11 entrevistas com personalidades que sustentam uma escolha pessoal feita em análises e entrevistas ao longo de mais de 20 anos de carreira.

Os treinadores escolhidos por Nori são: Oswaldo Brandão, Vicente Feola, o húngaro Bela Gutman (Hungria, São Paulo FC, Benfica), Zagallo, Lula (Santos), Rubens Minelli, Ênio Andrade, Luxemburgo, Telê, Felipão e Muricy Ramalho.

No seu livro, Nori entrevista os campeões mundiais Djalma Santos, Dino Sani, Zito, Muller e Rogério Ceni, mais os craques Leivinha, Falcão, Alex e Arce, além de dois técnicos vencedores: Muricy e Luxemburgo.

Noriega sabe que a lista cria polêmica. Aproveito a deixa para convidar você a escolher seus técnicos preferidos. Pode ser um pouco difícil chegar a 11, entre os que acompanhamos. Eu vou tentar. P.S. – LEIA AQUI ENTREVISTA COM MAURÍCIO NORIEGA.