Diário de bordo: giro do Fut Pop Clube em 2018

Diário de bordo: giro do Fut Pop Clube em 2018

Foram dez jogos em cerca de 20 dias. Dez estádios diferentes, oito deles inéditos para o blog Fut Pop Clube. Abaixo, um resumo do #RolêDoFutPopClube, temporada 2018, por campos da Inglaterra e Espanha.

  • Tottenham Hotspur 2×0 Huddersfield Town FC, Wembley Stadium, 3 de março de 2018.

    Vitória do Tottenham em Wembley, 3 de março de 2018.

Conhecer Wembley era um sonho de muitos anos – infelizmente não visitei o estádio como era antes. A temporada inteira dos Spurs no estádio nacional da Inglaterra, casa oficial da seleção inglesa, proporcionou a oportunidade. Ok, não foi nenhum clássico, mas uma partida em que os lillywhites consolidaram a boa campanha na Premier League 2017-2018 com mais uma vitória, pela 29ª rodada. Fui pra ver Harry Kane e acabei assistindo ao sul-coreano Son brilhar, marcando os dois gols. Atmosfera muito bacana, que já começa no caminho entre a estação Wembley Park e o estádio. Tente resistir à oferta de programas, cachecóis, pins e até flâmulas nas bancas e mãos dos vendedores…

Wembley, 3/03/2018

O brasileiro Lucas Moura (São Paulo, PSG) entrou no final, puxou algumas bolas, mas não foi muito adiante em contra-ataques. 68.311 espectadores contribuíram para o belo espetáculo. Mais desse jogo no post anterior. Dias depois, os Spurs seriam eliminados da Champions pela Juve dentro de Wembley.

  • Crystal Palace 2×3 Manchester United, Selhurst Park, 5 de março de 2018
Selhurst Park, março de 2018.

Dois dias depois do jogo do Tottenham, ainda pela rodada 29 da Premier, FutPopClube foi ao sul de Londres numa segunda-feira à noite conhecer o estádio do Crystal Palace, numa partida emocionante contra o Man United, de José Mourinho. Vinte e oito mil pessoas no Selhurst Park, que é um alçapão – tive a sensação que aquilo é um barril de pólvora que pode explodir a qualquer momento. Panela de pressão total, tribunas grudadas no campo. Uma torcida participante o tempo todo empurrou o Palace, que abriu 2×0. Mas quando Mourinho mandou o United pra frente, no segundo tempo, o time da casa não resistiu. E perdeu de virada no finalzinho. Claro que a torcida do azul e vermelho do sul de Londres ficou p… da vida (o time vai lutar pra não cair), mas deu show a partida toda. Ouça um dos cantos:

Não sei se por ser um jogo contra o Manchester United, mas Selhurst Park confirmou todas as expectativas e até as superou. Um dos melhores ambientes futboleros encontrados nesta viagem, se não o melhor. Parabéns, Palace! Se cair, que volte logo. Mais neste post aqui.

Continuar lendo “Diário de bordo: giro do Fut Pop Clube em 2018”

Bom programa!

Revista mensal (“Inside United”) e programa oficial de jogo do ManUtd (“United Review”), março de 2017.

Na gigantesca cultura de futebol na Inglaterra, alguns dos itens altamente colecionáveis são os programas oficiais dos jogos – revistas bacanudas que os clubes mandantes vendem a cada partida, seja de Premier League, de Copa da Inglaterra ou de Champions League. Estatísticas, histórico, tabelas, recados dos torcedores (como aniversários), lista dos jogadores relacionados para a partida em foco, as cores dos uniformes, reportagens – inclusive sobre o time adversário. É de babar para o torcedor de um “país do futebol” que praticamente só publica um jornal esportivo de alcance nacional (“Lance!”) e duas revistas de futebol (“Placar”, “Corner”).

A maioria dos grandes clubes também conta com revistas mensais, como você vê aqui na fotos com publicações do Man United e do Liverpool. Sem falar nas revistinhas independentes, editadas por torcedores, praticamente fanzines.

Revista mensal do Liverpool e programa oficial (“This is Anfield”) do jogão contra o Arsenal – março de 2017.

O Chelsea foi o primeiro clube a produzir um programa oficial consistente para dias de partida, segundo um painel informativo no museu de Stamford Bridge, que o blog visitou em março. Isso, já em setembro de 1905! Chelsea FC Chronicle era o nome do programa, editado por Fred Parker. A revista da partida de Copa da Inglaterra contra o Brentford, em janeiro de 2017, fez uma homenagem ao Chronicle de Fred Parker, com uma capa retrô. Muito legal.

O programa oficial do jogo do Chelsea contra o Brentford pela Copa da Inglaterra teve capa retrô – 28 de janeiro de 2017.

Ainda segundo o museu do Chelsea, na temporada 1912-13 o clube vendeu mais de 341 mil cópias. Em 1948, o programa chegou a 16 páginas. E segundo o Chelsea as vendas na temporada 1972-73 atingiram 99 por cento dos espectadores de Stamford Bridge. E isso o que representa para um clube de futebol? Recurso$$$$$$, claro. Desde 1905! Os clubes brasileiros certamente considerariam apenas uma despesa.

Programa oficial de um jogo de Champions que o torcedor do Arsenal certamente quer esquecer.

Cada programa custa entre 3 e 3,50 libras nas megalojas dos clubes ou em stands na frente dos estádios. E claro, na era da internet é possível baixar versões digitais dos programas, por um preço mais em conta. No fim do post, publico os sites de alguns programas dos clubes mostrados aqui.

Folheando revistas inglesas, a gente descobre sites especializados em revender essas revistinhas. Como escrevi no começo do post, uma memorabilia altamente colecionável. Bela lembrança de um jogaço, de uma grande vitória, de uma campanha campeã.

Programa do jogo do City contra o Huddersfield Town pela Copa da Inglaterra – março de 2017

Alguns links:
Continuar lendo “Bom programa!”

Moda casual pra “red devil” nenhum botar defeito.

Man retrô 12030461_10153266958527746_3529245138011456681_o
Melhor que aquele logotipão da montadora americana, não é, não?

A Adidas Originals lançou uma bela linha retrô do Manchester United. A inspiração é a década de 80, quando os Red Devils também vestiam Adidas, como a partir desta temporada (2015-16). Mais especialmente, a fonte é a temporada 1984-85, quando o United conquistou a tradicional Copa da Inglaterra, contra o Everton, no velho Wembley – a camiseta usada na final era semelhante a esta daí debaixo, (re)lançada agora pros torcedores.

Retrô semelhante à da final da FA Cup, 1985.
Retrô semelhante à da final da FA Cup, 1985.

A coleção ainda tem camisas polo, de treino, abrigos e moletons. Veja mais:
Continuar lendo “Moda casual pra “red devil” nenhum botar defeito.”

We are the champions

facebook.com/Arsenal
facebook.com/Arsenal

Arsenal, Paris Saint-Germain e Wolfsburg também soltaram o grito de campeão, nas Copas da Inglaterra, da França e da Alemanha.

facebook.com/Arsenal
facebook.com/Arsenal

Os gunners se isolaram como os maiores campeões da FA Cup. O Arsenal tem 12 Copas da Inglaterra, e é o atual bicampeão. 4×0 no Aston Villa. Jogou com a camisa amarela, que tem dado sorte nessas decisões em Wembley

facebook.com/PSG.Brasil
facebook.com/PSG.Brasil

O PSG ganhou mais um título no futebol francês. Com o 1×0 sobre o Auxerre, no Stade France, o Paris Saint-Germain faturou a Copa da França. Já tinha o campeonato francês, a Copa da Liga e o Trophée des Champions, a supercopa nacional, lá no começo da temporada 2014-15.

facebook.com/vflwolfsburgfussball
Luiz Gustavo dedicando o gol a Malanda | facebook.com/vflwolfsburgfussball

Jogando com Malanda no coração, o Wolfsburg, vice-campeão alemão, conquistou sua primeira DFB Pokal – a Copa da Alemanha. De virada, 3×1, sobre o Borussia Dortmund, que não terá mais Kloppo. Continuar lendo “We are the champions”

Trilha sonora e quadrinhos para a grande final da Copa da Inglaterra

11214307_10152772550736502_4968279232694529883_n
facebook.com/TheFACup

A final da Copa da Inglaterra (FA Cup) fecha neste sábado a temporada 2014-15 do futebol inglês, já que no outro sábado a final da Champions terá Barça e Juve em Berlim. Arsenal e Aston Villa tem tudo para fazer uma decisão emocionante no imponente Wembley. O Arsenal do Nick Hornby ficou em 3º lugar na Premier League inglesa, se classificou novamente para Champions. O Aston Villa do Geezer Butler e pessoal do bom e velho Sabbath lutou bravamente para não cair – e conseguiu escapar, ufa! Como se não bastasse toda esse clima, a Football Association ainda aproveita para esquentar a final com um projeto chamado #FACupMusic. Sons novos das bandas Muse e Blur e do Leftfield vão estrear publicamente em Wembley. No sistema de som dessa catedral da bola e dos concertos, também vão rolar Noel Gallagher, Stereophonics, Mumford & Sons, Foo Fighters, Paul Weller, Imagine Dragons, The Vaccines, Simple Minds, Kaiser Chiefs etc. Calma gente, não é um festival. É só uma trilha sonora da final. E que trilha!

Lá fora, especialmente na Inglaterra, existem programas oficiais de cada jogo, revistas de diferentes formatos, tem gente que coleciona, que vende, revende, enfim, é um mercado. E a revista oficial da final Arsenal x Aston Villa tem a trajetória dos dois times para chegar à Wembley… em quadrinhos! Obra do ilustrador Stephen Gulbis (The Football Artist) que trabalha direto com futebol em HQs. Foi uma superdica da Trivela (leia aqui a reportagem). E o trabalho do Stephen Gulbis – espetacular – pode ser conhecido aqui, no site do artista.

Continuar lendo “Trilha sonora e quadrinhos para a grande final da Copa da Inglaterra”

Boro!

10372078_821120981257845_529188448113016589_n
Maneiríssima a atual camisa 1 do Middlesbrough, o Boro, clube com 139 anos de tradição, onde já brilhou o Juninho Paulista, e hoje está na segundona inglesa. O Boro, que é treinado pelo ex-zagueiro basco Aitor Karanka (Athletic, Real Madrid, seleção espanhola),se classificou para as oitavas da Copa da Inglaterra (FA Cup), ao vencer o poderoso Man City, por 2×0, e em Manchester, hein? Continuar lendo “Boro!”