Ainda bem! Estão de volta as principais ligas nacionais da Europa, depois das Datas Fifa. A oitava rodada do campeonato espanhol começou com um empate sem gols entre Las Palmas e Espanyol.

No sábado, a pelota de La Liga começa a rolar cedinho. O Leganés recebe o Sevilla, terceiro colocado, às 8 da matina (horário de Brasília, com transmissão ESPN Brasil). A casa dos pepineros estará lotada mais uma vez. Nas suas ações de marketing, o ‘Lega’ conta com criativos cartazes virtuais bolados pela agência Hugin & Munin.  Para o jogo deste sábado contra o time do Sampaoli, o tema são as eleições americanas. Olha aí!

FB_IMG_1476488048123.jpg
Cartaz virtual da agência Hugin & Munin para Leganés vs Sevilla: facebook.com/ClubDeportivoLeganes/

Veja no post anterior uma galeria de cartazes virtuais criados para promover os jogos do Leganés no estádio municipal Butarque.

Quarto colocado, o Barça recebe o Dépor, o décimo-terceiro (11h15, ESPN Brasil). Messi está relacionado, mas deve ficar no banco e jogar cerca de 30 minutos. O time de Lucho precisa recuperar pontos e posições. O líder Atlético recebe às 13h30 (Fox Sports) o Granada, ‘colista’ (laterna), enquanto o vice-líder Real Madrid visita às 15h45 (também Fox) o Real Betis (décimo-quinto). Sempre mencionados os horários de Brasília.

No domingo, às 8h de Brasília tem Alavés (décimo-segundo) contra Málaga (14o.), o décimo-sétimo Sporting de Gijón recebe o também ameaçado Valencia, que ocupa apenas o décimo-oitavo lugar (14h30), e o Villarreal, quinto colocado, encara o décimo, o Celta (16h45). E uma das atrações da Jornada 8 sem dúvida será o tradicional dérbi basco. O Athletic, que está em sétimo, pega a Real Sociedad (nono lugar) em Bilbao, às 12h15, sempre horários de Brasília. Achei bacana a campanha da KirolBet, casa de apostas oficial de Alavés, Athletic, Real Sociedad, Eibar e Osasuna para promover o jogão de San Mamés. Cabines em Bilbao e San Sebastián onde os torcedores deixaram mensagens de apoio aos seus times (algumas foram mostradas para os jogadores).


Outro clássico da região fecha a rodada na segunda-feira: Eibar (oitavo) e Osasuna (penúltimo). Abaixo, o poster urbano, callejero, para promover Leganés x Sevilla.

Continuar lendo “Jornada 8 de La Liga”

O Atleti, uma década e meia depois do ‘inferno’.

O Atlético de Madrid comemorou neste 28 de junho de 2016 a marca de 87 mil sócios! Ainda há 5 mil interessados nos carnês para última temporada no estádio Vicente Calderón.

— Atlético de Madrid (@Atleti) 28 de junho de 2016

É, é verdade. O vice-campeão europeu vai mesmo mudar de estádio na temporada 2017-18. Os trabalhos estão adiantados.

Mas há quinze anos, os tempos eram de vacas magras…

Este post foi inspirado pelo leitor e parceiro do blog Clayton Fagundes Cardoso, que comanda com o Pedro Tattoo o canal Casual Football e também fala de música no I Wanna Rock.

O Atlético de Madrid, que nos últimos dois anos chegou a duas finalíssimas de Champions League, viveu num “inferno” não faz tanto tempo assim, na virada do milênio. O “inferno” da segunda divisão. Há quinze anos, os colchoneros, torcedores do Atlético de Madrid, lamentavam uma temporada em que a luta para voltar à primeira divisão bateu na trave.

Retrô: réplica do primeiro uniforme do Atlético de Madrid, que era sim azul e branco, como o Athletic Club, de Bilbao, que inspirou a criação do clube madrilenho.
Retrô: réplica do primeiro uniforme do Atlético de Madrid, que era sim azul e branco, como o Athletic Club, de Bilbao, que inspirou a criação do clube madrilenho.

No meio de uma crise política e financeira, dentro de campo o Atleti tinha sido rebaixado pra segundona espanhola na temporada 1999-2000. Pra surpresa de todos, o Atleti não conseguiu subir ao fim da Liga Adelante 2000-2001. Teve o artilheiro da segundona, Salva (20 gols), já tinha um (muito) jovem Fernando Torres. Mas ficou em quarto lugar. Mesmo número de pontos do Tenerife, perdendo no gol average (junto com os canários subiram Sevilla -campeão- e Betis).

Quem poderia imaginar? Um grande do futebol cair e não voltar na temporada seguinte!  Na Espanha, isso aconteceu com o Atlético de Madrid. Dá para imaginar as gozações dos madridistas, não?

Mas quer saber? Caiu? Levanta, sacode a poeira e dá a volta a por cima.

E foi o que o Atlético de Madrid fez. Uma vez mais com o mestre Luis Aragonés no comando, os atléticos finalmente conquistaram o título da segundona em 2001-02 e o bilhete de volta para a liga das estrelas.

Assim, o clube de Manzanares conseguiu comemorar na primeira divisão o seu centenário, em 2003. O melhor estava por vir. Continuar lendo “O Atleti, uma década e meia depois do ‘inferno’.”

A história do Atlético de Madrid em cartuns

97884160120.small
“La História del Atleti – Viñeta a Vineta”, do ilustrador e cartunista madrilenho Jorge Crespo Caño, foi lançado pela Lectio Ediciones em novembro de 2014. Assim que soube do lançamento, fiquei de olho, e agora tive a oportunidade de me divertir com esse livro precioso para quem se interessa pela já mais que centenária história rojiblanca.
image

Que começou em azul e branco, mesmas cores iniciais do Athletic Club, o de Bilbao, que inspirou estudantes bascos a fundar o novo clube, em Madri, 1903. Só em 1911 apareceram as camisas vermelhas e brancas que lembravam colchões – daí outro apelido dos atléticos, colchoneros. O Atlético de Madrid teve diferentes nomes (Athletic Club de Madrid, Atlético Aviación) passou por muitos estádios… os títulos… os presidentes mais importantes… os ídolos … os técnicos… o rebaixamento… e enfim, a volta por cima, tudo contado com muito bom humor e o traço leve e divertido dos cartuns de Jorge Crespo Caño. 
Continuar lendo “A história do Atlético de Madrid em cartuns”

A família #rojiblanca cresceu. Atlético de Madrid comemora 7 mil sócios a mais numa temporada.

A família #rojiblanca cresceu. Atlético de Madrid comemora 7 mil sócios a mais numa temporada.

fa15_fb_we_club_kits_pr_stadium_crest_h_atletico_madrid_r_square_600-1
Disputar título do campeonato espanhol. Fazer bonito nos últimos mata-mata da Champions. Jogar quase que de igual pra igual com o rival conterrâneo de Madrid e com o Barça. Isso faz diferença, claro, o orgulho rojiblanco voltou com tudo na era Simeone. Esta semana, o Atlético de Madrid passou de 85 mil sócios. Sete mil a mais que na temporada 2014-2015. Um crescimento de 9 por cento, segundo o clube.

Segundo o relatório Football Money League, da Deloitte, o Atlético teve a 15ª maior receita do futebol europeu na temporada passada: 187,1 milhões de euros. Está no grupo dos 15 maiores da Europa nas redes sociais (hoje, mais de 12 milhões de fãs no Facebook e de 2 milhões de seguidores no Twitter). Média de público na temporada 2014-15: 42.110 atleticanos/partida (77% da capacidade do Calderón). Fonte: Football Money League.

Continuar lendo “A família #rojiblanca cresceu. Atlético de Madrid comemora 7 mil sócios a mais numa temporada.”

De camarote

27 de fevereiro de 2016

Podemos dizer que o Barça assiste de camarote ao dérbi madrilenho que vai ser disputado neste sábado, no Bernabéu. O líder de La Liga tem 8 pontos de vantagem sobre o Atleti e 9 sobre o Real Madrid. Se der empate no clássico de Madri, no domingo o Barça pode ampliar para 11 e 12 pontos a vantagem. Basta vencer no Camp Nou o perigoso Sevilla, 5º colocado no campeonato. Nesse caso, se a partida entre blancos e rojiblancos tiver vencedor, o perdedor dá praticamente “adiós” ao sonho de impedir mais uma taça do time de Luis Enrique. Por isso, o diário catalão (e blaugrana por linha editorial) fez esta capa, muito boa por sinal.

http://www.sport.es/es/noticias/barca/consulta-portada-sport-de-hoy-4932241
http://www.sport.es/es/noticias/barca/consulta-portada-sport-de-hoy-4932241

Situação diferente de um, dois anos atrás (lembro que Real e Atleti decidiram a Champions num derbi madrileño lisboeta).  Mas  como já disseram, clássico é clássico e vice-versa! E o de Madri rende horas de debates apaixonados nos balcões de bares… e não só! Em qualquer lugar da capital.

No ano passado, o departamento de turismo da Comunidade de Madri publicou dois anúncios bem legais mostrando visões madridistas e atleticanas da capital espanhola. Diego Simeone Fernando Torres, Raúl Jiménez, Koke,  Griezmann e o então ídolo rojiblanco Arda Turan (hoje no Barça)) mostraram uma outra Madri. Boas dicas!

Pelo lado do Real, o multicampeão Carlo Ancelotti (agora a caminho de Munique) ainda era o técnico merengue na época do vídeo. Astros do futebol (Cristiano Ronaldo, Isco, Bale, Toni Kroos, Benzema, Navas) e do basquete blanco (Nocioni, Sergio Llul, Sergio Rodríguez e Felipe Reyes) participaram do divertido anúncio. Confira dentro do post. E não deixe de conhecer Madri!

Continuar lendo “De camarote”

O Reus fez um anúncio divertido pro jogo contra o Atlético de Madrid por #LaCopa

Depois do vídeo engraçadíssimo do Villanovense para promover o jogo de Copa do IMG_20151016_073009Rei em que recebeu o Barça, CF Reus Deportiu brincou com o próprio nome para viralizar a partida de dezesseis avos de final de La Copa contra o Atleti, em 1ª de dezembro. O time catalão de Reus -cidade-natal de Gaudí !- lidera o Grupo III da Segunda B, na prática a terceira divisão do futebol espanhol. Força, Reus!
O vídeo tem roteiro e realização da Acid Factory.

Continuar lendo “O Reus fez um anúncio divertido pro jogo contra o Atlético de Madrid por #LaCopa”

Seleção paulista do CINEfoot 2015. Vale taça!

11700847_947461825289283_3787933161936121062_o
Uma boa notícia pro torcedor/espectador de Sampa é que está chegando a etapa 11036802_866215093413957_5276178551288061191_npaulista do festival CINEfoot, todo dedicado aos filmes de futebol. Começa em 26 de novembro e vai até 1º de dezembro, primeiro no auditório do Museu do Futebol, no estádio do Pacaembu, e depois no Espaço Itaú de Cinema da rua Augusta – todas as sessões de graça. Foram 156 inscrições. E para a seleção paulista, ficaram 15 filmes. Vamos ver que longas e curtas concorrem à Taça CINEfoot 2015.
CINEFOOT SÃO PAULO / MOSTRA COMPETITIVA DE LONGA-METRAGEM

1) E18hteam (Eighteam, de Juan Rodriguez-Briso, Espanha/Zâmbia). Sinopse: a ressurreição da equipe nacional de futebol da Zâmbia por meio de sua estrela, Kalusha, depois de perder 18 companheiros em um acidente de avião no Gabão em 1993. Kalusha enfrenta uma estrada de reconstrução de 18 anos até o destino fazer sua jogada: no Gabão, Zâmbia torna-se campeão africano depois de 18 longas batidas de pênaltis. Vale conferir, não? Dia 29, domingo, 19h, Espaço Itaú da Augusta.

2) Geraldinos (de Pedro Asbeg, Renato Martins, RJ). Documentário sobre os personagens da extinta geral do Maracanã. Foi o vencedor da Taça CINEfoot de longa-metragem no Rio. Sábado, dia 28, 21h, Espaço Itaú da rua Augusta. Saiba mais aqui ou no post anterior.

1522909_531443780327215_2136754061374261784_o

3) Isto é Söderstadion (de Andreas Bjunér, Suécia). Mostra a tristeza dos torcedores do  Hammarby na despedida do Söderstadion, antes de ter que dividir estádio com o clube rival.

4) Loucura que Apaixona minha Cidade (Locura que Enamora mi Ciudad, de Maximiliano Baldi, Argentina). Doc sobre o Talleres, de Córdoba, clube que completou sem centenário em 2013.

 

5) Meninos da Vila – A Magia do Santos (de Katia Lund, SP). A codiretora de “Cidade de Deus” investiga a fábrica de talentos do Santos. Passa no sábado 28 de novembro, na sessão das 19h, no Espaço Itaú de Cinema (rua Augusta).

6) Mundial, as Maiores Apostas (Mundial. Gra o wszystko, de Michal Bielawski, Polônia). O filme apresenta experiências dos principais jogadores do time da Polônia entrelaçadas a relatos de membros do movimento Solidariedade, presos,  que acompanharam a Copa de 1982 pela TV. Passa em 30 de novembro, 21h, no Espaço Itaú da rua Augusta, numa sessão mais política, junto com a segunda parte de Rebeldes do Futebol.

7) Nhô Quim, o Caipira Centenário (de Bruna Epiphanio, SP). Cáxara de fosfre, cúspere de grilo, bícaro de pato, gooor! Quinze, cra cra crá! Bom documentário sobre o estilo XV de Piracicaba de ser. Passa dia 30, uma segunda, na mesma sessão do filme do Ugo Giorgetti, às 19h, no Espaço Itaú da Augusta. Saiba mais aqui ou no post anterior.10551624_794774777229357_649466779066034514_o-1-1

Para a mostra de curtas, o CINEfoot selecionou 8 filmes, cinco deles brasileiros. Tem até um do Ugo Giorgetti sobre o extinto Comercial FC, da capital. Confira a convocação.

Continuar lendo “Seleção paulista do CINEfoot 2015. Vale taça!”

Atlético de Madrid 2015-16.

Atualizado em agosto de 2015

O Atleti ficou no grupo C da Champions, com o Benfica, Galatasaray e Astana, do Casaquistão.

Detalhe da nova camisa
Detalhe da nova camisa

Conseguirá Diego Simeone remontar o Club Atlético de Madrid mais uma vez? Perdeu Miranda, perdeu Mandzukic, perdeu o ídolo Arda Turan… em compensação ganhou o excelente atacante colombiano Jackson Martínez (ex-Porto) e trouxe o lateral Filipe Luís de volta.

11705332_10153443724207389_5607747427633360284_n Continuar lendo “Atlético de Madrid 2015-16.”

Atlético de Madrid 2020. Estádio novo. Técnico: El Cholo !?

A mídia espanhola noticia que o Atlético de Madrid quer a renovação até 2020 do contrato do técnico argentino Diego “El Cholo” Simeone. Segundo o texto de Juan Gato, do “Vozpópuli”, o atual campeão de La Liga já começou a negociar com o treinador a extensão do atual contrato, de 2017 até 2020. El Cholo sabe do interesse do clube e, segundo Juan Gato, do “Vozpópuli”, pede a contratação de estrelas como Reus (acabou de renovar com o Borussia), a volta do goleiro Courtois e o passe do atacante uruguaio Cavani (PSG), além de jovens que já se destacam: o filho Giovanni Simeone (atacante do River Plate e da Albiceleste sub-20) e o zagueiro Emanuel Mammana (também do River e Argentina Sub-20).
Para ajudar nos sonhos, os colconheros contam com um novo investidor, o magnata chinês Wang Jianlin, que comprou 20% do Atlético de Madrid. E um dos objetivos da renovação com Simeone seria garantir uma transição tranquila do Calderón pro novo estádio, deixando o torcedor mais tranquilo. Vai ser (pelo menos) a quinta mudança de estádio do time desde a fundação, em 1903. Estádio novo, técnico ganhador, mais dinheiro, astros da bola… é o projeto Atlético 2020.

Coleção de memorabilia @Futpopclube
Coleção de memorabilia @Futpopclube

O Atlético de Madrid está construindo um estádio para uns 67 mil rojiblancos – capaz de receber quase 15 mil colchoneros a mais que o Vicente Calderón (que fica à beira do rio Manzanares, uma área recentemente reurbanizada e que há tempos a prefeitura de Madri estava de olho). La Peineta deveria ser o estádio olímpico se rolassem os Jogos Olímpicos de Madri 2020. Como a Olimpíada vai ser em Tóquio, o projeto mudou e La Peineta vai ser se tornar um estádio só do Atleti, só de futebol, sem pista de atletismo. A principal avenida de acesso ao estádio (que sobe perto de 3 estações do Metrô madrilenho) vai se chamar Luís Aragonés (1938-2014), ídolo atlético como jogador e treinador, mister campeão da Euro 2008 com La Roja.

Deve ser uma dureza pro torcedor de carteirinha do Atlético de Madrid pensar em deixar o Vicente Calderón... FOTO @Futpopclube
Deve ser uma dureza pro torcedor de carteirinha do Atlético de Madrid pensar em deixar o Calderón… FOTO @Futpopclube

 

  • Posts relacionados:

Continuar lendo “Atlético de Madrid 2020. Estádio novo. Técnico: El Cholo !?”

Atleti em tirinhas

  • 97884160120.small
    Olha só que barato este livro que saiu em janeiro na Espanha: La Historia de Atleti – viñeta a viñeta (Ediciones Lectio). O ilustrador e cartunista Jorge Crespo Cano, um madrilenho da parte vermelha e branca da cidade (que está sorrindo de orelha a orelha depois do #DerbiMadrileño de sábado) conta de forma bem humorada a história do Atlético de Madrid em charges. Da fundação, em 1903, à última Supercopa da Uefa, incluindo a final da Champions 2014 – o Atleti ficou no quase, como em 1974, e ao título de campeão da liga espanhola 2013-2014, passando pela fase em que se chamou Atlético Aviación.

O #futbolero se interessa por La Liga em espelcial pelo Atleti pode acompanhar as tirinhas de Jorge Crespo Cano pelo twitter do chargista ou por esta página no Facebook.

Voltaremos ao assunto. Continuar lendo “Atleti em tirinhas”