“Geraldinos”, na última rodada da Mostra Cinefoot.

“Geraldinos”, na última rodada da Mostra Cinefoot.

“Geraldinos”, filme vencedor da Taça Cinefoot 2015 nas seleções carioca e paulista do festival de cinema de futebol, encerra a mostra Cinefoot, no Canal Brasil. Nesta sexta-feira, 22h, com reprise na terça-feira, 13h30. Vale a pena ver ou rever o doc, que também está disponível para aluguel no Now.

Continuar lendo ““Geraldinos”, na última rodada da Mostra Cinefoot.”

“Washington & Assis – Recordar é viver”.

Publicado em 24 de fevereiro de 2015

Os bustos criados por Antônio Liboredo, em foto de Sergio Duarte, do Rock Flu : https://www.facebook.com/pages/Rock-Flu/1441330556101607?fref=nf
Os bustos criados por Antônio Liboredo, em foto de Sergio Duarte, do Rock Flu : https://www.facebook.com/pages/Rock-Flu/1441330556101607?fref=nf

O Fluminense inaugura nesta noite na sua sede os bustos dos ídolos Washington e Assis. Homenagem póstuma merecida a esses senhores que vestiram com muita garra as belas camisas – tanto a 1 como a 2 – do tricolor das Laranjeiras!

Também nesta terça-feira o Flu-Memória lança o livro “Washington & Assis – Recordar é viver”, obra de Heitor D´Alincourt, Dhaniel Cohen e Carlos Santoro. O livro tem 208 páginas e mais de 600 fotos, muitas ainda inéditas. É bom correr, porque a maioria vai para os tricolores que fizeram vaquinha pelo sistema de crowdfunding.
Nosso amigo tricolor das Laranjeiras, o Serginho Duarte, do Rock Flu, informa que o Casal 20 também é tema da nova exposição interativa na Sala de Troféus do Flu.
Continuar lendo ““Washington & Assis – Recordar é viver”.”

“Recordar é Viver”.

A torcida do Fluminense se mobilizou para viabilizar via “crowfunding” (uma espécie de vaquinha virtual) um livro sobre os ídolos Washington e Assis, que se entendiam tão bem dentro do campo que a dupla ganhou o apelido de “Casal 20”.
E agora os tricolores podem escolher a capa do livro “Washington & Assis – Recordar é Viver”, escrito a 6 mãos por  Heitor D’Alincourt, Dhaniel Cohen e Carlos Santoro. Veja as opções abaixo e vote neste link aqui.

https://www.facebook.com/FluminenseFC?
https://www.facebook.com/FluminenseFC?

Assis se foi. Nem um mês e meio depois de Washington.

FOTO: Bruno Haddad / Fluminense FC
FOTO: Bruno Haddad / Fluminense FC

A notícia entristeceu o domingo, especialmente para os torcedores do Fluminense e do Atlético Paranaense. Assis se entendeu tão bem com seu parceiro de ataque Washington, que a dupla ganhou o apelido de “Casal 20” (título de um seriado de TV bastante popular nos anos anos 80). Por ironia do destino, Washington morreu em 25 de maio. Assis foi embora na madrugada deste domingo, 6 de julho.

Para sacar a importância de Assis para o Fluminense campeão brasileiro em 1981 e tri carioca entre 1983 e 1985, recomendo assistir ao filme “Fla x Flu – 40 Minutos Antes do Nada”, disponível em DVD e no canal Now. Continuar lendo “Assis se foi. Nem um mês e meio depois de Washington.”

É Tudo Verdade: “Fla x Flu – 40 Minutos Antes do Nada”, no Canal Brasil.

Nesta segunda-feira,16 de junho, 64 anos da inauguração do Maracanã, a sessão É Tudo Verdade, do Canal Brasil, passa às 22h o excelente documentário “Fla x Flu – 40 Minutos Antes no Nada“.
1239176_416884401756924_764732307_oO filme de Renato Terra (codiretor de “Uma Noite em 67”) ganhou o prêmio de melhor documentário do júri popular no Festival do Rio 2013. Tive a oportunidade de ver a pré-estreia paulistana, que em 2013 lotou o auditório Armando Nogueira, do Museu do Futebol, em pleno Pacaembu! É um tal de provocação… “Recordar é viver, Assis acabou com você” x hat–trick do Zico… Quase todas brincadeiras sadias, verbais, engraçadas, tiração de sarro como deveriam ser as rivalidades no futebol. Como sou “neutro”, devo dizer que me diverti muito, nos 85 minutos do filme. Que figuraças os entrevistados… de um lado, Sacha Rodrigues (neto rubro-negro do profeta tricolor Nelson Rodrigues), Márvio dos Anjos, Márcio da Fla-Angra, Francisco (a cara do João) Bosco, Arthur Muhlenberg, e por falar em Arthur, Zico, Júnior e Leandro. Do outro lado, Toni Platão, Pedro Bial, notórios tricolores, Heitor D´Alincourt, Márcio Trindade, o folclórico Desiré e… Assis… Assis rouba o filme! Os caras já são engraçados… e a dupla de entrevistadores, formada pelo próprio diretor, Renato Terra (FFC), e Luiz Antônio Ryff (CRF) – soube provocar, para tirar o máximo dos personagens. O objetivo do diretor não era fazer um filme cronológico, do primeiro Fla-Flu, em 1912, ao Fla-Flu do centenário. Onze clássicos considerados históricos são de alguma maneira lembrados. Renato Terra afirma que quis fazer um filme sobre a paixão, a paixão dos torcedores. E conseguiu. Depois da sessão em São Paulo, houve um bate-papo no auditório do Museu do Futebol, E uma senhora comentou que não gosta de futebol, mas se amarrou no filme.  Continuar lendo “É Tudo Verdade: “Fla x Flu – 40 Minutos Antes do Nada”, no Canal Brasil.”

Preliminar do Clássico das Multidões

https://www.facebook.com/flafluofilme?fref=ts
https://www.facebook.com/flafluofilme?fref=ts

Domingo tem Fla-Flu! Antes do Clássico das Multidões e também no intervalo, o telão do ‘Maraca’ vai mostrar o trailer do filmeFla x Flu – 40 Minutos Antes do Nada“, que segue em cartaz em 3 cinemas cariocas, em Botafogo, no Leblon e no Cinesystem do Shopping Via Brasil. Imperdível. Eu vi e recomendei no post anterior. Continuar lendo “Preliminar do Clássico das Multidões”

“Fla x Flu – 40 Minutos Antes do Nada”.

Publicado em outubro de 2013

https://www.facebook.com/flafluofilme/
https://www.facebook.com/flafluofilme/

1239176_416884401756924_764732307_oDomingo de Fla-Flu no Maracanã. O Clássico das Multidões já recebeu uma grande homenagem nos cinemas. É o “Fla x Flu – 40 Minutos Antes no Nada“. O filme de Renato Terra (codiretor de “Uma Noite em 67”) ganhou o prêmio de melhor documentário segundo o júri popular no Festival do Rio 2013. No mesmo ano, tive a oportunidade de ver a pré-estreia paulistana, que lotou o auditório Armando Nogueira, do Museu do Futebol, em pleno Pacaembu! É um tal de provocação… “Recordar é viver, Assis acabou com você” x hat–trick do Zico… Quase todas brincadeiras sadias, verbais, engraçadas, tiração de sarro como deveriam ser as rivalidades no futebol. Como sou “neutro”, devo dizer que me diverti muito, nos 85 minutos do filme. Que figuraças os entrevistados… de um lado, Sacha Rodrigues (neto rubro-negro do profeta tricolor Nelson Rodrigues), Márvio dos Anjos, Márcio da Fla-Angra, Francisco (a cara do João) Bosco, Arthur Muhlenberg, e por falar em Arthur, Zico, Júnior e Leandro. Do outro lado, Toni Platão, Pedro Bial, notórios tricolores, Heitor D´Alincourt, Márcio Trindade, o folclórico Desiré e… Assis… Assis rouba o filme! Os caras já são engraçados… e a dupla de entrevistadores, formada pelo próprio diretor, Renato Terra (FFC), e Luiz Antônio Ryff (CRF) – soube provocar, para tirar o máximo dos personagens. O objetivo do diretor não era fazer um filme cronológico, do primeiro Fla-Flu, em 1912, ao Fla-Flu do centenário. Onze clássicos considerados históricos são de alguma maneira lembrados. Renato Terra afirma que quis fazer um filme sobre a paixão, a paixão dos torcedores. E conseguiu. Depois da sessão em São Paulo, houve um bate-papo no auditório do Museu do Futebol, E uma senhora comentou que não gosta de futebol, mas se amarrou no filme. Boa sorte para a carreira desse clássico nos cinemas. Que leve multidões. Veja o trailer no post anteriorContinuar lendo ““Fla x Flu – 40 Minutos Antes do Nada”.”