Próxima estacão: estádio Metropolitano

Atualizado em 20/09/2017

Abriu! Depois de mais de uma década de conversas sobre o Atlético de Madrid sair do Vicente Calderón, em Manzanares, e poucos anos de obras em La Peineta, um estádio olímpico, os rojiblancos estão de nova e moderna casa: o Wanda Metropolitano. Metade do nome é uma referência a um grupo chinês, parceiro do Atleti, e a segunda metade lembra o nome do estádio colchonero anterior ao Calderón: o Metropolitano.

]

  • Estádio Wanda Metropolitano
  • Capacidade: 68.000 pessoas
  • Custo: 310 milhões de euros
  • Inauguração: Atlético de Madrid 1×0 Málaga, 16 de setembro de 2017
  • Primeiro gol: Griezmann
    Agora o estádio mais moderno de Madri é o do Atlético. Que acaba de ser escolhido pela Uefa como sede da final da Champions 2019.

O Wanda Metropolitano tem 4 mil vagas de estacionamento e também pode ser axcessado pela estação Estádio Metropolitano, do Metrô de Madri. E 96 por cento dos assentos estão protegidos da chuva.

No seu entorno, o Paseo de Leyendas: 153 placas em homenagens a jogadores que atuaram 100 vezes ou mais com a camisa colchonera.

Dentro do post, um gostinho da nova megaloja do clube.

Rodada “dupla”

Rodada “dupla”

18 de março de 2017 entrou pra história de oito anos já do blog Fut Pop Clube. Visitamos dois estádios míticos de La Liga, em cidades diferentes, no mesmo dia. Na hora do almoço, o Eibar recebeu o Espanyol em Ipurua, que hoje, 14 de setembro completa 70 anos.  Ao cair da tarde, um dos dérbis bascos, em Mendizorrotza, em Vitoria-Gasteiz. Deportivo Alavés x Real Sociedad.

Olho no lance!

O calendário da rodada 28 de La Liga 2016-2017 ajudou. Deu tempo de sair de manhã de Vitoria-Gasteiz, na província basca de Álava (em euskera: Araba), com destino a Eibar, em outra província basca, Guipúzcoa (Guipuzkoa).

Não sem um tanto de emoção. Nada de carro alugado. Este “road-movie” foi de transporte público (os ônibus intermunicipais na Espanha costumam entrar em várias cidades para buscar passageiros).

Na estrada

Mais de uma hora e meia (quase duas!) e muitas paradas depois, chegamos a Eibar, em cima da hora do jogo do time da casa contra o Espanyol.  Por sorte, o estádio de Ipurua fica pertinho da parada de autobus. Tempo suficiente apenas para procurar a bilheteria em busca do ingresso (que certamente não seria conseguido assim tão facilmente em dia de dérbi e/ou partida contra Atlético, Barcelona ou Real Madrid). Era um sábado bem cinzento na cidade de uns 27 mil habitantes.

O setentão Ipurua foi inaugurado portanto em 14 de setembro de 1947 (a Sociedad Deportiva Eibar tem sete anos a mais).  Hoje tem capacidade para 8 mil pessoas. Pense que Messi e Cristiano Ronaldo jogam aqui. Para quem conhece a Rua Javari, em São Paulo, uma espécie de estádio Rodolfo Crespi, cercado de montanhas e prédios, um tantinho mais confortável, mas com o mesmo grande ambiente, a mesma atmosfera futbolera, em que os jogadores e o juiz vão ouvir qualquer xingamento dos torcedores, muuuito próximos do gramado.

E o gol! Kike, para o Eibar.

A partida de estreia do blog Fut Pop Clube em Ipurua terminou empatada. Eibar 1, Espanyol. No primeiro tempo, Kike marcou para o time azul e grená do país basco. No segundo tempo, José Jurado empatou para o time blanquiazul da Catalunha. Ambos na minha frente. Pé-quente… mas pé-quente pra quem?

Fim de jogo, uma pequena e única decepção da aventura por Ipurua: nada de lojinha do Eibar dentro ou fora do estádio.

Toca para a parada do busão. Mais hora e meia serpenteando por estradas e cidades bascas de volta a Vitoria-Gasteiz, para o dérbi entre Deportivo Alavés e a Real Sociedad, em outro estádio repleto de grande atmosfera para futebol, o Mendizorrotza. Fica um pouco complicado comparar, porque lá vi um clássico, que terminou com a vitória do Deportivo Alavés, com gol de um atacante brasileiro que agora os palmeirenses conhecem bem. Veja dentro do post o conteúdo que publiquei em março.

Mendizorrotza, a uns 59 km do Ipurua.

Continuar lendo “Rodada “dupla””

Em cartaz: “Noite de Verão em Barcelona”.

“Noite de verão em Barcelona” (Barcelona, Nit d’Estiu) está na Mostra Cinema Atual Espanhol, que passa por várias cidades brasileiras. Em São Paulo, passa neste sábado, 16 de setembro, às 18h.
A entrada é gratuita (sujeito à lotação da sala – retirada de ingressos com uma hora de antecedência na Recepção MIS).
Noite de verão em Barcelona/Barcelona, Nit d’Estiu (Dir. Dani de la Orden, 2013, 96 min, Romance/Comédia/Drama, Classificação 14 anos) Versão original em catalão e espanhol legendado em português. Elenco: Jan Cornet, Francesc Colomer, Joan Dausà, Laura de la Isla, Miki Esparbé

Seis histórias de amor entrecruzadas que acontecem durante a noite do dia 18 de agosto de 2013 quando o cometa Rose cruzou a cidade de Barcelona oferecendo um espetáculo único que não se repetirá por séculos. Por um lado, Joan organizou um jantar em sua casa com a desculpa de ver o cometa e convidou seus amigos, entre eles Judit, por quem sempre esteve apaixonado. Por outro lado, Guillem se apaixonou pela primeira vez por Sara, que está certa de que esta noite será o fim do mundo. Do outro lado da cidade, Roser está saindo com Ricard há um ano, mas hoje se encontrará com o seu ex, Albert. Paralelamente, Laura e Carles estão próximos de saber que serão pais. Enquanto isso, Oriol e Adrián colocarão a sua amizade à prova depois de conhecer a mulher de seus sonhos, Catherine. Finalmente, Marc e Jordi, companheiros de futebol terão que repensar sua relação secreta.

Prêmios: Prêmios Feroz: indicado ao melhor cartaz (2013) e Prêmios Gaudí: melhor música original (três indicações).

Fut Pop Clube

Outubro de 2016

14570592_1226283970761321_255470170006869469_o Poster brasileiro de “Noite de Verão em Barcelona” -Pandora Filmes

De uma noite para um dia de agosto de 2013, o cometa Rose atravessou o céu de Barcelona. O filme de estreia de Dani de Orden conta seis histórias de amor paralelas, com capítulos decisivos naquela noite de espera. E o que esse drama romântico está fazendo num blog sobre futebol, noves fora a paixão do blogueiro pela capital da Catalunha?

Numa das seis histórias, o par romântico é formado por  dois jogadores de futebol. Jordi e Marc, personagens fictícios, jogam no Sabadell, tradicional clube catalão que hoje disputa o grupo 3 da Segunda B, terceira divisão do futebol espanhol (no momento, está em oitavo no grupo 3, que inclui times da Catalunha e Aragão). Jordi é contratado pelo Barça e… e mais não posso contar, para não ser spoiler do filme “Noite de Verão em…

Ver o post original 119 mais palavras