Dica de filme: “United”.

Em 1958, a Copa dos Campeões da Europa (competição que é hoje a Champions League) estava na sua terceira edição – que acabaria sendo a terceira conquista do Real Madrid. O campeão inglês, um jovem time do Manchester United tinha acabado de eliminar o Estrela Vermelha na fase quartas de final (vitória em Old Trafford, empate em Belgrado) e, na volta pra casa, o avião teve que fazer uma escala para reabastecer, em Munique. Duas tentativas para decolar, nada feito. Na terceira, um desastre. Vinte e três pessoas morreram (entre jornalistas, torcedores, o copiloto, uma aeromoça, 8 jogadores e 3 funcionários dos Red Devils).

9760a10f-59b9-4dbb-983a-8eb539f63dcb-poster-1
A tragédia de Munique, 6 de fevereiro de 1958, é o tema do telefilme “United”, dirigido por James Strong para a BBC em 2011 (aqui pode ser visto no canal Now, da Net, pra quem assina o pacote Claro Vídeo). No roteiro de Chris Chibnall, também estão a formação daquela equipe, que ficou conhecida como Busby Babes, e a reconstrução do Manchester United, que voltou a campo 13 dias depois da tragédia – o programa do jogo contra o Sheffield Wednesday foi impresso com a escalação do time em branco. O artilheiro Bobby Charlton, o goleiro Harry Gregg e Sir Matt Busby foram alguns dos sobreviventes. O assistente de Busby, Jimmy Murphy, que não viajou a Belgrado por outros compromissos, tem papel importante no filme “United” -que também deixa a leitura “nas entrelinhas” que o presidente da liga inglesa foi cruel ao bater o pé na questão do obedecimento ao calendário inglês.

Como sempre acontece em filmes que recontam fatos reais, há críticas. Uma delas da família de Matt Busby, que ficou inconformada com o jeito (e até as roupas) com que o treinador é retratado.

Tem também poucas cenas de futebol. Só treinos foram “refilmados”. Os jogos reais entram apenas com alguns áudio ou o placar final. E as cenas do acidente podem incomodar a muitos.

De qualquer maneira, é uma boa introdução para procurar saber mais sobre essa fantástica geração do United, que seria campeão da Europa dez anos depois.

O próprio site do Manchester tem um grande especial, com um documentário dividido em vários vídeos e textos. Clique aqui.

ce4812633564d2b4435cb763ee612ccfc70abaf3
Jack O’Connell faz o papel de Bobby Charlton

Depois da tragédia, um time recheado de reservas concluiu a temporada. O Man United ficou em nono no campeonato inglês, valorosamente chegou à final da Copa da Inglaterra e parou nas semifinais da Copa dos Campeões, diante do Milan.

Bobby Charlton seria campeão do mundo com a Inglaterra em Wembley, 1966, na polêmica final contra a Alemanha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s